Banca de DEFESA: ANDRÉ CÂMARA DE BRITO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDRÉ CÂMARA DE BRITO
DATA : 30/06/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CT/UFRN
TÍTULO:

 

FLOTAÇÃO POR AR DISSOLVIDO COMO PÓS-TRATAMENTO DE EFLUENTES DE LAGOAS DE ESTABILIZAÇÃO



PALAVRAS-CHAVES:

Biomassa algal. Coagulação-Floculação-Flotação. Lagoa de estabilização.


PÁGINAS: 47
RESUMO:

Lagoas de estabilização possuem importantes vantagens, como elevada eficiência na remoção de matéria orgânica e organismos patogênicos, não utilização de energia elétrica e facilidade operacional no tratamento de efluentes, principalmente em regiões de clima mais quente. Por outro lado, uma de suas desvantagens é a elevada concentração de sólidos suspensos, principalmente devido a biomassa algal. O objetivo desta pesquisa é avaliar a eficiência de remoção das algas de efluentes de lagoas de estabilização utilizando a flotação por ar dissolvido (FAD) como técnica de pós-tratamento. Para os ensaios com a FAD (coagulação-floculação-flotação) foi utilizado um flotateste de bancada. Foi planejado um delineamento experimental tipo fatorial aleatório, utilizando o critério ka-1, em que k é o número de níveis (três: menor, central, maior) e a é o número de fatores (quatro: dose de coagulante, taxa de recirculação de água saturada, pH e tempo de floculação), realizado em triplicata, para os coagulantes policloreto de alumínio e cloreto férrico em efluente de lagoas de facultativa primaria e lagoa de maturação. As amostras foram coletas semanalmente, no período da manhã, do efluente da lagoa facultativa e efluente final da ETE de Ponta Negra (Natal). As seguintes variáveis foram avaliadas nos efluentes brutos e após os ensaios com a FAD: turbidez, sólidos suspensos totais, cor aparente, DQO, clorofila “a”, fosforo total, ortofosfato solúvel e nitrogênio amoniacal e orgânico. A variável operacional com maior influencia foi a dose de coagulante para o coagulante PAC e para o coagulante cloreto férrico a maior influencia na remoção foi o pH seguido da dosagem de coagulante. E a partir da dosagem otimizada as remoções nos parâmetros analisados atingiram valores entre 66% e 97%. O pós tratamento na lagoa facultativa obteve o maior percentual de remoção para os dois coagulantes, assim como o cloreto férrico obtive maiores percentuais de remoção para em todas as situações.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 376.950.452-68 - ANDRE LUIS CALADO ARAUJO - IFRN
Interno - 346736 - CICERO ONOFRE DE ANDRADE NETO
Externo à Instituição - MARCO ANTÔNIO CALAZANS DUARTE - IFRN
Externo à Instituição - RENATO DANTAS ROCHA DA SILVA - IFRN
Notícia cadastrada em: 27/06/2016 09:15
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao