Banca de DEFESA: GUSTAVO MARQUES CALAZANS DUARTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GUSTAVO MARQUES CALAZANS DUARTE
DATA : 25/05/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Aula do LARHISA
TÍTULO:

SIMULAÇÃO EM INSTALAÇÃO PILOTO DA ADEQUAÇÃO DE ETA CONVENCIONAL PARA DUPLA FILTRAÇÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Dupla filtração. Tratamento de água. Adequação de tecnologia de tratamento de água.


PÁGINAS: 64
RESUMO:

Existem estações de tratamento de água (ETA) que operam com sobrecarga hidráulica, exemplo disso é a ETA Extremoz, situada no estado Rio Grande do Norte, a qual trata vazão igual a 700 L/s, isto é, opera com sobrecarga hidráulica em relação a sua vazão de projeto de cerca de 30%. Apesar de o projeto indicar a tecnologia de ciclo completo, a ETA Extremoz opera com a tecnologia de filtração direta e as estruturas dos floculadores e decantadores funcionam como caixas de passagem e nesse cenário, a construção do segundo módulo na tecnologia de ciclo completo não é viável econômica e tecnicamente. A reforma das estruturas atualmente inoperantes para funcionarem como câmaras de pré-oxidação (floculadores) e filtros ascendentes de pedregulho (FAP) (decantadores) ou seja, adaptando a tecnologia de ciclo completo para dupla filtração (DF) com pré-filtro de pedregulho e filtro rápido de areia, para vazão de 1.000 L/s, é alternativa que resulta em significativa economia financeira e espacial para uma possível ampliação da ETA. O objetivo desse trabalho é avaliar em instalação piloto as condições operacionais para adequação da ETA Extremoz para a tecnologia de dupla filtração, mantendo e aproveitando a estrutura existente da ETA e verificar a tecnologia de tratamento para a vazão de água atual (700 L/s) e futura (1000 L/s). A pesquisa consistiu em duas fases, a primeira avaliou o comportamento do tratamento pela tecnologia de DF nas taxas de filtração de 190, 210, 230 e 255 m³.m-².dia-1 para os FAP e 250, 280, 310 e340 m³.m-².dia-1 para os filtros de areia em ensaios em instalação piloto com ensaios com oito horas de duração. Os resultados obtidos na primeira fase indicaram o FAP 3 como o de melhor desempenho e que as taxas de filtração estudadas não impactaram significativamente na qualidade do efluente filtrado. A partir daí, procedeu-se investigação mais profunda no comportamento do FAP 3 e nos filtros rápidos de areia, em ensaios em instalação piloto com taxa de filtração de 230 e 255 m³.m-².dia-1 para o pré-filtro três e 310 e 340 m³.m-².dia-1 e ensaios com 24h de duração. A partir das análises de dos dados obtidos concluiu-se que apesar do desempenho semelhante aos demais FAP, o pré-filtro FAP3 apresentou melhor eficiência e as menores médias de turbidez e cor aparente remanescentes e o FAP1 foi o de pior desempenho. Os desempenhos dos FDA foram estaticamente equivalentes, porém, por ter careira de filtração superior aos demais, o FDA3 foi o filtro com granulometria mais adequada ao tratamento da água bruta. Foram verificados picos de turbidez na água pré-filtrada após as DFI e na água filtrada após a lavagem dos filtros de areia. Em todos os ensaios realizados, a perda de carga final do FAP foi inferior a 0,60m (carga máxima disponível de 240 cm), resultado indica que a carga hidráulica prevista para o pré-filtro poderia ser menor que o indicado na literatura. A dupla filtração com filtro ascendente de pedregulho é indicada para o tratamento de água com turbidez até 300 uT, entretanto, se mostrou imprescindível um bom pré-condicionamento da água a ser tratada. A elevação da taxa de filtração não influenciou o desempenho dos pré-filtros, entretanto taxas de filtração entre 200 e 300 m3.m-2.dia-1 foi a faixa escolhida pois reduz custos de implantação de unidades. O maior influenciador na perda de carga total do FAP3 é o fundo falso. As camadas mais baixas do FAP3 não contribuíram para a remoção de turbidez e cor. O FAP se mostrou equalizador na qualidade da água afluente dos filtros de areia. Para as taxas de filtração estudadas a granulometria dos FDA não gera efluentes distintos entre si.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1222082 - ADA CRISTINA SCUDELARI
Interno - 376.950.452-68 - ANDRE LUIS CALADO ARAUJO - IFRN
Externo à Instituição - MARCO ANTÔNIO CALAZANS DUARTE - IFRN
Externo à Instituição - RUI DE OLIVEIRA - UFCG
Notícia cadastrada em: 24/05/2018 14:29
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao