Banca de DEFESA: JOÃO MANOEL DANTAS DE ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO MANOEL DANTAS DE ANDRADE
DATA : 31/07/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCEA - CTEC/UFRN (Sala 212)
TÍTULO:

PERDAS DE QUALIDADE E CONTAMINAÇÃO DO SOLO EM MINA DE SCHEELITA NO SEMIÁRIDO TROPICAL


PALAVRAS-CHAVES:

Mina Brejuí. Qualidade do solo. Degradação ambiental. Metais pesados.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

A disposição irregular de pilhas de rejeito e estéril causa degradação ambiental. Pilhas de rejeito e estéril são fontes de contaminação continua do ambiente, impactando principalmente o solo, reduzindo sua qualidade a partir de alterações nos seus atributos físicos e químicos e na disposição de metais pesados. O presente trabalho teve como objetivo avaliar os atributos físicos e químicos e teores de metais disponíveis do solo da Mina Brejuí. Foram coletadas amostras de solo em nove locais da mineração e um em mata nativa que serviu de referência de qualidade. Foi feito análise dos atributos físicos (densidade do solo de partícula, porosidade total e granulomentria), químicos (pH, condutividade elétrica, Ca²⁺, Mg²⁺, Na⁺,K⁺, H⁺+Al³⁺, Al³⁺, soma de bases, capacidade de troca de cátions total, saturação por bases e por alumínio e matéria orgânica) e teores de metais disponíveis (Fe, Mn, Cd, Cr, Cu, Ni, Pb e Zn). A mineração de scheelita provoca perdas de qualidade do solo. Os atributos físicos e químicos , mais sensíveis na distinção entre as áreas mineradas e a mata nativa são Ds, MO, Ca²⁺, CE, pH e acidez potencial, os quais podem ser utilizados em programas de monitoramento ambiental da área. Os processos de degradação do solo mais evidentes nas áreas mineradas são a compactação, salinização, redução dos teores de matéria orgânica e contaminação por metais pesados. Os metais Cd, Ni e Pb estão sendo disponibilizados a partir das pilhas de resíduos da mineração de scheelita ultrapassando os Valores de Referência de Qualidade do Solo do estado do Rio Grande Norte. É necessário a elaboração de um plano de gestão e recuperação da área minerada visando a disposição adequada dos resíduos, com ênfase á pilha de rejeitos ferrosos, e a mitigação dos processos de degradação evidenciados no presente estudo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AIRON JOSÉ DA SILVA - UFS
Externo à Instituição - ANDRESA PRISCILA DE SOUZA RAMOS - EMF
Presidente - 1662859 - KARINA PATRICIA VIEIRA DA CUNHA
Notícia cadastrada em: 24/07/2017 17:40
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao