Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNO FREITAS CARDOSO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO FREITAS CARDOSO
DATA: 30/05/2014
HORA: 08:30
LOCAL: SALA DE REUNIÃO DO PRÉDIO DO LARHISA
TÍTULO:

INFILTRAÇÃO E RECARGA DE ÁGUAS PLUVIAIS EM LAGOA DE CAPTAÇÃO – NATAL, RN


PALAVRAS-CHAVES:

Águas pluviais, lagoas de captação (detenção e infiltração), recarga de aquífero, infiltração.


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
RESUMO:

Um tipo de solução de macrodrenagem largamente utilizado, principalmente, em áreas de predominância de bacias fechadas (bacias sem exutórios) é a implantação de lagoas ou reservatórios de detenção e infiltração. Este tipo de solução tem como principal função realizar o armazenamento de deflúvios superficiais e promover a infiltração e consequentemente, a recarga do aquífero freático quando existente. Dessa maneira, evitam-se inundações nos baixios da bacia de drenagem. Outra vantagem associada ao uso de lagoas de detenção e infiltração é a possibilidade da manutenção de áreas verdes nas cidades, como gramados e arborização, graças a maior facilidade de manter o solo em capacidade de campo, contribuindo para uma paisagem urbana ambientalmente mais adequada.
Cessada a precipitação e a reserva de água acumulada na lagoa de captação chega-se ao fim do processo de infiltração. Isto não implica, entretanto, que o movimento da água no interior do solo deixe de existir.
A partir do conhecimento da dinâmica do avanço da frente de molhamento pode-se entender melhor a dinâmica do fluxo de água envolvida em todo o processo, tanto antes quanto depois da infiltração das águas pluviais. Utilizam-se as fundamentações teóricas existentes de Green Ampt, de Richards e/ou adaptações das mesmas para as diferentes condições de contorno.
O modelo computacional a ser desenvolvido nesta pesquisa irá simular o processo de infiltração que ocorre em lagoas de captação, especificamente, em uma lagoa da cidade de Natal, denominada lagoa de captação de águas pluviais de Mirassol.
Para isso, o trabalho envolverá levantamento geofísico e experimental para a obtenção de um banco de dados suficiente para a realização da modelagem numérica do processo. A parte experimental inclui o levantamento de precipitações e níveis de água em poços de observação e de explotação nas imediações da lagoa.
A modelagem matemática será obtida a partir de dois modelos numéricos. Um modelo unidimensional que permitirá simular o processo de infiltração em condição de solo não saturado. E um modelo tridimensional, o MODFLOW, que permitirá simular o processo de recarga e redistribuição de água em meio saturado nas imediações da lagoa.
Como principal resultado, espera-se obter melhores informações do processo de infiltração e de recarga em lagoas de captação localizadas em bacias de drenagem fechadas, de grande importância para a cidade de Natal, RN.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1354593 - ANTONIO MAROZZI RIGHETTO
Interno - 347974 - JOAO ABNER GUIMARAES JUNIOR
Interno - 1242829 - LUCIO FLAVIO FERREIRA MOREIRA
Notícia cadastrada em: 29/05/2014 15:13
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao