Banca de DEFESA: JÉSSICA NAYARA DE CARVALHO LEITE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JÉSSICA NAYARA DE CARVALHO LEITE
DATA : 22/11/2017
HORA: 13:15
LOCAL: Auditório do Centro de Tecnologia (CT/UFRN)
TÍTULO:

IMPACTOS NA QUALIDADE DA ÁGUA DE UM RESERVATÓRIO LOCALIZADO NO SEMIÁRIDO TROPICAL APÓS ESGOTAMENTO HÍDRICO EM EVENTO DE SECA PROLONGADA


PALAVRAS-CHAVES:

Lagos rasos artificiais. Seca prolongada. Flutuação do nível d’água. Clorofila-a.


PÁGINAS: 26
RESUMO:

Reservatórios são ecossistemas artificiais construídos principalmente em regiões cujos corpos hídricos são escassos ou insuficientes para o atendimento das demandas de uso. Em regiões mais secas, muitos reservatórios chegam a volumes tão baixos que deixam de ser suficientes para abastecimento, sendo assim interrompida a tomada d’água. No semiárido nordestino, é recorrente o esgotamento hídrico em alguns reservatórios, os quais permanecem secos por meses ou até mesmo anos, o que representa um grave problema para o abastecimento e causa inúmeros prejuízos socioeconômicos. Após um evento de esgotamento hídrico, em termos de impactos na qualidade da água, espera-se que haja melhorias após o enchimento com novas águas advindas da precipitação: Menor biomassa algal, maior transparência da água, menor turbidez e baixa concentração de nutrientes. O objetivo deste estudo foi analisar a qualidade da água de um reservatório do semiárido tropical após esgotamento hídrico durante um evento de seca prolongada. O reservatório estudado foi Dourado, localizado no município de Currais Novos, no Rio Grande do Norte, Brasil. O trabalho foi realizado em três períodos distintos, determinados de acordo com o volume hídrico. Os três períodos do estudo foram marcados por chuvas abaixo da média histórica anual, estando assim inseridos em um período de estiagem prolongada. Foram analisadas as variáveis transparência da água, turbidez, condutividade elétrica, pH, fósforo total, fósforo reativo dissolvido e clorofila-a. Após a renovação das águas, o que mais se destaca em termos de melhoria da qualidade da água do reservatório Dourado foi a redução da biomassa fitoplanctônica. Com esta redução, o reservatório passou a ser considerado mesotrófico, considerando-se apenas a variável clorofila-a. Contudo, apesar da expressiva redução na biomassa algal no período após o enchimento do reservatório Dourado, não houve redução na concentração de nutrientes. A alta concentração de nutrientes na água de Dourado provavelmente está relacionada com o uso e ocupação da sua bacia hidrográfica, bem como com a ausência de manejo da bacia de drenagem e do sedimento do reservatório.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2190974 - JOANA DARC FREIRE DE MEDEIROS
Externo à Instituição - JOSÉ ETHAM DE LUCENA BARBOSA - UEPB
Presidente - 1764855 - VANESSA BECKER
Notícia cadastrada em: 17/11/2017 13:36
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao