Banca de QUALIFICAÇÃO: INGREDY NATALY FERNANDES ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : INGREDY NATALY FERNANDES ARAÚJO
DATA : 05/06/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório da Eng. Ambiental - CTEC/UFRN (Sala 212)
TÍTULO:

QUALIDADE DO SOLO E VULNERABILIDADE AMBIENTAL COMO INDICADORES DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NO ENTORNO DE UM RESERVATÓRIO TROPICAL SEMIÁRIDO


PALAVRAS-CHAVES:

Uso e ocupação do solo. Zona ripária. Fragilidade ambiental. Geoprocessamento.


PÁGINAS: 18
RESUMO:

Atividades antrópicas, tais como agricultura, pecuária e urbanização, modificam as características naturais do solo, degradando sua qualidade. Um dos efeitos esperados é a intensificação dos processos erosivos, facilitando o transporte de sedimentos e nutrientes até os corpos hídricos, fazendo com que o solo atue como fonte de poluição para mananciais superficiais. A susceptibilidade de um solo à erosão hídrica pode ser um indicador da vulnerabilidade ambiental. Desse modo, espera-se que áreas que possuam solos rasos, pouco desenvolvidos, como é o caso do semiárido tropical, tenham sua vulnerabilidade agravada pelo uso e ocupação do solo, de modo que áreas de solos expostos e com o desenvolvimento de atividades agropecuárias apresentem maior vulnerabilidade ambiental e, portanto, maior potencial de atuação como fonte de poluição difusa do reservatório. A análise da perda de qualidade do solo, aliado a identificação da vulnerabilidade ambiental da região, proporciona um diagnóstico da susceptibilidade à degradação ambiental local. O objetivo desta pesquisa é avaliar as alterações na qualidade do solo e na vulnerabilidade natural promovidas pelo uso e ocupação do solo no entorno do Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, contribuindo para o processo de degradação ambiental. Para isso, serão elaborados mapas de vulnerabilidade a partir de informações sobre geomorfologia, geologia, tipos de solos, cobertura vegetal e uso e ocupação do solo. A mensuração da perda de qualidade do solo será feita através da análise dos atributos físicos e químicos do solo sob diferentes usos. Os resultados serão submetidos à análises exploratórias estatísticas e à análise de componentes principais. Com isso, espera-se identificar as áreas mais susceptíveis à degradação ambiental nessa região, que necessitam de uma adequada gestão e manejo do solo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 052.716.174-83 - FABIANA OLIVEIRA DE ARAUJO SILVA - UFRN
Presidente - 1662859 - KARINA PATRICIA VIEIRA DA CUNHA
Externo à Instituição - MARIA DE FATIMA ALVES DE MATOS - UFRN
Notícia cadastrada em: 30/05/2018 09:04
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao