Banca de DEFESA: ANA PAULA DE FRANÇA MARINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA PAULA DE FRANÇA MARINHO
DATA : 14/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

IMPACTOS DA DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA QUALIDADE DO SOLO NA REGIÃO TROPICAL ÚMIDA E SEMIÁRIDA


PALAVRAS-CHAVES:

Degradação do solo. Lixão. Solo antropogênico.


PÁGINAS: 40
RESUMO:

Embora a disposição de resíduos ainda ocorra de forma irregular em muitos locais no mundo, às informações sobre os impactos da disposição irregular na qualidade do solo após um longo tempo de desativação e em diferentes condições ambientais são escassas. No presente estudo, foram investigadas as mudanças nas características físicas e químicas do solo causadas pela disposição irregular de resíduos sólidos em diferentes lixões e condições climáticas. A qualidade do solo foi avaliada em dois locais com sucessão cronológica em relação a disposição de resíduos: (1) solo natural, com características originais do solo; e (2) solo antropogênico, presentes nos lixões desativados. Vinte e quatro áreas foram amostradas, sendo doze áreas de solo antropogênico e doze áreas do respectivo solo natural. As amostras de solo foram caracterizadas física e quimicamente e tiveram os teores de metais pesados Cobre, Níquel, Chumbo, Zinco, Cromo e Manganês determinados. Os resultados mostraram que a disposição irregular de resíduos impacta significativamente a qualidade do solo independente do uso atual dos lixões e do clima tropical úmido ou semiárido. O crescimento espontâneo da vegetação nos solos dos antigos lixões não muda a condição de degradação desses solos.  Dentre as fontes de variação, a dimensão do lixão, o tempo em que o lixão permaneceu ativo e o tempo que está desativado influenciaram as respostas dos atributos físicos, químicos e dos teores de metais pesados. Os solos antropogênicos apresentaram ampla variabilidade dos atributos estudados formando um grupo de solos mais heterogêneos quando comparados aos respectivos solos naturais. Os atributos que melhor distinguiram os solos antropogênicos dos naturais foram teor de areia e argila, Ds, PT, pH, carbono orgânico total, fósforo disponível e teores dos metais pesados Cu, Pb, Ni e Zn. Nosso resultado destaca que os impactos da disposição irregular de resíduos para a qualidade do solo são notáveis e persistem por um longo tempo se as áreas não são recuperadas. Esses dados são importantes para as autoridades locais estabelecerem políticas de direcionamento mais eficazes para a melhoria da qualidade do solo e o controle da propagação de contaminantes em áreas impactadas pela disposição de resíduos municipais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AIRON JOSÉ DA SILVA - UFS
Interno - 3060504 - CARLOS WILMER COSTA
Externo à Instituição - CAROLINA MALALA MARTINS SOUZA - UFERSA
Presidente - 1662859 - KARINA PATRICIA VIEIRA DA CUNHA
Notícia cadastrada em: 25/06/2020 10:12
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao