Banca de DEFESA: DANIEL JÁDSON NORONHA LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIEL JÁDSON NORONHA LIMA
DATA : 19/06/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

FRAÇÕES DE FÓSFORO E SUA DISPONIBILIDADE EM SEDIMENTOS DE RESERVATÓRIOS NO SEMIÁRIDO TROPICAL BRASILEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Eutrofização. Fertilização interna. Extração do fósforo. Composição elementar. Lagos artificiais rasos.


PÁGINAS: 36
RESUMO:

O fósforo (P) armazenado nos sedimentos de lagos eutrofizados pode ser uma importante fonte de enriquecimento desse nutriente para a coluna de água e contribuir na persistência da eutrofização desses ambientes, mesmo após a redução de fontes externas. Dessa forma, para que a restauração nesses corpos hídricos seja bem sucedida, também é necessário o controle dessa carga interna. Para isso, é essencial que se conheça a composição elementar e a carga móvel de P presentes nos sedimentos. Em lagos artificiais (reservatórios) no semiárido tropical esse mecanismo de fertilização interna é especialmente importante durante períodos de seca, onde entrada externa de P é reduzida devido a escassez de chuvas. Assim, este estudo teve como objetivo quantificar as frações de P e a composição elementar nos sedimentos superficiais de oito reservatórios rasos eutrofizados localizados no semiárido tropical do nordeste brasileiro, com a finalidade de avaliar a carga interna disponível para a manutenção das condições tróficas desses corpos hídricos. Para isso, foram realizados ensaios de fracionamento químico para a determinação das frações de P presentes nos sedimentos e de Fluorescência de Raios – X (FRX) para se analisar a composição elementar dos mesmos. A carga de fósforo total (PT) nos sedimentos variou de 593,17 à 1222,12 µg g-1 DW, sendo que cerca de 35 a 46% desse conteúdo estava associado a formas de P potencialmente móveis. As frações mais abundantes foram o P-NaOH (25% a 37% do PT), que representa formas de P ligadas óxidos de Fe e Al não redutíveis, e o P-BD (23% a 30% do PT), que está relacionado a formas de P sensível a condições redox, principalmente óxidos e hidróxidos de Fe e Mn. A maior abundância dessas duas frações condiz com a composição elementar que aponta uma grande presença de Al2O3 (25,27% ± 2,19%) e Fe2O3 (22,56% ± 2,95%) nos sedimentos. De forma geral, as frações de P apresentaram a seguinte ordem decrescente na maioria dos reservatórios: P-NaOH > P-BD > P-Humic > NRP > P-Res > P-HCl > P-Water. A alta carga de P nos sedimentos investigados associada a formas potencialmente móveis e características ambientais comuns nesses corpos hídricos da região semiárida, que normalmente favorecem a sua liberação, são fatores que indicam que o mecanismo da fertilização interna pode estar atuando nesses ambientes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 052.716.174-83 - FABIANA OLIVEIRA DE ARAUJO SILVA - UFRN
Externa à Instituição - NATÁLIA PESSOA NOYMA - UERJ
Externo à Instituição - ROSEMBERG FERNANDES DE MENEZES - UFPB
Notícia cadastrada em: 08/06/2020 17:48
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao