Banca de QUALIFICAÇÃO: JOÃO VIEIRA DE MORAIS NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO VIEIRA DE MORAIS NETO
DATA : 05/05/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do CCEA - CTEC/UFRN
TÍTULO:

EFEITO DO USO DO SOLO NA QUALIDADE DA ÁGUA DE RESERVATÓRIOS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Uso do solo. Bacia hidrográfica. Geoprocessamento.


PÁGINAS: 16
RESUMO:

A substituição da vegetação nativa por atividades antrópicas em uma bacia de drenagem, geralmente resulta no carreamento de nutrientes aos ecossistemas aquáticos, reduzindo a qualidade da água destes ambientes. A região semiárida do Nordeste brasileiro não foge a esta regra e por possuir solos jovens, é ainda mais susceptível a erosão, o que pode agravar o problema. Encontrar as variáveis mais importantes neste é de suma importância para a gestão das bacias pois pode gerar políticas públicas de proteção aos mananciais hídricos. Este trabalho tem o objetivo de verificar as relações entre o uso do solo da bacia de drenagem e as variáveis de qualidade da água de 38 reservatórios inseridos nas bacias dos rios Piranhas-Açu e Apodi-Mossoró no semiárido brasileiro (Rio Grande do Norte –RN). A delimitação das bacias de drenagem, bem como as análises de uso e ocupação do solo foram realizadas através de ferramentas de geoprocessamento como Taudem e o SCP aplicados no software Quantum Gis, classificando os usos em: vegetação densa, vegetação esparsa, solo exposto, urbano, agricultura e água. Os dados de qualidade da água foram obtidos junto a um programa estadual de monitoramento de águas superficiais e as variáveis selecionadas foram: fósforo total, nitrogênio total, coliformes termotolerantes, sólidos totais, densidade de cianobactérias e clorofila. Até o presente momento foram analisadas sete bacias de drenagem (entre as 38 pretendidas) e realizadas análises de correlação entre a qualidade da água e o uso do solo para o ano de 2009. Foram encontradas altas correlações negativas significativas entre vegetação densa e fósforo total (r=-0,96; p=0,01), e com densidade de cianobactéria dos reservatórios (r=-0,83 e p=0,04). Outro resultado a se destacar foi a correlação positiva (r=0,82; p=0,04) entre densidade de cianobactéria e a atividade de agricultura na bacia de drenagem. Portanto, esses resultados evidenciam que a redução da porcentagem da vegetação nativa e o aumento da atividade agrícola tendem a piorar a qualidade da água e aumentam a densidade de cianobactérias nos reservatórios.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 052.716.174-83 - FABIANA OLIVEIRA DE ARAUJO SILVA - UFRN
Externo ao Programa - 1066308 - MARCUS ALEXANDRE NUNES
Presidente - 1177742 - RONALDO ANGELINI
Notícia cadastrada em: 03/05/2017 17:07
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao