Banca de DEFESA: CAROLINE ELIZABETH BRAZ FRAGOSO DE SOUSA MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAROLINE ELIZABETH BRAZ FRAGOSO DE SOUSA MEDEIROS
DATA: 05/02/2016
HORA: 14:30
LOCAL: AUDITÓRIO DO CENTRO DE TECNOLOGIA
TÍTULO:

OS IMPACTOS NA QUALIDADE DA ÁGUA E DO SOLO DE UM MANANCIAL TROPICAL DO SEMIÁRIDO DEVIDO AO USO E OCUPAÇÃO E EVENTO DE SECA EXTREMA



PALAVRAS-CHAVES:

Eutrofização, poluição difusa, eventos extremos, seca, pecuária.


PÁGINAS: 93
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
RESUMO:

Atividades antrópicas alteram as características do solo, provocando a deterioração da sua qualidade. O uso e ocupação do solo em bacias de drenagem de mananciais de abastecimento podem promover a ampliação do potencial do solo em atuar como fonte difusa de poluição, através da alteração da qualidade ambiental do solo e da veiculação hídrica dos poluentes. No semiárido do Brasil, os solos são, geralmente, rasos e apresentam elevada suscetibilidade à erosão, favorecendo a entrada de sedimento e nutrientes nos mananciais superficiais, contribuindo para o processo de eutrofização da água. Além disso, a região possui altas temperaturas e um período chuvoso curto e intenso, com altas taxas de evapotranspiração e baixas taxas de precipitações, que são insuficientes para a reposição do volume perdido por evaporação. A redução do volume eleva a concentração de nutrientes e, por conseguinte, agrava o processo de eutrofização, deteriorando a qualidade da água. Diante disso, o processo de eutrofização dos reservatórios do semiárido pode ser intensificado tanto pelos eventos climáticos extremos de seca prolongada, quanto pela poluição difusa devido ao uso e ocupação da bacia. Este trabalho tem como objetivo testar se as atividades de uso e ocupação do solo da bacia e eventos de seca severa intensificam o processo de eutrofização de um manancial tropical do semiárido. Para verificar a influência das atividades realizadas na bacia de drenagem do manancial sobre a qualidade do solo e o processo de eutrofização, foi realizado o mapeamento dos tipos de uso e ocupação, bem como o cálculo da erosão para cada atividade e a avaliação da qualidade do solo da zona ripária e da qualidade da água do reservatório. Para a análise da água, a amostragem foi realizada mensalmente no ponto mais profundo, próximo à barragem. Para o solo, foram retiradas amostras compostas deformadas para a análise dos atributos físicos e químicos, segundo as classes de uso e ocupação identificadas. Os resultados demonstram que secas extremas reduzem drasticamente o volume do reservatório e, assim, contribuem para maior degradação da qualidade da água. Além disso, os dados indicam que as atividades humanas desenvolvidas na bacia de drenagem favorecem a poluição difusa e eutrofização do manancial, pela alteração da qualidade do solo, aumento da suscetibilidade à erosão e dos teores de nutrientes do solo. Portanto, os dados corroboram a hipótese de que atividades de uso e ocupação e secas extremas proporcionam intensificação do processo de eutrofização. Dessa forma, este trabalho apresenta o efeito combinado de atividades humanas e eventos de seca sobre a qualidade de um manancial tropical do semiárido, sugerindo que o processo de eutrofização nessas condições se dá de forma mais rápida e intensa.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1759924 - HELIO RODRIGUES DOS SANTOS
Externo à Instituição - MARCO ANTÔNIO CALAZANS DUARTE - IFRN
Presidente - 1764855 - VANESSA BECKER
Notícia cadastrada em: 28/01/2016 15:05
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao