Banca de DEFESA: VERA LUCIA RODRIGUES CIRILO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VERA LUCIA RODRIGUES CIRILO
DATA: 30/10/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Prédio do LARHISA
TÍTULO:

ABASTECIMENTO HUMANO DE ÁGUA EM COMUNIDADES RURAIS NA BACIA  HIDROGRÁFICA DO RIO CEARÁ MIRIM RN


PALAVRAS-CHAVES:

Abastecimento de água humano. Gestão de Recursos Hídricos. Semiárido.


PÁGINAS: 166
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Recursos Hídricos
RESUMO:

O semiárido brasileiro caracteriza-se por ser uma região onde as condições climáticas são adversas, com precipitações pluviométricas bastante irregulares.  Há períodos de grande carência de água e outros de intensa pluviosidade. Essa característica de escassez resultante da irregularidade na distribuição das chuvas causa uma forte dependência da intervenção do homem sobre a natureza.  Assim sendo, o homem intervém por meio da construção de obras de infraestrutura hídrica no sentido de buscar a garantia e a preservação desse recurso hídrico para sua sobrevivência. A ausência de água acarreta entraves ao desenvolvimento econômico e consequentemente ao social, onde a necessidade de água existe. Dessa forma, são grandes os problemas em decorrência da falta de água, principalmente para as pessoas que vivem nas comunidades rurais mais distantes. Assim, devido à ausência de abastecimento regular de água para os usuários de comunidades rurais no semiárido brasileiro e, a grande necessidade desse recurso em períodos de seca, a população sempre é atendida com medidas paliativas, com água transportada em caminhões pipa, em ações adotadas por programas emergenciais de governo. Neste sentido, buscou-se nessa pesquisa ter acesso às percepções dos atores no contexto dos recursos hídricos sobre a eficácia da gestão dos recursos hídricos, considerando os usos de abastecimento de água nas comunidades rurais difusas, testar a hipótese por meio da análise dessas percepções e assim fornecer subsídios para futuras intervenções na gestão dos recursos hídricos no semiárido brasileiro. A metodologia baseou-se na pesquisa qualitativa onde se utilizou a técnica de análise documental a partir de estudos existentes; caracterização da bacia hidrográfica do rio Ceará Mirim – RN; identificação dos usuários de abastecimento rural difuso por meio do Programa Carro Pipa; entrevistas, com perguntas pré-elaboradas sobre a eficácia da gestão de recursos hídricos, com os atores no contexto dos recursos hídricos; e, associado, uma análise das informações obtidas. Por fim, foi confirmada a hipótese inicial, de que a gestão de Recursos Hídricos no Semiárido Brasileiro não é eficaz, considerando os usos de abastecimento de água nas residências rurais difusas. Embora as entrevistas tenham sido feitas individualmente, quando as percepções dos atores foram analisadas de maneira coletiva os resultados foram os mesmos para a eficácia da gestão. As opiniões dos atores culminam para uma mesma direção no que diz respeito à necessidade de solução para o problema da insuficiência de água nas áreas rurais difusas e apontam a necessidade de uma política de saneamento rural.

 

 



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 347974 - JOAO ABNER GUIMARAES JUNIOR
Interno - 6345791 - MANOEL LUCAS FILHO
Externo à Instituição - RAMIRO GUSTAVO VALERA CAMACHO - UERN
Notícia cadastrada em: 27/10/2014 17:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao