Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2019
Dissertações
1
  • MILENA DE OLIVEIRA AGUIAR
  • O CORPO E O YOGA: REFLEXÕES FENOMENOLÓGICAS E IMPLICAÇÕES PARA A EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDREA CAMARA VIANA VENANCIO AGUIAR
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • PRISCILLA PINTO COSTA DA SILVA
  • RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • SÍLVIA MARIA AGATTI LÜDORF
  • Data: 20/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • As práticas integrativas e complementares se tornam política do Ministério da Saúde do Brasil em 2006, contemplando cinco práticas em sua origem, contu-do é apenas no ano de 2017 que o yoga é incluído a essa política. Essa pes-quisa aborda aspectos históricos das práticas integrativas e complementares entrelaçando-a com o yoga. Apesar da recente inserção, o yoga é uma prática milenar e difundida pelo ocidente, apresentando-se a necessidade de com-preender os praticantes ocidentais do yoga. Nesse sentido, a pesquisa objetiva compreender a construção do corpo de yogis do Núcleo de Yoga Professor Hermógenes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com vistas a identificação de contribuições para a Educação Física. Além de identificar e discutir: as percepções e compreensões dos praticantes sobre corpo, bem co-mo os efeitos das práticas corporais para seus usuários. A pesquisa se funda-mentou no método fenomenológico de Maurice Merleau-Ponty, a partir da es-tratégia do fenômeno situado, por isso houve o deslocamento da pesquisadora para o mundo vivido do yoga de quinze entrevistados com base no diálogo a partir de entrevistas semiestruturadas. Os entrevistados apontaram suas per-cepções e compreensões relacionadas ao corpo. Compreendemos o corpo en-quanto o sujeito em sua totalidade, nessa perspectiva discutimos sobre as mo-tivações e percepções dos entrevistados que apontam suas transformações, cuidados e estímulos à permanência em vivenciar o yoga. Logo, discernimos que esse estudo contribui para área da Educação Física por emergir um novo olhar sobre essa prática corporal, apresentando resultados da importância do yoga para o seu praticante. Em virtude de ampliar o olhar do yogi para a com-preensão de quem se é, transmutando para uma percepção que valoriza o ser, as relações, os significados e os símbolos das vivências realizadas no contex-to investigado.


  • Mostrar Abstract
  • The integrative and complementary practices became policy of the Brazilian Ministry of Health in 2006 contemplating five practices in its origin. However, only in the year of 2017 yoga was included in this policy. This research discusses historical aspects of integrative and complementary practices by interweaving it with yoga. Despite the recent insertion, yoga is a millennial and widespread practice by the West presenting the need to understand the Western practitioners of yoga. In this sense, the research aims to understand the construction of the body of yogis of the Núcleo de Yoga Professor Hermógenes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte with a view to identifying contributions to physical education. In addition, this study aims to identifying and discuss: The perceptions and understandings of practitioners about body, as well as the effects of bodily practices for their users. The research was based on the phenomenological method of Maurice Merleau-Ponty, based on the strategy of the phenomenon located, so there was the displacement of the researcher to the experienced yoga world of fifteen interviewees based on the dialogue from interviews Semi-structured. The interviewees pointed out their perceptions and understandings related to the body. We understand the body as the subject in its entirety. In this perspective, we discussed the motivations and perceptions of respondents who point out their transformations, care, and stimuli to continue experiencing yoga. Therefore, we discerned that this study contributes to the area of physical education by emerging a new perspective on this body practice, presenting results of the importance of yoga for its practitioner. By virtue of expanding the look of the yogi to the comprehension of who is yourself, transmutating to a perception that values the being, the relationships, the meanings, and the symbols of the experiences performed in the context investigated.

2
  • MARÍLIA PADILHA MARTINS TAVARES
  • INFUÊNCIA DA ACURÁCIA E CONSCIÊNCIA INTEROCEPTIVA SOBRE O ESFORÇO FÍSICO E AS RESPOSTAS PSICOFISIOLÓGICAS EM ADOLESCENTES

  • Orientador : HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • ANDREA CAMAZ DESLANDES
  • DANIEL GOMES DA SILVA MACHADO
  • Data: 26/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • O complexo comportamento humano de realizar exercício físico envolve, além de processamentos cognitivos, físicos e emocionais, fatores interoceptivos que influenciam o controle da intensidade do exercício físico. Nesse sentido, estudos recentes demonstram uma variabilidade interindividual humana na percepção dos sinais corporais, essa percepção é denominada como interocepção. Ademais, evidências recentes expõem a influência da percepção interoceptiva no comportamento durante o exercício físico. Todavia, os estudos que utilizam a interocepção como influenciadora na regulação do esforço físico apresentam divergência na amostra e na instrução fornecida aos indivíduos. Portanto, o presente estudo verificou a influência da interocepção (acurácia e consciência interoceptiva) sobre a regulação do esforço físico, desempenho e respostas psicofisiológicas durante duas condições de exercício, com diferentes instruções, em adolescentes. Foram alocados 45 adolescentes, com idade entre 14 e 17 anos, na primeira etapa, foram separados pelo nível de acurácia Interoceptiva: Alta acurácia (n=20) e Baixa acurácia (n=25); e na segunda etapa pelo nível de consciência Interoceptiva: Alta consciência (n=28) e Baixa consciência (n=17). Todos foram submetidos a anamnese, avaliação antropométrica, estágio maturacional, questionário de preferência e tolerância da intensidade de exercício (PRETIE-Q), questionário de estresse, ansiedade e depressão (DASS-21), variabilidade da frequência cardíaca de repouso e ao teste de aptidão aeróbia (teste de leger). Posteriormente, foram submetidos (em ordem aleatória e cruzada) a duas condições de exercício físico de corrida, no qual diferiram quanto a instrução orientada ao voluntário, uma autosselecionada (você tem 10 minutos de exercício); e outra que busca o melhor desempenho do indivíduo (você tem 10 minutos para dar o maior número de voltas possível). Durante o exercício, foi aferido a frequência cardíaca, a percepção subjetiva de esforço (PSE) e a resposta afetiva dos voluntários, sendo as duas últimas, a cada dois minutos. A normalidade foi testada por Shapiro-Wilk e score-z (assimetria e curtose). O teste T para amostras independentes e o Mann-Whitney foram utilizados para comparar os grupos. O modelo de Equações de Estimativa Generalizada verificou as possíveis diferenças entre as respostas de PSE e afeto durante o exercício. Na etapa um houve diferença significativa entre os grupos nas duas condições de exercício, quanto a distância percorrida (p<0,05), não apresentando interação grupo e tempo quanto as respostas de PSE e resposta afetiva (p>0,05). Na etapa dois houve diferença significativa da distância percorrida entre os grupos apenas na condição que busca o melhor desempenho dos indivíduos (p=0,026), sendo a condição autosselecionada estatisticamente semelhante (p=0,097), quanto a resposta afetiva não houve interação grupo e tempo, nas condições (p>0,05), similarmente a PSE no exercício autosselecionado (p=0,643), já a PSE no exercício que busca o melhor desempenho, houve interação grupo e tempo (p=0,026). Concluímos que sujeitos com alta acurácia Interoceptiva apresentam maior conservação ao selecionar a intensidade do exercício físico, independente da orientação. Entretanto, no estudo dois, esse comportamento só é semelhante durante a condição em que os voluntários buscam o melhor desempenho.


  • Mostrar Abstract
  • The complex human behavior of physical exercise involves, in addition to cognitive, physical and emotional processes, interoceptive factors that influence the control of physical exercise intensity. In this sense, recent studies demonstrate a human interindividual variability in the perception of the corporal signals, this perception is denominated like interoception. In addition, recent evidence exposes the influence of interoceptive perception on behavior during physical exercise. However, studies that use interoception as an influencer in the regulation of physical effort have divergence in the sample and in the instruction given to individuals. Therefore, the present study verified the influence of interoception (accuracy and interoceptive awareness) on the regulation of physical effort, performance and psychophysiological responses during two exercise conditions, with different instructions, in adolescents. A total of 45 adolescents, aged 14 to 17 years, were separated by the Interoceptive accuracy level: high accuracy (n = 20) and low accuracy (n = 25); and in the second stage by the level of Interoceptive consciousness: High consciousness (n = 28) and Low consciousness (n = 17). All were submitted to anamnesis, anthropometric evaluation, maturational stage, preference questionnaire and exercise intensity tolerance (PRETIE-Q), stress questionnaire, anxiety and depression questionnaire (DASS-21), resting heart rate variability and aerobic fitness (leger test). Subsequently, they were submitted (in random and crossed order) to two conditions of physical exercise of race, in which they differed as to the instruction oriented to the volunteer, a self-selected one (you have 10 minutes of exercise); and another that seeks the best performance of the individual (you have 10 minutes to give as many laps as possible). During exercise, the heart rate, the subjective perception of effort (PSE) and the affective response of the volunteers were measured, with the last two being every two minutes. Normality was tested by Shapiro-Wilk and z-score (asymmetry and kurtosis). The T-test for independent samples and Mann-Whitney were used to compare the groups. The Generalized Estimating Equation model verified the possible differences between PSE responses and affection during the exercise. In stage one, there was a significant difference between the groups in the two exercise conditions, the distance covered (p <0.05), and no group and time interaction with the PSE responses and affective response (p> 0.05). In step two, there was a significant difference in distance between the groups only in the condition that sought the best performance of the subjects (p = 0.026), the self-selected condition being statistically similar (p = 0.097), and the affective response there was no group and time interaction (p = 0.026), and PSE in the exercise that sought the best performance, there was group and time interaction (p = 0.026), similar to PSE in the self-selected exercise (p = 0.643). We conclude that subjects with high Interoceptive Accuracy present greater conservation when selecting the intensity of physical exercise, regardless of orientation. However, in study two, this behavior is only similar during the condition in which the volunteers seek the best performance.

3
  • ERICA ROBERTA BARBALHO
  • MASSA MUSCULAR E SUAS IMPLICAÇÕES NA FUNÇÃO FÍSICA EM IDOSOS COM CÂNCER GASTROINTESTINAL

  • Orientador : ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FLÁVIA MORAES SILVA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • JULIANA FLORINDA DE MENDONCA REGO
  • Data: 27/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • A sarcopenia, doença que associa a perda de massa muscular esquelética com o prejuízo da função física, é altamente prevalente no envelhecimento e associada a resultados adversos no idoso com câncer. No entanto, os estudos com pacientes oncológicos analisam apenas a quantidade de massa muscular, e faltam informações colaborativas sobre qualidade muscular e a função física associadas a este diagnóstico. Portanto, o objetivo do presente estudo foi explorar a associações entre massa muscular, dividida em quatro fenótipos de acordo com a quantidade e a qualidade muscular, e função física em idosos com câncer do trato gastrointestinal. Foi realizado um estudo transversal avaliando a função física através da força de preensão manual (dinamometria) e do teste de velocidade de marcha. Para avaliação da massa muscular, imagens de tomografia computadorizada da região abdominal foram analisadas com software específico, por meio dos parâmetros de índice de musculatura esquelética (IME) e qualidade muscular (atenuação muscular). Os indivíduos foram classificados em quatro fenótipos de musculatura: quantidade e qualidade normal, baixa quantidade apenas, baixa qualidade apenas e baixas quantidade e qualidade muscular. Para comparar as variáveis de função física entre os quatro diferentes fenótipos, foi utilizada a análise de variância de uma via e para testar as associações entre a massa muscular e função física foram utilizados os modelos de regressão linear simples. Foi adotado nível de significância de 5%. Foram avaliados 167 pacientes, com maior prevalência do sexo masculino (58,1%) e média de idade de 69,17 ±7,97 anos. A maioria dos pacientes era fisicamente inativa (82,6%), e a prevalência de sarcopenia foi de 37,7%. Os idosos oncológicos do sexo masculino com fenótipos de baixa qualidade e/ou quantidade muscular apresentavam pior desempenho nos testes de dinamometria e velocidade de marcha. Observou-se associações entre função física e quantidade e qualidade muscular, e na análise de regressão, estas juntas explicaram melhor os testes de força e desempenho no sexo masculino. Concluímos que existem associações entre massa muscular e função física, especialmente no sexo masculino, sendo esta prejudicada pelos fenótipos musculares com baixa quantidade e/ou qualidade em pacientes idosos com neoplasias do trato gastrointestinal.


  • Mostrar Abstract
  • Sarcopenia, a disease that associates skeletal muscle loss with impairment of physical function, is highly prevalent in aging and associated with adverse outcomes in the elderly with cancer. However, studies with oncology patients only analyze the amount of muscle mass, and lack collaborative information on muscle quality and physical function associated with this diagnosis. Therefore, the aim of the present study was to explore the associations between muscle mass, divided into four phenotypes according to the quantity and quality of muscle, and physical function in the elderly with cancer of the gastrointestinal tract. A cross-sectional study was performed evaluating the physical function through the manual grip force (dynamometry) and the gait speed test. To evaluate muscle mass, computed tomography images of the abdominal region were analyzed with specific software, using the parameters of skeletal muscle index (IME) and muscular quality (muscular attenuation). The individuals were classified into four musculature phenotypes: quantity and normal quality, low quantity only, low quality only and low quantity and muscular quality. To compare the physical function variables among the four different phenotypes, we used one-way analysis of variance and to test the associations between muscle mass and physical function, the simple linear regression models were used. A significance level of 5% was adopted. We evaluated 167 patients, with a higher prevalence of males (58.1%) and mean age of 69.17 ± 7.97 years. The majority of patients were physically inactive (82.6%), and the prevalence of sarcopenia was 37.7%. The elderly male oncology with low quality and / or muscular quantity phenotypes presented worse performance in dynamometry and gait tests. There were associations between physical function and quantity and muscular quality, and in the regression analysis, these joints better explained the strength and performance tests in males. We conclude that there are associations between muscle mass and physical function, especially in the male sex, being impaired by the muscular phenotypes with low quantity and / or quality in elderly patients with neoplasias of the gastrointestinal tract.

4
  • DANIEL CARVALHO PEREIRA
  • EFEITO DA DEMANDA FÍSICA E COGNITIVA SOBRE O CONTROLE COGNITIVO E SUA RELAÇÃO COM O DESEMPENHO FÍSICO DE CICLÍSTAS

  • Orientador : HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • FABIO YUZO NAKAMURA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • HENRIQUE BORTOLOTTI
  • Data: 18/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Esportes de endurance têm como característica a manutenção da meta por um período prolongado de tempo, podendo a manutenção desse objetivo sofrer mudanças em decorrência de diversos estímulos (físicos/mentais), influenciando o desempenho físico. A teoria do duplo mecanismo de controle cognitivo (DMC) sugere que agimos de duas formas na realização de uma tarefa, proativamente mantendo o objetivo de forma sustentada ou reativamente recrutando a atenção apenas quando necessário. Objetivos: Verificar o efeito da demanda física e cognitiva sobre a predominância do controle cognitivo (proativo/ reativo); avaliar a relação entre a predominância do controle cognitivo e o desempenho físico de uma prova contrarrelógio; e verificar se o teste de atenção sustentada AX-CPT influencia o desempenho físico e fadiga autorreportada em ciclistas. Métodos: 12 homens, praticantes de ciclismo há 6,1±4,9 anos, com idade média de 30,5±5,5 anos, IMC de 24,2±2,0 kg/m², potência máxima 285±54 watts, frequência de treinamento de 3,7±1,5 dias e 135,9±61,1 quilômetros rodados por semana. Estudo transversal contou com quatro visitas, sendo a primeira de familiarização com as escalas e teste incremental; segunda e terceira sessões randomizadas, sendo que uma sessão contou com o teste cognitivo antes do exercício físico (contrarrelógio 10km) e na outra sessão controle foi repouso com tempo equivalente; a quarta sessão foi destinada apenas à avaliação da composição corporal. Para avaliar o controle cognitivo, foi utilizado o teste computadorizado AX-CPT, extraído o índice de comportamento proativo (Proactive Behavioral Index - PBI). O desempenho físico foi obtido em um teste de contrarrelógio em cicloergômetro. Foi realizada a Anova One Way de Medidas Repetidas para determinar o efeito da demanda física e cognitiva sobre o controle cognitivo. Foi realizado analises de correlação (Pearson ou Spearman) para verificar a associação do controle cognitivo e do desempenho físico. O teste t pareado foi utilizado para comparar o desempenho físico entre as sessões. Por fim, o teste de Friedman foi utilizado para averiguar o efeito do teste AX-CPT sobre a fadiga autorreportada. O nível de significância estabelecido foi de p<0,05. Resultados: O exercício físico realizado com demanda cognitiva prévia provocou mudança significativa no tempo de reação do PBI (PBI-RT) (F(2,22) = 6,754; p < 0,01; η2 = 0,380). O post hoc demonstrou que houve decréscimo no PBI-RT de 0,230 ± 0,109 ms basal para 0,142 ± 0,113 ms após o exercício com prévia demanda cognitiva, uma diminuição significativa de 0,088 ± 0,024 ms [média ± erro padrão]. Foi verificado uma forte relação negativa entre controle cognitivo proativo com a potência máxima do teste incremental (r=-0.621), potência média na sessão controle (r=-0.590), potência relativa na sessão controle  (r=-0.626), velocidade média na sessão controle (r= -0.589), velocidade máxima na sessão controle (r=-0.587), potência média na sessão com demanda cognitiva prévia (r=-0.587), potência relativa média na sessão com demanda cognitiva prévia (r=-0.615). As outras comparações não foram significantes (p>0,05). Conclusão: O exercício físico associado a uma demanda cognitiva prévia causou declínio no controle cognitivo proativo em direção ao reativo e, também, o controle cognitivo proativo relacionou-se com uma pior performance física no teste contrarrelógio de 10km.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Endurance sports are characterized by maintaining a goal for a long period of time. How this goal is maintained might be changed according to several stimuli (physical/mental), influencing the physical performance. The Dual Mechanisms of Cognitive Control (DMC) theory suggest that we act in two different ways when carrying out a task — proactively, maintaining the objective in a sustained manner; or reactively, recruiting attention only when necessary. Aims: Verifying the effect of physical and cognitive demands on the predominance of cognitive control (proactive/reactive); verify the relationship between the predominance of cognitive control and physical performance in a time trial; and verifying if the AX-CPT sustained attention test has an influence on physical performance and self-reported fatigue in cyclists. Methods: 12 male subjects who have been cyclists for 6.1±4.9 years, the mean age being 30.5±5.5 years old, BMI of 24.2±2.0 kg/m², maximum power of 285±54 watts, training frequency of 3.7±1.5 days and 135.9±61.1 km ridden per week. This cross-sectional study was carried out with four visits; the first one was to get familiarized with the scales and incremental exercise test; the second and third sessions were randomized, one having the cognitive test before the physical exercise (10 km time trial against the clock) and the other session with equivalent time of rest; the fourth session was destined only to the assessment of the body composition. Computerized AX-CPT was used to assess cognitive control, having the Proactive Behavioral Index (PBI) and the physical performance in time trial using a cycle ergometer. One-way ANOVA with Repeated Measures was performed to determine the effect of physical exercise with previous cognitive demand and physical exercise on the proactive and reactive cognitive control. The correlations (Pearson or Spearman) were used to verify the association between cognitive control and physical performance. The paired t-test was used to compare the physical performance between session. The Friedman test was used to verify the effect of AX-CPT on self-reported fatigue. The level of significance established was p < 0.05. Results: Physical exercise performed with previous cognitive demand caused a significant change in reaction time of PBI (PBI-RT) (F(2.22) = 6.754; p < 0.01; η2 = 0.380). Post hoc analysis demonstrated that there was a decrease in PBI-RT of basal 0.230 ± 0.109 ms to 0.142 ± 0.113 ms after the exercise with previous cognitive demand, a significant decrease of 0.088 ± 0.024 ms [mean ± standard error]. The correlation demonstrated a strong negative relationship between proactive cognitive control and the maximum power of incremental exercise test (r=-0.621), average power in control session (r=-0.590), relative power in control session (r=-0.626), average speed in control session (r=-0.589), maximum speed in control session (r=-0.587), average power in the session with previous cognitive demand (r=-0.587), average relative power in the session with previous cognitive demand (r=-0.615). The other comparisons were not significant (p>0.05). Conclusion: Physical exercise associated with a previous cognitive demand caused a decrease in proactive cognitive control towards reactive, as well as proactive cognitive control was related to a worse physical performance at the 10-km time trial.

5
  • LUHANE SILVA DE MORAIS
  • ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO CONTEÚDO E DA DENSIDADE MINERAL ÓSSEA  DE JOVENS ATLETAS DURANTE A 1º TEMPORADA DE TREINAMENTO SISTEMATIZADO NO FUTEBOL

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • ENIO RICARDO VAZ RONQUE
  • LEONARDO DE SOUSA FORTES
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 17/05/2019

  • Mostrar Resumo
  •  

    INTRODUÇÃO: Cargas excessivas podem desencadear queda no rendimento esportivo e prejuízos nos parâmetros de saúde óssea dos esportistas. OBJETIVO: observar o comportamento dos indicadores de saúde óssea (DMO e CMO) em jovens atletas da categoria Sub-15 durante a 1º temporada de treinamento e competição. MÉTODOS: Participaram 14 atletas [14,8 ± 0,4 anos; 61,0 ± 9,6 kg; 171,2 ± 5,5 m; -0,2 (-0,4; 0,5) anos para o PVC] monitorados durante 14 semanas de treinos (3 a 4 vezes por semana/2h dia). Durante esse período verificou-se: carga interna do treino (PSE da sessão); as medidas antropométricas para avaliação do pico de velocidade de crescimento (PVC); densidade mineral óssea (DMO) e conteúdo mineral ósseo (CMO) através do DXA. O monitoramento foi realizado em três momentos: 1) Baseline; 2) Ao final do período de preparação (PP) e 3) Ao final do período competitivo (PC). Ainda, foram investigados o consumo médio de ingestão de cálcio através do Recordatório Alimentar (R24h) e o nível de atividade física pela acelerometria. Utilizou-se o Teste t de Student pareado para comparar a carga interna média entre os períodos de PP e PC; A ANOVA de medidas repetidas seguida do post hoc de Bonferroni foi utilizada para comparar as variáveis descritivas da amostra, o CMO e a DMO, ao longo do período de treinamento utilizando o PVC como  covariável de ajuste. RESULTADOS: A carga interna média dos treinos do Período de Preparação (PP) e Período de Competitivo (PC) foram semelhantes [1493,0 ± 148,5 vs. 1344,7 ± 311,9 u.a., t(16) = 2,109; p = 0,051]. Houve efeito do tempo ajustado pelo PVC sobre o CMO da perna [F(2, 24) = 10,158; p = 0,001; ƞ2p = 0,458; poder = 0,973], tronco [F(2, 24) = 5,851; p = 0,009; ƞ2p = 0,328; poder = 0,827] e corpo [F(2, 24) = 16,630; p < 0,001; ƞ2p = 0,581; poder = 0,999], assim como na DMO do corpo [F(2, 24) = 5,848; p = 0,009; ƞ2p = 0,328; poder = 0,827]. O CMO da perna (diferença média = 25,0 g; IC 95% = 10,7 a 39,3 g; p = 0,001) e tronco (diferença média = 23,3 g; IC 95% = 4,8 a 41,9 g; p = 0,013) foram maiores no PC comparado com o baseline. O CMO do corpo foi maior no PC comparado ao baseline (diferença média = 52,8 g; IC 95% = 33,7 a 71,8 g; p = < 0,001) e ao PP (diferença média = 33,0 g; IC95% = 11,6 a 54,4 g; p = 0,003). A DMO do corpo total foi maior no PC comparado ao baseline (diferença média = 0,17 g/cm2; IC95% = 0,008 a 0,025 g/cm2; p < 0,001). CONCLUSÃO: Durante a temporada de treinamento e competição observou-se um aumento de CMO e DMO. Assim, nós concluímos que o treinamento esportivo, independetemente do período em que os atletas se encontravam, proporcionou impacto positivo nos marcadores de saúde óssea.­


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The maturational process generates morphological changes in bone and muscle tissue which can be influenced by sports training. These changes in turn, depending on the external load of training or competition that the young athletes are submitted. Excessive loads may decrease the athletic performance and impair the athletes' health parameters. OBJECTIVE: To demonstrate the process of morphological adaptation during a season of training and competition in young athletes of the Sub-15 category. METHODS: Participants were 17 athletes [14.8 ± 0.4 years; 61.0 ± 9.6 kg; 171.2 ± 5.5 m; -0.2 (-0.4; 0.5) years from peak height velocity - YPHV monitored during 14 weeks of training (3 to 4 times per week / 120 min day). Internal training load (session PSE); the anthropometric measures for the evaluation of the peak of growth velocity (PVC); bone mineral density (BMD), bone mineral content (BMD), and muscle mass through DXA were analyzed. The monitoring was carried out in three moments: initial (pre-season - PS), preparation period (PP) and end of the competitive period (CP). Furthermore, the average intake of calcium through the Food Recall (R24h) and the level of physical activity by accelerometry were investigated. The paired Student's t-test was used to compare the average internal load between the Preparation Period and the Competitive Period; the repeated measures ANOVA followed by the Bonferroni post hoc to compare BMC and BMD over the three months and the linear correlation of Person to verify the association between PVC with BMD and BMC. RESULTS: The average internal load of the Periods of Preparation (PP) and Competitive Period (CP) were similar [1493.0 ± 148.5 vs. 1344.7 ± 311.9 u.a., t (16) = 2.109; p = 0.051]. The participants' caloric intake of calcium was 515.4 g (429.6 to 617.4 g). The level of physical activity was: sedentary (501.1 ± 91.4), mild (267.6 ± 50.5) and moderate-vigorous (54.2 ± 9.6) min / day. The CMO of the leg and trunk were higher in the competitive period compared to the preseason (p = 0.001) and (p = 0.011), respectively. The BMC of the whole body was higher in the competitive period compared to pre-season (p = 0.001) and the preparation period (p = 0.003). There was an increase in muscle mass from PT to PP (p = 0.021). There were no significant changes in BMD over the analyzed period (p = 0.174). There was a significant correlation between PVC and BMD values in the whole body, legs and trunk (r = 0.81, p <0.001, r = 0.81, p <0.001, r = 0.78, p <0.001) respectively between PVC and BMD (r = 0.59, p = 0.013). CONCLUSION: During the training and competition season an increase in BMC and muscle mass was observed, as expected by the maturational process, as seen by PVC. Although there were no changes in training load during the season, the training applied does not seem to have negatively influenced the process of bone mineralization, even in the presence of a low calcium intake presented by the players.

6
  • GLEYDCIANE ALEXANDRE FERNANDES
  • Criatividade em crianças com diferentes níveis de aptidão física e composição corporal

  • Orientador : EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • FERNANDA PERES GAY JUAREZ
  • Data: 23/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • A criatividade é um componente da cognição que vêm sendo apontada como uma das habilidades mais importantes para o desenvolvimento humano. Desta forma, estudos recentes buscam compreender os mecanismos cerebrais da criatividade e como esta pode ser melhorada através de exercícios. Já está claro na literatura que o acúmulo de massa gorda (MG) e uma pior aptidão cardiorrespiratória (AC) está associada com pior desempenho em controle inibitório, atenção, memória de trabalho e desempenho escolar em crianças, entretanto ainda não está bem definida a influência desses fatores na criatividade. OBJETIVO: Comparar a criatividade em grupos com diferentes níveis de AC e MG, assim como verificar a correlação entre essas variáveis. MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal, com 87 crianças (idade 10.5 (10.2-10.7), MG 31.9 (30.5 - 33.8), Vo² 44 ± 3.4), a MG foi mensurada através da densitometria óssea (DEXA), divididos em dois grupos (normal pesos e sobrepesos e obesos), para o nível de AC foi utilizado o teste de mensuração indireta de Vo² máx. Shuttle run – 20m e divididos em dois grupos através do critério de saúde para aptidão cardiorrespiratória (saudável e risco), a criatividade foi mensurada através do Teste de criatividade Infantil (TCFI). A normalidade dos dados foi investigada através do teste de Shapiro-Wilk e homogeneidade Levene, a comparação dos grupos feita através do test- t de variáveis independentes e Mann-Whitney e para a correlação das variáveis os testes de Pearson e Spearman. RESULTADOS: Nenhuma diferença significativa foi encontrada na criatividade entre os grupos em relação a MG (p=.984) e AC (p=.741). Também não foram encontradas correlações entre estas variáveis Criatividade e MG (r=.016) e criatividade e AC (r=.076). CONCLUSÃO: Desta maneira podemos concluir que neste estudo a Criatividade não se diferencia de acordo com os níveis de MG e AC, assim como não há correlação entre as variáveis.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Creativity is a component of cognition that has been pointed out with one of the most important skills for the development of society. Thus, we seek to understand mechanisms to facilitate and/or promote improvements in creativity. It is already clear in the literature that accumulation of fat mass (MS) and poor cardiorespiratory fitness (AC) is associated with cognitive deficit, but its influence on creativity in children is not well defined. PURPOSE: To compare creativity in groups with different levels of CA and MG, as well as the correlation between these variables. METHODS: A cross-sectional study was carried out with 87 children (age 10.5 (10.2-10.7), MG 31.9 (30.5 - 33.8), Vo² 44 ± 3.4), MG was measured through DXA, divided into two groups (non - obese and obese), for the AC level, the indirect measurement of Vo² max was used. (20%), and 20% (20%), respectively, were evaluated using the Children's Creativity Test (TCFI), and school performance (School Development Test). The normality of the data was investigated through the Shapiro-Wilk test and Levene homogeneity, the comparison of the groups performed through the independent variables test and Mann-Whitney and for the correlation of the variables of the Pearson and Spearman test. RESULTS: No significant difference was found in the creativity between groups regarding MG (p = .829) and AC (p = .741). There were also no correlations between these variables Creativity and MG (r = .016; p = .880) and creativity and AC (r = .076; p = .482). CONCLUSION: In this way, we can conclude that in this study Creativity does not differ according to the levels of MG and AC, as there is no correlation between the variables. However, future studies may try to prove these results by means of evaluation measures using biomarkers or even practical interventions that can evaluate the effect of the variables.

7
  • EDUARDO ESTEVAN SANTANA
  • EFEITO DO TREINAMENTO PLIOMÉTRICO E SPRINT REPETIDO NAS CAPACIDADES DE SPRINT E SALTO EM JOVENS NA INICIAÇÃO ESPORTIVA

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • FELIPE JOSÉ AIDAR MARTINS
  • GILMARIO RICARTE BATISTA
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 28/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Devido as demandas similares entre capacidade de sprints repetidos e perfomance física em esportes, a capacidade de Sprint repetido tem sido utilizada como importante parâmetro do desempenho atlético. O desempenho do Sprint, depende de altos níveis de aceleração e força muscular, em curtas distâncias. OBJETIVO: Verificar o efeito de superioridade entre o treinamento pliométrico e de sprints repetidos.nas capacidades físicas em jovens. METODOLOGIA: A amostra foi constituída por 30 jovens, 12 a 14 anos, frequentadores de um projeto de iniciação esportiva na cidade de Natal/RN. Os voluntários foram divididos em três grupos, grupo controle (G1), grupo salto (G2) e grupo Sprint (G3). A randomização realizada pelos professores do projeto, de forma cega e por sorteio. ETAPA 1 (Pré-intervenção) avaliou dados antropométricos para a utilização na equação preditora da idade óssea de Cabral, capacidade de sprint repetida no protocolo de 6 séries de 20 metros com intervalos de 20 segundos entre cada série e o salto vertical contra-movimento com 2 tentativas.  ETAPA 2 (análise de confiabilidade) outra coleta da capacidade de sprint repetido e de salto intermitente para a realização da análise de confiabilidade. ETAPA 3 (pós-intervenção) reavaliação de testes físicos para verificar a influência do treinamento de SR e PL após 12 sessões. RESULTADOS: não foi demonstrada diferença significante no efeito tempo, na comparação entre os grupos, mas mostra diferença significante no pré e pós intra grupos, para quem realizou o protocolo de salto e Sprint, havendo melhora no melhor sprint, pior sprint, na soma, na média e no decréscimo, nesses grupos. Para o salto vertical contra movimento, o grupo Sprint (G3) apresentou diferença significante do pré (5,04±0,67) para o pós (5,37±0,54). CONCLUSÃO: O treinamento de sprint repetido se mostrou eficiente tanto para a capacidade de sprint repetido como para a capacidade do salto, onde obteve um melhor resultado na comparação entre as variações


  • Mostrar Abstract
  • Due to similar demands between repeated sprints ability and physical performance in sports, repeated Sprint ability has been used as an important parameter of athletic performance. Sprint's performance depends on high levels of acceleration and muscle strength over short distances. PURPOSE: To verify the superiority effect between plyometric and repeated sprint training in physical abilities in young people. METHODOLOGY: The sample consisted of 30 youngsters, 12 to 14 years old, who attended a sports initiation project in the city of Natal / RN. The volunteers were divided into three groups, control group (G1), group jump (G2) and group Sprint (G3). The randomization carried out by the teachers of the project, blindly and by lot. STAGE 1 (Preintervention) evaluated anthropometric data for use in the Cabral bone age predictor equation, repeated sprint capacity in the 6-series 20-meter protocol with 20-second intervals between each series and the vertical counter-movement jump with 2 attempts. STAGE 2 (reliability analysis) another collection of repeated sprint and intermittent skip capability to perform reliability analysis. STAGE 3 (post-intervention) reevaluation of physical tests to verify the influence of SR and PL training after 12 sessions. RESULTS: no significant difference was observed in the time effect in the comparison between the groups, but showed a significant difference in the pre and post intra groups, for those who performed the jump and Sprint protocol, with improvement in the best sprint, worse sprint, in mean and in the decrease, in these groups. For the vertical jump against movement, the Sprint group (G3) showed a significant difference of the pre (5.04 ± 0.67) for the post (5.37 ± 0.54). CONCLUSION: Repeated sprint training proved to be efficient for both sprint ability and sprint ability, where it obtained a better result when comparing the variations
8
  • KEZIANNE ROSENO DE CASTRO
  • EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO COM ÓXIDO DE MÁGNÉSIO NA CAPACIDADE DE SPRINTS REPETIDOS EM CRIANÇAS

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • GILMARIO RICARTE BATISTA
  • MARCELA ABBOTT GALVAO URURAHY
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 28/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • A energia necessária para suprir a demanda em modalidades com características intermitentes é condição para garantir o desempenho de atletas. Considerando que em esportes coletivos, caracterizados por movimentos de alta intensidade e curta duração, a capacidade de sprints repetidos tem se mostrado como um dos componentes mais relevantes destas modalidades e que a performance está atrelada ao adequado suprimento energético durante a realização dos movimentos, o magnésio surge como elemento de interesse por participar como cofator enzimático e ativador para inúmeras reações que envolvem o metabolismo energético, em particular aquelas relacionadas à produção de energia rápida pela via fosfagênica e glicolítica. Nesse sentido, a suplementação com magnésio pode se configurar apresentar como estratégia para promover incremento de índices possibilitando melhorias em diferentes componentes da aptidão física necessários à prática de esportes coletivos. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi verificar o efeito da suplementação com óxido de magnésio na capacidade de sprints repetidos de jovens praticantes de vôleina iniciação esportiva. Participaram do estudo dezoito crianças, de 9 a 14 anos, de ambos os sexos, que foram determinadas de forma randomizada em dois grupos: o experimental, o qual recebeu a suplementação, e o controle, que fez uso de placebo por 30 dias. Todos os participantes foram submetidos à dosagens bioquímicas dos componentes requeridos com coletas sanguineas e teste de capacidade de sprints repetidos no momento pré e pós intervenção. Uma ANOVA de medidas repetidas (tempo x condição) foi utilizada para verificar os efeitos de interação entre os grupos. Os resultados demonstraram que, em sujeitos com níveis séricos de magnésio normais, não houve efeito de interação entre os grupos, e que , os indivíduos que receberam a suplementação apresentaram  melhora na aceleração, tempo médio e tempo total. Sugere-se que a maior eficácia da suplementação ocorre em indivíduos que praticam esporte e tem deficiência de magnésio..

    Palavras-chave: sprint; suplementação; magnésio; crianças; exercício


  • Mostrar Abstract
  • .

9
  • MARCYO CÂMARA DA SILVA
  • ASSOCIAÇÃO ISOLADA E COMBINADA ENTRE DINAPENIA E APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA REDUZIDA COM SÍNDROME METABÓLICA EM IDOSOS: UM ESTUDO TRANSVERSAL

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • EDILSON SERPELONI CYRINO
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • JULIANA MARIA GAZZOLA
  • RICARDO OLIVEIRA GUERRA
  • Data: 28/06/2019

  • Mostrar Resumo
  • Baixos níveis de força muscular (dinapenia) e aptidão cardiorrespiratória estão associados com síndrome metabólica (SM) na população idosa. Entretanto, do melhor do nosso conhecimento, não há estudos que tenham investigado se a combinação de dinapenia e aptidão cardiorrespiratória reduzida (cardiodinapenia) é mais fortemente associada com SM quando comparada com dinapenia isolada e aptidão cardiorrespiratória reduzida isolada. Portanto, o objetivo desse estudo foi investigar a associação entre dinapenia, aptidão cardiorrespiratória reduzida e cardiodinapenia com SM em idosos. Estudo transversal envolvendo 184 idosos (65,6 ± 4,3 anos; 130 mulheres) sem histórico de doença cardiovascular residentes em Natal-RN. A força muscular foi avaliada pelo teste de sentar e levantar em 30 segundos. A aptidão cardiorrespiratória foi avaliada pelo teste de caminhada de seis minutos. Dinapenia e aptidão cardiorrespiratória reduzida foram definidas como desempenho no teste de sentar e levantar em 30 segundos e teste de caminhada de seis minutos abaixo do percentil 25 para idade e sexo, respectivamente. Cardiodinapenia foi definida como a combinação de dinapenia e aptidão cardiorrespiratória reduzida. SM foi definida pela presença de pelo menos três dos seguintes critérios do NCEP-ATP III: i) circunferência da cintura > 102 cm para homens e > 88 cm para mulheres; ii) triglicerídeos ≥ 150 mg/dL; iii) HDL-colesterol < 40 mg/dL para homens e < 50 mg/dL para mulheres; iv) pressão arterial sistólica ≥ 130 mmHg ou pressão arterial diastólica ≥ 85 mmHg; v) glicose de jejum ≥ 110 mg/dL. Regressão de Poisson com variância robusta foi utilizada para determinar a razão de prevalência (RP) para SM de idosos com dinapenia, aptidão cardiorrespiratória reduzida e cardiodinapenia. A prevalência de dinapenia foi 17,9% (n = 33), aptidão cardiorrespiratória reduzida foi 22,8% (n = 42) e cardiodinapenia foi 10,9% (n = 20). A prevalência de SM foi 56,5% (n = 104). Dinapenia se associou com SM (RP 1,30, IC 95% 1,01-1,66; p = 0,038). Aptidão cardiorrespiratória reduzida não se associou com SM (RP 1,22, IC 95% 0,95-1,59; p = 0,113). Cardiodinapenia apresentou associação mais forte com SM (RP 1,43, IC 95% 1,08-1,88; p = 0,012) do que a dinapenia. As análises foram ajustadas por sexo e índice de massa corporal. Os resultados sugerem que a cardiodinapenia se associa mais fortemente com SM do que a dinapenia isolada e a aptidão cardiorrespiratória reduzida isolada na população idosa. Portanto, idosos cardiodinapênicos parecem apresentar risco aumentado para doenças cardiovasculares e metabólicas.


  • Mostrar Abstract
  • Low muscle strength (dynapenia) and low cardiorespiratory fitness are associated with metabolic syndrome (MS) in older population. However, to the best of our knowledge, no previous study has investigated whether the combined association of dynapenia and low cardiorespiratory fitness with MS is stronger when compared to dynapenia and low cardiorespiratory fitness isolated. Therefore, the aim of this study was to investigate the association between dynapenia, low cardiorespiratory fitness and cardiodynapenia with MS in older adults. This is a cross-sectional study involving 184 older adults (65.6 ± 4.3 years; 130 women)  without history of cardiovascular disease living in Natal-RN. Muscle strength was assessed by the 30-s chair stand test and cardiorespiratory fitness by the 6-min walk test. Dynapenia and low cardiorespiratory fitness were defined as performance in the 30-s chair stand test and the 6-min walk test below the percentile 25 for age and sex, respectively. Cardiodynapenia was defined as the combination of dynapenia and low cardiorespiratory fitness. MS was defined by the presence of at least three of the following NCEP-ATP III criteria: i) waist circumference > 102 cm for men and > 88 cm for women; ii) triglycerides ≥ 150 mg/dL; iii) HDL-cholesterol < 40 mg/dL for men and < 50 mg/dL for women; iv) systolic blood pressure ≥ 130 mmHg or diastolic blood pressure ≥ 85 mmHg; v) fasting glucose ≥ 110 mg/dL. Poisson regression with robust variance was used to determine the prevalence ratio (PR) for MS in dynapenic, low cardiorespiratory fitness, and cardiodynapenic older adults. The prevalence of dynapenia was 17.9% (n = 33), low cardiorespiratory fitness was 22.8% (n = 42), and cardiodynapenia was 10.9% (n = 20). The prevalence of MS was 56.5% (n = 104). Dynapenia was associated with MS (PR 1.30, CI 95% 1.01-1.66; p = 0.038). Low cardiorespiratory fitness was not associated with MS (RP 1.22, CI 95% 0.95-1.59; p = 0.113). Cardiodynapenia showed a stronger association with MS (RP 1.43, IC 95% 1,08-1,88; p = 0,012) than dynapenia. All analyses were adjusted for sex and body mass index. The results suggest that cardiodynapenia has a stronger association with MS than dynapenia and low cardiorespiratory fitness isolated in the older population. Therefore, cardiodynapenic older adults seem to have an increased risk for cardiovascular and metabolic diseases.

10
  • ELIAS DOS SANTOS BATISTA
  • COMPORTAMENTO DE MOVIMENTO DE 24 HORAS: CARACTERIZAÇÃO E RELAÇÃO COM A APTIDÃO FÍSICA EM ADOLESCENTES OBESOS – UM ESTUDO PILOTO

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FERDINANDO OLIVEIRA CARVALHO
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LEONARDO DE SOUSA FORTES
  • Data: 22/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO:  Quantidades insuficientes de atividade física, comportamento sedentário excessivo, especialmente o tempo de tela recreativa e o sono insuficiente, estão associados a uma variedade de indicadores de saúde física, como baixos níveis de aptidão cardiorrespiratória e força entre crianças e jovens em idade escolar. Estes “comportamentos de movimento” como têm sido referidos, são coletivamente responsáveis por todo o período de 24 horas, codependentes e devem ser verificados em conjunto. Tremblay e colaboradores em 2016, propuseram então romper com o paradigma de independência destes comportamentos e analisar o contínuo de interação destes, o que deu origem as Diretrizes Canadenses para o Movimento de 24 Horas para Crianças e Jovens. Ao passo que entendemos o que se faz recomendado para se manter saudável, também precisamos entender como se caracterizam estes comportamentos em adolescentes obesos e qual sua ligação com a aptidão física relacionada a saúde (capacidade cardiorrespiratória e força). OBJETIVO: Caracterizar o comportamento de movimento de 24 horas e sua relação com a aptidão física em adolescentes obesos. MÉTODOS: Trata-se de um estudo piloto analítico de corte transversal que buscou caracterizar os comportamentos de 24 horas em adolescentes obesos 34 adolescentes (idade: 16,1 ±1,5 anos; % de gordura: 36,9 ±4,9), do sexo masculino, mensurando de forma objetiva os níveis de atividade física em intensidades moderada e vigorosa, quantidade total de passos diários, comportamento sedentário e sono através do uso de acelometria (GT3X+ Actigraph), para verificar relação destes com a aptidão física relacionada a saúde. A absorciometria de raio X de dupla energia (DXA) foi utilizada para a análise de composição corporal. O VO2 pico foi verificado através de teste incremental em cicloergômetro de forma indireta, a força de membros inferiores foi verificada através de salto vertical com contramovimento e a força preensão manual foi medida através de dinamometria. Por se tratar de um estudo piloto, a análise descritiva dos resultados das variáveis estudadas foram apresentados em valores de média e desvio padrão dos 34 participantes, a normalidade da distribuição dos dados foi verificada através do "z-score" de assimetria e curtose, sendo adotado valores iguais ou superiores a 1,96 desvios padrão. Os testes de correlação de Pearson e Sperman foram usados para examinar a possíveis relações entre as variáveis de comportamentos de movimento e aptidão física relacionada a saúde. RESULTADOS: Dentre a amostra analisada, 41% (n=14) dos adolescentes não cumpriram nenhuma das recomendações de comportamento de movimento. Ainda, verificou-se que a capacidade cardiorrespiratória de 23,4 (±3,2) mL.kg-1.min-1 segundo dados do NHANES se encontra muito abaixo do valor considerado regular, percentil 50 que é de 45,7 mL.kg-1.min-1 e a força de preensão manual de 36,7 (±8,7) kg é classificada como regular considerando-se como valor de referência do percentil 50 de 36,5kg. Apesar da porcentagem de adolescentes que não cumprem as diretrizes, ainda observamos relação direta e positiva entre força de preensão manual e atividade física moderada e vigorosa (rs (34) =0,28, p=0,001) e total de passos diários (rs (34) =0,15, p=0,02).  CONCLUSÃO: A grande maioria dos adolescentes obesos não cumprem as recomendações do guia de movimento de 24 horas. Mais    da metade dos adolescentes não cumprem nenhuma recomendação. O comportamento sedentário e a atividade física de moderada a vigorosa intensidade são os componentes com menor frequência de cumprimento. Atividade física independente da intensidade tem relação direta com o aumento da força muscular.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Insufficient amounts of physical activity, excessive sedentary behavior, especially recreational time and insufficient sleep, are associated with a variety of physical health indicators, such as low levels of cardiorespiratory fitness and strength among school children and young people. These "movement behaviors" as they have been referred to, are collectively responsible for the entire 24-hour codependent period and should be checked together. Tremblay et al. In 2016, proposed to break with the paradigm of independence of these behaviors and analyze their interaction continuum, which gave rise to the Canadian Guidelines for the 24 Hours Movement for Children and Young People. While we understand what is recommended to stay healthy, we also need to understand how these behaviors are characterized in obese adolescents and their connection with physical fitness related to health (cardiorespiratory capacity and strength). OBJECTIVE: Define the 24-hour movement behavior and its relation to physical fitness in obese adolescents. METHODS: This was a cross-sectional pilot study that sought to characterize the 24-hour behavior in obese adolescents (age: 16.1 ± 1.5 years, fat percentage: 36.9 ± 4.9) , male, objectively measuring the levels of physical activity in moderate and vigorous intensities, total amount of daily steps, sedentary behavior and sleep through the use of acelometry (GT3X + Actigraph), to verify their relation with physical fitness related to Cheers. Dual energy X-ray absorptiometry (DXA) was used for the analysis of body composition. The peak VO2 was verified by incremental test in cycloergometer in an indirect way, the strength of lower limbs was verified through vertical jump with countermovement and the manual grip strength was measured by dynamometry. As a pilot study, the descriptive analysis of the results of the studied variables was presented in mean and standard deviation values of the 34 participants, the normality of the data distribution was verified through the z-score of asymmetry and kurtosis. adopted values equal to or greater than 1.96 standard deviations. The Pearson and Sperman correlation tests were used to examine the possible relationships between the variables of movement behavior and health-related physical fitness. RESULTS: Among the sample analyzed, 41% (n = 14) of the adolescents did not fulfill any of the recommendations of movement behavior. Furthermore, it was verified that the cardiorespiratory capacity of 23.4 (± 3.2) mL.kg-1.min-1 according to NHANES data is well below the value considered regular, 50th percentile that is 45.7 mL.kg-1.min-1 and the manual grip strength of 36.7 (± 8.7) kg is classified as regular considering the reference value of the 50th percentile of 36.5kg. Despite the percentage of adolescents who did not follow the guidelines, we still observed a direct and positive relationship between manual grip strength and moderate and vigorous physical activity (rs (34) =0.28, p=0.001) and daily total steps (rs (34) =0.15, p=0.02). CONCLUSION: The majority of obese adolescents do not follow the recommendations of the 24-hour movement guide. More than half of adolescents do not adhere to any recommendations. Sedentary behavior and moderate to vigorous intensity physical activity are the least frequent components. Physical activity independent of intensity is directly related to increased muscle strength.

11
  • ABRAÃO LINCOLN SANTOS DE ANDRADE
  • IMPACTO DO TREINAMENTO FUNCIONAL NO CONTROLE POSTURAL,  COMPOSIÇÃO CORPORAL, FORÇA E NAS AVD`s DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL.


  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • RADAMES MACIEL VITOR MEDEIROS
  • Data: 26/07/2019

  • Mostrar Resumo
  •  Pessoas com deficiência intelectual (DI) possuem o equilíbrio afetado quando comparado a pessoas sem DI, os problemas com equilíbrio postural começam quando jovens e permanecem por toda a vida. O objetivo do estudo foi avaliar o impacto do treinamento funcional no equilíbrio postural e nas AVD`s de pessoas com DI. Foram avaliados 14 indivíduos com idade entre 17 e 43 anos sendo 11 homens e 3 mulheres, todos foram submetidos a 12 semanas de intervenção através da metodologia do Treinamento Funcional. Foram avaliados em quatro condições,bi-podal com visão, bi-podal sem visão, bi-podal com visão e espuma e tandem,os componentes do controle postural: amplitude média de oscilação ântero-posterior, amplitude média de oscilação médio-lateral, velocidade média ântero-posterior, velocidade média médio-lateral, velocidade média total, perímetro ântero-posterior, perímetro médio-lateral, área e deslocamento total, nos períodos pré, pós-intervenção e destreino, estas medidas foram realizadas na Plataforma de Força triaxial, Cefise. Para composição corporal foram avaliados o índice de massa corporal, o percentual de gordura, a massa gorda, a massa magra e a massa livre de gordura, estas medidas foram realizadas no densitômetro Lunar DXA (GE Healthcare). Para força de preensão manual foi utilizado dinamômetro grip ( Jamar )  e  para avaliação da força superior do corpo utilizou-se o teste de flexão isométrica. Utilizou-se a estatística descritiva com valores individualizados para o controle postural. Para a comparação entre as condições foi usado o teste de wilcoxon e para as inferências quanto a possíveis modificações entre o pré-teste e pós-teste para área e deslocamento total, utilizamos o delta de mudança através da seguinte equação: Δ=((Pós/Pré)-1). Para a avaliação do controle postural não foi observado diferença estatística nas condições avaliadas. Para a composição corporal foi observada diferença estatística no percentual de gordura %G (p=0,022) e na massa gorda MG (p=0,009). Para força de preensão manual foi observada diferença estatística na mão direita (p=0,030) e para a mão esquerda (p=0,009), como também foi observada diferença estatística no teste de flexão isométrica (p=0,009). Contudo, entre os achados deste estudo ressaltamos que as estratégias individuais de avaliação, bem como as particularidades individuais na melhoria dos componentes do controle postural, na composição corporal e na força repercutiram de forma positiva nas AVD`s. Deste modo a trajetória envolvida nos processos de avaliação e intervenção podem repercurtir em benefícios para atividades da vida diária (AVD`s) envolvendo o controle postural desta população, bem como servir de apoio a novas pesquisas.


  • Mostrar Abstract
  • People with intellectual disability (ID) have the balance affected when compared to people without ID, problems with postural balance begin when young and remain throughout life. The objective of this study was to evaluate the impact of functional training on postural balance and on the ADLs of people with ID. We evaluated 14 individuals aged between 17 and 43 years, 11 men and 3 women, all of whom underwent 12 weeks of intervention through the Functional Training methodology. They were evaluated in four conditions, bi-podal with vision, bi-podal without vision, bi-podal with vision and foam and tandem, the components of the postural control: average amplitude of anteroposterior oscillation, average amplitude of lateral oscillation, anteroposterior mean velocity, mean lateral velocity, total mean velocity, anteroposterior perimeter, mid-lateral perimeter, area and total displacement, in the pre, postintervention and treadmill periods, these measurements were performed in the triaxial Force Platform , Cefise. Body mass index, fat percentage, fat mass, lean mass and fat free mass were measured for the body composition of the Lunar DXA (GE Healthcare) densitometer. For manual gripping force, the dynamometer grip (Jamar) was used and the isometric flexion test was used to evaluate the upper body strength. Descriptive statistics were used with individualized values for postural control. For the comparison between the conditions, the wilcoxon test was used and for the inferences regarding the possible modifications between the pre-test and post-test for area and total displacement, we used the change delta through the following equation: Δ = ((Post / Pre) -1). For the evaluation of postural control, no statistical difference was observed in the conditions evaluated. For body composition, a statistical difference was observed in percentage of fat% G (p = 0.022) and in fat mass MG (p = 0.009). For hand grip strength, a statistical difference was observed in the right hand (p = 0.030) and left hand (p = 0.009), as well as a statistical difference in the isometric flexion test (p = 0.009). However, among the findings of this study, we emphasize that individual assessment strategies, as well as individual particularities in the improvement of the components of postural control, body composition and strength had a positive repercussion in the ADLs. In this way, the trajectory involved in the evaluation and intervention processes can have benefits for activities of daily living (ADLs) involving the postural control of this population, as well as to support new research.

12
  • FELIPE VELOSO DA SILVA
  • O EFEITO SOBRE AS AVD’S, EQUILÍBRIO, FORÇA E COMPOSIÇÃO CORPORAL EM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL SUBMETIDAS A TREINAMENTO CONCORRENTE.

     

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • RADAMES MACIEL VITOR MEDEIROS
  • Data: 26/07/2019

  • Mostrar Resumo
  •  

    RESUMO
    As pessoas com Deficiência Intelectual (DI) apresentam dificuldades de aprendizagem, problemas cardíacos, diabetes, obesidade e distúrbios musculoesqueléticos. Além disso, mais de 66% das pessoas com Deficiência Intelectual (DI) têm problemas nos membros inferiores, hipotonia e frouxidão ligamentar, que podem influenciar na vida diária. O objetivo do trabalho foi verificar o efeito do treinamento concorrente nas Avd’s, equilibrio, força e composição corporal em pessoas com deficiência intelectual. Foram avaliados 20 indivíduos com idade entre 17 e 37 anos, sendo 13 homens e 07 mulheres, todos submetidos a 12 semanas de treinamento concorrente (treinamento resistido e atividade aeróbia), 2 vezes por semana em dias alternados. Foram avaliados os componentes da composição corporal e densidade óssea, utilizando o equipamento de densitometria por emissão de raios X de dupla energia (DEXA). Componentes do controle postural: Área e Deslocamento total pré, pós-intervenção e destreino, estas medidas foram realizadas na Plataforma de Força, triaxial. As avd’s foram avaliadas através de relatórios quinzenaispelos responsáveise para a mensuração da força, utilizamos testes específicos (sentar e levantar, força isometrica de membos superiores e prensão manual através de dinamometria). Para comparar o efeito da intervenção sobre as variáveis foram realizados os testes t de student pareado (variaveis paramétricas) e o teste de wilcoxon (variáveis não paramétricas). A variação entre os valores médios foi apresentada pelo delta de variação global (Δ). O principal achado desse estudo aponta estratégias individuais de avaliação, de acordo com as capacidades e particularidades nas modificações da composição corporal e seus componentes estudados. De acordo com os resultados encontrados, podemos concluir que a estratégia de treinamento utilizada, assim como a metodologia utilizada nas condução deste treinamento para pessoas com Deficiência Intelectual (DI), surtiu efeito positivo na modificação em alguns dos componentes da composição corporal, densidade mineral óssea, níveis de força, equilibrio e atividades da vida diária (avd’s).

    P


  • Mostrar Abstract
  • People with intellectual disabilities (ID) have learning difficulties, heart problems, diabetes, obesity and musculoskeletal disorders. In addition, more than 66% of people with intellectual disability (ID) have lower limb problems, hypotonia and ligament laxity, which can influence daily life. The objective of the study was to verify the effect of concurrent training on Avd's, balance, strength and body composition in people with intellectual disabilities. Twenty individuals aged 17 to 37 years were evaluated, 13 men and 07 women, all of whom underwent 12 weeks of concurrent training (resistance training and aerobic activity), 2 times a week on alternate days. Body composition and bone density components were evaluated using dual energy X-ray densitometry (DEXA) equipment. Components of postural control: Area and total displacement pre, post-intervention and trainer, these measurements were performed in the Force Platform, triaxial. Avd's were evaluated through biweekly reports by those in charge and for strength measurement, we used specific tests (sitting and lifting, isometric upper-limb strength and manual grip through dynamometry). In order to compare the effect of the intervention on the variables, the paired student t tests (parametric variables) and the wilcoxon test (non-parametric variables) were performed. The variation between the mean values was presented by the global variation delta (Δ). The main finding of this study points to individual assessment strategies, according to the abilities and particularities in the modifications of the body composition and its studied components. According to the results found, we can conclude that the training strategy used, as well as the methodology used in conducting this training for people with intellectual disability (DI), had a positive effect on the modification in some of the components of body composition, bone mineral density , strength levels, balance and activities of daily living (ADL)

13
  • BRUNO LAERTE LOPES RIBEIRO
  • Comparação da ansiedade competitiva, variabilidade da frequência cardíaca e cortisol salivar antes e durante uma competição com calendário congestionado em jovens atletas escolares de futsal.

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • ALEXANDRE MOREIRA
  • LEONARDO DE SOUSA FORTES
  • Data: 26/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A ansiedade pré-competitiva e sua relação com as respostas fisiológicas apresentadas pelos atletas tem se tornado foco de pesquisas na área do treinamento esportivo. Porém, é necessária uma melhor compreensão sobre esse fenômeno em jovens escolares que participam de competições realizadas em jogos sucessivos. Objetivo: Comparar a ansiedade competitiva, variabilidade de frequência cardíaca e cortisol salivar, antes e durante uma competição com calendário congestionado em jovens atletas escolares de futsal. Métodos: Participaram 10 atletas (16,9 ±0,7 anos; 71,0 ± 5,1 Kg; 174,9 ± 4,3 cm) monitorados antes uma sessão de treinamento (ST) durante uma semana preparatória para a competição e antes de cada um dos 3 jogos competitivos (2 jogos da fase classificatória e 1 jogo eliminatório, todos com duração de 40 minutos). A carga de treinamento foi estimada em todos os jogos utilizando a avaliação do esforço percebido (PSE) e a duração da sessão (PSE da sessão). Aproximadamente 60 minutos antes de cada partida foi preenchido o Competitive State Anxiety Inventory (CSAI-2R) para a verificação do estado de ansiedade pré-competitiva, bem como os jogadores foram submetidos avaliação da variabilidade de frequência cardíaca (VFC) no domínio do tempo (LnRMSSD) e a coleta salivar para verificação dos níveis de cortisol pré-jogo. Utilizou-se o teste anova one way de medidas repetidas, para a análise dos domínios de ansiedade pré-competitiva, o teste de Friedman foi utilizado para a análise da VFC e cortisol salivar e para a análise da PSE foi utilizado o teste de equações de estimativas generalizadas (GEE), seguido do post-hoc de Bonferroni. Resultados: A PSE da sessão apresentou diferenças entre as partidas e a semana de treinamento W(3) =16,392, p = 0,001), o Player Load apresentou diferenças significantes entre as partidas W(3) = 112,4, p ≤ 0,001. Os níveis de ansiedade cognitiva não foram estatisticamente significantes entre as partidas [F(1,644; 14,799) = 4,6, p = 0,73, eta parcial ŋ²= 0,28], assim como, não foi encontrada significância nos níveis de ansiedade somática [F(2,09; 18,85) = 26,07 p = 0,057 eta parcial ŋ²= 0,27] e na autoconfiança [F (2,07; 18,85) = 15,875 p = 0,152  eta parcial ŋ²= 0,18]. Os valores de cortisol não apresentaram alterações entre as partidas  χ² (3) = 4,320 p = 0,229,  assim como os valores do LnRMSSD [χ² (3) = 3,360, p= 0,339]. Conclusão: O modelo de competição no qual os atletas foram avaliados, não modificou significantemente o estado de ansiedade dos atletas e também não promoveu mudanças no estado de excitação fisiológica.  


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Pre-competitive anxiety and the physiological responses presented by athletes during competitive matches has become a focus of research in the field of sports psychology. Although futsal is a very popular sport, few studies have looked at the anxiety state of athletes before a competition, especially in the youth team. Objective: To analyze the somatic and cognitive anxiety of school athletes belonging to the U-18 futsal category and their autonomic and hormonal responses. METHODS: Ten athletes (16.9 ± 0.7 years, 71.0 ± 5.1 kg, 174.9 ± 4.3 cm) were monitored during one week of training (WT) (2 weekly sessions lasting 90 minutes) and during 3 matches of a state level competition (2 qualifying matches and 1 eliminatory match, all lasting 40 minutes). Approximately 60 minutes before each match, the CSAI-21 questionnaire was completed to verify the pre-competitive anxiety state. Saliva sample were colleted to analyze cortisol levels and evaluating heart rate variability (HRV) in the time domain (LnRMSSD). Internal match load (IML) was determined using the session-RPE. The one-way test of repeated measures for the analysis of the domains of pre-competitive anxiety was used, the Friedman test was used for the analysis of the variables cortisol and HRV, and for the session-RPE analysis the equations generalized estimates (GHG), followed by Bonferroni post-hoc. Results: The session-RPE presented differences between the matches and training week (W(3) = 16,392, p = 0.001), showing reduction during the first match in relation to WT (5.2 ± 0.4 vs. 3.4 ± 0.7) and an increase in comparison between the first and third matches (3.4 ± 0.7 vs. 7.0 ± 1.3). The levels of cognitive anxiety were not statistically significant between the matches [F (1.644; 14.799) = 4.6, p = 0.73, partial eta ŋ² = 0.28], as well as, no significant levels of anxiety were found (F (2.09; 18.85) = 26.07 p = 0.057 partial eta ŋ² = 0.27] and in self-confidence [F (2.07; 18.85) = 15.875 p = 0.152 partial eta ŋ² = 0.18]. The values of LnRMSSD did not present changes between the matches [χ² (3) = 3,360, p = 0,339], as well as the values of cortisol χ² (3) = 4,320 p = 0,229. Conclusion: this competition model did not cause changes in the anxiety state of the participants, not altering the values of the salivary cortisol and the autonomic activity.

14
  • JOSÉ RONALDO RIBEIRO DA COSTA
  • ÍNDICE DE ADIPOSIDADE CORPORAL MODIFICADO PARA DETERMINAÇÃO DE GORDURA CORPORAL DE ADULTOS DO NORDESTE DO BRASIL

     

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • GILMARIO RICARTE BATISTA
  • MARIA DO SOCORRO CIRILO DE SOUSA
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ROBERTO FERNANDES DA COSTA
  • Data: 26/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    INTRODUÇÃO: A obesidade é um grave problema de saúde pública em todo o mundo, que reduz a expectativa de vida, uma vez que aumenta o risco de se desenvolver doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão arterial, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares.Desta forma, para a elaboração de programas dietéticos e/ou de exercícios físicos para a prevenção e o tratamento da obesidade é necessária uma avaliação diagnóstica que permita aos profissionais da área da saúde identificar a composição corporal, a fim de se propor a prescrição mais adequada. O Índice de Adiposidade Corporal (IAC), calculado a partir da medida do perímetro do quadril e da estatura, tem sido sugerido como um novo índice para avaliar a adiposidade corporal. OBJETIVOS: Verificar se o IAC é preditor válido da porcentagem de gordura corporal em adultos do nordeste brasileiro, bem como propor um índice válido para atender a população do nordeste brasileiro. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo com delineamento transversal. A amostra contou com a participação de 425 indivíduos com idade entre 20 e 59 anos, sendo 203 homens e 222 mulheres, os quais passaram por avaliação antropométrica. Como técnica padrão para avaliação do porcentual de gordura foi utilizada a absortometria radiológica de dupla energia (DEXA). Na análise estatística realizou-secorrelação linear de Pearson e regressão linear. Foi utilizada a plotagem de Bland-Altman para verificar os limites de concordância entre a técnica padrão e a técnica alternativa. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significativas entre o porcentual de gordura estimado pelo IAC e os valores de referência pelo DEXA, entretanto, a correlação entre as técnicas ficou abaixo do considerado para a validação do IAC (r ≥ 0,586). CONCLUSÃO: Embora o IAC não tenha apresentado diferença para os valores estimados, a baixa correlação e os limites de concordância indicam que para a amostra estudada o IAC não parece ser um bom preditor de gordura corporal em adultos do nordeste brasileiro. 


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Obesity is a serious public health problem worldwide, which reduces life expectancy, since it increases the risk of developing chronic noncommunicable diseases such as hypertension, type 2 diabetes, cardiovascular and cerebrovascular diseases. Thus, for the elaboration of dietary programs and / or physical exercises for the prevention and treatment of obesity, a diagnostic evaluation is necessary to enable health professionals to identify their body composition in order to propose the most appropriate prescription . The Body Adiposity Index (BAI), calculated from the measure of the hip perimeter and height, has been suggested as a new index to evaluate body adiposity. OBJECTIVES: To verify if BAI is a valid predictor of the percentage of body fat in adults in the Brazilian Northeast, as well as to propose a valid index to serve the Brazilian Northeast population. METHODS: This is a descriptive study with a cross-sectional design. The sample had the participation of 425 individuals aged between 20 and 59 years, being 203 men and 222 women, who underwent anthropometric evaluation. As standard technique for the evaluation of fat percentage, double-energy radiological absorptiometry (DEXA) was used. In the statistical analysis, Pearson's linear correlation and linear regression were performed. The Bland-Altman plot was used to verify the limits of agreement between the standard technique and the alternative technique. RESULTS: There were no significant differences between the percentage of fat estimated by the IAC and the reference values by DEXA, however, the correlation between the techniques was below that considered for the validation of the BAI (r ≥ 0.586). CONCLUSION: Although the BAI did not present a difference to the estimated values, the low correlation and the limits of concordance indicate that for the studied sample BAIdoes not appear to be a good predictor of body fat in adults in the Brazilian Northeast.

15
  • RAILLE SILVA DE JESUS
  • RELAÇÃO ENTRE CONTROLE COGNITIVO INIBITÓRIO E DESEMPENHO NO CICLISMO EM TESTE CONTRARRELÓGIO DE 10 KM

  • Orientador : EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FLÁVIO DE OLIVEIRA PIRES
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LUIZ FERNANDO PAULINO RIBEIRO
  • Data: 30/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Os fatores determinantes do desempenho físico são amplamente estudados em termos de capacidade periférica de produção de energia. Na última década, muitos estudos também sugerem o efeito de mecanismos cerebrais e cognitivos sobre a regulação do desempenho. Contudo, ainda permanecem em aberto na literatura questões sobre o papel da função cognitiva nas diferentes formas de desempenho atlético, em particular em simulação de prova. O objetivo deste estudo foi verificar a relação entre o controle cognitivo inibitório e o desempenho de ciclistas no teste contrarrelógio (CR) de 10km. 17 ciclistas recreacionais do sexo masculino (278,85 ± 48,9, potência pico; 30,35 ± 5,6, anos; 76,28 ± 8,6 kg; 1,76 ± 0,1 m; 22,60 ± 6,8 %gordura) participaram do estudo. Os participantes realizaram duas sessões, sendo que a primeira foi destinada a triagem, familiarização com as escalas perceptuais, realização do stroop test para avaliação do controle cognitivo inibitório (CCI) e teste incremental máximo em cicloergômetro. Na segunda sessão, os voluntários realizaram o teste CR de 10 km. A percepção subjetiva de esforço, pensamento associativo ou dissociativo e frequência cardíaca foram reportados durante as sessões de exercícios. O teste de Shapiro-Wilk foi utilizado para verificar a normalidade dos dados. Coeficientes de correlação de Pearson foram adotados para analisar o grau de relação entre o desempenho cognitivo e tempo no CR. Nível de significância estatística adotada foi p < 0,05. Houve correlação significativa do tempo de reação (TR) no stroop test com desempenho no CR (r = 0,54; p = 0,02). Dessa forma, podemos concluir que maior controle cognitivo inibitório parece corroborar para o melhor desempenho em exercícios que se assemelham à situação de prova. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The determinants of physical performance are largely explained in terms of biomechanical or metabolic capacity. In the last decade a range of studies has showed that brain and cognitive mechanisms may be related to better performance in endurance athletes. However, questions remain about how much cognitive factors may be related to the performance of athletes in exercises that seem to represent a test situation. Objective: to evaluate the correlation between inhibitory control and endurance performance of recreational cyclists in the time-trial. Methods: 15 male recreational cyclists (274.7 ± 49.5, peak power output, 29.80 ± 5.3, 75.27 ± 8.4 kg, 1.75 ± 0.1 m, 24.50 ± 2.2, kg.m², 23.21 ± 4.8% fat) participated in the study. The subjects attended two sessions, the first one was aimed at screening, familiarization with the perceptual scales, stroop test for inhibitory control evaluation and maximal incremental test on cycle ergometer, starting at 100W and increasing 30W until voluntary exhaustion. In the second session the volunteers performed the 10 km time-trial, in which they were free to regulate the march and were directed to finish in the best time. In both efforts the subjective perception of effort, affection, associative or dissociative thinking and heart rate were computed, being in intervals of 2 min for the incremental test and every 2 km for the time-trial. The Shapiro-Wilk test was used to verify the normality. Pearson's correlation coefficients were used to analyze the degree of correlation between performance in the stroop test and endurance performance in the incremental and time-trial test. Level of statistical significance adopted was p <0.05. Results: Pearson’s correlations revealed a negative association (r = -0.78; p = 0.001) between peak power (Wpeak) and time in the time-trial test. In addition, the subjects with the shortest reaction time (TR) had greater Wpeak in the incremental test (r = -0.59; p = 0.02) and a better time-trial performance (r = 0.56; p = 0.02). Conclusion: The best inhibitory control, verified through the TR in the stroop test, seems to be associated with a better performance of recreational cyclists in the 10 km time-trial.

16
  • SHEYLLA MIRIS DE LIMA SANTOS
  • EDUCAÇÃO FÍSICA E NARRATIVAS MIDIÁTICAS: MEDIAÇÃO E SABERES PARA ALÉM DOS MUROS DA ESCOLA?

  • Orientador : ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • JEANE FÉLIX DA SILVA
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 31/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • O estudo tem como objetivo analisar os conteúdos das práticas corporais presentes no programa Esporte Espetacular, exibido pela Rede Globo, e estabelecer uma correlação com suas possibilidades de usos pedagógicos apontados na Base Nacional Comum Curricular. Para isso, foi adotado o tipo de pesquisa descritiva com caráter qualitativo, no qual realizou-se a observação sistemática de 17 transmissões na íntegra do programa. As transmissões foram observadas através do portal “Globo Play” (https://globoplay.globo.com), que disponibiliza as edições na íntegra, restrito para assinantes. Para mapear as reportagens, organizamos o material por dia, considerando, nos produtos midiáticos, os seguintes indicadores: duração, prática corporal, síntese da reportagem, unidade temática e dimensões do conhecimento segundo a BNCC. Ao finalizar a pesquisa, foi possível constatar que existem potencialidades pedagógicas nos conteúdos publicizados pelo Esporte Espetacular e que tratam das práticas corporais, embora sejam predominantes as temáticas esportivas. No entanto, a proposta da BNCC, por si só, não dá conta das possibilidades de ensino e aprendizagem que emergem dos artefatos culturais.


  • Mostrar Abstract
  • The goal of this study is to analyze the contents of corporal practices in the Esporte Espetacular program, shown by Rede Globo, and to establish a correlation with its possibilities of pedagogical uses pointed out in the National Curricular Common Base. For this, the type of qualitative descriptive research was adopted, in which the systematic observation of 17 broadcasts was carried out in the whole program. The broadcasts were observed through the "Globo Play" portal (https://globoplay.globo.com), which makes the editions available in full, restricted to subscribers. To map the reports, we organized the material per day, considering the following indicators in the media products: duration, body practice, synthesis of the report, thematic unit and dimensions of knowledge according to the BNCC. At the end of the research, it was possible to verify that pedagogical potential exists in the contents advertised by Esporte Espetacular and that deal with corporal practices, although sports themes are predominant. However, the BNCC proposal alone does not account for the possibilities of teaching and learning that emerge from cultural artifacts.

17
  • SANDRA FERREIRA TAVARES
  • O CORPO E OS FATORES PSICOMOTORES COMO AGENTES INTERVENIENTES NAS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DE LEITURA E ESCRITA ESCOLARES: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOMOTRICIDADE EM UMA PERSPECTIVA INCLUSIVA

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • PAULO HENRIQUE AZEVEDO
  • HELIO FRANKLIN RODRIGUES DE ALMEIDA
  • Data: 31/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Diversos fatores foram delineados como causadores das Dificuldades de Aprendizagem de Leitura e Escrita, entre esses os transtornos corporais nos mais diversos aspectos e níveis, ou seja, alguns fatores psicomotores encontram-se desviantes ou não possui seu amadurecimento a contento com sua idade cronológica. Há que se ter uma formação corpórea adequada para que se forme um adulto saudável e pleno em desenvolvimento. Neste entremeio, a psicomotricidade tem papel fundamental, trabalhando tanto na prevenção quanto na intervenção as quais entrevejam um desenvolvimento infantil sadio e livre de transtornos. É na multidisciplinaridade que ter-se-á uma formação infantil mais adequada em analogia ao corpo com seus fatores psicomotores e as dificuldades de aprendizagem. Nessa perspectiva, esta abordagem justifica-se por sua relevância, tanto para áreas afins como em geral as quais necessitem de embasamento e sugestões para lidar com as situações postas no cotidiano. Concernente às contribuições da psicomotricidade na infância como uma prática de intervenção nas crianças com dificuldades de aprendizagem de leitura e escrita, de forma que as mesmas possam ser incluídas no contexto escolar, principalmente dentro da sala de aula. Objetivo Geral: Quais contribuições a psicomotricidade, por intermédio de intervenções psicomotoras (sessões de psicomotricidade), pode proporcionar na inclusão de crianças com dificuldades de aprendizagem de leitura e escrita, e sua influência para melhor organização e maturação dos fatores psicomotores em relação a sua corporeidade. Metodologia: Foi utilizada uma Pesquisa Ação de natureza básica, de cunho descritiva e exploratória com abordagem qualitativa, com uma amostra não-probabilística. Instrumentos de Coleta: Utilizou-se anamnese, com os pais, para conhecer um pouco da história da criança; questionários semiestruturados aplicados a professores da escola pública onde foi desenvolvido o projeto, para colher informações do aluno sobre suas dificuldades de aprendizagens; a aplicação da Bateria Psicomotora de Vitor da Fonseca pré e pós intervenções psicomotoras (sessões de psicomotricidade), para avaliar os fatores psicomotores com intuito de averiguar se houve amadurecimento dos fatores psicomotores; Escala de Desenvolvimento Escolar de Rosa Neto, para aferir o nível de leitura e escrita dos discentes com dificuldades de aprendizagem de leitura e escrita, bem como relatório espontâneo e reflexivo; fotos e vídeos durante as sessões de psicomotricidade. Realizou-se inicialmente sessões de psicomotricidade que consistem como intervenções e práticas pedagógicas com 8 crianças, do 4º ano B, do Ensino Fundamental I, sendo 2 (duas) do sexo feminino e 6 (seis) do sexo masculino que possuíam dificuldades de aprendizagem de leitura e escrita. As sessões de psicomotricidade foram feitas duas vezes por semana, totalizando 7 sessões, durante um mês e meio; com a intenção de verificar as contribuições da psicomotricidade e apurar onde os progressos são maiores, registrando tudo para análise através de fotos e filmagens. Resultados: Observou-se por meio da anamnese que a escolaridade dos pais é baixa, alguns não estudaram, outros fizeram até Ensino Fundamental I ou II incompleto e possui uma renda familiar baixa. Na gestação 2 mães tiveram uma gravidez tranquila e saudável, enquanto as outras 6 tiveram uma gravidez conturbada devido a doenças e ou agressões durante a gestação. Todas as crianças apresentaram comprometimento no seu desenvolvimento motor, no que se refere a firmar a cabeça, sentar-se sem apoio, rolar, engatinhar, andar, falar; ou fizeram tardiamente ou pularam a etapa. Na primeira Bateria Psicomotora, 7 alunos exibiram Perfil Psicomotor Dispráxico, com ligeiras e específicas Dificuldades de Aprendizagem, somente 1 discente demonstrou Perfil Psicomotor Normal. No Manual de Desenvolvimento Escolar, para averiguar as Dificuldades de Aprendizagem de Leitura e Escrita, constatou-se o seguinte, somente 1 aluno consegui finalizar quase todos os níveis do teste, menos a escrita espontânea; os outros 7 ficaram aquém para sua idade cronológica, ou seja, tem muita dificuldade para lê, interpretar textos e escrever, principalmente escrita espontânea. A professora segundo questionário respondido, expõe que todos os alunos estão no nível silábico e são totalmente dependentes para resolver atividades. Após as sessões de psicomotricidade realizou-se uma nova Bateria Psicomotora, através da qual manifestou-se um crescimento por parte dos discentes nos seus fatores psicomotores, passaram do Perfil Dispráxico que é de 13 pontos, para o Perfil Normal variando de 14 a 21 pontos. Conclusão: Pode-se concluir que a psicomotricidade, como recurso pedagógico através do brincar e do jogo simbólico proporciona à criança um aprendizado prazeroso, possibilitando oferecer um conjunto de novas propostas dentro da escola, porquanto a aprendizagem através do movimento envolve relações entre corpo e os fatores psicomotores ocorrendo um amadurecimento nos mesmos, sendo que foi possível perceber nas crianças uma mudança de Perfil Psicomotor. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Several factors have been delineated as the cause of Reading and Writing (AD) Learning Difficulties, among them the Bodily Disorders in the most diverse aspects and levels, that is, some psychomotor factors are deviant or does not have its maturation to content with their chronological age. Adequate bodily training has to be done to form a healthy and fully developing adult. In the meantime, Psychomotricity plays a fundamental role, working both in prevention and intervention, which envisage a healthy and disorderly development of children. It is in the multidisciplinarity that will have a more adequate infantile formation in analogy to the body with its psychomotor factors and the Learning Difficulties (AD). In this perspective, this approach is justified by its relevance, both for related areas and in general, which need basing and suggestions to deal with the situations put into daily life. Concerning the contributions of Psychomotricity in childhood as an intervention practice in children with Difficulties of reading and writing learning, so that they can be included in the school context, mainly within the classroom. Objective: What contributions to psychomotricity, by means of psychomotor interventions (psychomotricity sessions), can contribute to the inclusion of children with learning difficulties in reading and writing, and their influence to better organize and maturation of psychomotor factors in relation to their corporeity? Methodology: A Research Action of a basic nature, descriptive and exploratory with a qualitative approach will be used, with a non-probabilistic sample. Collection instruments: Anamnesis was used, with the parents, to know a little of the child's history; semistructured questionnaires applied to teachers of the public school where the project was developed, to gather information about the student's learning difficulties; the application of Vitor da Fonseca's Psychomotor Battery before and after psychomotor interventions (psychomotricity sessions), to evaluate the psychomotor factors in order to investigate whether there was a maturation of the psychomotor factors; Rosa Neto School Development Scale, to measure the level of reading and writing of students with Learning Difficulties of reading and writing, as well as spontaneous and reflective report; photos and videos during psychomotor sessions. Psychomotricity sessions consisting of 8 children, from the 4th year B, of Elementary School I, consisting of 2 (two) female and 6 (six) male students who had Learning Difficulties of Reading and writing. The psychomotricity sessions were done twice a week, totaling 7 sessions, during a month and a half; with the intention of verifying the contributions of psychomotricity and determining where the progress is greatest, registering everything for analysis through photos and filming. Results: It was observed by means of the anamnesis that parents' schooling is low, some did not study, others did until Elementary School I or II incomplete and have a low family income. In gestation 2 mothers had a calm and healthy pregnancy, while the other 6 had a troubled pregnancy due to illness and aggression during pregnancy. All the children presented with impairment in their motor development, in terms of head firing, sitting without support, rolling, crawling, walking, talking; or did late or skipped the stage. In the first Psychomotor Battery, 7 students exhibited Scaphy Psychomotor Profile, with slight and specific Learning Difficulties, only 1 student showed Normal Psychomotor Profile. In the School Development Handbook, to find out the Difficulties of Reading and Writing Learning, the following was found, only 1 student was able to complete almost all levels of the test, except for spontaneous writing; the other 7 fell short of their chronological age, meaning that they have difficulty reading, interpreting texts and writing, especially spontaneous writing. The second questionnaire teacher responded that all students are at the syllabic level and are totally dependent on solving activities. After the psychomotricity sessions, a new Psycho-Mechanical Battery was developed, through which the students showed a growth in their psychomotor factors, from the Spratic Profile that is 13 points, to the Normal Profile ranging from 14 to 21 points. Conclusion: It can be concluded that psychomotricity as a pedagogical resource through play and symbolic play provides the child with a pleasurable learning, making it possible to offer a set of new proposals within the school, since learning through movement involves relationships between body and psychomotor factors occurring a maturation in them, and it was possible to perceive in the children a change of Psychomotor Profile.

18
  • JÚLIO DUARTE DE OLIVEIRA JÚNIOR
  • O COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO SE ASSOCIA COM OS NÍVEIS DE TESTOSTERONA DE MENINOS PÓS-PÚBERES COM EXCESSO DE PESO?

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • RICARDO FERNANDO ARRAIS
  • CLARICE MARIA DE LUCENA MATINS
  • FERDINANDO OLIVEIRA CARVALHO
  • Data: 02/08/2019

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A testosterona, além de estar associada com funções anabólicas e com a força muscular, é considerada um hormônio chave para a composição corporal e saúde cardiometabólica. Estudos apontam que o estilo de vida apresenta relação com os níveis de testosterona, a exemplo do alto comportamento sedentário que parece estar negativamente associado com os níveis desse hormônio. O alto comportamento sedentário é bastante comum na população de obesos, que normalmente já apresentam reduzidos níveis de testosterona devido ao excesso de gordura. Entretanto, não se tem clareza se o comportamento sedentário é um fator que se associa com os níveis de testosterona, sobretudo em meninos com excesso de peso e pós-púberes, fase onde observa-se aumento no comportamento sedentário e fase onde a testosterona desempenha importantes funções no crescimento e desenvolvimento. OBJETIVO: Verificar a associação entre o comportamento sedentário e os níveis de testosterona de meninos pós-púberes com excesso de peso. MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa descritiva, com técnica observacional e com delineamento transversal. Foram incluídos nesta análise 29 adolescentes com excesso de peso, sem comorbidades e que já estivessem atingido o pico de velocidade do crescimento. Os níveis de testosterona salivar foram avaliados através do método de imunoabsorção ligado à enzima (ELISA). O comportamento sedentário foi avaliado por acelerômetro triaxial (ActiGraph GT3X+) ao longo de sete dias consecutivos. A adiposidade corporal foi mensurada através da absorciometria por dupla emissão de raios-X (DEXA). A força muscular foi mesurada através do teste de preensão manual. A maturação somática foi utilizada para classificar os participantes quanto à idade do pico de velocidade do crescimento. Foi utilizado um modelo de regressão linear múltipla para verificar a associação entre as variáveis independentes (adiposidade, força e comportamento sedentário) sobre os níveis de testosterona. Adotou-se valor de p<0,05 para significância estatística. RESULTADOS: O comportamento sedentário não se associou os com os níveis de testosterona [F (1,26) = 0,171; p = 0,68], dessa forma, não sendo estatisticamente significante para explicar os níveis hormonais. Por outro lado, a adiposidade [F (1,26) = 6,647; p = 0,01] e a força muscular [F (1,26) = 5,074; p = 0,03] foram significantemente importantes para explicar os níveis de testosterona. O modelo estatístico também analisou o comportamento sedentário, com a adiposidade e com a força muscular e mostrou que essas variáveis, em conjunto, não apresentaram significância estatística [F (3,25) = 2,405; p = 0,09], mostrando que, quando associadas, não foram importantes para explicar os níveis de testosterona. Considerando o efeito isolado da adiposidade, o modelo estatístico demonstrou que para cada aumento de 1% na gordura corporal, há redução de 4,296 pg/ml nos níveis de testosterona. CONCLUSÃO: O comportamento sedentário não apresentou associação com os níveis de testosterona de meninos obesos pós-púberes. Por outro lado, os níveis de testosterona se associaram positiva e negativamente com o grau de adiposidade e com a força muscular, respectivamente.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Testosterone, in addition to performing important anabolic functions, is a key hormone for cardiometabolic health. Studies have shown the effect of high sedentary behavior and overweight/obesity on adult male testosterone levels, but this relationship is not clear in adolescence, where testosterone plays important roles in growth and development.

    OBJECTIVE: To investigate whether the level of sedentary behavior and adiposity are associated with the testosterone levels of overweight and obese adolescents.

    METHODS: A descriptive research, with an observational technique and a cross-sectional design. Twenty nine adolescents with excess weight, without comorbidities and in the maturational stage between G3 and G5 were included in this analysis. Testosterone levels were assessed by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). The sedentary behavior was evaluated by triaxial accelerometer (ActiGraph GT3X +) over seven consecutive days. Adiposity was measured by X-ray absorptiometry (DEXA). A multivariate linear regression model was used to verify the association between the independent variables (adiposity and sedentary behavior) on testosterone levels. A value of p <0.05 was used for statistical significance.

    RESULTS: The statistical model that included both independent variables was not statistically significant [F (2,26) = 3,242; p = 0.55; R2 = 0.200]. The isolated effect of body adiposity on testosterone levels was calculated, thus, statistical significance [F (1,27) = 6,647; p = 0.016; R2 = 0.198].

    CONCLUSION: Sedentary behavior is not associated with testosterone levels. On the other hand, the degree of adiposity was negatively associated with the testosterone levels of overweight adolescents.

19
  • ARLIENE STEPHANIE MENEZES PEREIRA
  • ANINHÁ VAGURETÊ: reflexões simbólicas para a Educação Física no ritual do Torém dos índios Tremembé

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOÃO BATISTA DE ALBUQUERQUE FIGUEIREDO
  • LUIZ CARVALHO DE ASSUNCAO
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • RAIMUNDO NONATO ASSUNCAO VIANA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 04/09/2019

  • Mostrar Resumo
  • Invoco para estar presente neste trabalho os “encantados”, para nos inspirar de modo sagrado. E convido-os, antes da leitura, a tomar um pouco da bebida tradicional do povo Tremembé, o mocororó (a bebida alucinógena, feita do caju azedo) para assim, adentrarmos o universo profano. O presente trabalho adentra a cultura indígena, mais especificamente entre os Tremembé da grande Almofala, no município de Itarema no estado do Ceará, onde realiza um estudo sobre a simbologia acerca do ritual do Torém. A compreensão de base fenomenológica desse estudo (MERLEAU-PONTY, 1994) permite compreender como os índios Tremembé sentem suas vivências com o Torém (o ritual sagrado e principal sinal diacrítico entre a etnia). O texto justifica sua importância como forma de atenuar os debates das pesquisas sobre as questões indígenas em Educação Física, onde temos um número escasso de pesquisadores e dando-se ainda que não há pesquisas sobre os Tremembé na área. Para tanto, neste trabalho dissertativo levantam-se os seguintes questionamentos: Quais são os símbolos que este ritual envolve? Quais sentidos estésicos são atribuídos pelos Tremembé em relação ao Torém? Quais sentidos e implicações simbólicas a Educação Física pode trazer ao ritual do Torém? O estudo objetiva desvelar as reflexões simbólicas para a Educação Física no ritual do Torém. Além de identificar a estesia atribuída pelos Tremembé em relação ao ritual; e analisar quais sentidos a Educação Física pode trazer com o Torém. A porta de entrada deste trabalho são as histórias vividas outrora por mim enlaçando-se com a continuidade de pesquisas acadêmicas desenvolvidas anteriormente. Utilizamos para a descrição do aprofundamento do relato histórico deste povo e sobre o ritual, as pesquisas dos autores Oliveira Júnior (1998; 1997), Gondim (2016; 2015; 2010; 2009), Valle (2005a; 2005b; 2004; 1993) e Messeder (2012). Já para uma compreensão sobre simbologia, sagrado e profano nos basearemos em Eliade (2010; 1998; 1991), mas para descrevermos de modo mais aprofundado o significado dos símbolos utilizamos os escritos de Chevalier & Gheerbrant (1994); nos remeteremos a conceituação de cultura e memória oral através de Zumthor (2010; 2007; 1993); já para compreendermos o conceito de ritual adentraremos as obras de Turner (2005; 1982) e Peirano (2003). E para embasar a fenomenologia e o conceito de estesia trazemos para o texto o autor Merleau-Ponty (2006; 1948/2004; 1945/1994). Desvela-se para a simbologia ritual a descrição das cenas, dos gestos, das emoções, da música, da linguagem, do figurino, da ornamentação e expressão corporal, e de outros símbolos que compõe o ritual a partir do relato de nove indígenas (entre cacique, pajé, lideranças, professores e uma índia). Investigamos assim, os símbolos no ritual pautando-se numa percepção como proveniência subjetiva do conhecimento, significando marcas de uma cultura de resistência. Tomando como ponto final a corporeidade deste processo e as implicações para Educação Física, instigando o debate para uma reflexão intercultural na área.


  • Mostrar Abstract
  • I invoke to be present in this work the "enchanted ones", to inspire us in a sacred way. And I invite you, 
    before reading, to drink some of the traditional drink of the Tremembé people, the mocororó (the hallucinogenic 
    drink, made from sour cashew) to enter the profane universe. The present work enters the indigenous culture, 
    more specifically between the Tremembé of the great Almofala, in the municipality of Itarema in the state of 
    Ceará where it carries out a study on the symbolism about the Torém ritual. The phenomenological understanding 
    of this study (MERLEAU-PONTY, 1994) allows us to understand how the Tremembe Indians feel their experiences 
    with Torem (the sacred ritual and the main diacritical sign among the ethnic group). The text justifies its 
    importance as a way to attenuate the debates of the researches on the indigenous questions in Physical 
    Education, where we have a scarce number of researchers and giving even though there is no research on 
    the Tremembé in the area. Therefore, in this dissertative work the following questions arise: What are the 
    symbols that this ritual involves? What are the esthetic meanings attributed by the Tremembe to the Torém? 
    What meanings and symbolic implications can Physical Education bring to the Torrem ritual? The study aims 
    to reveal the symbolic reflections for Physical Education in the Torém ritual. In addition to identifying the esteia
     attributed by the Tremembé in relation to the ritual; and analyze which meanings Physical Education can bring
     with the Torrem ritual. The gateway to this work is the stories I once had in my mind, and the continuity of 
    previous academic research. We use for the description of the deepening of the historical account of this 
    people and about the Torém, the work "Torém: joke of the old Indians" of the author Oliveira Jr (1998). 
    However, in order to describe in a deeper way the meaning of the symbols, we use the writings of Chevallier
     & Gheerbrant (1994); we will refer to the conceptualization of culture and oral memory through Zumthor 
    (2010, 1993); and to understand the concept of ritual, we will go into the works of Turner (2005, 1982) and 
    Peirano (2003). And to base the phenomenology and the concept of thesy we bring to the text the author 
    Merleau-Ponty (2006, 1994). Description of scenes, gestures, emotions, music, language, costumes, 
    ornamentation and body expression, and other symbols that make up the ritual from the narrative of 
    nine indigenous people (among them) are unveiled for ritual symbology. cacique, shaman, leaders, teachers 
    and an Indian). We thus investigate the symbols in ritual based on a perception as the subjective provenance
     of knowledge, signifying marks of a culture of resistance. Taking as final point the corporeality of this process
     and the implications for Physical Education, instigating the debate for an intercultural reflection in the area.
2018
Dissertações
1
  • HELOIANA KAROLINY CAMPOS FARO
  • “EFICIÊNCIA NEURAL” E A PRÁTICA DE JUDÔ: COMO A COR DA FAIXA PODE INFLUENCIAR NA ATIVIDADE CORTICAL

  • Orientador : EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FABRICIO LIMA BRASIL
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • RENAN CIPRIANO MOIOLI
  • Data: 08/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O alcance de níveis de excelência no esporte é dependente da regulação cerebral integrada entre o controle motor e a capacidade cognitiva. Estudos recentes revelam que essa adaptação neural em praticantes experientes de artes marciais pode promover desempenho diferenciado quando comparados à não-praticantes, iniciantes ou atletas amadores, no entanto, pouco se sabe quanto a localização dessas diferenças e as respectivas respostas neurofisiológicas. Objetivo: O presente estudo objetivou verificar se a experiência desportiva em judô pode influenciar no desempenho cognitivo e comportamento eletrofisiológico de judocas experientes (faixas pretas) e iniciantes (faixas brancas). Métodos: Foram recrutados 16 faixas pretas (26,5 ± 7,9 anos; 172,2 ± 8,1 cm; 69,3 ± 18,9 kg; 43,5 ± 3,8 ml/kg/min) e 18 faixas brancas (25,2 ± 5,8 anos; 172 ± 8 cm; 63,7 ± 13 kg; 40,71 ± 1,8 ml/kg/min) para amostra do estudo. Os participantes realizaram Stroop Test acompanhado de mensuração eletroencefalográfica por 64 eletrodos ativos para aferir o potencial relacionado ao evento de situações congruentes e incongruentes. Resultados: O teste t Student identificou diferenças entre os grupos na ativação da área do córtex pré-frontal anterior durante estímulos congruente e incongruentes, apesar de não haver diferenças no tempo de reação e número de erros do teste. Conclusões: É possível concluir que praticantes de judô de maior experiência apresentam “eficiência neural” no córtex pré-frontal durante tarefa cognitiva de atenção e resolução de conflitos.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The achievement of levels of excellence in sports is dependent on the integrated brain regulation between motor control and cognitive ability. Recent studies show that this neural adaptation in experienced martial arts practitioners may promote differentiated performance when compared to non-practitioners, beginners or amateur athletes, however, little is known about the location of these differences and their neurophysiological responses. Propose: This study aimed to verify if the sporting experience in judo can influence the cognitive performance and electrophysiological behavior of experienced judokas (black belts) and beginners (white belts). Methods: We recruited 16 black belts (26,5 ± 7,9 years; 172,2 ± 8,1 cm; 69,3 ± 18,9 kg; 43,5 ± 3,8 ml/kg/min) and 18 white belts (25,2 ± 5,8 years; 172 ± 8 cm; 63,7 ± 13 kg; 40,71 ± 1,8 ml/kg/min) for the study sample. The participants performed Stroop Test accompanied by electroencephalographic measurement by 64 active electrodes to gauge the potential related to the event of congruent and incongruent situations. Results: The test t Student identified differences between the groups in the activation of the anterior prefrontal cortex area during congruent and incongruent stimuli, although there were no differences in reaction time and number of test errors. Conclusion: It is possible to conclude that judo practitioners of greater experience present "neural efficiency" in the prefrontal cortex during cognitive task of attention and conflict resolution.

2
  • YURI ALBERTO FREIRE DE ASSIS
  • EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO E DA INTERRUPÇÃO DO COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO SOBRE PARÂMETROS CARDIOMETABÓLICOS EM ADULTOS INATIVOS: UM ENSAIO CRUZADO

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LEONARDO DE SOUSA FORTES
  • Data: 22/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: o comportamento sedentário é associado a um maior risco para alterações cardiometabólicas, como a síndrome metabólica (SM). As recomendações atuais sobre atividade física para saúde têm sugerido redução do comportamento sedentário e prática regular de exercício físico moderado-vigoroso. Entretanto, pouco se conhece sobre os efeitos isolados da interrupção regular do comportamento sedentário ao longo do dia e do exercício físico sobre parâmetros relacionados à SM em adultos com excesso de gordura corporal. OBJETIVO: analisar os efeitos da interrupção regular do comportamento sedentário e do exercício físico vigoroso sobre a pressão arterial, glicemia e triglicerídeos de adultos fisicamente inativos com excesso de gordura corporal. MÉTODOS: foi conduzido um ensaio clínico controlado e randomizado com delineamento cruzado em que 25 adultos inativos com excesso de gordura corporal (10 homens; 24,4 ± 3,8 anos; % gordura corporal 34,5 ± 6%; 4.699 ± 1.962 passos por dia) foram submetidos a três sessões experimentais de 10 h com intervalo de uma semana: i) sessão SED, alto comportamento sedentário ao longo do dia; ii) sessão EX+SED, uma sessão de exercício físico vigoroso seguido de alto comportamento sedentário ao longo do dia, e; iii) sessão ATIVO, interrupção regular de comportamento sedentário ao longo do dia (cinco minutos de caminhada leve a cada 20 minutos). Refeições padronizadas foram ofertadas em todas as sessões. A glicemia, pressão arterial e triglicerídeos foram mensurados ao longo do dia. A área sob a curva (ASC) para a pressão arterial, glicemia e triglicerídeos foi calculada e a comparação entre as sessões foi realizada por modelos mistos generalizados, com um alfa de 5 %. RESULTADOS: A ASC da glicemia foi menor na sessão ATIVO [W(2) = 6.180, p = 0.046] quando comparada a sessão SED (p = 0,015). A ASC da pressão arterial diastólica foi menor na sessão ATIVO [W(2) = 6.119, p = 0.047] quando comparada a sessão SED (p = 0,029) e EX+SED (p = 0,035). Não houve diferença estatística na trigliceridemia e na pressão arterial sistólica e média entre as sessões experimentais. CONCLUSÃO: a interrupção regular do comportamento sedentário reduziu a glicemia e pressão arterial diastólica de adultos inativos com excesso de gordura corporal ao longo de um dia de alto comportamento sedentário, enquanto a sessão de exercício físico vigoroso não apresentou efeito sobre os parâmetros analisados. Portanto, a interrupção regular do comportamento sedentário deve ser encorajada para atenuar o risco cardiometabólico de adultos inativos com excesso de gordura corporal que dispendem muito tempo sentado ao longo do dia.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUÇÃO: o comportamento sedentário é associado a um maior risco para alterações cardiometabólicas, como a síndrome metabólica (SM). As recomendações atuais sobre atividade física para saúde têm sugerido redução do comportamento sedentário e prática regular de exercício físico moderado-vigoroso. Entretanto, pouco se conhece sobre os efeitos isolados da interrupção regular do comportamento sedentário ao longo do dia e do exercício físico sobre parâmetros relacionados à SM em adultos com excesso de gordura corporal. OBJETIVO: analisar os efeitos da interrupção regular do comportamento sedentário e do exercício físico vigoroso sobre a pressão arterial, glicemia e triglicerídeos de adultos fisicamente inativos com excesso de gordura corporal. MÉTODOS: foi conduzido um ensaio clínico controlado e randomizado com delineamento cruzado em que 25 adultos inativos com excesso de gordura corporal (10 homens; 24,4 ± 3,8 anos; % gordura corporal 34,5 ± 6%; 4.699 ± 1.962 passos por dia) foram submetidos a três sessões experimentais de 10 h com intervalo de uma semana: i) sessão SED, alto comportamento sedentário ao longo do dia; ii) sessão EX+SED, uma sessão de exercício físico vigoroso seguido de alto comportamento sedentário ao longo do dia, e; iii) sessão ATIVO, interrupção regular de comportamento sedentário ao longo do dia (cinco minutos de caminhada leve a cada 20 minutos). Refeições padronizadas foram ofertadas em todas as sessões. A glicemia, pressão arterial e triglicerídeos foram mensurados ao longo do dia. A área sob a curva (ASC) para a pressão arterial, glicemia e triglicerídeos foi calculada e a comparação entre as sessões foi realizada por modelos mistos generalizados, com um alfa de 5 %. RESULTADOS: A ASC da glicemia foi menor na sessão ATIVO [W(2) = 6.180, p = 0.046] quando comparada a sessão SED (p = 0,015). A ASC da pressão arterial diastólica foi menor na sessão ATIVO [W(2) = 6.119, p = 0.047] quando comparada a sessão SED (p = 0,029) e EX+SED (p = 0,035). Não houve diferença estatística na trigliceridemia e na pressão arterial sistólica e média entre as sessões experimentais. CONCLUSÃO: a interrupção regular do comportamento sedentário reduziu a glicemia e pressão arterial diastólica de adultos inativos com excesso de gordura corporal ao longo de um dia de alto comportamento sedentário, enquanto a sessão de exercício físico vigoroso não apresentou efeito sobre os parâmetros analisados. Portanto, a interrupção regular do comportamento sedentário deve ser encorajada para atenuar o risco cardiometabólico de adultos inativos com excesso de gordura corporal que dispendem muito tempo sentado ao longo do dia.

3
  • PETRUS GANTOIS MASSA DIAS DOS SANTOS
  • EFEITO DO TREINAMENTO DE SPRINTS REPETIDOS NO DESEMPENHO ANAERÓBICO E AERÓBICO DE ATLETAS DURANTE O PERÍODO PREPARATÓRIO

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • FELIPE JOSÉ AIDAR MARTINS
  • GILMARIO RICARTE BATISTA
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 23/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Nos esportes coletivos de características intermitentes a manutenção das movimentações de alta intensidade frente a elevada repetição destes esforços é essencial para o rendimento competitivo. Nesse sentido, o treinamento de sprints repetidos pode se apresentar como uma interessante estratégia para promover melhorias em diferentes componentes da aptidão física relevantes aos esportes coletivos. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi verificar o efeito do treinamento de sprints repetidos no desempenho anaeróbico e aeróbico de atletas durante o período preparatório. Trinta e seis atletas universitários do sexo masculino participaram deste estudo, sendo 19 atletas de voleibol e 17 de basquetebol com idade entre 18-24 anos. Os atletas foram alocados de forma randomizada em dois grupos: o experimental que envolveu o treinamento de sprints repetidos e o controle que realizou apenas treinamento técnico-tático. Todos os atletas foram submetidos a avaliação da composição corporal, teste incremental máximo em esteira, capacidade de sprints repetidos, salto vertical contra movimento e intermitente. Uma ANOVA de medidas repetidas (tempo x condição) e a inferência baseada na magnitude foram utilizadas para se obter respostas do ponto de vista quantitativo e qualitativo. Observou-se repostas quantitativas e qualitativas superiores no grupo experimental quando comparado com o grupo controle para os índices da capacidade de sprints repetidos, salto vertical contra movimento e intermitente, e aptidão aeróbica dos atletas, o que sugere que o treinamento de sprints repetidos pode ser usado como estratégia a ser incorporada durante o período preparatório dos atletas.


  • Mostrar Abstract
  •  

     

    In team sports with intermittent characteristics the maintenance of the high intensity movements in front of the high repetition of these efforts is essential for the performance of the athlete. In this sense, the training of repeated sprints appears to be an interesting strategy that promotes improvements in multi-components of physical fitness relevant to collective sports. Therefore, the objective of the present study was to verify the effect of training of repeated sprints on the anaerobic and aerobic performance of athletes during the pre-competitive period. Thirty-six university male athletes participated in this study, being 19 volleyball athletes and 17 basketball players aged 18-24 years. The athletes were randomly allocated into two groups: experimental that involved repeated sprint training and control that performed only technical-tactical training. All athletes were submitted to body composition evaluation, repeated sprints ability, vertical countermovement and intermittent jump, and maximum incremental treadmill test to estimate aerobic fitness. ANOVA of repeated measurements (time x condition) and inference based on magnitude were used to obtain quantitative and qualitative answers. Higher quantitative and qualitative responses were observed in the experimental group when compared to the control group for the indices of repeated sprints, vertical jump versus movement and intermittent sprint, and aerobic fitness of the athletes, suggesting that repeated sprint training may be used as a strategy to be incorporated during the in season period of the athletes.

4
  • ÁLAN DANIEL SANTOS DE SOUZA
  • CAPACIDADE CARDIORRESPIRATÓRIA DE PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS.



  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • FELIPE JOSÉ AIDAR MARTINS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • RADAMES MACIEL VITOR MEDEIROS
  • Data: 23/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • A baixa condição cardiorrespiratória de pessoas que vivem com HIV/AIDS, em tratamento com a HAART, é um dos efeitos colaterais característicos desta população, tendo associação com risco elevado de doenças cardiovasculares, mostrando-se mais relevante quando aliado à idade avançada, IMC elevado e diagnostico de lipodistrofia. O objetivo deste estudo foi avaliar e descrever à capacidade cardiorrespiratória de pessoas que vivem com HIV/AIDS, através de um estudo transversal com tipologia descritiva e escolha dos indivíduos por conveniência (Praticantes de exercícios físicos com treinamento de força), sendo composta por 15 indivíduos (11 homens e 4 mulheres), com idade média de 45,58 anos (± 9,44) e com HIV/AIDS, selecionados no hospital de infectologia do estado do Rio Grande do Norte e em acompanhamento clínico nos Serviços de Atenção Especializada em HIV (SAE). Adotou-se as seguintes condições: Pacientes sob uso da HAART de ambos os sexos e idade acima de 18 anos, os quais apresentam contagem de linfócitos TCD4 igual ou superior à 500 cópias/mm³, carga viral indetectável (≤ 50 cópias/mm³) e fisicamente treinados por pelo menos 6 meses. As coletas foram realizadas em um único momento, sendo coletados os dados referentes à composição corporal: percentual de gordura (25,83 ± 7,21), IMC (23,87 ± 2,40), estatura (164,37 ± 9,02), peso (64,71 ± 10,14). E a capacidade cardiorrespiratória: VO2 ml/min/kg (30,60 ± 5,0), respectivamente. Foram analisadas as médias e desvios padrões dos tempos de permanência em cada limiar (limiar 1, limiar 2 e o pico de esforço), como também a variação percentual dos tempos de permanência em cada limiar. A partir dos dados analisados foram observadas um maior tempo de permanência entre o início do teste e o limiar 1 e um menor tempo de permanência após o limiar 2 e o pico de esforço. Os dados apontam para uma capacidade cardiorrespiratória reduzida com associada anaerobiose. Estes resultados podem estar associados à lesão mitocondrial, comumente encontrada em pessoas que vive com HIV/AIDS.


  • Mostrar Abstract
  • The low cardiorespiratory condition of people living with HIV / AIDS is one of the effects of the infection combined with the use of HAART, being associated with a high risk of cardiovascular diseases, being more relevant when combined with old age, elevated BMI and diagnosis of lipodystrophy . The objective of this study was to evaluate and describe the cardiorespiratory capacity of people living with HIV / AIDS. A cross-sectional study with descriptive typology and choice of subjects for convenience (Physical exercise with strength training), consisting of 15 individuals (11 men and 4 women), presenting a mean age of 45.58 years (± 9.44) and with HIV / AIDS, selected at the infectious disease hospital of the state of Rio Grande do Norte and in clinical follow-up at the Specialized Attention Services in HIV (SAE). The following conditions were adopted: Patients undergoing HAART of both sexes and age above 18 years, presenting a TCD4 lymphocyte count equal to or greater than 500 copies / mm³, undetectable viral load (≤ 50 copies / mm³), and physically trained for at least 6 months. The samples were collected in a single moment, with data on body composition: fat percentage (25.83 ± 7.21), BMI (23.87 ± 2.40), height (164.37 ± 9, 02), weight (64.71 ± 10.14). And cardiorespiratory capacity: VO2 ml / min / kg (30.60 ± 5.0), respectively. The means and standard deviations of residence times at each threshold (threshold 1, threshold 2 and peak effort) were analyzed, as well as the percentage variation of dwell times at each threshold. From the analyzed data, a longer residence time between the beginning of the test and the threshold 1 and a shorter dwell time after the threshold 2 and the peak of effort were observed. The data point to a reduced cardiorespiratory capacity with associated anaerobiosis. These results may be associated with mitochondrial injury, commonly found in people living with HIV / AIDS.

5
  • ERIKA JANAINA SANTIAGO MOREIRA FREIRE
  • A PRESENÇA DOS CONHECIMENTOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • MARIA ELENI HENRIQUE DA SILVA
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 26/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo apresenta e discute o processo de inserção da área/campo de experiências Educação Física no Núcleo de Educação da Infância/Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (NEI/CAp-UFRN), tendo como propósito conhecer a história da Educação Física nessa Instituição e situá-la em relação ao planejamento das suas ações pedagógicas na atualidade. Para tanto, parte da seguinte questão de estudo: como se deu a inserção dos conhecimentos da Educação Física nas ações educativas desenvolvidas com as crianças no NEI? O processo investigativo tem por base a abordagem qualitativa de pesquisa, elegendo o estudo de caso, tendo o Núcleo de Educação Infância/ Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (NEI/UFRN) como campo empírico da investigação. A amostra conta com entrevista com 10 (dez) professoras, sendo 5 (cinco) da ativa e 5(cinco) aposentadas, estas últimas participaram do projeto de Assessoria Pedagógica para a Educação Física no NEI. Inicialmente, tinham a pretensão de inserir as atividades de Educação Física junto às crianças de modo intencional e planejado. Este estudo analisa, ainda, a Proposta Pedagógica na Educação Infantil da Instituição (Análise documental), bem como utiliza a observação participante e a entrevista semiestruturada como instrumentos de coleta de dados. Os resultados indicaram que o reconhecimento atribuído ao Projeto de Assessoria Pedagógica pelas pedagogas aos conhecimentos da Educação Física na Educação Infantil reverberou, de forma significativa, na consolidação dos conhecimentos da Educação Física no NEI, em especial, na inserção do professor/especialista Educação Física na escola. Essa experiência vem concretizando uma intencionalidade efetiva na instituição.


  • Mostrar Abstract
  • This study presents and discusses the insertion of Physical Education experiences in the Núcleo de Educação da Infância/Colégio de Aplicação from Universidade Federal do Rio Grande do Norte (NEI/CAp-UFRN), aiming to know Physical Education history in this institution and to identify its relation to the planning of pedagogical actions nowadays. To this, there is the following question: how was the insertion of Physical Education knowledge in the educative actions developed to the children in the Nei? This investigation has a qualitative approach, based on case of study in the Núcleo de Educação Infância/ Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (NEI/UFRN). Data has interview with 10 (ten) teachers, 5 (five) regular and 5 (five) retired, because the last ones had a participation in the Physical Education Pedagogical Support in the Nei. They, at the start, intended to insert Physical Education activities to the children in an intentional and planned way. This research analyses yet Pedagogical Proposes in the Children Education from this Institution (documental analyze), as well as it uses participant observation and semi-structured interview as tools to collect data. Results point teachers recognize the importance of Physical Education to the Children Education in the Nei based on the Pedagogical Support Project, specially, with the insertion of Physical Education teacher/specialist in this school. This experience consolidates an effective intentionality in this institution.

6
  • LAÍS SARAIVA TORRES
  • UMA FENOMENOLOGIA DO MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO FÍSICA: APROXIMAÇÕES ENTRE FILOSOFIA, CIÊNCIA E ARTE.

  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • WAGNER WEY MOREIRA
  • Data: 26/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Amparada pela fenomenologia, esta pesquisa tem como motivo primeiro os acontecimentos existenciais que fazem refletir sobre o movimento humano. Então, a Educação Física e o esporte são os cenários do mundo vivido e o corpo é o ponto de vista principal nesses mundos, uma relação que configura a experiência vivida, a referência primeira na atitude fenomenológica. A partir dessas considerações, o objeto de estudo é delineado em torno de uma fenomenologia do movimento, sobre o qual é realizado o estado da arte e é apresentado a problemática de pesquisa, intencionando a investigação do movimento pela seguinte questão:  como a perspectiva da fenomenologia pode ampliar a leitura da biomecânica na Educação Física? Objetiva-se traçar uma relação entre filosofia, ciência e arte como perspectiva de ampliar os conhecimentos sobre o movimento humano na Educação Física, posto que essa abordagem, em particular no pensamento de Merleau-Ponty, articula conhecimentos científicos, filosóficos e estéticos. Para a investigação proposta, é utilizada como referência metodológica a atitude fenomenológica de Merleau-Ponty, e nesse movimento, as fotografias de Eadeaward Muybridge valem-se como estratégias para a reflexão fenomenológica sobre o movimento humano. Perante o texto introdutório, o objeto, a questão de estudo, o objetivo e o referencial teórico e metodológico, esta pesquisa é constituída de três capítulos. O primeiro capítulo intitulado de “Movimento, Ciência e Educação Física”, percorre a história movimento, da ciência e da Educação Física, revelando dois mundos, dois pensamentos, duas formas de compreender o movimento pelos conceitos de corpo e percepção, em especial no esporte, notadamente pela biomecânica e a Fenomenologia de Merleau-Ponty. O segundo capítulo intitulado de “Movimento, Arte e Educação Física” tem como enfoque às artes visuais interessadas na representação do movimento humano, possibilitando uma discussão sobre os conceitos de técnica e estética do ponto de vista da compressão biomecânica e fenomenológica do movimento presente na Educação Física, em particular no âmbito esportivo. No terceiro capítulo “Movimento, Fenomenologia e Educação Física, é realizada uma reflexão fenomenológica do movimento a partir das cronofotografias de Eadweard Muybridge, uma leitura sobre o movimento que relaciona a experiência vivida, as noções de corpo-próprio, esquema corporal e motricidade, e os movimentos expressos fotograficamente, revelando uma fenomenologia do movimento. 


  • Mostrar Abstract
  • To go through the history and epistemology of Physical Education is to confront the presence of philosophy, science and art in the studies of the human movement. Thus, research in the area on this phenomenon develops in different ways and by different approaches. In this work, it is intentionally chosen to think about human movement in a complex way, in the dialogue between the knowledge, specifically between the biomechanics and the phenomenology of Maurice Merleau-Ponty, thus covering different aspects about the phenomenon. From what is intended for research, the following questions are asked: what is the human movement conception of biomechanics? What readings can we make of the human movement through the sciences of the living, notably biomechanics? How is it possible to think of human movement through photographic analysis? The aim of this study is to draw a relationship between philosophy, science and art as a perspective of expanding knowledge about the human movement in Physical Education, since this approach, in particular in the thought of Merleau-Ponty, articulates scientific, philosophical and aesthetic knowledge. For the investigation, Merleau-Ponty's phenomenological attitude is used as methodological reference, the conceptual migration of Edgar Morin and the photographs of Eadeaward Muybridge as strategies for the phenomenological reflection on the human movement. In this methodological movement, we propose the construction of three chapters discussing the concepts of body, perception, technique, aesthetics and body schema to think about human movement from the point of view of lived experience: a phenomenology of movement.

7
  • KALINE LÍGIA ESTEVAM DE CARVALHO PESSOA
  • CORPO E ENVELHECIMENTO: REFLEXÕES A PARTIR DO PROJETO NOSSA CIDADE MAIS SAUDÁVEL EM NATAL-RN E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • ANGELA BRÊTAS GOMES DOS SANTOS
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 27/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Na circunstância atual em que a sociedade ocidental tem encarado o envelhecimento, percebe-se que essa fase da vida é esperada e evitada de forma negativa, sendo ignorada por diversas vezes. Ao estudar esses aspectos, a área da Educação Física discute o corpo que envelhece com olhares considerados reducionistas em muitos casos, com poucas produções que objetivem ampliar esse viés para uma perspectiva natural e cultural sobre esse corpo. Assim, buscamos desenvolver esse estudo que tem como objetivo discutir as compreensões de velhice e envelhecimento de participantes do projeto Nossa Cidade Mais Saudável em Natal/RN, com vistas a elencar implicações para a Educação Física. Utilizamos o método fenomenológico para desenvolver a pesquisa. Através da estratégia do fenômeno situado nos dirigimos ao local onde este é vivido. Observamos o mundo vivido das pessoas ali presentes e entrevistamos 10 participantes do projeto. Compreendemos o envelhecimento como um processo que ocorre no corpo humano desde o nascimento, de forma lenta e imperceptível, até determinado momento em que são notados os principais sinais. Desse modo, percebemos que o corpo que envelhece é pautado por tabus e preconceitos, mas que se desenvolve todos os dias, tecendo significados a partir do movimento, do trabalho, da família, das experiências, dos prazeres e desprazeres, pelo cuidar de si, pelo entendimento de que a vida continua depois da velhice e que a morte é um fenômeno irreversível. Também compreendemos que fazem parte do corpo que envelhece as quedas, as rugas, os declínios, como um processo natural, mas que não se pode considerar apenas isso, entendendo-se assim que o corpo que envelhece desenvolve-se também num contexto cultural polissêmico, com significados diferenciados, pois a velhice é entendida e vivida de formas diferentes por cada um. Por fim, identificamos que a área da Educação Física possui uma produção acadêmica na área do envelhecimento e da velhice que ainda precisam ser discutidas com vistas a ampliar os olhares para esses corpos, para que se possa compreendê-los não apenas em suas decadências fisiológicas, suas respostas afetivas ao exercício, adaptação à atividade física e os tipos de programas de treinamento, mas também como seres que produzem significados a partir de suas experiências. 


  • Mostrar Abstract
  • In the current circumstance in which the occidental society has faced the ageing, we realize that this phase of life is waited and avoided in a negative way, being ignored several times. The field of Physical Education discusses the ageing of the body with some views considered reductionist in many cases, have quite few productions that aim to broaden this idea to a natural and cultural perspective about this body. Thus, our aim is to develop this study, which has as objective make a discussion about the comprehensions of old age and ageing, from participants of the project “Nossa Cidade Mais Saudável” (Our Healthier City) in Natal/RN, in order to list implications to Physical Education. We used the phenomenological method to develop the researching. Through the perceived phenomena method we went to the place where the phenomena could be studied. In facing the phenomena we observed the lived world of people presenting and we interviewed 10 (ten) participants of the project. We understand the ageing as a very low and imperceptible process that occurs in the human body since birth, until a certain moment in which are noted the main signals. Thereby, we realized that the body which ages is guided by taboos and prejudices, but is developed everyday building meanings from the movements, work, family, experiences, enjoyment and displeasure, the self-care, the understanding that the life goes on after the ageing and the death is an irreversible phenomena. We also understand as part of the body that ages the falls, the wrinkles, and the declines, as a natural process, in fact, understanding that the body that age is developed in a natural, cultural and polysemic context, because the ageing is understood and lived in many ways by each subject. Lastly, we identify that the area of Physical Education possess a academy production in the field of ageing and old age that need to be discussed in order to broaden the viewpoints, to be comprehended not only in their physiological decline, their affective answers to the exercises, the physical activity adaptation, and the types of training programs, but also as beings which produce meanings through their experiences in which are guided in a context. 

8
  • ISABEL BATISTA FREIRE
  • Maracatú Nação Leão coroado como fruto da árvore da vida: Por um caminho de conhecimento simbólico e estético na Educação Física

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • LUIZ CARVALHO DE ASSUNCAO
  • RAIMUNDO NONATO ASSUNCAO VIANA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 28/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Invoco neste trabalho milhares de sensações que desenham caminhos latentes de diálogos e discussões as quais constroem horizontes sensíveis para se pensar a Educação Física como uma área ampla, disseminadora de espaços de apropriação do conhecimento cada vez mais próximo da realidade vivida, dos saberes tradicionais, dos gestos e de suas significações. Por este motivo, acredito no Maracatu como uma manifestação cultural capaz de entrelaçar milhares de conceitos pertinentes a Educação Física, assim, atenho-me a relacionar os símbolos, a estética e a cultura como conceitos imbricados e imprescindíveis na luta pelo olhar sensível, a fim de ultrapassar as couraças de uma Educação Física voltada ao mecanicismo. Neste estudo, tomamos como referência a realidade do Maracatu Nação Leão Coroado. Escolha intencional por ser uma das nações mais antigas do Brasil, com 153 anos de existência, englobando em sua vida aspectos suficientes para a reflexão do corpo e suas sensações. Traçamos como principal objetivo refletir sobre o Maracatu Leão Coroado a partir das significações simbólicas, culturais e estéticas; além de ampliar e apresentar novos cenários para a área da Educação Física. Destarte, este estudo utilizou a Pesquisa Qualitativa, tendo como suporte a adoção da atitude fenomenológica de Merleau-Ponty, como corrente filosófica centrada nas experiências de vida compartilhada com outras experiências, levando em consideração, esta, como fonte primordial de conhecimento. Diante do exposto, para adentrarmos no universo dessas reflexões utilizamos como técnica de pesquisa a rede de significados, no intuito de possibilitar-nos uma aproximação com os sentidos e significados que emanam do fenômeno no conjunto de fontes a partir de vários tipos de registro, como: a revisão bibliográfica; coleta de materiais das nações com a utilização da câmera GoPro (áudio visual, entrevistas, comentários, ocorrências, etc); observação das nações em apresentações; análise dos materiais visuais (vídeos documentários, depoimentos). No presente trabalho evidenciamos o Maracatu Nação Leão Coroado como fruto da árvore da vida, por acreditar que esta nação encontra-se envolvida por elementos que a tornam algo vivo, cíclico, que produz, reconhece, entoa e dissemina sentidos e significados capazes de ampliar os corpos de sentidos na Educação Física.


  • Mostrar Abstract
  • I invoke in this work thousands of sensations that draw latent paths of dialogues and discussions which construct sensitive horizons to think of Physical Education as a wide area, disseminating spaces of appropriation of knowledge that is ever closer to the lived reality, traditional knowledge, Gestures and their meanings that share a life full of history, able to engage with experiences based on the intertwining of the senses raised by the signifying signifiers, transcribe the body and the movement as a place of creation, language and communication. For this reason, I believe in Maracatu as a cultural manifestation capable of interlacing thousands of concepts pertinent to Physical Education, so I focus on relating symbols, aesthetics and culture as concepts imbricated and indispensable in the struggle for sensitive eyes, in order to Of surpassing the harnesses of a Physical Education focused on mechanicism. In this study, we take as reference the reality of the Maracatu Nation Lion Crowned. Intentional choice for being one of the oldest nations in Brazil, with 153 years of existence, encompassing in your life aspects sufficient for the reflection of the body and its sensations. In view of this, we ask: What are the cultural, symbolic and aesthetic meanings of the Maracatu Leão Coroado Nation that we can build? How do these senses contribute to expanding meaningful reflections in the Physical Education knowledge area? We have as main objective to reflect on the Maracatu Lion Crowned from the symbolic, cultural and aesthetic meanings; Besides expanding and presenting new scenarios for the area of Physical Education. Thus, this study used the Qualitative Research, supported by the adoption of the phenomenological attitude of Merleau-Ponty, as a philosophical current centered on the experiences of life shared with other experiences, taking into account, this, as the primary source of knowledge. We have identified, in the phenomenological reflections, a method for our investigation, considering that the understanding of Maracatu Coracao Leão Nation and its immersion in the universe of culture, symbols and aesthetics, through the various contexts, can amplify the phenomenological understanding and enhance the A thesis of the sensitive body, open to different understandings and experiences, tied to a certain world, shaped by existential significations, from the description, reduction and interpretation of phenomena, putting into action the contemplative spirit. Considering the above, in order to penetrate the universe of these reflections we use as a research technique the network of meanings, in order to allow us to approximate the meanings and meanings that emanate from the phenomenon in the set of sources from various types of record, such as : The bibliographic review; Collection of materials from nations with the use of GoPro camera (visual audio, interviews, comments, occurrences, etc); Observation of nations in presentations; Analysis of visual materials (documentary videos, testimonials), show the reality of Maracatu Leão Coroado and establish reflections on cultural, symbolic and aesthetic knowledge, dialoguing and interpreting, starting also from my lived world, from my experience as a dancer while dancing the maracatu And believing in partiality, in the unfinished task of research. In the present work under construction, we show the Maracatu Nation Lion Crowned as the fruit of the tree of life, believing that this nation is surrounded by elements that make it something lively, cyclical, that produces, recognizes, chants and disseminates meaningful meanings and meanings To broaden sensitive horizons in Physical Education.

9
  • OLENIA AIDE LEAL DE MESQUITA
  • SIGNIFICAÇÕES CULTURAIS E SIMBÓLICAS SOBRE O CORPO DO BALÉ FOLCLÓRICO DA BAHIA: UMA HERANÇA SAGRADA PARA A EDUCAÇÃO FÍSICA.

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • RAIMUNDO NONATO ASSUNCAO VIANA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 28/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Nessa pesquisa de dissertação realizada no Programa de Pós-graduação em Educação Física PPGEF/UFRN, procuramos investigar o simbolismo das danças da cultura afro-brasileira apresentadas no espetáculo Herança Sagrada do Balé Folclórico da Bahia, sob a perspectiva do corpo fenomenológico de Merleau-ponty (1984), pautando a percepção como fonte subjetiva de conhecimento, possibilitada pela arte da dança, mais especificamente as danças populares aqui vistas como textos corpóreos que transcrevem marcas da cultura. É portanto, na leitura dos textos corpóreos que o Balé Folclórico da Bahia nos oferece no espetáculo Herança Sagrada que nos debruçamos, uma vez que esse grupo utiliza-se das danças e expressões afro-brasileiras para compor seus espetáculos, amplificando-as como arte, ressignificando-as ao transmutá-las dos terreiros e senzalas para os palcos, atribuindo novos sentidos culturais e simbólicos, além daqueles já construídos desde sua criação. Propomos ampliar não só os conceitos de cultura e símbolo e o que essas danças e suas ressignificações tem ainda a dizer para a Educação Física ante as amostras e as reflexões construídas na pesquisa, dadas pelo espetáculo, mas também preencher lacunas ainda existentes na área, no que tange a trabalhos que investiguem o corpo sob uma ótica ontológica sensível, pleno de subjetividades que o tornam indefinido em simbolismos, contribuindo para o tornar livre da busca pela verdade absoluta que o torna objeto fechado e que permeia esse campo do saber. Na busca do nosso objetivo, utilizamos o método fenomenológico de Maurice Merleau-Ponty, por entendermos que o conhecimento que buscamos alcançar não se dá somente pela racionalização de um olhar distante do objeto, mas pelo ouvir, pelo ver e pelo sentir o fenômeno a partir do que sua apreciação imbuída de uma redução fenomenológica que suspende nossas certezas no mundo nos dá a pensar. Para conduzir esse entendimento, utilizamos as ferramentas e instrumentos propostos no livro A Análise dos Espetáculos, que vão desde a descrição das cenas e dos gestos dos bailarinos, até os elementos como música, luz, figurino, maquiagem, entre outros, que simultaneamente e unidos às entrevistas feitas com os componentes do Balé, dão o sentido do espetáculo, dentro de uma dinâmica que liga os diferentes signos, agrupando-os em torno de uma significação conjunta, construindo uma rede de significações que fizeram brotar saberes que foram refletidos conforme se relacionavam. Nos capítulos 1 e 2 essas relações nos permitiram discutir e ampliar os conceitos de cultura, tradição, memória, oralidade e símbolo, entre outros. No capítulo 3, sob a ótica fenomenológica, discutimos o corpo próprio, afetivo e sexuado, além de questões relacionadas aos tabus e padrões de beleza impostos à ele. Ao final,  entendemos que as reflexões feitas são de grande valor para Educação Física pois propiciam um conhecimento sensível e aberto, livre de simplificações que o tornem incomplacente, além de ratificar o corpo como sensível exemplar, sem determinismos ou reducionismos que o vejam simplesmente como máquina. Essa visão pode ajudar a romper com estereótipos corporais presentes nessa área de conhecimento, livrando-o da instrumentalização ao entendê-lo não apenas como objeto, mas também como sujeito que se relaciona no mundo, percebendo e se expressando, guiado principalmente pela afetividade e sexualidade, pelo desejo e pela necessidade de preencher-se significativamente.


  • Mostrar Abstract
  • In this dissertation research carried out in the Postgraduate Program in Physical Education PPGEF / UFRN, we sought to investigate the symbolism of the dances of the Afro-Brazilian culture presented in the show Heritage of the Folk Ballet of Bahia, from the perspective of the phenomenological body of Merleau-ponty (1984), guiding perception as a subjective source of knowledge, made possible by the art of dance, more specifically the popular dances seen here as corporeal texts that transcribe the marks of culture. Therefore, in the reading of the corporeal texts that the Folkloric Ballet of Bahia offers us in the spectacle Sacred Heritage that we focus on, since this group uses the Afro-Brazilian dances and expressions to compose their spectacles, amplifying them as art, renifying them by transmuting them from the terreiros and senzalas to the stage, attributing new cultural and symbolic meanings, in addition to those already constructed since its creation. We propose to expand not only the concepts of culture and symbol and what these dances and their resignifications still have to say for Physical Education before the samples and reflections built in the research, given by the show, but also fill gaps still existing in the area, in the which refers to works that investigate the body under a sensitive ontological perspective, full of subjectivities that make it indefinite in symbolism, contributing to make it free from the search for absolute truth that makes it a closed object that permeates this field of knowledge. In pursuit of our objective, we use the phenomenological method of Maurice Merleau-Ponty, because we understand that the knowledge we seek to achieve is not only through the rationalization of a distant look of the object, but through hearing, seeing and feeling the phenomenon from than its appreciation imbued with a phenomenological reduction that suspends our certainties in the world gives us to think. To carry out this understanding, we use the tools and instruments proposed in the book The Analysis of the Spectacles, from the description of the scenes and gestures of the dancers, to the elements like music, light, costumes, makeup, among others, simultaneously to the interviews made with the components of Balé, give the sense of the spectacle, within a dynamic that connects the different signs, grouping them around a joint meaning, building a network of meanings that gave rise to knowledge that was reflected as they related . In Chapters 1 and 2 these relationships allowed us to discuss and extend the concepts of culture, tradition, memory, orality and symbol, among others. In chapter 3, from the phenomenological point of view, we discuss the body itself, affective and sexual, as well as issues related to the taboos and beauty standards imposed on it. At the end, we understand that the reflections made are of great value for Physical Education because they provide a sensitive and open knowledge, free of simplifications that make it incompetent, besides ratifying the body as a sensitive example, without determinism or reductionism that see it simply as a machine . This view can help break with the bodily stereotypes present in this area of knowledge, freeing it from instrumentalization by understanding it not only as an object but also as a subject that relates to the world, perceiving and expressing itself, guided primarily by affectivity and sexuality , by the desire and the need to fill up significantly.

10
  • THIAGO BARBOSA TRINDADE
  • EFEITOS DA PRÉ-EXAUSTÃO SOBRE A COMPOSIÇÃO CORPORAL E A FORÇA MUSCULAR EM HOMENS DESTREINADOS

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • JONATO PRESTES
  • LEONIDAS DE OLIVEIRA NETO
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • RADAMES MACIEL VITOR MEDEIROS
  • Data: 28/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • A pré-exaustão consiste em um método avançado de treinamento de força, segundo o qual dois ou mais exercícios são executados sucessivamente, com o objetivo de maximizar os ganhos de força e hipertrofia do músculo alvo. Entretanto, as evidências disponíveis sobre as implicações crônicas do método são limitadas. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos da inclusão de um exercício isolado exaustivo, executado imediatamente antes de um treino de força tradicional, sobre a força e a composição corporal em homens jovens. Trinta e cinco sujeitos destreinados foram distribuídos aleatoriamente em 3 grupos: tradicional (n= 12), pré-exaustão (n= 12) e controle (n= 11). Todos realizaram testes de 1RM e DEXA, antes e após um programa de treinamento de força de 9 semanas de duração. A análise estatística foi apresentada a partir da média, desvio padrão e Intervalo de confiança de 95% dos valores absolutos e da magnitude de modificação entre as avaliações. De forma inferencial, foram utilizados os testes (1) ANOVA One Way (post hoc de Tukey), para verificar as diferenças entre as magnitudes de modificação de cada grupo; e (2) Tamanho do Efeito (TE) para amostras dependentes. A pré-exaustão em indivíduos destreinados é dispensável para a redução do percentual de gordura corporal e para o ganho de força nos exercícios multiarticulares. Entretanto, o método se mostrou eficaz na redução do volume total de treinamento, sem prejuízo dos ganhos de força e de massa livre de gordura em membros inferiores, apresentando maior aumento na força dinâmica máxima para o exercício isolado.


  • Mostrar Abstract
  • Pre-exhaustion is defined as an advanced strength training method, in which two or more exercises are executed in quick succession with the goal of maximizing strength and hypertrophy gains in the targeted muscle. However, the available evidence regarding the chronic effects of this method is very limited. The aim of our study was to investigate the effect of the inclusion of an isolated exhaustive exercise, performed immediately before a traditional high-intensity strength training routine, on strength and body composition of young men. We distributed thirty-five untrained subjects randomly in three groups: traditional (n=12), pre-exhaustion (n=12) and control (n=11). All subjects were assessed for maximum strength (1RM test) and body composition (dual-energy x-ray absorptiometry - DEXA) before and after a 9-week strength training program. We presented the statistical analysis through the mean, standard deviation and 95% confidence interval of the absolute values as well as the magnitude of change between assessments. Inferentially, we used (1) a one-way ANOVA (Tukey’s post-hoc test) to identify differences between magnitudes of change in each group; and (2) the Effect Size (ES) for independent samples. We found that pre-exhaustion is dispensable for untrained subjects aiming to reduce body fat percentage as well as gain strength in multi-joint exercises. However, this method proved effective in the reduction of total training volume, without any hindering of dynamic and maximum strength gains, as well as lower limb lean muscle mass, with the pre-exhaustion group even presenting a higher increase in maximum strength.

11
  • ANTONIO FERNANDES DE SOUZA JUNIOR
  • FATORES QUE (DES)MOBILIZAM OS DOCENTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA APROPRIAÇÃO DA CULTURA DIGITAL:  ENCONTROS COM A FORMAÇÃO CONTINUADA

  • Orientador : ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • AUGUSTO CÉSAR RIOS LEIRO
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 08/03/2018

  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho dissertativo desvela-se diante do espaço e tempo de uma parceria entre a Secretária Municipal de Educação (SME) do município de Natal, Rio Grande do Norte (RN), por meio da equipe de docentes formadores do Programa de Formação Continuada de Professores de Educação Física (FOCO-EF), e o Departamento de Educação Física (DEF) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através da equipe de docentes e discentes do Laboratório de Estudos em Educação Física, Esporte e Mídia (LEFEM). O objetivo dessa pesquisa é analisar a apropriação da cultura digital pelos docentes da SME do município de Natal-RN, durante as experiências nos encontros do FOCO-EF. Enquanto delineamento dessa investigação acionamos a pesquisa-ação, tendo como atores e atoras desse processo investigativo 96 docentes em atuação profissional, a equipe de docentes formadores e dos discentes e docentes da UFRN, vinculados ao LEFEM. Dos 14 encontros promovidos pelo FOCO-EF, sete foram mediadas pelas ações do LEFEM, provendo diálogos entre a Educação Física Escolar e a cultura digital. Dessa forma, o espaço e tempo empírico de nossa pesquisa-ação consistiu nas vivências dos encontros mediados pelo LEFEM. Para tanto, enquanto levantamento de informações, utilizamos entrevistas, questionários e a observação-participante. Ao longo dos encontros, diferentes relações foram estabelecidas pelos docentes com a cultura digital, entre visões pessimistas a otimista, é possível anunciar o reconhecimento de sua presença nos distintos contextos de atuação, principalmente através da percepção dos diferentes modos de ser e agir das novas gerações. No entanto, identificamos a existência de fatores intrínsecos e extrínsecos na (de)mobilização desses docentes para com a apropriação da cultura digital, na qual duas tendências intrínsecas, aparecem como principais fatores de potência para essa mobilização: 1) a concepção de ensino; e 2) a crença na cultura digital como possibilidade de relações com a Educação Física Escolar.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation is based on a partnership between the Municipal Secretary of Education (SME) of the municipality of Natal, Rio Grande do Norte (RN), through the team of teachers who form the Continuing Education Program of Physical Education Teachers (FOCO- EF), and the Department of Physical Education (DEF) of the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), through the team of teachers and students of the Laboratory of Studies in Physical Education, Sport and Media (LEFEM). The objective of the research is to analyze the appropriation of the digital culture by the SME teachers of the municipality of Natal-RN, during the FOCO-EF meetings. This research has as the methodology the action research, having as actors of this investigative process 96 professors in professional practice, the team of teacher trainers and the students and teachers of UFRN, linked to LEFEM. 14 meetings were conducted by FOCO-EF, of which 7 were mediated by LEFEM actions, providing dialogues between Physical School Education and digital culture. In this way, the empirical space and time of our action research consisted of the experiences of the meetings mediated by LEFEM. For the collection of information, we used interviews, questionnaires and participant observation. Different relationships were established by teachers with digital culture, between pessimistic and optimistic visions, it is possible to announce the recognition of their presence in the different contexts of action, through the perception of the different ways of being and acting of the new generations. However, we have identified the existence of intrinsic and extrinsic factors in the mobilization and demobilization of these teachers towards the appropriation of the digital culture. Two intrinsic tendencies appear as the main power factors for this mobilization: 1) the conception of teaching; and 2) the belief in digital culture as a possibility of relations with Physical School Education.

12
  • LUDMILA LUCENA PEREIRA CABRAL
  • Relação entre aptidão cardiorrespiratória e desempenho das funções executivas e atenção sustentada de meninos e meninas de 11‒16 anos: um estudo transversal

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FILIPE FERREIRA DA COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • HELIO FRANKLIN RODRIGUES DE ALMEIDA
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • Data: 09/03/2018

  • Mostrar Resumo
  • As meninas iniciam a maturação puberal mais cedo do que os meninos da mesma faixa etária, e os hormônios sexuais contribuem nas mudanças estruturais e funcionais do cérebro de forma diferente entre os sexos, podendo afetar substancialmente a capacidade cognitiva nesse período. Embora haja evidências de que a aptidão cardiorrespiratória está positivamente relacionada com a capacidade das funções executivas na infância (i.e., crianças pré-púberes), a relação específica do sexo durante maturação puberal não está clara. Portanto, o objetivo foi verificar se a relação entre aptidão cardiorrespiratória e desempenho das funções executivas e atenção de escolares de 11‒16 anos é específica do sexo. Os participantes neste estudo transversal incluíram 57 meninas e 75 meninos, de uma escola privada da cidade de Natal‒RN, Brasil. Cada participante completou um teste de corrida progressivo para determinar o consumo de oxigênio pico (VO2pico), testes computadorizados cognitivos, questionário de sonolência diurna e outros fatores com potencial para influenciar o desempenho físico e cognitivo. Entre as meninas, 73,7% apresentaram uma aptidão cardiorrespiratória na zona de saúde e, entre os meninos, 72%. Após ajustamento para as covariáveis, um maior VO2pico foi associado com melhor desempenho sobre a flexibilidade cognitiva nas meninas, verificado pelas categorias completas (β = 0,174; IC 95% 0,035, 0,314; P = 0,015) e erros persistentes (β = -0,710; IC 95% -1,265, -0,155; P = 0,013) na tarefa de classificação de cartas de Berg. Já nos meninos, um maior VO2pico foi associado com melhor desempenho sobre o planejamento e resolução de problemas, verificado pelo tempo de planejamento na tarefa de torre de Londres (β = -105,7; IC 95% -206,9, -4,5; P = 0,041). Em conclusão, os achados deste estudo transversal sugerem que a relação entre aptidão cardiorrespiratória e funções executivas em escolares de 11-16 anos é específica do sexo. De modo mais específico, a aptidão cardiorrespiratória das meninas é relacionada à flexibilidade cognitiva, enquanto nos meninos é relacionada ao planejamento e resolução de problemas.


  • Mostrar Abstract
  • Girls begin pubertal maturity earlier than boys in the same age range, and sexual hormones contribute in structural and functional brain changes differently between the sexes, which may substantially affect cognitive capacity in this time period. Even though there are evidences that cardiorespiratory fitness is positively related to executive function capacity in childhood (i.e., prepubescent children), the sex-specific relation during pubertal maturity is limited. Therefore, the aim of our study was to verify if the relationship between cardiorespiratory fitness, executive function and attention performance in schoolchildren aged 11‒16 is sex-especific. For this, 57 girls and 75 boys from a private school in the city of Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, participated in our study. Each participant completed a progressive running test to determine peak oxygen consumption (VO2peak), computerized cognitive tests and questionnaires for daytime sleepiness as well as other factors that might influence physical and cognitive performance. 73.7% of girls and 72% of boys presented healthy levels of cardiorespiratory fitness. After adjusting for covariates, we found that a higher VO2peak was associated which better performance in cognitive flexibility in girls, which was assessed through categories completed (β = 0.174; 95% CI 0.035, 0.314; P = 0.015) and persistent errors (β = -0.710; 95% CI -1.265, -0.155; P = 0.013) in Berg’s card sorting test. However, in boys, a higher VO2peak was associated with better performance in planning and problem solving, assessed through planning time in the tower of London test (β = -105.7; 95% CI -206.9, -4.5; P = 0.041). In conclusion, the findings in our transversal study suggest that the relationship between cardiorespiratory fitness and executive function in school children aged 11‒16 years is specific to each sex. In a more specific manner, cardiorespiratory fitness is related to cognitive flexibility in girls, while it seems to be related to planning and problem solving in boys.

13
  • RAYANNE MEDEIROS DA SILVA
  • ENTRANDO NO JOGO: REFLEXÕES SOBRE OS SABERES DOCENTES, ACADÊMICOS E DA TRADIÇÃO PARA PENSAR O ENSINO DA CAPOEIRA NA ESCOLA

  • Orientador : ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • AUGUSTO CÉSAR RIOS LEIRO
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 09/03/2018

  • Mostrar Resumo
  • Sabemos que a capoeira é uma manifestação afro-brasileira que se consolidou historicamente nas entranhas da tradição, mas que hoje permeia diversos espaços. Cientes disto, acreditamos que o processo de transmissão dos saberes da capoeira se configura pela alteridade e que os distintos saberes tais como da tradição, acadêmico e docentes se relacionam com esta manifestação cultural dando-lhe diferentes sentidos e significados. No entanto, consideramos que se faz necessário refletir como que a área da Educação Física – recorte do universo acadêmico - tem estabelecido relação com o saber da capoeira que advém do espaço da tradição. São lógicas, tempos e espaços distintos ao se pensar o mesmo saber. Nesta empreitada, a presente dissertação se propõe dialogar com estes diferentes saberes construídos e estabelecidos socialmente para pensar como a capoeira chega no contexto escolar como conteúdo da Educação Física. Com isso surgi nossas questões de estudo: como a produção do conhecimento em Educação Física se organiza para propor o ensino da capoeira no ensino básico? O ensino da capoeira na Educação Física escolar considera os saberes da tradição enunciados pelos mestres de capoeira? A luz destas questões, apresentamos como objetivo geral deste escrito identificar e discutir o trato pedagógico do ensino da capoeira na Educação Física escolar, considerando os diferentes saberes que influenciam a prática docente. Para tanto, recorremos como caminho metodológico a abordagem da pesquisa qualitativa de cunho descritivo. Inclinados a ouvir o que os saberes da tradição tinham a depor sobre a capoeira e os seus processos de ensino-aprendizagem, entrevistamos seis mestres de capoeira como representantes dessa manifestação. Buscando conhecer também o que dizem os saberes acadêmicos, invocamos cinco livros do campo da Educação Física como produção deste universo que indicam como a capoeira pode ser materializada na escola. Ambas foram analisadas pela técnica de análise de conteúdo proposta por Laurence Bardin. Ademais, buscando entrelaçar o resultado destas análises, entrevistamos os professores de Educação Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) para perceber como estes acionam a capoeira e se eles se aproximam destas duas matrizes do conhecimento. Apontamos sobre a necessidade de considerar os saberes da capoeira que se consolidou através da tradição, pois identificamos o quanto este espaço depõe com legitimidade sobre os processos de ensino desta prática. Reconhecemos também a unidade que seguem os livros analisados e que de certa forma, dialogam com os saberes enunciados pelos mestres. Sobre o acionamento da capoeira na escola nota-se que ainda é fragilizada, mas que há um reconhecimento dos professores de Educação Física do IFRN sobre sua importância histórica e cultural, além do incipiente diálogo dos professores da escola com o universo da tradição.


  • Mostrar Abstract
  • We know that capoeira is an Afro-Brazilian manifestation that has consolidated itself historically in the bowels of the tradition, but that today permeates several spaces. Aware of this, we believe that the process of transmitting the knowledge of capoeira is shaped by otherness and that the different knowledges such as tradition, academics and teachers relate to this cultural manifestation giving different meanings and meanings. However, we consider that it is necessary to reflect how the area of Physical Education - a cut of the academic universe - has established relationship with the knowledge of capoeira that comes from the space of tradition. They are logics, times and spaces different from thinking the same knowledge. In this endeavor, the present dissertation proposes to dialogue with these different knowledge built and socially established to think how capoeira arrives in the school context as a content of Physical Education. With this came our study questions: how the production of knowledge in Physical Education is organized to propose the teaching of capoeira in basic education? Does the teaching of capoeira in the School Physical Education consider the knowledge of tradition enunciated by the masters of capoeira? In light of these questions, we present the general objective of this paper to identify and discuss the pedagogical treatment of capoeira teaching in Physical School Education, considering the different knowledge that influence the teaching practice. To do so, we used as a methodological approach the qualitative research approach of a descriptive nature. Inclined to listen to what the traditional knowledge had to testify about the knowledges of capoeira and the teaching-learning processes, we interviewed six masters of capoeira - as representatives of this manifestation. Seeking to know also what the academic knowledge says, we invoke five books from the field of Physical Education as a production of this universe that indicate how the capoeira can be materialized in the school. Both were analyzed by the technique of content analysis, proposed by Laurence Bardin. In addition, trying to interweave the results of these analyzes, we interviewed the physical education teachers of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte (IFRN) to understand how they trigger capoeira and if they approach these two matrices of knowledge. We argue about the need to consider the knowledge of capoeira that is consolidated through tradition, we identify or how much this space reflects legitimacy on the processes of this practical discipline. We also recognize a unity that follows the analyzed books and that, in a certain way, dialogue with the knowledges enunciated by the masters. Regarding the use of capoeira in school, it is noted that it is still fragile, but that there is a recognition of IFRN Physical Education teachers about its historical and cultural importance, as well as the incipient dialogue of the school teachers with the universe of tradition.

14
  • ELOYSE EMMANUELLE ROCHA BRAZ BENJAMIM
  • EFEITOS DE UM PROGRAMA DE PSICOMOTRICIDADE RELACIONAL NO MEIO AQUÁTICO SOBRE O COMPORTAMENTO SOCIAL EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA 

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • HELIO FRANKLIN RODRIGUES DE ALMEIDA
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • Paulo José Barbosa Gutierres Filho
  • Data: 09/03/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O transtorno do espectro autista (TEA) é uma desordem do neurodesenvolvimento que compromete, entre outros aspectos, a socialização e a comunicação, e em muitos casos, promove déficit intelectual, sendo tal fato provocador de atraso no desenvolvimento pessoal. Deste modo, usamos a abordagem relacional da psicomotricidade, que é uma interessante ferramenta para melhorar os aspectos comportamentais, que exigem mais atenção no tratamento de crianças com transtorno do espectro autista.  Objetivo: Analisar no comportamento social em sujeitos com transtorno do espectro autista quais os efeitos do jogo simbólico da psicomotricidade relacional no meio aquático. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa mista, com preponderância qualitativa, sendo apresentado como estudo de casos descritivo-avaliativo. A amostra é formada por 6 (seis) sujeitos de 5 (cinco) a 7 (sete) anos de idade, de ambos os sexos, com transtorno do espectro autista, usuários dos serviços de saúde do Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil de Natal/RN. Os sujeitos fizeram um programa de 14 (quatorze) sessões de psicomotricidade relacional, sendo 2 (duas) vezes por semana, 50 (cinquenta) minutos por sessão. Foram utilizadas 2 (duas) escalas relativas a situação sintomática comportamental: ATEC (Autism Treatment Evaluation Checklist) e Escala ABC (Escala de Comportamento Atípico) que aplicamos antes e depois das 14 (quatorze) sessões de psicomotricidade relacional. Todas as intervenções foram filmadas, fotografadas, analisadas e descritas, além da utilização de prontuários de acompanhamento e clínico institucional do serviço de saúde, relatórios dos professores de Educação Física participantes das sessões e as entrevistas semiestruturadas com os pais. Resultados: Ao verificar a escala ABC dos participantes pré e pós-intervenção foi encontrado diferenças significativas em irritabilidade (t(5)=3,266; p=0,022), comportamento (t(5)=2,744; p=0,041) e fala inapropriada (t(5)=2,939; p=0,032), ou seja, apresentaram melhorias estatisticamente consideráveis nessas sub-escalas. Já na escala ATEC não houve diferença significativa em nenhum quesito das suas sub-escalas. Nas entrevistas com os pais foi mencionado alterações positivas nas relações sociais em casa, e em outros espaços de convívios com outros sujeitos. Os relatórios, imagens e vídeos retrataram boa interação entre os sujeitos, como também com os objetos e professores durante as sessões. Com relação a autonomia nas atividades da vida diária (AVD’s), uma criança apresentou melhorias, tais como calçar-se, fazer uso do banheiro. Conclusão: O estudo mostrou que a psicomotricidade relacional no meio aquático melhorou o comportamento social de crianças com TEA. A correlação entre os diferentes meios de coleta de dados possibilitou aferir benefícios na adaptação ao ambiente aquático, e ganhos nas AVD’s foram evidenciados em um participante.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Autism spectrum disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder that compromises, among other aspects, socialization and communication and, in many cases, promotes intellectual deficiency, which causes delayed individual development. Thus, we used the relational psychomotricity approach, which is an interesting tool to improve behavioral aspects, which demand more attention in the treatment of children with autism spectrum disorder. Objective: To analyze the effects of the symbolic game of relational psychomotricity in an aquatic environment on the social behavior of children with autism spectrum disorder. Methods: This is a mixed methods research, with a qualitative preponderance, being presented as a descriptive-evaluative case study. The sample is made of 6 (six) subjects aged between 5 (five) to 7 (seven) years old, both male and female, with autism spectrum disorder which are users of the health services of the Child-Juvenile Psychosocial Attention Center of Natal, Rio Grande do Norte. Participants performed a 14 (fourteen) session program of relational psychomotricity 2 (two) times a week, 50 (fifty) minutes per session. We used two scales relating to the symptomatic behavioral situation: ATEC (Autism Treatment Evaluation Checklist) and the ABC Scale (Atypical Behavior Scale), which we applied before and after the 14 (fourteen) sessions of relational psychomotricity. All interventions were filmed, photographed, analyzed and described, and medical monitoring and institutional clinical records of the health service were also utilized, as well as reports of the Physical Education teachers which participated in those sessions and semi-structured interviews with the parents. Results: After verifying the ABC scale of the participants before and after the intervention, significant differences in irritability (t(5)=3,266; p=0,022), behavior (t(5)=2,744; p=0,041) and inappropriate speech (t(5)=2,939; p=0,032) were found, that is, presented statistically significant improvements in these sub-scales. No significant differences were found in any questions of the sub-scales of the ATEC scale. During interviews with the parents, improvements in social relations at home and in other social environments were mentioned. The reports, images and videos portrayed a good interaction between peers, as also objects and teachers during the sessions. Regarding autonomy in daily life activities (DLAs), one child showed improvements such as being able to put on shoes and use the bathroom. Conclusion: Our study showed that relational psychomotricity in an aquatic environment improved the social behavior of children with ASD. The correlation between the different methods of data gathering made it possible to assess benefits in the adaptation to the aquatic environment as well as improvements in the DLAs in one of the participants.

     

     

15
  • THIAGO FELIPE MAIA LISBOA
  • APRENDIZADOS DO CHÃO DE TERRA AO SENSOR DE MOVIMENTO:

    O futebol nas aulas de Educação Física 

     


  • Orientador : ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • AUGUSTO CÉSAR RIOS LEIRO
  • BRUNO MEDEIROS ROLDAO DE ARAUJO
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • Data: 10/03/2018

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação é oriunda do entraves percebidos sobre e a utilização da tecnologia midiática na escola, em especial nas aulas de Educação Fisica, além de ser debruçada em um dos seus conteúdos mais tradicionais, os esportes, e tem como temática o futebol. O nascimento da problemática advém da inquietude do pesquisador, praticante da modalidade, árbitro de futebol profissional e amante dos jogos digitais. Como pontapé inicial compreendemos que existe uma penetração das tecnologias digitais na escola de maneira que se torna difícil negá-las, fazendo surgir assim, a necessidade de trabalhar com elas. Surge então a seguinte questão de estudo: Como as experiências de virtualização do futebol favorecem na compreensão do conteúdo? Baseado nessa questão e em outras motivações o presente estudo tem por objetivo geral: identificar e problematizar os aprendizados decorrentes da experiência virtualizada do futebol. Como objetivos específicos se propõe a analisar se, a partir de vivências na modalidade futebol, existe a ampliação dos conhecimentos entre as plataformas experimentadas, a virtualizada e a tradicional. Como segundo objetivo específico pretende identificar as potencialidades e fragilidades do uso dos jogos de sensores de movimento no aprendizado do futebol. O estudo descritivo adota uma abordagem qualitativa e tem como modalidade de pesquisa o estudo de caso. Para o debate, utilizamos como suporte as concepções Freireanas de ensino aliadas a Pedagogia Crítico-emancipatória de ensino da Educação Física, utilizando como metodologia de intervenção a pedagogia de ação didática comunicativa. Nossa interlocução na prática pedagógica foi composta por 6 encontros realizados na Escola Municipal Dr. Júlio Gomes de Senna localizada no município de Ceará-Mirim/RN, na turma do 7º ano do Ensino Fundamental II e constou de uma unidade didática sobre futebol onde os alunos desfrutaram de vivências do futebol convencional e o jogo virtual, além de aulas expositivas e dialogadas. Como coleta de dados utilizou: questionário diagnóstico, observação sistemática das aulas, diário de campo e registros imagéticos. Concluímos que não são somente os videogames com sensores de movimento que promovem os aprendizados do conteúdo futebol partindo da compreensão do fenômeno de maneira global, mas sim a tecnologia trabalhando de forma colaborativa com os conteúdos tradicionais de modo a permitir ressignificações das práticas corporais fomentando o desenvolvimento da criticidade, oportunizando o debate sobre as questões de gênero, e construindo significados para os alunos a partir da experiência lúdica.


  • Mostrar Abstract
  • The present dissertation comes from the perceived obstacles about the use of media technology in school, especially in Physical Education classes, besides being considered in one of its more traditional contents, sports, and having as thematic the soccer. The birth of the problem comes from the restlessness of the researcher, practitioner of the sport, referee of professional football and lover of digital games. As a kick-off we understand that there is a penetration of digital technologies in school in a way that makes it difficult to deny them, thus giving rise to the need to work with them. The following study question arises: How do soccer's virtualization experiences favor understanding comprehension content? Based on this question and on other motivations, the present study has as general objective: to identify and to problematize the learning resulting from the virtualized soccer experience. As specific objectives it is proposed to analyze if, from experiences in the soccer modality, there is a enlargement of the knowledge between the tried platforms, the virtualized and the traditional. The second specific objective is to identify the potentialities and weaknesses of the use of motion sensor games in soccer learning. The descriptive study adopts a qualitative approach and has as a research modality the case study. For the discussion, we used as support the Freire conceptions of teaching allied to the Critical-emancipatory Pedagogy of Physical Education teaching, using as methodology the pedagogy of communicative didactic action. Our interlocution in pedagogical practice was composed of 6 meetings held at the Municipal School Dr. Júlio Gomes de Senna located in the municipality of Ceará-Mirim / RN, in the 7th grade class of Elementary School II and consisted of a didactic unit on soccer where the students enjoyed the experiences of conventional soccer and the virtual game, as well as classes lectures and dialogues. As data collection used: diagnostic questionnaire, systematic observation of the classes, field diary and imagery records. We conclude that it is not only motion-sensing video games that promote the learning of soccer content based on the understanding of the phenomenon in a global way, but rather the technology working in a collaborative way with the traditional contents in order to allow re-significances of the corporal practices fomenting the development of criticality, providing the debate on gender issues, and constructing meanings for students from the experience of playful.

16
  • GLEDSON TAVARES DE AMORIM OLIVEIRA
  • EFEITO DE TRÊS ESTRATÉGIAS DE TREINAMENTO AERÓBIO SOBRE A COMPOSIÇÃO CORPORAL, APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA E ADERÊNCIA EM ADULTOS COM EXCESSO DE PESO: UM ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO

  • Orientador : HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • DANIEL GOMES DA SILVA MACHADO
  • TONY MEIRELES DOS SANTOS
  • Data: 26/03/2018

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Na população com excesso de peso, grande parte dos estudos têm utilizado protocolos de treinamento em ambientes laboratoriais controlados, com o enfoque em atender pequenos grupos de forma presencial, havendo pouca aplicabilidade para grupos populacionais. Desta forma este estudo busca difundir estratégias de treinamento realizados em ambientes ao ar livre, que possibilite maior alcance de pessoas, utilizando protocolos e instrumentos que sejam acessíveis, eficazes e seguros, e que condizem com a realidade da população. OBJETIVO: Comparar o efeito do treinamento contínuo de moderada intensidade, treinamento intervalado de alta intensidade e treinamento em intensidade autosselecionada sobre a composição corporal, aptidão cardiorrespiratória e aderência, em sujeitos com excesso de peso. MATERIAIS E MÉTODOS: Setenta e três adultos (45 mulheres e 28 homens; 31,4 ± 7,2 anos; 28,9 ± 2,7 kg/m²) foram alocados de forma randomizada em três grupos: treinamento contínuo de moderada intensidade (TCMI; n = 24); treinamento intervalado de alta intensidade (TIAI; n = 23) e treinamento em intensidade autosselecionada (TIA; n = 26). No TCMI, os participantes foram instruídos a se exercitar na percepção subjetiva de esforço (PSE) 13 (6-20 da escala de Borg) durante 30 minutos. No HIIT, os sujeitos foram instruídos a realizar 10 estímulos de 60 segundos na PSE de 15-17, intercalados com 60 segundos de recuperação ativa. No TIA, foi permitido ao participante selecionar a intensidade durante 30 minutos. O programa de treinamento foi realizado três vezes por semana durante quatro semanas de forma supervisionada. A intervenção foi realizada em um período total de 13 semanas, sendo 1 semana de adaptação específica aos tipos de treinamento (período de Adaptação) e 12 semanas de treinamento (período de treinamento). O período de treinamento teve uma frequência semanal de três dias (segunda, quarta e sexta) e foi dividida em duas fases, uma supervisionada e outra semi-supervisionada. A composição corporal foi avaliada técnica de Absorciometria de Raios-x de Dupla Energia (DEXA) e a aptidão cardiorrespiratória foi avaliada pela ergoespirometria. A aderência foi calculada pela razão entre os sujeitos que concluíram o programa pelo número total de sujeitos que iniciaram o programa de treinamento. ANÁLISE ESTATÍSTICA: Os dados descritivos foram expressos em média e desvio padrão. As equações de estimativas generalizadas (GEE) foi usada para verificar a interação entre grupo x tempo, e efeito grupo e tempo para as variáveis de desfecho. O post hoc de Bonferroni foi aplicado para identificar as diferenças significativas. O teste exato de fisher foi utilizado para a aderência. O nível de significância adotado foi p<0,05. RESULTADOS: Não houve interação significante entre grupo x tempo e efeito do grupo para os componentes da composição corporal e aptidão cardiorrespiratória (p > 0,05). Foram observados efeitos do tempo sobre o IMC, MGG, MGT, MLG, GA, GG e GT (p < 0,05), com apenas o TIAI e o TIA reduzindo esses componentes. Referente a aptidão cardiorrespiratória, foi observado um aumento similar no VO2pico e o VO2 nos limiares ventilatórios entre os grupos (p < 0,05). Não houve diferenças na aderência entre os grupos (p > 0,05). CONCLUSÃO: Independente da intensidade, a intervenção foi suficiente em melhorar a aptidão cardiorrespiratória. Exercício de moderada intensidade não promoveu benefícios na composição corporal em adultos com sobrepeso/obesidade. As três estratégias de treinamento parecem ser importantes na manutenção da aderência em um programa de exercício físico com duração de 12 semanas.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: In the overweight population, most of the studies have used training protocols in controlled laboratory environments, with a focus on attending small groups in person, with little applicability to population groups. In this way, this study aims to disseminate training strategies carried out in open air environments that allow greater reach of people, using protocols and instruments that are accessible, effective and safe, and that match the reality of the population. OBJECTIVE: To compare the effect of continuous moderate intensity training, high intensity interval training and self-selected intensity training on body composition, cardiorespiratory fitness and adherence in overweight subjects. MATERIALS AND METHODS: Seventy-three adults (45 women and 28 males, 31.4 ± 7.2 years, 28.9 ± 2.7 kg / m 2) were randomized into three groups: continuous training of moderate intensity (TCMI; n = 24); high intensity interval training (TIAI; n = 23) and self-selected intensity training (TIA; n = 26). At the ICMT, participants were instructed to exercise at the subjective perception of effort (PSE) 13 (6-20 of the Borg scale) for 30 minutes. At HIIT, the subjects were instructed to perform 10 stimuli of 60 seconds in PSE of 15-17, interspersed with 60 seconds of active recovery. In the TIA, the participant was allowed to select the intensity for 30 minutes. The training program was conducted three times a week for four weeks in a supervised manner. The intervention was performed in a total period of 13 weeks, with 1 week of specific adaptation to the types of training (Adaptation period) and 12 weeks of training (training period). The training period had a weekly frequency of three days (Monday, Wednesday and Friday) and was divided into two phases, one supervised and one semi-supervised. Body composition was assessed by Dual Energy X-ray Absorptiometry (DEXA) technique and cardiorespiratory fitness was evaluated by ergospirometry. Adherence was calculated by the ratio between the subjects who completed the program by the total number of subjects who started the training program. STATISTICAL ANALYSIS: Descriptive data were expressed as mean and standard deviation. The generalized estimation equations (GEE) were used to verify the interaction between group x time, and group effect and time for the outcome variables. The Bonferroni post hoc was applied to identify the significant differences. Fisher exact test was used for adherence. The level of significance was set at p <0.05. RESULTS: There was no significant interaction between group x time and group effect for the components of body composition and cardiorespiratory fitness (p> 0.05). Time effects on BMI, MGG, MGT, MLG, GA, GG and GT (p <0.05) were observed, with only TIAI and TIA reducing these components. Regarding cardiorespiratory fitness, a similar increase was observed in VO2peak and VO2 in ventilatory thresholds between groups (p <0.05). There were no differences in adherence between groups (p> 0.05). CONCLUSION: Regardless of intensity, the intervention was sufficient to improve cardiorespiratory fitness. Moderate intensity exercise did not promote body composition benefits in overweight / obese adults. The three training strategies seem to be important in maintaining adherence in a 12-week exercise program.

17
  • NADIEL CAVALCANTE DE SOUSA
  • O CORPO NA FESTA JUNINA:

    REFLEXÕES SIMBÓLICAS E ESTÉTICAS PARA A EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • RAIMUNDO NONATO ASSUNCAO VIANA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 06/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • O mês de junho é um dos períodos mais esperados do ano, pelas pessoas que vivem no Nordeste brasileiro. O motivo para explicar toda essa euforia é a decorrência das festas juninas que, por sua vez, é considerado o evento mais importante do ano, mesmo quando comparado ao ciclo natalino. Apesar disso, muitas pessoas que vivem esse tipo de festividade não sabem ao certo quem seja o santo São João, muitos dos outros fenômenos que circundam esse evento, como os símbolos e a estética podem revelar significados e sentidos surpreendentes. Desse modo, esta pesquisa procurou discutir alguns significados dos elementos simbólicos e estéticos presentes na festa junina, investindo na imersão em uma experiência corpórea, recorrendo ao método da fenomenologia de Merleau-Ponty. Para tecer esses significados, foi construída uma rede de significações por meio de entrevistas, fotos, vídeos, e os próprios sentidos simbólicos e estéticos atribuídos a esses elementos. Assim, em primeiro momento, investiu-se em construir alguns conceitos sobre as festas desvelando suas relações com o tempo, com o sagrado e profano. Ainda, realizou-se um percurso histórico das festas juninas no intuito de evidenciar o surgimento de alguns elementos simbólicos durante o tempo investigado. Na segunda parte, por meio de uma experiência corpórea nos festejos de Santa Cruz – PB, em 2016, foram elencados alguns símbolos presentes na festa de São João, assim como os seus significados. Visto a grandeza dos festejos juninos e o grande número de elementos simbólicos e estéticos presentes na festa, no ano posterior, em 2017, buscou-se vivenciar outras situações que revelassem outros símbolos. Essa ocasião oportunizou vivenciar a dança que mais simboliza esse tipo de festa, a quadrilha junina. A experiência corporal com a quadrilha CIA Junina Luar revelou outros significados simbólicos e estéticos que estão imbricados nesse tipo de dança. Na última parte da pesquisa, foi abordado o corpo enquanto esfera sensível, quesito que foi adquirido nas experiências dos festejos e na quadrilha junina. Essa sessão propiciou retomar sobre algumas questões que já tínhamos explanado em sessões anteriores, fazendo aproximações com a Educação Física.  De modo geral, discorreu-se sobre o corpo festivo como produto de socialização e transmissão de cultura. Até então, foi identificado alguns dos elementos simbólicos e estéticos das festas de São João, aqui atribuindo seus significados, os quais possuem estreitas relações com a existência do homem, com o sagrado e o profano, com a vida no campo e na cidade, e com o corpo, visando proporcionar algumas discussões e contribuições para o campo da Educação Física. Conclui-se que as experiências corpóreas vividas com os elementos simbólicos e estéticos nos festejos juninos podem imprimir em nosso corpo traços históricos, sociais e culturais, edificando um emaranhado de saberes por meio de uma educação sensível.


  • Mostrar Abstract
  • The month of June is one of the most anticipated periods of the year, by people living in the Brazilian Northeast. The reason for explaining all this euphoria is the result of the June festivals, which in turn is considered the most important event of the year, even when compared to the Christmas cycle. Nevertheless, many people who live this kind of festivity does not know for sure who Saint John is, many of the other phenomena that surround this event, how symbols and aesthetics can reveal amazing meanings and senses. Thus, this research sought to discuss some meanings of the symbolic and aesthetic elements present in the June Festival, investing in immersion in a corporeal experience, using Merleau-Ponty's method of phenomenology. To weave these meanings, a network of meanings was built through interviews, photos, videos, and the own symbolic and aesthetic senses attributed to these elements. Thus, in the first moment, it was invested in constructing some concepts on the parties revealing their relations with the time, with the sacred and profane. Still, a historical course was realized of June parties in intention to evidence the appearance of some symbolic elements during the time investigated. In the second part, by means of a corporeal experience in the festivities of Santa Cruz – PB, in 2016, some symbols present in the feast of Saint John were listed, as well as their meanings. Given the greatness of the June celebrations and the great number of symbolic and aesthetic elements present at the party in the following year in 2017, it was sought to experience other situations that revealed other symbols. This occasion gave opportunity to experience the dance that most symbolizes this type of party, the square dance. The corporal experience with the CIA Junina Luar square dance revealed other symbolic and aesthetic meanings that are imbricated in this type of dance. In the last part of the research, the body was approached as a sensitive sphere, something that was acquired in the experiences of the festivities and in the square dance. This session allowed us to return to some issues that we had already explained in previous sessions, making approximations with Physical Education. In general, the festive body was described as a product of socialization and transmission of culture. Until then, some of the symbolic and aesthetic elements of the feasts of St. John have been identified, here attributing their meanings, which have close relations with the existence of man, with the sacred and the profane, with life in the countryside and in the city, and with the body, aiming to provide some discussions and contributions to the field of Physical Education. It is concluded that the corporeal experiences lived with the symbolic and aesthetic elements in the June celebrations can imprint in our body historical, social and cultural traces, building a tangle of knowledge through a sensible education.

18
  • RICARDO ANDRADE BEZERRA
  • ALTERAÇÕES NO ESTADO NUTRICIONAL, CONSUMO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA EM ESCOLARES DE SANTA CRUZ/RN: UM ESTUDO DE BASE POPULACIONAL

  • Orientador : ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FILIPE FERREIRA DA COSTA
  • SEVERINA CARLA VIEIRA CUNHA LIMA
  • Data: 31/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A obesidade infanto-juvenil vem se mostrando crescente e preocupante em países em desenvolvimento, sendo considerada um problema de saúde pública. E é conhecido na literatura que a maior prevalência de sedentarismo e atividade física leve (S/AFL) e a menor prevalência de atividade física moderada (AFM) e atividade fisica vigorosa (AFV) são fatores de risco para o desenvolvimento da obesidade nessa faixa etária. Considerando que crianças são um grupo vulnerável e o impacto dos maus hábitos alimentares e de atividade física sobre o estado nutricional, o objetivo desse trabalho é analisar o perfil nutricional, consumo alimentar e atividade física dos escolares do nível fundamental da rede municipal de ensino de Santa Cruz/RN, no período três anos. MÉTODOS: Estudo observacional de caráter epidemiológico, com escolares matriculados na rede municipal de ensino da cidade de Santa Cruz/RN.  Os alunos realizaram avaliação antropométrica para determinação do seu estado nutricional (IMC/idade), e o consumo alimentar e a atividade física foram avaliados através de questionários auto-aplicados referentes ao dia anterior, e previamente validados para a população.O consumo alimentar foi classificado de acordo com o processamento dos alimentos agrupando-os em: in natura e minimamente processados, processados ou ultraprocessados.  A prática de atividade física foi quantificada pelos equivalentes metabólicos de tarefa (METs) e categorizada em sedentário, atividade física leve, atividade física moderada ou atividade física vigorosa. RESULTADOS: Foram avaliados 1571 escolares da rede pública da área urbana do município de Santa Cruz/RN, distribuídos em oito escolas, nos anos de 2015 e 2017. Independente do estado nutricional, os escolares apresentaram alta prevalência S/AFL. O excesso de peso foi diagnosticado em 26,9% e 31,5% nos respectivos anos e os escolares com excesso de peso apresentavam a menor prevalência de S/AFL comparado com os eutróficos ou com baixo peso, maior consumo de alimentos processados no almoço e consumo de alimentos ultraprocessados em todas as refeições do dia. CONCLUSÃO: Foi verificado redução de consumo de alimentos in natura e minimamente processados, alto consumo de alimentos processados no almoço e ultraprocessados, alta frequência de sedentarismo e baixa atividade física moderada e vigorosa (AFMV)  nos dias avaliados.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Child and adolescent obesity has been growing and worrying in developing countries, being considered a public health problem. And it is known in the literature that the higher prevalence of physical inactivity and physical activity and the lower prevalence of moderate physical activity and vigorous physical activity are risk factors for the development of obesity in this age group. Considering that children are a vulnerable group and the impact of poor eating habits and physical activity on nutritional status, the objective of this study is to analyze the nutritional profile, food consumption and physical activity of schoolchildren at the fundamental level of Santa's municipal school network Cruz / RN, in the period three years. METHODS: Observational study of epidemiological character, with students enrolled in the municipal teaching network of the city of Santa Cruz / RN. The students performed an anthropometric evaluation to determine their nutritional status (BMI / age), and food consumption and physical activity were evaluated through self-applied questionnaires referring to the previous day and previously validated for the population. Food consumption was classified according to the processing of the food grouping them in: in natura and minimally processed, processed or ultraprocessed. The practice of physical activity was quantified by metabolic task equivalents (METs) and categorized as sedentary, mild physical activity, moderate physical activity or vigorous physical activity. RESULTS: A total of 1,571 schoolchildren from the urban area of the city of Santa Cruz / RN, distributed in eight schools, were evaluated in 2015 and 2017. Regardless of the nutritional status, the students presented high prevalence of physical inactivity and low physical activity. Overweight was diagnosed in 26.9% and 31.5% in the respective years, and overweight children had the lowest prevalence of physical inactivity and low physical activity  compared to eutrophic or low-weight, higher consumption of processed foods at lunch and consumption of ultraprocessed foods at all meals of the day. CONCLUSION: There was a reduction in the consumption of fresh and processed foods, high consumption of processed foods at lunch and ultraprocessed foods, high frequency of sedentary lifestyle and low moderate and vigorous physical activity on the evaluated days.

19
  • LEANDRO MEDEIROS DA SILVA
  • VALIDAÇÃO  DO APARELHO AUTOMATIZADO TAPPING TEST (AATT) PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 08 A 17 ANOS

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • FELIPE JOSÉ AIDAR MARTINS
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ROBERTO FERNANDES DA COSTA
  • Data: 27/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho tem por objetivo validar a capacidade de aferição de aparelho automatizado, para verificação da velocidade de membros superiores. Dessa forma, participaram do estudo 144 escolares, de 8 a 17 anos, ambos os sexos, em um projeto social na cidade do natal/RN. O aparelho Automatizado Tapping Test (AATT) foi desenvolvido seguindo as dimensões do teste original do EUROFIT, construído em peças metálicas, para que a aferição fosse mais precisa e pudesse ser lida como sinal eletrônico pelo circuito integrado. O teste de velocidade de membros superiores foi aplicado em três etapas: antes de realizarem o teste original, todos os participantes passaram por uma verificação de lateralidade, e de prática motora semelhante ao teste original. Após 30 minutos foi realizada a primeira etapa no padrão estabelecido pela bateria de teste Eurofit e 30 minutos depois, a terceira etapa, sendo esta, com o aparelho automatizado tapping test (AATT). Para a revalidação foi realizado a reaplicação do teste no aparelho automatizado Tapping Test com um intervalo de 3 meses, para a mesma foi utilizado 75 escolares de 08 a 17 anos, ambos os sexos, sendo que  26  destes ainda não haviam realizado o teste antes. O teste de comparação de médias não identificou diferença significativa entre os dois métodos de avaliação (p=0,647). A confiabilidade de mensuração do aparelho automatizado foi testada por meio da correlação intraclasse e, identificou um forte coeficiente de interação intraclasse de (R= 0,901). Por fim, O aparelho automatizado Tapping Test, apresentou ser preciso e eficiente ao que se propõe avaliar podendo minimizar o erro intra-avaliador e auxiliar os profissionais de educação física na área esportiva  na organização e planejamento de seus treinos, assim como na avaliação e orientação dos talentos esportivos. 

     


  • Mostrar Abstract
  • The aim of this study is to validate the automated device for checking the velocity of upper limbs. Thus, 144 students, from 8 to 17 years old, both sexes, participated in the study in a social project in the city of Natal / RN. The Automated Tapping Test (AATT) was developed following the dimensions of the original EUROFIT test, built in metal parts, so that the calibration was more accurate and could be read as an electronic signal by the integrated circuit. The upper limb velocity test was applied in three steps: before performing the original test, all participants underwent a laterality check, and motor practice similar to the original test. After 30 minutes, the first step in the pattern established by the Eurofit test battery was performed and 30 minutes later, the third stage, with the automated tapping test (AATT). For the revalidation, the test was repeated in the Tapping Test with an interval of 3 months, for which 75 students from 08 to 17 years of age, both sexes, were used, 26 of whom had not previously performed the test. The means comparison test did not identify a significant difference between the two assessment methods (p = 0.647). The measurement reliability of the automated apparatus was tested through intraclass correlation and identified a strong intraclass interaction coefficient of (R = 0.901). Finally, the automated Tapping Test, presented to be accurate and efficient to what it is proposed to evaluate, being able to minimize the intra-evaluator error and to assist the physical education professionals in the sports field in the organization and planning of their training, as well as in the evaluation and orientation two sports talents.

2017
Dissertações
1
  • THAISYS BLANC DOS SANTOS SIMÕES
  • MARCADORES COGNITIVOS E PRÁTICA ESPORTIVA EM JOVENS DE 10 A 13 ANOS DE DIFERENTES ESTÁGIOS MATURACIONAIS

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • BRUNA BRANDÃO VELASQUES
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 22/02/2017

  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento das capacidades cognitivas e promoção da saúde são importantes variáveis no crescimento e desenvolvimento biológico, com isso, o neurodesenvolvimento vem sendo colocado como importante fator para melhorar o desempenho no esporte de crianças e adolescentes. O presente estudo teve como objetivo verificar a influencia da pratica esportiva nos marcadores cognitivos de jovens de 10 a 13 anos de diferentes estágios maturacionais. Foram avaliados 216 sujeitos de ambos os sexos, com idades entre 10 a 13 anos. Para metodologia utilizou-se os protocolos de predição de idade óssea (CABRAL, 2011) para avaliação da maturação e Teste de Stroop seguindo o protocolo de Córdova et al. (2008) para avaliação de controle inibitório. Os testes estatísticos utilizados foram a análise multivariável (MANOVA) seguido do Post Hoc de Tukey, além da Testes t de student para amostras independentes. Em nossos resultados encontramos significância no tempo de reação e erros das etapas do Stroop Test de praticantes e não praticantes de atividades esportivas. No tempo de reação e erros entre os diferentes estágios maturacionais de crianças e adolescentes praticantes de atividade esportiva. No tempo de reação e erros entre os diferentes estágios maturacionais de crianças e adolescentes não praticantes de atividade esportiva. Observamos que os indivíduos praticantes de atividade esportiva ao compararmos os estágios maturacionais, os classificados atrasados tiveram resultados inferiores aos outros estágios.  Os indivíduos que não praticam esportes apresentaram comportamento semelhante aos praticantes, entretanto os acelerados também obtiveram resultado inferior. Ao compararmos os grupos de praticantes e não praticantes os sujeitos que não praticam esportes apresentaram valores inferiores em relação aos praticantes de atividade esportiva. Dessa forma, podemos concluir que as crianças e adolescentes que praticam atividade física apresentam melhores resultados para as variáveis cognitivas analisadas e um maior controle inibitório em relação aos que não praticam atividades esportivas.


  • Mostrar Abstract
  • The development of cognitive skills and health promotion are important variables in the growth and biological development, therefore, neurodevelopment has been placed as an important factor to improve performance in sports of children and adolescents. This study aimed to verify the influence of sports practice in youth cognitive markers 10 to 13 years of different maturational stages. Have been evaluated 216 subjects of both sexes, aged 10 to 13 years. For methodology used if the bone age prediction protocols (CABRAL, 2011) to assess the maturity and Stroop Test following the protocol of Córdova et al. (2008) for evaluation of inhibitory control. The statistical tests used were the multivariable analysis (ANOVA) followed by post hoc Tukey, beyond tests the Student t for independent samples. In our results we found significance in reaction time and errors steps of the Stroop Test practitioners and non-sports practitioners. Reaction time and errors between the different maturational stages of children and teenagers practicing sports. Reaction time and errors between the different maturational stages of children and adolescents not sporting activity practitioners. We observed that individuals practicing sports activity when comparing the maturational stages, late results were ranked lower than the other stages. Individuals who do not practice sports showed similar behavior to practitioners, however accelerated also had lower results. When comparing the groups of practitioners and non-practitioners subjects who do not practice sports showed lower values in relation to sports activities practitioners. Thus, we can conclude that children and adolescents who practice physical activity have better results for the analyzed cognitive variables and greater inhibitory control than those who do not practice sports.

    Keywords: Inhibitory Control; Maturation; Cognitive Capabilities; Sport.

2
  • RENATA POLIANE NACER DE CARVALHO DANTAS
  • INSATISFAÇÃO DA IMAGEM CORPORAL EM DIFERENTES ESTÁGIOS MATURACIONAIS

     

     

     

     

     

     

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • BRUNA BRANDÃO VELASQUES
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 22/02/2017

  • Mostrar Resumo
  • A maturação é considerada como um processo e implica em progresso em direção da maturidade. Com as mudanças biológicas e o processo maturacional as adolescentes incorporam suas novas imagens corporais. O presente estudo tem como objetivo analisar a associação da insatisfação da imagem corporal em diferentes estágios maturacionais. Foram avaliados 207 sujeitos, escolares, de ambos os sexos, com idades entre 10 a 12 anos. Foi utilizado os protocolos de predição de idade óssea (CABRAL, 2011) e para avaliação da Imagem Corporal foi utilizada a escala de silhuetas (KAKESHITA, 2009) e o programa (software) SOMATOTYPE calculation and analysis®, 2001- Swet Techonolies. Os testes estatísticos utilizados foram qui-quadrado, correlação intraclasse (CCI), com os respectivos intervalos de confiança (IC de 95%) e da plotagem de Bland e Altman. O nível de significância estabelecido foi de p<0,05 para todas as análises. A prevalência de insatisfação com a imagem corporal foi de 63,8% p<0,001, sendo 67,1% no sexo masculino p=0,002 e 61,6% no feminino p=0,009. Em ambos os sexos os sujeitos que estão com a maturação acelerada possuem insatisfação com a Imagem corporal (meninas p=0,01-meninos p=0,04) desejando diminuir a sua escala de silhueta p<0,001. Ao reportarmos para a correlação intraclasse da Imagem corporal atual e desejada os sujeitos que estão com a maturação acelerada possui maior concordância quando comparado aos outros estágios. O mesmo não acontece com o IMC real e o relativo, onde em todos os estágios maturacionais há concordância. Pode-se concluir que em todos os estágios maturacionais há insatisfação com a imagem corporal, porém no estágio atrasado e acelerado existe uma maior prevalência. Existe maior concordância de imagem corporal atual e desejada no estágio acelerado. Houve concordância do IMC real e relativo em todos os estágios maturacion


  • Mostrar Abstract
  • Maturity is considered as a continuous process and implies progress toward maturity. With the biological changes in the maturational process adolescents incorporate their new body images. The present study aims to analyze the association of body image satisfaction in different maturational stages. We evaluated 207 subjects, schoolchildren, of both sexes, aged between 10 and 12 years. It was used the bone age prediction protocols (CABRAL, 2011) and for the evaluation of Body Image was used the scale of silhouettes (KAKESHITA, 2008). The parameters used for BMI were the cut-off points of the percentiles distribution, according to The age and sex proposed by the World Health Organization (2005) and the software SOMATOTYPE calculation and analysis®, 2001- Swet Techonolies for somatotype analysis. The statistical tests used were chi-square, intraclass correlation (ICC), with respective confidence intervals (95% CI). The level of significance was set at p <0.05 for all analyzes. In our results we found a prevalence of dissatisfaction with the body image of 63.8% p <0.001, being 67.1% in the male sex p = 0.002 and 61.6% in the female p = 0.009. In both sexes subjects with accelerated maturation are dissatisfied with Body Image (girls p = 0.01-boys p = 0.04) wishing to decrease their silhouette scale p <0.001. When we report to the intraclass correlation of the current and desired body image the subjects who are with the accelerated maturation have more agreement when compared to the other stages. The same does not happen with real and relative BMI, where in all maturational stages there is agreement. We conclude that in all maturational stages there is dissatisfaction with body image, but in the delayed and accelerated stage there is a higher prevalence. Those who are in the accelerated stage have greater concordance of current and desired body image, and there is still agreement of real and relative BMI at all maturational stages.

3
  • JULIO CESAR BARBOSA DE LIMA PINTO
  • ESTRESSE PSICOFISIOLÓGICO EM JOVENS ATLETAS DE FUTEBOL DURANTE JOGOS SUCESSIVOS

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • ALEXANDRE MOREIRA
  • LEONARDO DE SOUSA FORTES
  • Data: 03/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Analisar o estresse psicofisiológico decorrentes de jogos sucessivos de futebol e a influência do tempo em campo na resposta de carga interna (percepção subjetiva esforço da sessão [PSE da sessão], cortisol salivar e tolerância ao estresse) em jovens jogadores. Metodologia: Um total de 20 atletas de futebol (16.8 ±0.5anos; 172.9 ±7.7cm; 65.0 ±7.9kg; 8.3 ±1.8% gordura corporal; 53.1 ± 2,0ml.kg.min-1) categoria sub 17, realizaram dois jogos sucessivos (J1 e J2), com intervalo de 24 horas entre os jogos. Para a determinação da carga interna competitiva utilizou-se o cortisol salivar e a PSE da sessão. O questionário Daily Analysis of Life Demands in Athletes – DALDA foi utilizado para determinar a tolerância ao estresse (TE), enquanto o tempo em campo (TEC) foi utilizado para a determinação da carga externa. Foram retidos para análise 14 atletas que completaram minimamente 15 minutos de jogo. ANOVA de medidas repetidas comparou os valores de cortisol salivar nas diferentes medidas; o teste t pareado foi utilizado para comparar a PSE da sessão, o TEC, o escore da CR-10 e o delta de variação do cortisol salivar entre os jogos. Utilizou-se o teste de Wilcoxon para a comparar a TE entre os jogos. Em um segundo momento, foi dividido o grupo de jogadores de acordo a mediana do tempo em campo (maior tempo em campo [MAT], n=8; menor tempo em campo [MET], n=6). ANOVA mista de medidas repetidas, comparou o efeito da condição (maior ou menor tempo em campo), o efeito do tempo e da interação para a variável cortisol salivar nos diferentes grupos. Utilizou-se teste t para amostras independente para comparar as variáveis escore da CR-10, PSE da sessão, TEC e o delta de variação do cortisol salivar entre os diferentes grupos, e o teste de Mann-Whitney para a TE. Resultados: Observou-se que as concentrações de cortisol salivar variaram entre os momentos analisados (p<0.01). Não foram identificadas diferenças entre o delta de variação do cortisol salivar (p=0.36), PSE da sessão (p=0.23), escore de PSE (p=0.50) e TE (p=0.64) entre os jogos. O valor de cortisol de acordo com a divisão dos grupos teve efeito do tempo no grupo com maior tempo em campo no J1 (MAT: p = 0.009 e MET: p = 0.216) e em ambos os grupos no J2 (MAT: p<0.001, e MET: p=0.02), sem efeito da interação (p>0.05). Para as demais variáveis, no primeiro jogo o escore da CR-10 (p=0.04) e a PSE da sessão (p<0.01) foi diferente entre os grupos. No segundo jogo a PSE da sessão (p<0.01) foi diferente, enquanto que a variável escore da PSE não foi diferente (p=0.06). Em ambos jogos o delta não foi diferente entre os grupos (p=0.31 e p=0.23), diferentemente para os sintomas de estresse que diferiu em ambos os jogos (p=0.04 e p=0.02). Conclusão: Sucessivos jogos realizados em curto espaço de tempo aumentam as concentrações de cortisol salivar, no entanto esse aumento parece não ser decorrente do tempo em campo em jovens atletas. Adicionalmente, as demais variáveis de carga interna não sofreram efeito cumulativo dos jogos sucessivos.

     


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To analyze the psychophysiological stress resulting from successive soccer matches and the influence of field time on the internal load response (subjective perception of session effort [session RPE], salivary cortisol and stress tolerance) in young players. Methodology: A total of 20 soccer athletes (16.8 ± 0.5 years, 172.9 ± 7.7cm, 65.0 ± 7.9kg, 8.3 ± 1.8% body fat, 53.1 ± 2.0ml.kg.min-1) Successive matches (J1 and J2), with a 24-hour interval. In order to determine the competitive internal load, salivary cortisol and the session RPE were used. The Daily Analysis of Life Demands in Athletes (DALDA) questionnaire was used to determine stress tolerance (TE), while time in field (TIF) was used to determine the external load. A total of 14 athletes who completed at least 15 minutes of play were retained for analysis. ANOVA of repeated measures compared the values of salivary cortisol in the different measures; the paired t-test was used to compare session RPE, TIF, CR-10 score, and salivary cortisol variation delta between matches. The Wilcoxon test was used to compare TE between matches. In a second moment, the group of players was divided according to the median of the time in field (greater time in field [GTF], n = 8, shorter time in field [STF], n = 6). Mixed ANOVA of repeated measures, compared the effect of the condition (greater or lesser time in the field), the effect of time and interaction for the variable salivary cortisol in the different groups. T-test for independent samples was used to compare the CR-10, Session RPE, TIF and the delta variables of salivary cortisol between the different groups, and the Mann-Whitney test for ET. Results: Salivary cortisol concentrations varied between the analyzed moments (p < 0.01). No differences were found between the delta variation of salivary cortisol (p = 0.36), session RPE (p = 0.23), RPE score (p = 0.50) and TE (p = 0.64) between matches. The cortisol value according to the division of the groups had an effect on time in the group with the longest field time in J1 (GTF: p = 0.009 and STF: p = 0.216) and in both groups in J2 (GTF: p < 0.001, and STF: p = 0.02), without interaction effect (p > 0.05). For the other variables, CR-10 score (p = 0.04) and session PSE (p <0.01) were different between groups in the first match. In the second match the session RPE (p < 0.01) was different, whereas the variable RPE score was not different (p = 0.06). In both games the delta was not different between the groups (p = 0.31 and p = 0.23), differently for the stress symptoms that differed in both games (p = 0.04 and p = 0.02). Conclusion: Successful games performed in a short period of time increase salivary cortisol concentrations; however, this increase does not seem to be due to the time in field in young athletes. In addition, the other variables of internal load did not suffer cumulative effects of successive matches.

     

4
  • RAFAEL DE GOIS TINOCO
  • EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR & CINEMA:

    Experimentando novas formas de ensinar Esporte no Ensino Médio

  • Orientador : ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • DIEGO DE SOUSA MENDES
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • LUCIANA VENÂNCIO
  • Data: 06/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação nasceu de uma inquietação sobre os usos dos aparatos audiovisuais na escola, em especial nas aulas de Educação Física. Portanto, o estudo tem como objetivo compreender como o conteúdo esporte pode ser efetivado no âmbito da Educação Física no Ensino Médio ao dialogar com a linguagem cinematográfica, através dos preceitos da mídia-educação. Partiu-se, pois, da seguinte questão de estudo: “Como os alunos do Ensino Médio podem estabelecer uma interlocução entre cinema e esportes nas aulas de Educação Física a partir de preceitos da mídia-educação?”. Para tanto, amparada nas Pedagogias Críticas de ensino da Educação Física, no conteúdo esporte, nos elementos metodológicos da pesquisa-ação, na mídia-educação como concepção de ensino e campo interdisciplinar de saber e no cinema enquanto estratégia de ensino, foi realizada uma interlocução pedagógica de um bimestre letivo nas 4 turmas do 2º Ano (2 Informática e 2 Mecatrônica) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Parnamirim (IFRN Campus Parnamirim), tematizando o conteúdo esporte nas aulas de Educação Física. Para coleta de dados foi utilizado questionário, diário de campo, registros no facebook e a observação sistemática das aulas. As justificativas consistiram no caminhar por novas formas de ensinar na Educação Física, no esforço de superar as concepções típicas de ensino do esporte, ambicionando a ampliação do conhecimento sobre/com eles, angariado pelos princípios da mídia-educação e pelo cinema enquanto estratégia de ensino, bem como na contribuição ao acervo de trabalhos com essa mesma proposta, visto a tímida produção acadêmica. Como principais resultados, obtivemos o aumento do tempo e do espaço das aulas, através do relacionamento nos grupos via facebook diariamente, o trabalho colaborativo nas aulas e na produção final, o acesso crítico e criativo do conteúdo esporte pelos educandos, alicerçado pela mídia-educação e pelo cinema enquanto estratégia de ensino, fugindo das aulas de caráter esportivizado, assim como, a partir do reconhecimento dos processos pedagógicos por parte dos alunos, a materialização de um planejamento significativo e inovador, que influenciou de forma positiva no processo de ensino-aprendizagem do conteúdo esporte.


  • Mostrar Abstract
  • This work is born from a concern about the use of audiovisual devices in school, particularly in physical education classes. Therefore, the objective to substantiate the use of cinematography in physical education classes starting the following question study: “How to establish a dialogue between cinema and sports in physical education classes from precepts of Media-Education?”. Therefore, based on the methodological elements of the Action Research and designing teaching of Media-Education, an educational intervention of a school two months was performed in 4 classes of the 2nd Year (2 Informatics and 2 Mechatronics) of the Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia of Rio Grande do Norte (IFRN) Campus Parnamirim-RN for trial of proposed theme. For data collection was used questionnaires, diary, facebook and the systematic observation of lessons. The justification of this work is to walk new paths and possibilities, expanding knowledge about the sport through film as a pedagogical resource in physical education classes, showing its peculiarities, potential and proper social relevance, as well as discussion and reflection on the use cinema in the school environment in order to support teachers in building a didactic-pedagogic proposal that will meet the needs of students. As a result, it was found that the Media-Education brought an increase in the space-time interaction and learning, as well as different ways of expression of the knowledge acquired, working creatively, critically and reflectively. Thus, both by media products created and displayed (videos and short films), as suggested by the discussions, there was ownership of a critical view of sport content by students, expanding thus their knowledge about it.  

5
  • MARCEL ALVES FRANCO
  • APROXIMAÇÕES ENTRE O AIKIDO E O CUIDADO DE SI: POR UMA EDUCAÇÃO FÍSICA COMO ARTE DO BEM VIVER

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 07/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa é refletir sobre os elementos do cuidado de si na filosofia do Aikido, no sentido de identificar contribuições para a Educação Física. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de abordagem hermenêutica (RICOEUR, 1999) que se debruça sobre as seguintes obras: Morihei Ueshiba (2002; 2006; 2010), Kisshomaru Ueshiba (2005; 2011), Moriteru Ueshiba (2008) e Foucault (2010; 2012; 2013). A partir do estudo hermenêutico das obras relacionadas ao Aikido, no primeiro capítulo, apresentamos um breve contexto histórico de seu fundador, Morihei Ueshiba, descrevendo algumas experiências essenciais para sua criação e, de modo mais aprofundado, evidenciamos alguns dos preceitos filosóficos que regem esta prática e seus significados, tais como ki, kotodama, misogi e budo. Para o segundo capítulo, evidenciamos, a partir das análises das obras de Michel Foucault, os sentidos presentes nos saberes e práticas do cuidado de si. No terceiro capítulo, são tecidas reflexões acerca dos elementos do cuidado de si no Aikido e, a partir desta aproximação, pensar práticas de espiritualidade no âmbito da Educação Física. Por fim, pudemos perceber que o estudo hermenêutico como possibilidade de identificação dos elementos do cuidado de si no Aikido favoreceu refletirmos sobre um caminho, um determinado estilo de vida através da estética da existência, que traz para a Educação Física contribuições no sentido de considerá-la uma arte do bem viver.


  • Mostrar Abstract
  • The goal of this research is to reflect about the care of the self elements in Aikido‟s philosophy, in sense to identify contributions to the Physical Education. It‟s a qualitative research with hermeneutic approach (RICOEUR, 1999) which looks over the following works: Morihei Ueshiba (2002; 2006; 2010), Kisshomaru Ueshiba (2005; 2011), Moriteru Ueshiba (2008) e Foucault (2010; 2012; 2013). From the hermeneutic study of Aikido related works, on the first chapter, we present a brief historical context of the founder, Morihei Ueshiba, describing some essential experiences to his creation and, in depth, we evidence some of the philosophical precepts that rules this practice and their meanings, such as ki, kotodama, misogi, and budo. For the second chapter, we evidence, from the analysis of Michel Foucault‟s works, the meanings present on the knowledge and practices of the care of the self. On the third chapter, are weaved reflections about the care of the self elements on Aikido and, with that approach, think about the spirituality practices on the Physical Education context. For last, we perceive the hermeneutic study as a possibility to identificy the care of the self elements on Aikido that favored us to reflect about a path, a determinate lifestyle from the aesthetics of existence, that brings constributions to Physical Education in way of considerer it an art of good living.

6
  • JOSÉ RIBAMAR FERREIRA JÚNIOR
  • ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO INTEGRADO: A configuração da Rede Estadual de Educação Profissional do Ceará

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • ANTONIO DE PADUA DOS SANTOS
  • LUCIANA VENÂNCIO
  • MARIA ELENI HENRIQUE DA SILVA
  • Data: 10/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho começou a ser problematizado com as inquietações enquanto docente da Rede Estadual de Educação Profissional do Ceará, a qual oferta o Ensino Médio Integrado em tempo integral. Tendo como proposição curricular o desenvolvimento do currículo integrado, busca-se a estruturação das práticas educativas, a partir do rompimento da percepção dualista entre a formação para o trabalho e a formação para ingresso na universidade. O trabalho teve como objetivo geral, identificar a configuração da Educação Física na Rede Estadual de Educação profissional do estado do Ceará, bem como a compreensão de educação física por parte dos professores. Como objetivo específico verificar em que medida o componente curricular Educação Física apresenta em sua organização didática, os elementos que configuram a concepção de currículo integrado. A pesquisa se caracteriza como um estudo de casos múltiplos, tendo como cenário a Rede Estadual de Educação Profissional do Ceará. Os achados dessa pesquisa indicam que a integração curricular ocorre principalmente no desenvolvimento de conteúdos semelhantes entre as disciplinas, partindo da Educação Física, essa inter-relação está mais caracterizada com as disciplinas da formação  geral com a área das Ciências da Natureza, e nas disciplinas da formação profissional com os dos cursos do itinerário formativo da saúde. Mesmo com a identificação de práticas significativas e, decerto, inovadoras acerca da compreensão sobre o currículo integrado, bem como as práticas formativas na escola, observou-se que, no contexto da disciplina de Educação Física, as interseções entre os saberes disciplinares aliadas à proposição formativa dos cursos profissionais precisam ser problematizadas de modo mais ampliado. Este cenário indica a necessidade de desenvolvimento de ações didático-metodológicas na Educação Física para o Ensino Médio Integrado, com vistas à proposição de formação continuada construída em diálogo com as experiências dos professores, num processo reflexivo que oportunize a uma práxis transformadora.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • This work began to be questioned from concerns while teaching at the State Network of Ceará Professional Education, which integrated high school offering full-time, with the curriculum proposal the development of integrated curriculum in the context of structuring of educational practices from the disruption of dualistic perception between training for work and training for entry to university. Even with significant practical and certainly innovative about the understanding of the integrated curriculum and about the training practices at school, it was observed that, in the context of Physical Education, the intersections between disciplinary knowledge combined with the training proposition of professional courses need to be problematized, especially as the didactic organization in line with the curriculum integration. In this way, this study is organized primarily around the goal of identifying the configuration of Physical Education in the State of Ceará Network Professional Education, from the integrated curriculum design. Therefore, it is claimed in the fundamentals of qualitative research of exploratory and descriptive nature, against the backdrop of the State of Ceará Network Professional Education. The findings of this study indicate that the curricular integration occurs mainly in the development of similar content across disciplines in the case of Physical Education this interrelationship is more characterized with the disciplines of the area of natural sciences and the disciplines of vocational training with the the courses of formation process of health. This scenario indicates the need for development of educational and methodological actions in Physical Education for the Integrated High School, with a view to continuing education proposition built in dialogue with the experiences of teachers in a reflective process that oportunize a transformative praxis.

7
  • MARÍLIA RODRIGUES DA SILVA
  • EFEITO DO TREINAMENTO FUNCIONAL NA COMPOSIÇÃO CORPORAL E FORÇA DE PREENSÃO MANUAL DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • Data: 31/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • Cada vez mais observa-se a prática de atividades físicas por pessoas com deficiência, sejam as mais diversas práticas corporais ou os esportes adaptados na busca da melhoria da qualidade de vida e adesão a um estilo de vida ativo. O aumento da quantidade de pessoas com deficiência que buscam estas praticas visando estimular suas potencialidades e possibilidades, em prol de seu bem-estar físico, psicológico e social vem aumentando nos últimos anos. Entre os indivíduos com deficiência física, alterações bioquímicas e metabólicas indesejáveis se estabelecem com a inatividade física, resultando em redução da massa muscular e acúmulo excessivo de tecido adiposo corporal, e conseqüente diminuição da força. O presente estudo teve como objetivo avaliar a relação da composição corporal sobre a força de preensão palmar de pessoas com deficiência física praticantes de treinamento funcional. Foram avaliados 8 sujeitos com deficiência física, de ambos os sexos, com idade entre 16 e 59 anos, praticantes de treinamento funcional. Todos foram submetidos a 12 semanas de intervenção através da metodologia do treinamento funcional. Foram definidas as medianas para massa total, massa magra, massa gorda, %G e força de membros superiores direito e esquerdo pré e pós intervenção e estas medidas foram realizadas no DEXA e para avaliação de força de membro superior, o dinamômetro de preensão manual. Utilizou-se a estatística descritiva com valores de tendência central e seus derivados e inferencial com nível de significância de p<0,05 para o teste de hipótese, optando-se pela estratégia não paramétrica. Não foram observadas diferenças significativas entre os achados de pré e pós intervenção quanto aos componentes da composição corporal e da força de ambos os membros, bem como na relação entre composição corporal e força, entretanto, na avaliação individual, podemos observar diferenças significativas. Os resultados demonstram que os níveis de forca de preensão palmar não dependem unicamente da massa magra, mas também %G, em que a correlação entre massa magra e percentual de gordura pode indicar uma melhor ou pior condição para realizar o esforço isométrico de preensão manual.


  • Mostrar Abstract
  • The practice of physical activities by people with disabilities is increasingly observed, whether they are the most diverse corporal practices or adapted sports in the quest to improve the quality of life and adherence to an active lifestyle. The increase in the number of people with disabilities who seek these practices to stimulate their potential and possibilities for their physical, psychological and social well-being has been increasing in recent years. Among individuals with physical disabilities, undesirable biochemical and metabolic changes are established with physical inactivity, resulting in reduction of muscle mass and excessive accumulation of body fat, and consequent decrease in strength. The present study aimed to evaluate the relationship of body composition to the palmar grip strength of people with physical disabilities practicing functional training. Eight subjects with physical disabilities of both sexes, aged between 16 and 59 years old, were evaluated, practicing functional training. All were submitted to 12 weeks of intervention through the functional training methodology. The medians for total mass, lean mass, fat mass,% G and force of right and left upper limbs were defined before and after intervention, and these measures were performed in the DEXA and for the evaluation of upper limb strength, the manual grip dynamometer. Descriptive statistics were used with values of central tendency and their derivatives and inferential with significance level of p <0.05 for the hypothesis test, opting for the non-parametric strategy. There were no significant differences between the pre and post intervention findings regarding body composition components and strength of both limbs, as well as the relationship between body composition and strength, however, in the individual evaluation, we can observe significant differences. The results show that palmar grip strength levels do not depend solely on lean mass, but also% G, in which the correlation between lean mass and fat percentage may indicate a better or worse condition to perform the isometric manual grip effort.

8
  • JULIANY DE SOUZA ARAUJO
  • EFEITO DO DESTREINAMENTO EM COMPONENTES DA APTIDÃO FISICA EM PESSOAS COM HIV/AIDS.

    O objetivo do estudo foi avaliar o efeito do destreinamento em componentes da aptidão física de pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA). A metodologia utilizada foi de caráter experimental com amostra composta por Grupo Experimental (GE) com 11 Pessoas vivendo com HIV/Aids, sob terapia antiretroviral e Grupo Controle (GC) com 10 pessoas sem a infeção; todos sujeitos apresentaram liberação médica e foram classificados como insuficientemente ativos. Foram avaliados composição corporal através do DXA, aptidão cardiorrespiratória pelo Ergoespirômetro e força de membros superiores e inferiores por dinamômetro isocinético. Ambos os grupos realizaram intervenção com treinamento combinado por 15 semanas e o destreinamento foi avaliado após 5 semanas. Após a análise de normalidade dos dados pelo teste de Shapiro Wilk foi utilizado teste Wilcoxon para avaliar diferença entre os parâmetros avaliados antes e após o tempo de destreino. Os resultados apontaram diferença significativa nos limiares 1, 2, VO2 pico e na força de membros inferiores no GE, enquanto no GC apresentaram apenas no limiar 2 e VO2 pico. Concluímos que dentre os componentes da aptidão física, o destreinamento promoveu maiores prejuízos na capacidade cardiorrespiratória e na força muscular da pessoa vivendo com HIV/Aids. Já para a composição corporal o efeito do destreino foi semelhante em ambos os grupos estudados, sendo observado retrocesso em alguns componentes. Dessa forma podemos afirmar, que a suspenção de programas de treinamentos com exercícios físicos deve ser evitada, a fim de minimizar os prejuízos causados pela inatividade física e efeitos adversos do vírus HIV e terapia, que tornam PVHA susceptíveis as doenças cardiovasculares.

    Palavras chaves: Destreino; Aptidão física; HIV

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • RAFAEL DEMINICE
  • Data: 31/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo do estudo foi avaliar o efeito do destreinamento em componentes da aptidão física de pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA). O estudo foi de caráter experimental com amostra composta por Grupo Experimental (GE) com 11 PVHA, sob terapia antiretroviral e Grupo Controle (GC) com 10 sem a infeção; todos com liberação médica e insuficientemente ativos. Avaliou-se a composição corporal pelo DEXA, aptidão cardiorrespiratória pelo Ergoespirômetro e força de membros superiores e inferiores por dinamometria. Ambos os grupos realizaram intervenção com treinamento concorrente por 15 semanas e foi avaliado o destreinamento após 5 semanas.  Após a análise de normalidade dos dados pelo teste de Shapiro Wilk foi utilizado, na estatística inferencial,  o teste Wilcoxon para avaliar diferença entre os parâmetros avaliados antes e após o tempo de destreino. Resultados apontaram diferença significativa nos limiares 1, 2,VO2 pico e na força de membros inferiores no GE, enquanto no GC apresentaram apenas no limiar 2 e VO2 pico. Concluímos que dentre os componentes da aptidão física o destreinamento, promoveu maiores efeitos deletérios na capacidade cardiorrespiratória e na força muscular de PVHA. Já na composição corporal o efeito do destreino foi semelhante nos grupos, sendo observado piora em alguns componentes. Enfatizamos, que a suspenção de programas de treinamentos com exercícios físicos deva ser evitada, a fim de minimizar os prejuízos causados pela inatividade física e efeitos adversos do vírus HIV e terapia, que tornam PVHA susceptíveis as doenças cardiovasculares.


  • Mostrar Abstract
  • The goal of this study was to evaluate the effect of detraining in the components of physical aptitude of people living with HIV/Aids (PVHA). The study was experimental with a sample composed by an Experimental Group (EG) with 11 PVHA, under antiretroviral therapy and a Control Group (CG) with 10 individuals without the infection; all which were under medical release and insufficiently active. The body composition was evaluated through the DXA, as well as the cardiorespiratory aptitude through the ergometer and the strength of the upper and lower limbs through dynamometry. Both groups conducted interventions with concurrent training for 15 weeks and the interruption of exercise was evaluated after a period of 5 weeks. After the analysis of normality of the data by the Shapiro Wilk test, the Wilcoxon test was used for the inferential statistics to evaluate the differences between the evaluated parameters before and after the interruption of training. Results showed significant difference in the thresholds 1, 2, VO2 peak and in the strength of the lower limbs on the EG, while the CG only showed difference in the threshold 2 and VO2 peak. We have concluded that among the components of physical aptitude, the interruption of training promoted more deleterious effects in the cardiorespiratory capacity and in muscular strength in the PVHA. As for body composition, the effect of training interruption was similar in both groups, with an observed worsening in some components. We emphasize that the interruption of training programs with physical exercises should be avoided, in order to minimize the losses caused by physical inactivity and the adverse effects of the HIV virus and therapy, which make the PVHA susceptible to cardiovascular diseases.

9
  • JONATAS CARDOSO DA SILVEIRA
  • Validade de equações de bioimpedanciometria para a predição da massa livre de gordura

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • ROBERTO FERNANDES DA COSTA
  • Data: 31/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Verificar a capacidade das diferentes equações propostas pelo fabricante de uma bioimpedância em predizer a composição corporal, quando comparadas ao resultado do DEXA. Métodos : Trinta e nove homens, atletas da seleção de futebol universitária, foram submetidos a avaliação de composição corporal através dos métodos, de bioimpedância e DEXA. Os resultados obtidos foram comparados entre o padrão ouro, o DEXA, e quatro equações validadas e propostas pelo fabricante da bioimpedância. Resultados: As equações propostas não apresentaram concordância significativa com o resultado do DEXA. Conclusão: Existe a necessidade de se desenvolver novas equações com o respectivo grupo, afim de se obter uma avaliação mais fidedigna.


  • Mostrar Abstract
  • Purpose: To verify the capacity of the different equations proposed by the manufacturer of a bioimpedance in predicting body composition, when compared to the result of DEXA. METHODS: Thirty-nine men, athletes of the university soccer team, were submitted to body composition evaluation through bioimpedance and DEXA methods. The results obtained were compared between the gold standard, DEXA, and four equations validated and proposed by the bioimpedance manufacturer. Results: The proposed equations did not show significant agreement with the DEXA result. Conclusion: There is a need to develop new equations with the respective group, in order to obtain a more reliable evaluation.

10
  • VICTOR ARAÚJO FERREIRA MATOS
  • EFEITO DE UMA SESSÃO DE EXERCÍCIO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE E EXERCÍCIO CONTÍNUO DE MODERADA INTENSIDADE SOBRE MARCADORES DE APETITE EM HOMENS COM OBESIDADE

  • Orientador : ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE SERGIO SILVA
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • SEVERINA CARLA VIEIRA CUNHA LIMA
  • Data: 10/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: o exercício físico é considerado uma estratégia fundamental no tratamento da obesidade por promover aumento no déficit calórico. Evidências recentes sugerem que o exercício de alta intensidade pode induzir alterações fisiológicas que diminuem o apetite, contribuindo para redução da ingestão calórica, fenômeno conhecido como anorexia induzida pelo exercício (AIE). Objetivo: comparar o efeito agudo do exercício intervalado de alta intensidade (EIAI) e exercício contínuo de intensidade moderada (ECMI) sobre o consumo energético e percepção do apetite em homens com obesidade. Métodos: a pesquisa caracterizou-se como um ensaio clinico randomizado com delineamento cruzado. Quinze voluntários (31,0 ± 6,1 anos, 31,0 ± 6,0 kg/m², 40,1 ± 2,2% de gordura corporal) foram submetidos a três sessões experimentais, separadas por sete dias: I) EIAI (10 x 1 min a 90% da frequência cardíaca máxima [FCmáx] + 1 min recuperação ativa), II) ECMI (20 min a 60% da FCmáx) e III) Controle (sem exercício). Uma refeição padronizada foi oferecida 60 min antes de cada sessão. A percepção subjetiva do apetite (fome, saciedade, plenitude e perspectiva de consumo alimentar) foi avaliada através de uma escala visual analógica (EVA) em três momentos: 1) pré-sessão, 2) pós-sessão e 3) uma hora após sessão. O consumo alimentar foi analisado uma hora após a sessão, através de uma refeição ad libitum e o consumo ao longo do dia da sessão (24 h) foi analisado através de um registro alimentar estimado. A ANOVA two-way com medidas repetidas foi utilizada para analisar possíveis diferenças entre as condições e momentos na percepção do apetite (fome, saciedade, plenitude e perspectiva de consumo) e uma ANOVA de medidas repetidas para analisar as diferenças entre as condições no consumo alimentar ad libitum e 24 h. Resultados: não houve diferenças significativas na percepção de fome [F(1,3, 17,5)=0,00, p=0,972], saciedade [F(1,3, 17,5)=0,00, p=0,972], plenitude [F(2, 28)=0,13, p=0,876] e perspectiva de consumo  [F(2, 28)=0,76, p=0,476] entre as condições, bem como não foram identificadas diferenças significativas no consumo energético durante a refeição ad libitum  [F (2, 28) = 0,13, p=0,877] e ao longo do dia da sessão [F (2, 28) = 1,54, p=0,233]. Conclusão: uma sessão de EIAI e ECMI não modificou o apetite e o consumo energético após 60 min e ao longo do dia em homens com obesidade.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Physical exercise is considered a fundamental strategy in the treatment of obesity by promoting increase in the caloric deficit. Recent evidence suggests that high-intensity exercise can induce physiological changes that suppress appetite, decreasing caloric intake, a phenomenon known as exercise-induced anorexia (EIA).   Objective: compare the acute effect of high intensity interval exercise (HIIE) and continuous moderate intensity exercise (ECM) on energy intake and appetite perception in obese men. Methods: The study was characterized as a randomized clinical trial in cross-over design. Fifteen volunteers (31.0 ± 6.1 years, 31.0 ± 6.0 kg/ m², 40.1 ± 2.2% body fat) underwent three experimental sessions, seven days apart: I) HIIE ( 10x 1 min at 90% of maximal heart rate [HRmax] + 1 min active recovery), II) ECM (20min to 60% of HRmax) and III) Control (without exercise). A standardized meal was offered 60 min before each session. Appetite perception (hunger, satiety, fullness and perspective food consumption) were evaluated through a visual analogue scale (VAS) in three moments: 1) Pre-session, 2) Post-session and 3) one hour after session. Energy intake was assessed one hour after session with an ad libitum meal and the consumption throughout the day (24hrs) was analyzed with a estimated food record. ANOVA Two-way with repeated measures was used to analyze the differences between conditions and moments on appetite perception and ANOVA with repeated measures to assess the differences between conditions on energy intake in ad libitum and 24hrs. Results: There were no significant differences on hunger [F (1.3, 17.5) = 0.00, p = 0.972], satiety [F (1.3, 17.5) = 0.00, p = 0.972], fullness [F (2, 28) = 0.13, p = 0.876] and prospective food consumption [F (2, 28) = 0.76, p = 0.476] between conditions. As well as no significant differences on energy intake were observed during ad libitum meal [F (2, 28) = 0.13, p = 0.877] and throughout the day [F (2, 28) = 1.54, p = 0.233].Conclusion: A single session of HIIE and ECM did not modified appetite and energy intake 60 min after and during the day following exercise in obese man.

11
  • DANIEL COSTA DE SOUZA
  • EFEITO DE UMA SESSÃO DE EXERCÍCIO INTERVALADO DE ALTA INTRENSIDADE E EXERCÍCIO CONTÍNUO DE MODERADA INTENSIDADE NO PERFIL IMUNOLÓGICO E INFLAMATÓRIO DE HOMENS COM OBESIDADE

  • Orientador : ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE SERGIO SILVA
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • Data: 10/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Comparar o efeito agudo do exercício intervalado de alta intensidade (EIAI) e exercício contínuo de moderada intensidade (ECMI) sobre os níveis de interferon- y (INF-Y), interleucina-4 e 6 (IL-4 e IL-6) e a razão INF-Y/IL-4 em homens com obesidade. Métodos: Dez homens com obesidade foram submetidos a duas sessões experimentais com intervalo de uma semana em ordem randomizada: 1) EIAI: 10 x 60 s a 90% FCmáx separados por 60 s de recuperação ativa; 2) ECMI: 20 min a 70% da FCmáx. As coletas de sangue para análise das citocinas foram realizadas nos momentos pré, pós e 60 min após as sessões de exercício. Resultados: O EIAI resultou em diminuição dos níveis de INF-Y imediatamente (P=0,032) e 60 min pós-exercício (P=0,003). Além disso, elevou os níveis de IL-4 imediatamente pós-exercício (P=0,007). O ECMI aumentou INF-Y imediatamente (P=0,025) e 60 min pós-exercício (P=0,004). Ambas as sessões resultaram em aumento de IL-6 imediatamente pós-exercício (P<0.05). Conclusão: Uma sessão de EIAI suprimiu a resposta imune celular mediada pelas células T1, aumentando a “janela de oportunidades” para infecções até 60 min após o exercício. Por outro lado, uma sessão de ECMI aumentou a resposta imune celular por até 60 min após o exercício em homens com obesidade. 


  • Mostrar Abstract
  • Objective: The aim of this study was to compare the acute effects of high-intensity interval exercise (HIIE) and moderate-intensity continuous exercise (MICE) on cytokine levels, include interferon-y (INF-y), interleukin 4 and 6 (IL-4) (IL-6) levels and INF-y/IL-4 ratio in obese males. Methods: Ten obese males were submitted into two experimental sessions with a week interval in a randomized order: 1) HIIE: 10 x 60 s at 90% of HRmáx interspersed by active recovery; 2) MICE: 20 min at 70% of HRmax;. Cytokines was analyzed before, post and 60 min post-exercise. Results: The HIIE results in decrease of INF-Y levels at immediately post-exercise (P=0,032) and 60 min post-exercise (P=0,003) at the same time elevated the IL-4 levels at post-exercise (P=0,007). The MICE results in increase of INF-Y at post-exercise (P=0,025) and 60 min post-exercise (P=0,004). Both exercise conditions results in increase of IL-6 levels at post-exercise (P<0.05). Conclusion: a single session of HIIE suppressed the immune cell response, increasing the “open window” for infections to 60 min post exercise. For other hand, a single session of MICE increased the immune cell response to 60 min post exercise in obese males. 

12
  • DIEGO RAFAEL DE OLIVEIRA ALEXANDRE
  • O EFEITO DO TREINAMENTO NEUROMUSCULAR INTEGRATIVO NO DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS PRATICANTES DE FUTEBOL

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ENIO RICARDO VAZ RONQUE
  • MIGUEL DE ARRUDA
  • Data: 28/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo avaliar os efeitos do treinamento neuromuscular integrativo (INT) no desempenho motor (DM) em crianças entre 06 a 10 anos. Foi analisada uma amostra de 38 crianças do sexo masculino praticantes de futebol divididos em dois grupos: 20 no grupo do treinamento neuromuscular integrativo (GINT) e 18 no grupo controle (GC). Em seguida, foi aplicado o questionário socioeconômico para os pais, nível de atividade física diária para os integrantes do estudo e a avaliação da predição da idade óssea (CABRAL, 2013). Para determinar o efeito do INT no DM foi realizado uma bateria de testes físicos para a avaliação do equilíbrio, flexibilidade, agilidade, velocidade e potência anaeróbica de membros inferiores em três momentos, antes (pré) durante (6 semanas) e após (12 semanas) de realização do INT.. O INT foi realizado duas vezes por semana, 20 minutos iniciais de cada treino e constou de cinco exercícios voltados para aptidão física relacionada à saúde e ao desempenho. para verificar a homogeneidade das variáveis do estudo entre os grupos, aplicou-se teste t de Student não pareado e o teste de Mann-Whitney.  Para observar o efeito do tempo e a interação do treinamento no desempenho motor entre os dois grupos foram utilizadas a ANOVA mista de medidas repetidas, além do teste Post- Hoc com ajuste de Bonferroni, com intuito de identificar possíveis diferenças. Desta forma, para a variável equilíbrio ocorreu diferença significativa no efeito do tempo para o grupo INT, F(1,5;55,3) =5.865, p= 0.009, η²= 0.14, nos momentos pré para 12 semanas do GINT (p < 0.001, d = 0,74) e do momento seis semanas para 12 semanas (p= 0.005, d = 0,35). Bem como, observou-se o efeito da interação, F(1,5;55,3) = 6.536, p=0.006, η²= 0.14, entre o GINT e GC no momento 12 semanas. Para a flexibilidade encontrou-se melhoria significativa no efeito do tempo, F(1,2;45,5) = 11.620, p= 0.001, η²= 0,24, no GINT entre os momentos pré para seis semanas (p= 0.02; d= 0,48) pré para 12 semanas (p < 0.001; d = 0,75) e entre os momentos seis para 12 semanas (p= 0.003; d= 0,25). Na agilidade verificou-se o efeito do tempo, F (2,72) = 7.332, p= 0.001, η²= 0,16, no grupo intervenção somente entre os momentos pré para 12 semanas (p = 0.02). Em relação a variável velocidade revelou-se não haver efeito do tempo nos grupos, (F (1,5;54,4)= 2.422, p= 0.112, η²= 0,06), como também não houve interação dos grupos nos tempos, (F (1,5;54,4)= 0.059, p= 0.898, η²= 0,002).Para a potência anaeróbica de membros inferiores houve interação entre os grupos, F(1,2;44,8)= 6.644, p= 0.009, η²= 0.15, porém o teste post hoc com ajuste de Bonferroni não identificou em qual tempo havia interação. Quando analisado a média ∆% entre os grupos nas variáveis motoras, algumas variáveis tiveram melhorias significativas nos momentos pré para 12 semanas, sendo apresentados os seguintes resultados: equilíbrio (w=62,0; p=0,005), flexibilidade (w=97,0; p=0,015) e potência anaeróbica de membros inferiores (w=94,0; p=0,012). A adição do INT ao treinamento sistemático aplicado a crianças teve influência direta no desempenho motor na maioria das capacidades físicas no período de 12 semanas, a técnica dos exercícios integrais, o volume e intensidade adequados forneceram adaptações de natureza neuromuscular na qual possibilitou uma melhora na mecânica do movimento.


  • Mostrar Abstract
  • The present study aims to evaluate the effects of integrative neuromuscular training (NT) on motor performance in children between 06 and 10 years old. A sample of 38 male soccer players were divided into two groups: 20 in the integrative neuromuscular training group (GINT) and 18 in the control group (CG). The socioeconomic questionnaire was then applied to the parents, daily physical activity level for the study participants, as well as to evaluate the prediction of bone age (CABRAL, 2013) through anthropometric measurements. In the pre, six and 12 week moments, a motor test battery was selected to determine the level of motor performance through the indicators of balance, flexibility, agility, speed and anaerobic power of lower limbs GINT and GC. The INT was performed twice a week, 20 minutes early each training and consisted of five exercises aimed at health fitness and performance. Regarding the results, to check the homogeneity of the study variables between the groups, we applied unpaired Student's t-test and the Mann-Whitney test. To observe the effect of time and interaction of training between the two groups on motor performance, the mixed ANOVA of repeated measures was used, in addition to the Post-Hoc test with Bonferroni adjustment, in order to identify possible differences in the effect of time in the groups. Thus, for the balance variable, there was a significant difference in the time effect for the INT group, F (1.5; 55.3) = 5.865, p = 0.009, η² = 0.14, at the pre-12 weeks GINT <0.001, d = 0.74) and from the moment 6 weeks to 12 weeks (p = 0.005, d = 0.35). As well, the interaction effect, F (1,5; 55,3) = 6,536, p = 0.006, η² = 0.14, was observed between the GINT and GC at the moment 12 weeks. For flexibility, significant improvement in the time effect was found, F (1.2; 45.5) = 11.620, p = 0.001, η² = 0.24, in GINT between the pre-six and six-week periods (p = 0.02; d = 0.48) and pre-12 weeks (p <0.001; d = 0.75), and between times six and 12 weeks (p = 0.003; d = 0.25). In the agility, the effect of time was found, F (2.72) = 7.332, p = 0.001, η² = 0.16, in the intervention group only between the pre-12 weeks (p = 0.02). In relation to the velocity variable, there was no effect of time in the groups, (F (1,5; 54,4) = 2,422, p = 0.112, η² = 0,06), as well as there was no interaction of the groups in the times , (F (1.5; 54.4) = 0.059, p = 0.898, η² = 0.002). For the anaerobic power of lower limbs, there was interaction between the groups, F (1,2; 44,8) = 6,644, p = 0.009, η² = 0.15, but the post hoc test with Bonferroni adjustment did not identify at what time there was interaction. When the mean Δ% between the groups in the motor variables was analyzed, some variables had significant improvements in the moments pre-12 weeks, and the following results were presented: balance (w = 62.0, p = 0.005), flexibility 0, p = 0.015) and anaerobic power of lower limbs (w = 94.0, p = 0.012). The addition of INT to the systematic training applied to children had a direct influence on motor performance in the majority of physical abilities over the 12-week period, the technique of the integral exercises, the adequate volume and intensity provided neuromuscular adaptations in which an improvement in mechanics of movement.

13
  • ROMERITO SÓSTENES CANUTO DE OLIVEIRA
  • EFEITOS DOS JOGOS SUCESSIVOS EM UM CALENDÁRIO CONGESTIONADOS NA IMUNIDADE DA MUCOSA EM JOVENS FUTEBOLISTAS

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE MOREIRA
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LEONARDO DE SOUSA FORTES
  • Data: 03/08/2017

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desse estudo foi de investigar o efeito de jogos competitivos em um calendário congestionado sobre a imunidade da mucosa em jovens jogadores de futebol. Para o desenvolvimento desta pesquisa foi realizado um estudo observacional, de caráter descritivo, transversal, com uma abordagem quantitativa. Participaram dessa pesquisa doze jovens jogadores de futebol de campo do sexo masculino, pertencentes a uma mesma equipe (idade: 16,6±0,51 anos; estatura: 175±8cm; massa corporal: 65±7,9kg), da categoria sub 17, que jogaram cinco jogos competitivos (J1, J2, J3, J4 e J5) com 24 horas de intervalos entre os jogos. Para quantificação da imunoglobulina A salivar (S-IgA), esse foi expresso como concentração absoluta de IgA (S-IgAabs), taxa de secreção de IgA (S-IgAtaxa) e fluxo salivar (FS), conforme proposto por Fahlman e Engels (2005) e Koch et al. (2007). Para a carga interna competitiva, a mesma foi determinada pela PSE da sessão. O tempo de jogo de cada atleta participante durante os cinco jogos foi registado para determinar a carga interna competitiva pela PSE da sessão. Os dados estão apresentados em de média e desvio padrão. Verificou-se a normalidade das variáveis dependentes com o teste de Shapiro Wilk (p > 0,05). Utilizou-se o teste t de Student para análise do IgA salivar e taxa de fluxo salivar no primeiro e no quinto jogo da competição. ANOVA de medidas repetidas comparou a PSE da sessão e a carga interna ao longo dos jogos, o post hoc de Bonferroni foi utilizado para identificar as diferenças entre as medidas. O “d” de Cohen foi utilizado para estimar a magnitudes das diferenças (tamanho do efeito - TE) entre todas as comparações. Foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman para analisar a correlação entre o índice de monotonia e o esforço competitivo com o SIgA absoluto. Os valores de PSE da sessão foram diferentes ao longo dos jogos F(4,44) = 6,302, p < 0,001, η²: 0,36. Sendo observado diferenças nos jogos 1, 2 e 3 em comparação com o jogo 5 (p < 0,05), assim como os valores de carga interna, que também diferiram ao longo da competição F(4,44) = 5,175, p = 0,02, η²:0,32. Sendo observado diferenças nos jogos 2, 4 e 5 em comparação com o 3 (p<0,05). As concentrações de IgA salivar absolutos e relativos diminuíram após a competição quando comparado com o momento pré competição (IgA absoluto t (11) = 2,744 p = 0,01 e IgA relativo (t (11) = 2,744, p = 0,04). Diferentemente, a taxa de fluxo salivar pré jogos foi semelhante ao momento pós t (11) = 0,1010, p = 0,921). A associação entre os valores do delta de variação do IgA salivar com a carga competitiva, verificou-se que houve uma correlação alta e significante com um (r = 0,68: p<0,05). Além disso foi encontrada uma alta correlação positiva e significante entre o Esforço competitivo e o delta de variação do IgA absoluto (r = 0,67: p<0,05). Os dados demonstraram que competições com jogos competitivos em um calendário congestionado teve impacto sobre o sistema imunológico e respostas perceptuais de esforço percebido. 


  • Mostrar Abstract
  • The purpose of this paper was to investigate the effect of competitive games on a congested calendar on mucosal immunity in young soccer players. For the development of this research, an observational, descriptive, transversal study was conducted in a quantitative approach. Twelve young male soccer players from the same team (age: 16.6 ± 0.51 years, height: 175 ± 8cm, body mass: 65 ± 7.9kg), from the sub category 17, that played five competitive games (J1, J2, J3, J4 and J5) with about 24-hour breaks between games. For quantification of S-IgA, it was expressed as absolute concentration of IgA (S-IgAabs), rate of IgA secretion (S-IgAtaxa) and salivary flow (FS), as proposed by Fahlman and Engels (2005) and Koch et al. Al. (2007). For the competitive internal load, it was determined by the PSE of the session. The playing time of each participating athlete during the five games was recorded to determine the competitive internal load by the session PSE. The results are presented as mean and standard deviation. Normality of the dependent variables was verified acording the Shapiro Wilk test (p> 0.05). Student's test was used to analyze salivary IgA and salivary flow rate in the first and fifth games of the competition ANOVA compared the session's score and an internal load over the games, Bonferroni's post hoc was used to identify the differences between how measures. Cohen 's "d" was used to estimate the magnitudes of the differences (effect size - TE) among all as comparisons. The Spearman correlation coefficient was used to analyze the correlation between the monotony index and the competitive effort with the absolute SIgA. The PSE values of the session were different throughout the games F (4.44) = 6.302, p <0.001, η²: 0.36. As observed in our games 1, 2 and 3 compared to game 5 (p <0.05), as well as values of internal load, also deferred along the competition F (4.44) = 5.175, p = 0 , Δ: 0.32. The absolute salivary IgA concentrations and compartment decreased after a competition when compared to the competition time (absolute IgA t (11) = 0.05) was observed in our games 2, 4 and 5 compared to 3 (p <0.05). In contrast, salivary flow flow preload pre-sets for post-t (11) = 0.1010, p = 0.921, p = 0.01, and relative IgA (t (11) = 2.744, p = 0.04). ). An association between the values of the salivary IgA variation delta and a competitive load was found to have a high and significant correlation with one (r = 0.68: p <0.05). In addition, a high positive and significant correlation was found between the competitive effort and the absolute IgA variation delta (r = 0.67: p <0.05). The data demonstrate that competitions with competitive games in a congested calendar had impact on the immune system and perceptual responses of perceived        exertion.

14
  • INGRID BEZERRA BARBOSA COSTA
  • EFEITO DE UMA SESSÃO DE CAMINHADA EM INTENSIDADE AUTOSSELECIONADA AO AR LIVRE SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL AMBULATORIAL DE IDOSAS HIPERTENSAS FISICAMENTE INATIVAS: UM ENSAIO CRUZADO

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 07/08/2017

  • Mostrar Resumo
  • OBJETIVO: analisar o efeito de uma sessão de caminhada em intensidade autosselecionada ao ar livre sobre a pressão arterial (PA) ambulatorial de idosas hipertensas fisicamente inativas.

    METODOLOGIA: vinte idosas hipertensas medicadas (64,9 ± 4,5 anos; 29,0 ± 4,3 kg/m²; PA de repouso 121,5 ± 11,2 / 59,5 ± 7,9 mmHg) e fisicamente inativas (< 8.000 passos/dia) completaram esse ensaio clínico controlado e randomizado, com delineamento cruzado. Após avaliação inicial, as idosas participaram de duas sessões em ordem randomizada, com uma semana de intervalo entre elas: i) sessão de caminhada em intensidade autosselecionada ao ar livre (pista de 400 m) e ii) sessão controle (sem exercício). Ambas as sessões foram realizadas pela manhã entre 7:00-8:00 h. Durante a caminhada a frequência cardíaca (FC), percepção subjetiva do esforço (PSE, 6-20) e resposta afetiva (RA, -5/+5) foram monitoradas. A PA ambulatorial foi avaliada durante 20 h (vigília: 13 h; sono: 7 h) após as sessões de caminhada e controle através da monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA). Os resultados estão descritos em média e intervalo de confiança de 95%. A PA sistólica e diastólica no período de 20 h, vigília e sono foram comparadas entre as sessões caminhada e controle usando o teste de t de Student pareado. A ANOVA two-way (condição vs. tempo) com medidas repetidas no segundo fator foi utilizada para comparar os valores médios de PA ambulatorial nos períodos 1-6 h e 7-13 h (vigília) e 14-20 h (sono) após as sessões caminhada e controle.  O pós-teste de Bonferroni foi utilizado para verificar as diferenças pontuais. Um p-valor < 0,05 foi considerado estatisticamente significativo.

    RESULTADOS: a intensidade de caminhada autosselecionada foi 58,6% (54,1-63,5) da FC de reserva, a PSE foi 11 (10-12) e a RA foi +3 (3-4). A PA sistólica foi 3,4 mmHg (0,9-5,9) e 4,0 mmHg (1,6-6,4) menor nas médias dos períodos de 20 h e vigília, respectivamente, após a sessão de caminhada quando comparada a sessão controle (p < 0,05). A redução da PA sistólica pós-caminhada apresentou maior magnitude nas seis primeiras horas (6 mmHg; p < 0,05). Não houve redução da PA sistólica pós-caminhada no período do sono (p > 0.05). Nenhuma alteração da PA diastólica pós-caminhada foi observada no período de 20 h, vigília e sono em relação à sessão controle (p > 0,05). Foi observada redução da carga pressórica sistólica (6,3%) e variabilidade da PA sistólica (6,2 unidades arbitrárias) pós-caminhada no período de 20 h (p < 0,05). Houve correlação forte e positiva entre a redução da PA sistólica nas seis primeiras hora pós-caminhada com a redução no período de 20 h (r = 0,68; p <0,001).

    CONCLUSÃO: uma sessão de caminhada em intensidade autosselecionada ao ar livre reduz a PA sistólica média no período de 20 h e vigília em idosas hipertensas, essencialmente pela HPE nas primeiras seis horas pós-exercício. Além disso, reduz a carga pressórica sistólica e variabilidade da PA sistólica no período de 20 h. Considerando que as idosas percebem a sessão como leve-moderada e prazerosa, a caminhada em intensidade autosselecionada parece ser uma alternativa interessante para recomendação inicial de exercício para idosas hipertensas fisicamente inativas.


  • Mostrar Abstract
  • OBJECTIVE: The aim of this study was to analyze the effect of a single session of self-paced walking outdoor on ambulatory blood pressure (BP) in inactive hypertensive older women.

    METHODS: Twenty medicated hypertensive older women (64.9 ± 4.5 years, 29.0 ± 4.3 kg/m², resting BP 121.5 ± 11.2 / 59.5 ± 7.9 mmHg) physically inactive (< 8.000 steps/day) completed this randomized controlled trial with a crossover design. After an initial screening, the volunteers participated in two experimental sessions in a randomized order, with one-week interval between them: i) self-paced walking outdoor (in a 400 m outdoor track) and ii) control session (no exercise). Both sessions were performed between 7:00-8:00AM. Heart rate (HR), rating of perceived exertion (RPE, 6-20), and affective response (AR, -5/+5) were monitored during the self-paced walking session. Ambulatory BP was assessed during a 20 h period (awake: 13 h; asleep: 7 h) following the self-paced walking session and control session using an ambulatory BP monitoring device. Results are described as mean and confidence intervals 95%. Systolic and diastolic BP in 20 h, awake and asleep periods between the walking and control sessions were compared using paired t test. A two-way repeated measures ANOVA (condition vs. time) was used to compare the mean values of ambulatory BP during 1-6 h and 7-13 h (awake) and 14-20 h (asleep) periods after self-paced walking session and control session. Bonferroni’s pos hoc test was used to identify possible differences. A p-value < 0.05 was set as statistical significant.

    RESULTS: The intensity of the self-paced walking session was 58.6% (54.1-63.5) of HR reserve, the RPE was 11 (10-12) and the AR was +3 (3-4). Systolic BP was 3.4 mmHg (0.9-5.9) and 4.0 mmHg (1.6-6.4) lower in the 20 h and awake periods, respectively, following the self-paced walking compared to the control session (p < 0.05). Reductions of systolic BP presented a greater magnitude in the first six hours following the self-paced walking session (6 mmHg; p < 0.05). No change was obseved in systolic BP during the asleep period (p > 0.05). There were no changes in diastolic BP in the 20 h, awake and asleep periods following the self-paced walking session compared to the control session (p > 0.05). It was observed a reduction of systolic BP load (6,3%) and systolic BP variability (6,2) post-walking in the 20 h period (p < 0,05). There was a strong and positive correlation between the reduction of systolic BP in the first six hours post-walking and the reduction of systolic BP in the 20 h period (r = 0,68; p <0,001).

    CONCLUSION: The self-paced walking outdoor reduces systolic BP in the 20 h and awake periods in inactive hypertensive older women, essentially due the PEH in the first six hours post-exercise. Moreover, it reduces the systolic BP load and systolic BP variability in the 20 h period. Considering that the older women perceive the session as light-moderate and pleasant, the self-paced walking seems to be an interesting approach for initial exercise recommendation for inactive hypertensive older women.

15
  • MARCUS FELIPE SOARES BEZERRA
  • CARACTERIZAÇÃO DO ESFORÇO FÍSICO GERADO POR INDIVÍDUOS QUE UTILIZAM A BICICLETA COMO MEIO DE TRANSPORTE EM ÁREA URBANA

  • Orientador : CHENG HSIN NERY CHAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CHENG HSIN NERY CHAO
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • FILIPE FERREIRA DA COSTA
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 01/09/2017

  • Mostrar Resumo
  • O uso da bicicleta como meio de transporte é considerado um comportamento sustentável e saudável. Entretanto, pouco é conhecido sobre a característica de esforço físico empregado pelos indivíduos durante seus trajetos habituais. Portanto, esse estudo buscou caracterizar o esforço físico realizado por indivíduos que utilizam a bicicleta como meio de transporte em meio urbano durante seus trajetos habituais. Além disso, foi analisado se o esforço físico empregado durante esses trajetos seria suficiente para atingir as recomendações de atividade física para promoção da saúde. Vinte adultos (22-42 anos) que utilizam a bicicleta como meio de transporte (≥ 3 dias/semana) foram monitorados durante sete dias nos seus trajetos habituais utilizando um sistema de posicionamento global (GPS, Global Position System) com monitor de frequência cardíaca (FC) acoplado. Foram analisados: i) distância percorrida, ii) duração e inclinação do trajeto, iii) velocidade de deslocamento e iv) tempo dispendido na intensidade de esforço leve (< 64% da FCmáx), moderada (64-76% da FCmáx) e vigorosa (> 76% da FCmáx). Os dados estão descritos em média e percentis 25 e 75. Os indivíduos percorreram uma distância de 3,8 km (2,6-5,9 km) por percurso em 13,1 min (10,6 – 20,9 min) com elevação média de 30,1 m (16,2 – 70,9 m) em uma velocidade média de 16,9 km/h (14 – 17,8 km/h). O tempo dispendido em esforço leve foi 19,9% (12,6 – 29,3%), moderado 46,1% (40,9 – 54,4%) e vigoroso 29,9% (12,5 - 44,9%). Considerando o volume total de trajetos realizados na semana, 50% da amostra (n = 10) atingiram as recomendações de atividade física para promoção da saúde (pelo menos 150 min de atividade física moderada-vigorosa) apenas utilizando a bicicleta como meio de transporte. Concluímos que o esforço físico realizado por indivíduos que usam a bicicleta como meio de transporte em área urbana é predominantemente moderado-vigoroso. Portanto, além de ser uma opção sustentável, o uso da bicicleta como meio de transporte parece ser uma alternativa interessante para se atingir as recomendações de atividade física para promoção da saúde.


  • Mostrar Abstract

  • The use of the bicycle as a means of transport is considered a sustainable and healthy behavior. However, little is known about the characteristic of physical effort employed by individuals during their usual paths. Therefore, this study sought to characterize the physical effort performed by individuals who use the bicycle as a means of transportation in urban environments during their usual routes. In addition, it was analyzed whether the physical effort employed during these routes would be sufficient to reach the recommendations of physical activity for health promotion. Twenty adults (22-42 years old) who use the bicycle as a means of transport (≥ 3 days / week) were monitored for seven days in their usual routes using a Global Positioning System (GPS) with heart rate monitor (FC). We analyzed: (i) distance traveled; (ii) duration and slope of the course; (iii) speed of travel; and (iv) time spent on light exertion intensity (<64% HRmax), moderate (64-76% HRmax) and vigorous (> 76% of HRmax). The data are described in average and 25th and 75th percentiles. The individuals covered a distance of 3.8 km (2.6-5.9 km) per course in 13.1 min (10.6 - 20.9 min) with Average elevation of 30.1 m (16.2 - 70.9 m) at an average speed of 16.9 km / h (14 - 17.8 km / h). The time spent on mild exertion was 19.9% (12.6 - 29.3%), moderated 46.1% (40.9 - 54.4%) and vigorous 29.9% (12.5 - 44, 9%). Considering the total volume of routes performed during the week, 50% of the sample (n = 10) reached the recommendations of physical activity for health promotion (at least 150 min of moderate-vigorous physical activity) only using the bicycle as a means of transportation. We conclude that the physical effort performed by individuals who use the bicycle as a means of transportation in urban areas is predominantly moderate-vigorous. Therefore, besides being a sustainable option, the use of the bicycle as a means of transportation seems to be an interesting alternative to reach the recommendations of physical activity for health promotion.

16
  • MARYANA PRYSCILLA SILVA DE MORAIS
  • A PSICOMOTRICIDADE RELACIONAL COMO PRATICA EDUCATIVA PARA INCLUSÃO DE ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR


     


  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • AGUINALDO CESAR SURDI
  • HELIO FRANKLIN RODRIGUES DE ALMEIDA
  • Data: 11/09/2017

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Psicomotricidade Relacional (PR) foi desenvolvida na década 70 do século XX, pelos professores de educação física franceses André Lapierre e Bernard Aucouturier.  É uma prática educativa que utiliza o jogo simbólico na ação do brincar espontâneo em prol do desenvolvimento integral e da autonomia do sujeito. Objetivo: Analisar o processo de inclusão de pessoas com deficiência intelectual na educação física escolar, por intermédio da prática educativa da PR. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa-ação realizada com um grupo 36 estudantes do 7º ano do ensino fundamental de uma escola pública municipal de Natal-RN, sendo 3 com deficiência intelectual, selecionados de forma não probabilística, por conveniência. Os instrumentos de pesquisa foram 1 máquina fotográfica digital SONY Cyber-shot, 2 filmadoras digitais NAVCITY esportiva NG-100, anamnese de Sampaio (2010), relatórios espontâneos e relatórios reflexivos. Foram realizadas 8 aulas de educação física, com o jogo simbólico da PR, uma vez por semana, durante um bimestre letivo. Foi realizada uma análise qualitativa dos dados, incluindo classificação e análise durante a coleta de dados, análise e categorização, e a interpretação e construção teórica. Resultados: Nas oito aulas o processo inclusivo aconteceu gradualmente de forma não diretiva, ilustrado nas fotografias e audiovisuais. Os alunos puderam perceber a inclusão e vivenciá-la. Nos relatórios espontâneos e reflexivos dos professores, a inclusão aconteceu de forma espontânea, não diretiva. No que tange os relatórios espontâneos dos alunos, foram expressos os conteúdos vividos pelos estudantes com deficiência intelectual na relação com os demais colegas e professores. Os alunos com deficiência intelectual expressaram a relação com o outro e com os objetos por meio do grafismo. Conclusão: A abordagem da PR como prática educativa nas aulas de educação física possibilitou a inclusão dos estudantes com deficiência intelectual, propiciando aos estudantes a aceitação das diferenças e a compreensão da relevância do processo inclusivo.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Relational Psychomotricity (PR) was developed in the 1970s by French physical education teachers André Lapierre and Bernard Aucouturier. It is an educational practice that uses symbolic play in the action of spontaneous play for the integral development and autonomy of the subject. Objective: To analyze the process of inclusion of people with intellectual disabilities in school physical education, through the PR educational practice. Methodology: This is an action research carried out with a group of 36 students from the 7th year of elementary school in a municipal public school in Natal-RN, three of whom are intellectually deficient, selected in a non-probabilistic manner, for convenience. The research instruments were 1 SONY Cyber-shot digital camera, 2 NG-100 sports digital NAVCITY camcorders, Sampaio anamnesis (2010), spontaneous reports and reflective reports. Eight physical education classes were held, with the symbolic play of the PR, once a week, during a two-month term. We performed a qualitative analysis of the data, including classification and analysis during data collection, analysis and categorization, and interpretation and theoretical construction. Results: In the eight classes the inclusive process happened gradually in a non-directive way, illustrated in the photographs and audiovisual. The students were able to perceive inclusion and experience it. In the spontaneous and reflexive reports of the teachers, the inclusion happened spontaneously, not directive. Regarding the students' spontaneous reports, the content lived by the students with intellectual disability in the relationship with the other colleagues and teachers was expressed. Students with intellectual disabilities expressed their relationship with each other and with objects through graphics. Conclusion: The PR approach as an educational practice in physical education classes enabled the inclusion of students with intellectual disabilities, allowing students to accept differences and understanding the relevance of the inclusive process.

17
  • RICARDO ANDRÉ GOMES DA SILVA
  • EFEITOS DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE EXERCÍCIO FÍSICO EM MEIO AQUÁTICO SOBRE O DESEMPENHO MOTOR-COGNITIVO E FUNÇÕES COGNITIVA EM IDOSAS FISICAMENTE ATIVAS: UM ESTUDO CRUZADO

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • HELIO FRANKLIN RODRIGUES DE ALMEIDA
  • Data: 11/09/2017

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O processo de envelhecimento é inevitável, porém varia de individuo para individuo os efeitos causados por ele, sabe-se que o envelhecimento ativo retarda os efeitos degenerativos causados pelo avanço da idade, assim dependendo do nível e do tipo de atividade praticado ao longo do tempo ocorre modificações nos desempenhos motores e cognitivos em comparação a idosos que não tem um estilo de vida ativo e saudável. Em busca de saber mais sobre qual tipo de atividade melhora ainda mais esses desempenhos em idosas ativas, propôs três sessões diferentes e um momento controle para analise. Objetivo: Analisar quais os efeitos agudos de diferentes sessões sobre a capacidade funcional em idosas ativas. Métodos: Estudo controlado e randomizado com delineamento cruzado, onde cada sujeito passará por três sessões e um momento controle, a primeira sessão ocorrerá com exercício de dupla tarefa com estimulação baseada na aprendizagem motora (movimentos novos) no meio aquático, a segunda com exercício automatizado (movimento padronizado) no meio aquático, e a terceira a sessão com apenas estimulo cognitivo (Audiovisual) no laboratório, para analisar o efeito sobre o desempenho da marcha e da função executiva, através do Teste de levantar e caminhar em diferentes situações na plataforma de caminhada e testes neuropsicológicos para a função executiva. Resultados: A normalidade dos dados foi verificada pelo teste Shapiro-Wilk. Os dados foram expressos em mediana e percentis 25 e 75. Teste de Friedman foi aplicado para comparar os valores de mudança absoluta (∆ = pós – pré) de cada variável dependente entre as sessões de exercício. Teste de Wilcoxon foi usado na comparação intra-condição de cada variável dependente. O tamanho do efeito foi calculado pela seguinte fórmula: [z / √ n]. O nível de significância estatística adotado foi de p < 0,05. Os procedimentos estatísticos foram feitos com auxílio do SPSS para Win/v.22.0 (Statistical Package for Social Sciences, Chicago, IL, USA). Não houve diferença significativa entre as sessões quanto ao desempenho da marcha e da função executiva, porém foi observada uma melhora pós as intervenções propostas. Conclusão: Os resultados do estudo demonstraram que o protocolo de dupla tarefa utilizado apresentou um efeito potencial positivo na melhora ao desempenho motor-cognitivo e nas funções cognitivas em idosos ativas, relacionado ao aspecto da mobilidade e ao aspecto cognitivo. Desta forma, sugere-se o incentivo da adição de exercícios com outras sessões de demanda com dupla tarefa na prática clínica e nas práticas de atividades físicas regulares como uma forma de melhorar o desempenho funcional e prevenir possíveis acidentes em idosos ativas.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The aging process is inevitable but varies from individual to individual the effects caused by it, it is known that active aging slows down the degenerative effects caused by the advancement of age, so depending on the level and type of activity practiced over Of time there are changes in motor and cognitive performances compared to the elderly who do not have an active and healthy lifestyle. In search of knowing more about which type of activity it improves even more these performances in active elderly, it proposed three different sessions and one moment control for analysis. Objective: To analyze the acute effects of different sessions on functional capacity in active elderly women. Methods: A randomized controlled trial with a crossover design, where each subject will undergo three sessions and one control moment, the first session will be with dual task exercise with stimulation based on motor learning (new movements) in the aquatic environment, the second with automated exercise (Standardized movement) in the aquatic environment, and the third session with only cognitive (Audiovisual) stimulation in the laboratory, to analyze the effect on gait performance and executive function, through the Test to get up and walk in different situations in the platform Walking and neuropsychological tests for executive function. Results: The data were normal and verified by the Shapiro-Wilk test. The data were expressed in median and 25th and 75th percentiles. Friedman test was applied to compare the absolute change values (Δ = post - pre) of each dependent variable between the exercise sessions. Wilcoxon test was used in the intra-condition comparison of each dependent variable. The size of the effect was calculated by the following formula: [z / √ n]. The level of statistical significance was set at p <0.05. Statistical procedures were performed using SPSS for Win / v.22.0 (Statistical Package for Social Sciences, Chicago, IL, USA). There was no significant difference between the sessions regarding gait performance and executive function, but an improvement after the interventions was observed. Conclusion: The results of the study demonstrated that the dual-task protocol presented a potential positive effect on the improvement of motor-cognitive performance and cognitive functions in active elderly, related to the aspect of mobility and cognitive aspect. Thus, it is suggested to encourage the addition of exercises with other dual task tasks in clinical practice and regular physical activity practices as a way to improve functional performance and prevent possible accidents in active elderly.

18
  • PAULO HENRIQUE MEDEIROS DA SILVA
  • EFEITO DE UMA SESSÃO DE FLEXÃO DE COTOVELO ISOMÉTRICA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL AMBULATORIAL EM HIPERTENSOS: UM ENSAIO CRUZADO

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • Data: 20/10/2017

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: O treinamento com exercício isométrico pode contribuir na melhora dos níveis pressóricos em indivíduos hipertensos. Contudo, os efeitos agudos desse tipo de exercício sobre a pressão arterial (PA) ambulatorial são pouco conhecidos.

    OBJETIVO: analisar o efeito de uma sessão de flexão de cotovelo isométrica sobre a PA ambulatorial em indivíduos hipertensos.

    METODOLOGIA: ensaio clínico controlado com delineamento cruzado em que 12 hipertensos fisicamente inativos (♀= 9; 46,8 ± 7,1 anos; 27,2 ± 2,7 kg/m²; PA de repouso sistólica 123,0 ± 11,6 / diastólica 74,3 ± 6,0 mm Hg) foram submetidos a duas sessões experimentais, em ordem randomizada, com intervalo de até duas semanas: i) sessão flexão de cotovelo isométrica (estímulos: 4 x 1 min; intervalos: 2 min; intensidade: 30% de uma repetição máxima à 90º) e ii) sessão controle (sem exercício). Ambas as sessões foram realizadas pela manhã e tiveram uma duração de 12 min. Antes e até 30 minutos após a sessão experimental e controle a variabilidade da frequência cardíaca e a PA clínica foram avaliadas. A PA ambulatorial foi avaliada durante 20 h (vigília: 12 h; sono: 8 h) após as sessões de flexão de cotovelo isométrica e controle, através da monitorização ambulatorial da PA. A PA sistólica, diastólica e média no período de 20 h (vigília e sono) entre as condições foi comparada através do teste t pareado. A significância estatística adotada foi de 5%.

    RESULTADOS: Não houve diferença entre as condições sobre a PA sistólica de 20 h (exercício: 126,1 ± 14,7 vs. controle: 125,6 ± 11,4 mm Hg; p = 0,810) e PA diastólica de 20 h (exercício: 71,0 ± 8,7 vs. controle: 71,3 ± 5,7 mm Hg; p = 0,800). Nenhuma alteração da PA sistólica e diastólica de vigília e sono foi observada entre as condições exercício e controle (p > 0,05). Não houve mudanças nos índices de variabilidade da frequência cardíaca (intervalo RR, SDNN, LF, HF, SampleEN). Em relação a PA clínica foi observado aumento imediatamente após o fim da sessão de treinamento isométrico comparado à sessão controle (14,7 mmHg, IC95% 8,7-20,7).

    CONCLUSÃO: uma sessão de flexão de cotovelo isométrica não induz alterações sobre a PA ambulatorial em indivíduos hipertensos.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The isometric training may contribute to improve the blood pressure levels in hypertensive individuals. However, the acute effects of the isometric training on ambulatory blood pressure are less known. 

    OBJECTIVE: To analyze the effects of a single session of isometric elbow flexion on ambulatory blood pressure in hypertensive individuals.

    METHODS: This is a randomized clinical trial with a crossover design. Twelve inactive hypertensive individuals (♀= 9; 46.8 ± 7.1 years; 27.2 ± 2.7 kg/m²; resting blood pressure 123.0 ± 11.6 / 74.3 ± 6.0 mm Hg) were submitted to two experimental sessions in a randomized order with one-week interval: i) isometric elbow flexion (4 x 1 min, 2 min intervals, 30% one-maximum repetition at 90º); ii) control session (no exercise). Both sessions were performed in the morning and lasted for 12 min. Before and until 30 min after the isometric and control sessions the heart rate variability and blood pressure were measured. Ambulatory blood pressure was measured during 20 h (awake: 12 h; asleep: 8 h) after the isometric and control sessions using an ambulatory blood pressure monitoring device. Systolic, diastolic, and mean blood pressure during the 20 h period were compared between the conditions using a paired t-test. A statistical significance was set at 5%.

    RESULTS: There were no differences in systolic (isometric: 126.1 ± 14.7 vs. control: 125.6 ± 11.4 mm Hg; p = 0.810) and diastolic (isometric: 71.0 ± 8.7 vs. control: 71.3 ± 5.7 mm Hg; p = 0.800) during the 20 h period. Also, no differences were found in the awake and asleep period between the isometric and control session (p > 0.05). No changes were found in the heart rate variability indices (RR interval, SDNN, LF, HF, SampleEN). Regarding the blood pressure there was an increase in systolic blood pressure immediately after the isometric exercise session compared to the control session (14,7 mmHg, IC95% 8,7-20,7, p < 0.05).

    CONCLUSION: a single session of isometric elbow flexion does not elicit changes on ambulatory blood pressure in hypertensive individuals.

19
  • ALTIERES ELIAS DE SOUSA JÚNIOR
  • EFEITOS DE UM PROGRAMA DE ACONSELHAMENTO À PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL AMBULATORIAL E INDICADORES DE SAÚDE EM HIPERTENSOS DE MEIA-IDADE: UM ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO PILOTO

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • FILIPE FERREIRA DA COSTA
  • Data: 27/11/2017

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: analisar os efeitos de um programa de aconselhamento à prática atividade física (AF) sobre a pressão arterial (PA) ambulatorial e indicadores de saúde em indivíduos de meia-idade com hipertensão.

    Métodos: vinte e dois hipertensos inativos de meia-idade (♂ = 6, ♀ = 18) foram alocados aleatoriamente em dois grupos: i) programa de aconselhamento à prática de AF (n = 11; 49,6 ± 8,1 anos; PA de consultório 130,5 ± 14,3 / 78,6 ± 8,8 mmHg; 33,0 ± 5,3 kg/m2) ou ii) grupo controle (n = 11; 47,9 ± 6,7 anos; PA de consultório 130,8 ± 13,9 / 85,4 ± 10,0 mmHg; 31,3 ± 5,1 kg/m2). O grupo aconselhamento participou de seis encontros quinzenais de 60 minutos, onde eram aconselhados sobre aumentar a prática de AF com metas semanais progressivas. Essa intervenção foi baseada no modelo dos 5 “As” (i.e., avaliar, aconselhar, acordar, assistir e arranjar). O grupo controle recebeu orientações gerais sobre a prática de AF em um único encontro com duração de 15 minutos. Antes e após 12 semanas, foram avaliados: nível de AF (pedômetro por sete dias), PA ambulatorial (24 h monitorização ambulatorial da PA), PA de consultório), composição corporal (DEXA), medidas antropométricas, fatores de risco cardiometabólicos (glicose de jejum, colesterol total, HDL, LDL e triglicerídeos), marcadores de função renal (creatinina e ureia) e hepática (TGO, TGP e GAMA GT). A análise por intenção de tratar foi adotada e a ANOVA mista seguida pelo pós-teste de Bonferroni foi aplicada nos desfechos. Os resultados estão expressos em média e intervalo de confiança de 95%. Um p-valor < 0,05 foi considerado estatisticamente significativo.

    Resultados: o grupo aconselhamento aumentou o nível de AF (643,8 passos/dia [13,3,1274,2] vs. -172,3 passos/dia [-802,8, 458,1]; p < 0,05), diminuiu a PA sistólica de consultório (-7,3 mmHg [-14,2,-0,4] vs. -2,2 mmHg [-9,1,4,7]; p < 0,05) e aumentou HDL-colesterol (10,5 mg/dL [3,7,17,3] vs. 5,4 mg/dL [-1,4,12,2]; p < 0,01). O grupo controle aumentou a CC (1,8 cm [0,1,3,4] vs. -1,3 cm [-2,9,3,0]; p < 0,02), mas diminuiu os níveis de triglicerídeos (-37,2 mg/dL [-62,9,-11,5] vs. 17,1 mg/dL [-8,6,42,8]; p < 0,01). Não houve modificações da PA ambulatorial, composição corporal, glicose de jejum, colesterol total, LDL-colesterol, marcadores de função renal e hepática em nenhum dos grupos após 12 semanas (p > 0,05).

    Conclusão: o programa de aconselhamento à prática de AF aumentou o nível de AF de indivíduos de meia-idade com hipertensão; entretanto, a intervenção não foi efetiva para reduzir a PA ambulatorial e melhorar a composição corporal e fatores de risco cardiometabólicos nesses indivíduos.


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To analyze the effects of a physical activity (PA) counseling program on ambulatory blood pressure (BP) and health-related outcomes in middle-aged individuals with hypertension.

    Methods: Twenty-two middle-aged individuals with hypertension (♂ = 6, ♀ = 18) were randomly allocated into two groups: i) PA counseling program (n = 11, 49.6 ± 8.1 years, office BP 130.5 ± 14.3 / 78.6 ± 8.8 mmHg, body mass index [BMI] 33.0 ± 5.3 kg/m2) or ii) control group (n = 11, 47.9 ± 6.7 years, office BP 130.8 ± 13.9 / 85.4 ± 10.0 mmHg, BMI 31.3 ± 5.1 kg/m2). The PA counseling group had six 60-minute bi-weekly meetings where they were counseled to increase the PA levels following weekly progressive goals. This intervention was based on the five “As” model (i.e., assess, advise, agree, assist, and arrange). The control group received general information about the PA practice during a single 15-minute meeting. Before and after 12 weeks, PA level (pedometer for seven days), ambulatory BP (24 h ambulatory BP monitoring), office BP, body composition (DEXA), anthropometric measures, cardiometabolic risk factors (fasting glucose, total cholesterol, HDL, LDL, and triglycerides), markers of renal function (creatinine and urea), and markers of hepatic function (TGO, TGP, and GAMA GT). The intention-to-treat analysis was adopted and the mixed ANOVA followed by the Bonferroni post-test was used to compare the outcomes between the groups . The results are expressed as mean and 95% confidence interval. A p-value <0,05 was considered statistically significant.

    Results: The PA counseling group increased the PA level (643.8 steps/day [13.3,1274.2] vs. -172.3 steps/day [-802.8,458.1]; p < 0.05), decreased office systolic BP (-7.3 mmHg [-14.2,-0.4] vs. -2.2 mmHg [-9.1,4.7]; p < 0.05), and increased HDL-cholesterol (10.5 mg/dL [3.7,17.3] vs. 5.4 mg/dL [-1.4,12.2]; p < 0.01). The control group increased waist circumference (1.8 cm [0.1,3.4] vs. -1.3 cm [-2.9,3.0]; p < 0.02), and decreased triglycerides levels (-37.2 mg/dL [-62.9,-11.5] vs. 17.1 mg/dL [-8.6,42.8]; p < 0.01). There were no changes in ambulatory BP, body composition, fasting glucose, total cholesterol, LDL-cholesterol, markers of renal and hepatic function in both groups after 12 weeks (p > 0.05).

    Conclusion: The PA counseling program increased the PA level of middle-aged individuals with hypertension; however, the intervention was not effective to decrease ambulatory BP and improve body composition and cardiometabolic risk factors in these individuals.

20
  • VICTOR OLIVEIRA ALBUQUERQUE DOS SANTOS
  • EFEITO DE UMA SESSÃO DE EXERCÍCIO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE E EXERCÍCIO CONTÍNUO DE MODERADA INTENSIDADE SOBRE O NÍVEL DE ATIVIDADE ESPONTÂNEA E COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO DE HOMENS COM OBESIDADE

  • Orientador : ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • CHENG HSIN NERY CHAO
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • JOSÉ CAZUZA DE FARIAS JÚNIOR
  • Data: 06/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Existem evidências na literatura que pessoas obesas submetidas a sessões de treinamento físico intenso de alto volume têm uma tendência a diminuir seu nível de atividade física espontânea (AFE) e aumentar seu comportamento sedentário ao longo do dia. Entretanto, poucos estudos relatam sobre o efeito do exercício intervalado de alta intensidade (EIAI) de baixo volume e exercício contínuo de moderada intensidade (ECMI) sobre o nível de atividade física espontânea e comportamento sedentário em adultos obesos. OBJETIVO: Analisar os efeitos de uma sessão de EIAI de baixo volume e de ECMI sobre o nível de atividade física espontânea e comportamento sedentário em homens adultos com obesidade. MÉTODOS: Participaram do estudo 14 homens adultos (25 a 35 anos) obesos (IMC ≥ 30 kg/m2 < 39,9 kg/m²) e inativos fisicamente (< 150 min/semana de atividade física moderada-vigorosa). Através de um ensaio clínico controlado e randomizado com delineamento cruzado, os voluntários realizaram duas sessões de exercício (EIAI e ECMI) e uma sessão controle (sem exercício), com intervalado de uma semana entre as sessões. O EIAI foi composto por 10 estímulos a 60 segundos com 90% da velocidade pico (Vpico) atingida no teste incremental e recuperação ativa de 60 segundos com 30% da Vpico. O ECMI foi realizado com uma intensidade correspondente a aproximadamente 70% da FCmáx calculada a partir do teste incremental na esteira. Ambas as sessões tiveram 20 minutos de duração. Após as sessões de exercício e controle, foi colocado o acelerômetro no quadril dos voluntários, posicionado ao lado direito. Os voluntários foram orientados a utilizar o acelerômetro por sete dias consecutivos. A ANOVA two-way (condições vs. tempo) com medidas repetidas para o segundo fator foi utilizada para analisar possíveis diferenças no nível de atividade física espontânea e comportamento sedentário ao longo de sete dias. RESULTADOS: não houve interação condição vs. tempo significativa no número de counts  [F(12, 156) = 0,977, p = 0,473, η2 parcial = 0,07; EIAI: 217,4 ± 29,5; ECMI: 203,4 ± 40,3; controle: 203 ± 31,6], breaks [F(12, 940) = 0,556, p = 0,874, η2 parcial = 0,041; EIAI: 20,4 ± 2,4; ECMI: 21,2 ± 2,8; controle: 21,6 ± 2,9] e bouts [F(12, 816) = 0,425, p = 0,952, η2 parcial = 0,032; EIAI: 20,5 ± 2,2; ECMI: 20,5 ± 3,1; controle: 21,7 ± 2,8], tempo gasto em comportamento sedentário [F(12, 156) = 1,404, p = 0,169, η2 parcial = 0,097]; EIAI: 750 ± 109 min; ECMI: 773,1 ± 119,9 min; controle: 814,7 ± 149,2 min], atividade física leve [F(12,156) = 0,647, p = 0,80, η2 parcial = 0,047]; EIAI: 27,5 ± 27,3 min; ECMI: 288 ± 27 min; controle: 284,1 ± 25 min], moderada [F(12, 156) = 0,821, p = 0,629, η2 parcial = 0,059]; EIAI: 19,7 ± 3 min; ECMI: 18,4 ± 5,5 min; controle: 15,3 ± 2,3 min] e vigorosa [F(12, 156) = 1,692, p = 0,073, η2 parcial = 0,115]; EIAI: 0,7 ± 0,8 min; ECMI: 0,4 ± 0,4 min; controle: 0,3 ± 0,4 min] ao longo de sete dias. CONCLUSÃO: Uma sessão de EIAI de baixo volume e ECMI não alterou o nível de atividade física espontânea e comportamento sedentário em homens com obesidade.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: There is some evidence on literature that obese individuals placed under intense high volume physical training sessions have a tendency to reduce their level of usual physical activity along the day. However, there is little know-how about the effects of high-intensity interval exercise (HIIE) with low volume and about moderate-intensity continuous exercise (MICE) regarding the level of spontaneous physical activity from this population. OBJECTIVE: To compare the effects in a session of HIIE and MICE with low volume concerning spontaneous physical activity in obese individuals. METHODS: Fourteen obese (BMI > 30 Kg/m2 < 39,9 Kg/m2) adult men (25-35 y/o) and inactive physically (< 150 min/week moderate-vigorous physical activity) participated in the study. Through a controlled and randomized clinic assay with delimitation, the individuals performed two exercise sessions (HIIE and MICE) and one control session with a week interval. The HIIE was done by 10 stimuli x 60 seconds with 90% of peak speed (Vpeak) reached in the incremental test and active recovery with 60 seconds and 30% of Vpeak. The MICE was performed with a correspondent intensity to approximately 70% of HR max calculated from the incremental test on a treadmill. Both sessions were 20 minutes long. After the exercise and control sessions an accelerometer was placed on the right side of the subjects hips. The volunteers were instructed to use the accelerometer for seven consecutive days. The ANOVA two-way (conditions vs. time) with repeated measurements for the second factor was used to analyze possible differences on the usual physical activity level along seven days. RESULTS: There was no significate interaction condition vs time in the number of counts [F(12, 156) = 0,977, p = 0,473, η2 parcial = 0,07; HIIE: 217,4 ± 29,5; MICE: 203,4 ± 40,3; control: 203 ± 31,6], breaks [F(12, 940) = 0,556, p = 0,874, η2 parcial = 0,041; HIIE: 20,4 ± 2,4; MICE: 21,2 ± 2,8; control: 21,6 ± 2,9] and bouts [F(12, 816) = 0,425, p = 0,952, η2 parcial = 0,032; HIIE: 20,5 ± 2,2; ECMI: 20,5 ± 3,1; control: 21,7 ± 2,8], time spent on sedentary behavior [F(12, 156) = 1,404, p = 0,169, η2 parcial = 0,097]; HIIE: 750 ± 109 min; ECMI: 773,1 ± 119,9 min; control: 814,7 ± 149,2 min], light physical activity [F(12,156) = 0,647, p = 0,80, η2 parcial = 0,047]; HIIE: 27,5 ± 27,3 min; MICE: 288 ± 27 min; control: 284,1 ± 25 min], moderate [F(12, 156) = 0,821, p = 0,629, η2 parcial = 0,059]; HIIE: 19,7 ± 3 min; MICE: 18,4 ± 5,5 min; control: 15,3 ± 2,3 min] and vigorous [F(12, 156) = 1,692, p = 0,073, η2 parcial = 0,115]; HIIE: 0,7 ± 0,8 min; ECMI: 0,4 ± 0,4 min; control: 0,3 ± 0,4 min] along seven days. CONCLUSION: A HIIE session with low volume and MICE did not altered the level of the spontaneous physical activity and sedentary behavior in obese men

21
  • WANESSA CRISTINA MARANHÃO DE FREITAS RODRIGUES
  • FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UM ESTUDO SOBRE A PROPOSTA DO MUNICÍPIO DO NATAL/RN

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • MARIA ELENI HENRIQUE DA SILVA
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 11/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • A Secretaria Municipal de Educação do Natal vem oferecendo formação continuada a todos os profissionais do magistério da Rede, incluindo os professores de Educação Física. O objeto desta pesquisa é o programa de formação continuada oferecido aos professores de Educação Física da Rede Municipal do Natal. A pesquisa se deu a partir da seguinte questão de estudo: como vem se configurando o programa de formação continuada de professores de Educação Física da SME/Natal? Ancoramos o estudo nas seguintes questões norteadoras: a) qual é a trajetória histórica do programa de formação continuada da SME/Natal oferecido aos professores de Educação Física? b) Como se caracteriza o planejamento pedagógico a partir dessa trajetória? c) Qual a concepção dos professores da Rede Municipal do Natal a respeito da formação continuada oferecida pela SME/Natal? No tocante aos procedimentos metodológicos optou-se pela pesquisa descritiva, por meio da abordagem qualitativa. Os participantes da pesquisa foram todos os 137 professores que frequentaram a formação continuada oferecida pelo município do Natal no período entre 2014-2016 e assessores pedagógicos lotados na SME/Natal. As técnicas utilizadas para a coleta de dados foram a observação participante e o livro de registro produzido pela equipe de formadores, os documentos institucionais da SME/Natal, a Proposta de Formação e assessoramento do município do Natal, os relatórios e as fichas avaliativas anuais da formação continuada realizadas pelos professores. As interfaces do contexto investigado mostraram que a forma a qual o Programa de formação continuada oferecido aos professores de Educação Física foi planejado e executado, caminha em direção a uma perspectiva de concepção inovadora de formação continuada, à luz das características apontadas pelos referenciais teóricos contemporâneos – reflexão, ressignificação da prática docente, autonomia docente, aproximação com as reais necessidades dos professores, professor como protagonista de sua formação, valorização do saber docente e dialogicidade. Destaca-se a relevância da continuidade da parceria com as Instituições de Ensino Superior; dos investimentos na formação continuada; da continuidade e do aprofundamento desta pesquisa, que possa vislumbrar o acompanhamento dos professores em suas práticas escolares.


  • Mostrar Abstract
  • The Municipal Education Department of Natal has been offering continuing education to all professionals in the teaching profession of the Network, including Physical Education teachers. The object of this research is the continuing education program offered to Physical Education teachers of Natal Municipal Network. The research was based on the following study question: how has the SME / Natal Physical Education teachers' continuing education program been configured?We base the study on the following guiding questions: a) What is the historical trajectory of the SME / Natal continuing education program offered to Physical Education teachers? b) How is pedagogical planning characterized from this trajectory? c) What is the conception of the teachers of the Natal Municipal Network regarding the continuing education offered by SME / Natal? Regarding the methodological procedures, the descriptive research was chosen through the qualitative approach.The research participants were all 137 teachers who attended the continuing education offered by the municipality of Natal in the period between 2014-2016 and pedagogical advisors crowded at SME / Natal. The techniques used to collect data were participant observation and the logbook produced by the team of trainers, the institutional documents of the SME / Natal, the Training Proposal and advice of the municipality of Natal, reports and annual evaluative sheets of the teachers. The interfaces of the investigated context showed that the way in which the Continuing Education Program offered to Physical Education teachers was planned and executed, it moves towards a perspective of innovative conception of continuing education, in the light of the characteristics pointed out by contemporary theoretical references - reflection, re-signification of teaching practice, teaching autonomy, approach to the real needs of teachers, teacher as protagonist of their training, appreciation of teaching knowledge and dialogue.The relevance of the continuity of the partnership with the Institutions of Higher Education is highlighted; of investments in continuing education; the continuity and the deepening of this research, that can glimpse the accompaniment of teachers in their school practices.

2016
Dissertações
1
  • DANNIEL THIAGO FRAZÃO
  • RESPOSTA AFETIVA NO EXERCÍCIO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE EM HOMENS FISICAMENTE ATIVOS E INSUFICIENTEMENTE ATIVOS

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • JONATO PRESTES
  • KLEVERTON KRINSKI
  • Data: 18/01/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: a resposta afetiva (sensação de prazer/desprazer) durante o exercício físico tem impacto sobre a participação futura em atividade física. Apesar dos benefícios fisiológicos do exercício intervalado de alta intensidade (EIAI), pouco se sabe sobre as respostas afetivas durante este tipo exercício, especialmente em indivíduos com diferentes níveis de atividade física. Objetivo: analisar a resposta afetiva durante uma sessão de EIAI em homens fisicamente ativos e insuficientemente ativos. Métodos: cinquenta e oito homens (25,3 ± 3,6 anos) participaram deste estudo: i) ativos (n = 29) e ii) insuficientemente ativos (n = 29). Cada sujeito realizou os seguintes procedimentos: i) triagem inicial e avaliação física, ii) teste de esforço máximo, e iii) uma sessão de EIAI. O protocolo de EIAI consistiu de 10 x 60s a 90% da velocidade máxima atingida no teste de esforço em esteira (VME) intercalados por 60s de recuperação ativa com 30% da VME. A resposta afetiva (escala de valência afetiva, [VA] -5/+5), percepção subjetiva de esforço (PSE, 6-20) e frequência cardíaca (FC) foram registradas durante os últimos 10s de cada estímulo. A ANOVA mista two-way, grupos x estímulos, com medidas repetidas no segundo fator, o teste t para amostras independentes, o teste do qui-quadrado e o coeficiente de correlação de Pearson foram usados para análise dos dados. Resultados: o grupo insuficientemente ativo apresentou menor resposta afetiva ao longos do tempo comparado ao grupo fisicamente ativo (estímulo 4 ao 10) (p<0,05). O grupo insuficientemente ativo apresentou menor resposta afetiva média, mínima, máxima e correspondente a maior PSE (p<0,05). Além disso, 37,9% e 84,8% do grupo insuficientemente ativo e ativo, respectivamente, reportaram a sessão como prazerosa (p<0,05). Não houve diferença na PSE e FC entre os grupos (p>0,05). Houve correlação negativa entre a PSE e resposta afetiva no grupo fisicamente ativo (r = -0,74; p<0,05) e insuficientemente ativo (r = -0,51; p<0,05). Conclusões: o nível de atividade física influencia a resposta afetiva no EIAI. Homens insuficientemente ativos reportam menos prazer/mais desprazer no EIAI comparado aos fisicamente ativos. Independente do nível de atividade física, indivíduos que percebem o EIAI mais intenso, reportam menor resposta afetiva.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: a resposta afetiva (sensação de prazer/desprazer) durante o exercício físico tem impacto sobre a participação futura em atividade física. Apesar dos benefícios fisiológicos do exercício intervalado de alta intensidade (EIAI), pouco se sabe sobre as respostas afetivas durante este tipo exercício, especialmente em indivíduos com diferentes níveis de atividade física. Objetivo: analisar a resposta afetiva durante uma sessão de EIAI em homens fisicamente ativos e insuficientemente ativos. Métodos: cinquenta e oito homens (25,3 ± 3,6 anos) participaram deste estudo: i) ativos (n = 29) e ii) insuficientemente ativos (n = 29). Cada sujeito realizou os seguintes procedimentos: i) triagem inicial e avaliação física, ii) teste de esforço máximo, e iii) uma sessão de EIAI. O protocolo de EIAI consistiu de 10 x 60s a 90% da velocidade máxima atingida no teste de esforço em esteira (VME) intercalados por 60s de recuperação ativa com 30% da VME. A resposta afetiva (escala de valência afetiva, [VA] -5/+5), percepção subjetiva de esforço (PSE, 6-20) e frequência cardíaca (FC) foram registradas durante os últimos 10s de cada estímulo. A ANOVA mista two-way, grupos x estímulos, com medidas repetidas no segundo fator, o teste t para amostras independentes, o teste do qui-quadrado e o coeficiente de correlação de Pearson foram usados para análise dos dados. Resultados: o grupo insuficientemente ativo apresentou menor resposta afetiva ao longos do tempo comparado ao grupo fisicamente ativo (estímulo 4 ao 10) (p<0,05). O grupo insuficientemente ativo apresentou menor resposta afetiva média, mínima, máxima e correspondente a maior PSE (p<0,05). Além disso, 37,9% e 84,8% do grupo insuficientemente ativo e ativo, respectivamente, reportaram a sessão como prazerosa (p<0,05). Não houve diferença na PSE e FC entre os grupos (p>0,05). Houve correlação negativa entre a PSE e resposta afetiva no grupo fisicamente ativo (r = -0,74; p<0,05) e insuficientemente ativo (r = -0,51; p<0,05). Conclusões: o nível de atividade física influencia a resposta afetiva no EIAI. Homens insuficientemente ativos reportam menos prazer/mais desprazer no EIAI comparado aos fisicamente ativos. Independente do nível de atividade física, indivíduos que percebem o EIAI mais intenso, reportam menor resposta afetiva.

2
  • PAULA NUNES CHAVES
  • Corpos Queer e a experiência da sexualidade: notas para o conhecimento da Educação Física

  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 17/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo objetivou dialogar a teoria queer e o pensamento do filósofo francês Maurice Merleau-Ponty no que concerne às categorias de corpo e sexualidade. A partir desse diálogo, delinearam-se outros objetivos, a saber:  identificar possíveis recorrências da experiência dos corpos e sexualidades queer, pensados sob uma perspectiva merleaupontyana, para o conhecimento da Educação Física e refletir sobre esse campo do conhecimento a partir das noções de epistemologia queer e da estesiologia. O estudo teve como moldura teórica a atitude fenomenológica proposta por Merleau-Ponty e a redução enquanto técnica de pesquisa. Na tentativa de entrelaçar e estabelecer relações entre esses pensamentos acionamos o cinema do espanhol Pedro Almodóvar como estratégia perceptiva, um exercício do olhar enquanto possibilidade de leitura do mundo e novas maneiras de perceber o ser humano. Apreciamos três películas do cineasta, a saber: Tudo sobre minha mãe (1999), A pele que habito (2011) e Má educação (2004), que nos colocam em contato com corpos e sexualidades queer, bem como com o corpo estesiológico, do êxtase, das sensações e experiências vividas, obra de arte inacabada cujos contornos não são fixos ou definidos, postulados por Merleau-Ponty. O filósofo, ao fornecer um panorama conceitual rico do corpo e de sua experiência sexual, amplia e inaugura horizontes de pensamento e reflexão para a experiência queer, uma experiência indeterminada e contingente enquanto forma singular de habitar o mundo. Tais horizontes inaugurados pelo filósofo e somados à perspectiva queer contribuem para problematizar os modos de produção do conhecimento e os saberes sobre corpo e sexualidade na Educação Física. Por fim, apontamos que essa conversação teórica nos ofereceu pistas para refletir sobre as reverberações de uma epistemologia queer para a Educação Física a partir de um conhecimento pautado na estesia e no sensível enquanto marcos de uma outra racionalidade científica.


  • Mostrar Abstract
  • Este estudo objetivou dialogar a teoria queer e o pensamento do filósofo francês Maurice Merleau-Ponty no que concerne às categorias de corpo e sexualidade. A partir desse diálogo, delinearam-se outros objetivos, a saber:  identificar possíveis recorrências da experiência dos corpos e sexualidades queer, pensados sob uma perspectiva merleaupontyana, para o conhecimento da Educação Física e refletir sobre esse campo do conhecimento a partir das noções de epistemologia queer e da estesiologia. O estudo teve como moldura teórica a atitude fenomenológica proposta por Merleau-Ponty e a redução enquanto técnica de pesquisa. Na tentativa de entrelaçar e estabelecer relações entre esses pensamentos acionamos o cinema do espanhol Pedro Almodóvar como estratégia perceptiva, um exercício do olhar enquanto possibilidade de leitura do mundo e novas maneiras de perceber o ser humano. Apreciamos três películas do cineasta, a saber: Tudo sobre minha mãe (1999), A pele que habito (2011) e Má educação (2004), que nos colocam em contato com corpos e sexualidades queer, bem como com o corpo estesiológico, do êxtase, das sensações e experiências vividas, obra de arte inacabada cujos contornos não são fixos ou definidos, postulados por Merleau-Ponty. O filósofo, ao fornecer um panorama conceitual rico do corpo e de sua experiência sexual, amplia e inaugura horizontes de pensamento e reflexão para a experiência queer, uma experiência indeterminada e contingente enquanto forma singular de habitar o mundo. Tais horizontes inaugurados pelo filósofo e somados à perspectiva queer contribuem para problematizar os modos de produção do conhecimento e os saberes sobre corpo e sexualidade na Educação Física. Por fim, apontamos que essa conversação teórica nos ofereceu pistas para refletir sobre as reverberações de uma epistemologia queer para a Educação Física a partir de um conhecimento pautado na estesia e no sensível enquanto marcos de uma outra racionalidade científica.

3
  • VANESSA CARLA MONTEIRO PINTO
  • INFLUÊNCIA DA MATURAÇÃO SOB AS QUALIDADES FÍSICAS E MARCADORES HORMONAIS ATRAVÉS DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE AVALIAÇÃO

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • BRUNA BRANDÃO VELASQUES
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 25/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUCAO: Durante a puberdade, ocorrem diversas alterações morfológicas e

    funcionais que interferem diretamente no envolvimento e na capacidade de desempenho

    das capacidades físicas. OBJETIVO: Verificar a influência da maturação sob as

    qualidades físicas e dosagens hormonais em crianças e adolescentes a partir dos

    protocolos de maturação óssea e sexual. MÉTODOS: O estudo apresenta tipologia

    descritiva correlacional e cunho metodológico transversal, composta por 89 sujeitos,

    (43) do sexo feminino e (46) do sexo masculino com faixa etária de 8 a 14 anos,

    residentes na cidade de Touros/RN. Foram realizados testes físicos de força explosiva

    de membros inferiores e superiores, agilidade, velocidade de membros superiores,

    dosagem hormonal de testosterona e estradiol. Foram aplicados também protocolos de

    avaliação da maturação sexual (Auto-Tanner) e para idade óssea (Cabral 2011). O teste

    de normalidade utilizado para essa amostra foi o Shapiro-Wilks. Como teste inferencial

    foi utilizado a ANOVA two-way para verificar diferenças entre os protocolos de

    avaliação e gênero e o teste post-hoc de Sheffé para verificar as diferenças identificadas

    nos estágio maturacionais pela ANOVA two-way. RESULTADOS: houve diferença

    significativa para forças explosiva de membros inferiores potência (p=0,000) potência

    relativa (p=0,000) e altura (p=0,018) e superiores (p=0,000) para o protocolo de idade

    óssea e não houve diferença significativa para o protocolo de maturação sexual.

    CONCLUSÃO: As qualidades físicas de força explosiva de membros inferiores e

    superiores sofre influência da maturação em crianças para idade óssea, as demais

    qualidades físicas apresentaram diferença significativa para gênero, explicado pela

    diferença entre os sexos.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCAO: Durante a puberdade, ocorrem diversas alterações morfológicas e

    funcionais que interferem diretamente no envolvimento e na capacidade de desempenho

    das capacidades físicas. OBJETIVO: Verificar a influência da maturação sob as

    qualidades físicas e dosagens hormonais em crianças e adolescentes a partir dos

    protocolos de maturação óssea e sexual. MÉTODOS: O estudo apresenta tipologia

    descritiva correlacional e cunho metodológico transversal, composta por 89 sujeitos,

    (43) do sexo feminino e (46) do sexo masculino com faixa etária de 8 a 14 anos,

    residentes na cidade de Touros/RN. Foram realizados testes físicos de força explosiva

    de membros inferiores e superiores, agilidade, velocidade de membros superiores,

    dosagem hormonal de testosterona e estradiol. Foram aplicados também protocolos de

    avaliação da maturação sexual (Auto-Tanner) e para idade óssea (Cabral 2011). O teste

    de normalidade utilizado para essa amostra foi o Shapiro-Wilks. Como teste inferencial

    foi utilizado a ANOVA two-way para verificar diferenças entre os protocolos de

    avaliação e gênero e o teste post-hoc de Sheffé para verificar as diferenças identificadas

    nos estágio maturacionais pela ANOVA two-way. RESULTADOS: houve diferença

    significativa para forças explosiva de membros inferiores potência (p=0,000) potência

    relativa (p=0,000) e altura (p=0,018) e superiores (p=0,000) para o protocolo de idade

    óssea e não houve diferença significativa para o protocolo de maturação sexual.

    CONCLUSÃO: As qualidades físicas de força explosiva de membros inferiores e

    superiores sofre influência da maturação em crianças para idade óssea, as demais

    qualidades físicas apresentaram diferença significativa para gênero, explicado pela

    diferença entre os sexos.

4
  • FRANCISCO EMILIO SIMPLICIO DE SOUZA
  • RELAÇÃO DO TEMPO DE REAÇÃO COM AS CAPACIDADES CONDICIONAIS E IDADE OSSEA EM DIFERENTES ESTÁGIOS MATURACIONAIS

  • Orientador : BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ALAIR PEDRO RIBEIRO DE SOUZA E SILVA
  • BRUNA BRANDÃO VELASQUES
  • Data: 25/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Tempo de reação é uma das capacidades cognitivas que o atleta necessita na sua prática do esporte, uma vez que o preparo físico e técnico estará também associado a o quanto antes ele consegue tomar a decisão ao receber o estímulo. No entanto, o processo de formação de esportistas em demasiado busca estimular as capacidades condicionais e técnicas sem associação com a tomada de decisão. Além disso, o desenvolvimento biológico em vários estudos vem apresentando vantagens aos mais avançados naquele momento em relação aos atrasados. Poucas investigações fazem a relação da capacidade cognitiva com o crescimento e a maturação e com as capacidades condicionais. Objetivo: Analisar a influência da maturação e idade óssea no tempo de reação. Metodologia: Estudo caracterizado como descritivo e tipologia transversal. Realizado em dois clubes de iniciação esportiva da cidade de Natal/RN. A amostra foi composta por 104 indivíduos, sendo 71 meninos e 33 meninas. As etapas da pesquisa foram as seguintes: Assinatura do termo de consentimento do clube para realização da pesquisa; assinatura do termo de consentimento dos responsáveis dos alunos para realização da pesquisa; explicação aos jovens esportistas sobre os objetivos e procedimentos da pesquisa; aferição de dobra e perimetria; realização do teste de stroop – testinpacs; realização do teste de velocidade de membros inferiores, com o teste de 20 metros, em seguida o teste de golpeio de placas para verificar a velocidade de membros superiores dos indivíduos e finalizando com o teste “T” para analise da agilidade. Para analise estatística, utilizou o programa SPSS, versão 20.0 para correlação, utilizando o teste de Pearson, adotou como significância p<0,01 e p<0,05. Após a correlação foi realizada uma regressão linear individual para verificar o comportamento da variável dependente em relação às outras. Resultados: No teste de correlação de Pearson, com o p<0,01 apresentou correlações entre o tempo de reação e a idade óssea (-,354) e com a maturação (-,312), na correlação com p<0,05 houve correlação com a idade cronológica (-,212). O tempo de reação não apresentou correlações com as capacidades condicionais. A idade com p<0,05 apresentou correlação com a velocidade de membros inferiores (-,242) e a maturação correlacionou-se com a agilidade com p<0,05 com o resultado, (,243). Na regressão linear individual, o tempo de reação como variável dependente e o p<0,01, teve a maior significância com a idade óssea (,000) e com a maturação apresentando o valor (,001), com o p<0,05 apresentou relação com a idade cronológica com resultado (,031). Conclusão: Nessa amostra, foi identificado que os indivíduos com estágios maturacionais mais acelerados e com maior idade óssea, apresentaram um menor tempo de reação. 


  • Mostrar Abstract
  • Tempo de reação é uma das capacidades cognitivas que o atleta necessita na sua prática do esporte, uma vez que o preparo físico e técnico estará também associado a o quanto antes ele consegue tomar a decisão ao receber o estímulo. No entanto, o processo de formação de esportistas em demasiado busca estimular as capacidades condicionais e técnicas sem associação com a tomada de decisão. Além disso, o desenvolvimento biológico em vários estudos vem apresentando vantagens aos mais avançados naquele momento em relação aos atrasados. Poucas investigações fazem a relação da capacidade cognitiva com o crescimento e a maturação e com as capacidades condicionais. Objetivo: Analisar a influência da maturação e idade óssea no tempo de reação. Metodologia: Estudo caracterizado como descritivo e tipologia transversal. Realizado em dois clubes de iniciação esportiva da cidade de Natal/RN. A amostra foi composta por 104 indivíduos, sendo 71 meninos e 33 meninas. As etapas da pesquisa foram as seguintes: Assinatura do termo de consentimento do clube para realização da pesquisa; assinatura do termo de consentimento dos responsáveis dos alunos para realização da pesquisa; explicação aos jovens esportistas sobre os objetivos e procedimentos da pesquisa; aferição de dobra e perimetria; realização do teste de stroop – testinpacs; realização do teste de velocidade de membros inferiores, com o teste de 20 metros, em seguida o teste de golpeio de placas para verificar a velocidade de membros superiores dos indivíduos e finalizando com o teste “T” para analise da agilidade. Para analise estatística, utilizou o programa SPSS, versão 20.0 para correlação, utilizando o teste de Pearson, adotou como significância p<0,01 e p<0,05. Após a correlação foi realizada uma regressão linear individual para verificar o comportamento da variável dependente em relação às outras. Resultados: No teste de correlação de Pearson, com o p<0,01 apresentou correlações entre o tempo de reação e a idade óssea (-,354) e com a maturação (-,312), na correlação com p<0,05 houve correlação com a idade cronológica (-,212). O tempo de reação não apresentou correlações com as capacidades condicionais. A idade com p<0,05 apresentou correlação com a velocidade de membros inferiores (-,242) e a maturação correlacionou-se com a agilidade com p<0,05 com o resultado, (,243). Na regressão linear individual, o tempo de reação como variável dependente e o p<0,01, teve a maior significância com a idade óssea (,000) e com a maturação apresentando o valor (,001), com o p<0,05 apresentou relação com a idade cronológica com resultado (,031). Conclusão: Nessa amostra, foi identificado que os indivíduos com estágios maturacionais mais acelerados e com maior idade óssea, apresentaram um menor tempo de reação. 

5
  • JOYCE MARIANA ALVES BARROS
  • A EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO SISTEMA PÚBLICO DE ENSINO DO MUNICÍPIO DE NATAL-RN


  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • WALTER PINHEIRO BARBOSA JUNIOR
  • Data: 25/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Compreendendo a educação de forma reparadora, equalizadora e permanente como um direito de todo o indivíduo para o exercício pleno de sua cidadania, o presente trabalho discute a Educação Física enquanto componente curricular da Educação Básica na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Objetiva-se configurar a prática docente da Educação Física, nesta modalidade, no sistema público de ensino do município de Natal-RN, a partir dos seguintes objetivos específicos: a) identificar o contexto em que se insere a Educação Física na EJA no município de Natal e b) descrever e problematizar como os professores de Educação Física organizam o seu fazer pedagógico na EJA no município de Natal. Por meio do Estudo de caso qualitativo, enquanto metodologia de pesquisa, investigou-se a organização curricular da Educação Física na EJA a partir da prática pedagógica dos professores deste contexto. Para tanto, foram aplicados questionários a 15 professores do sistema de ensino do referido município no período de 26 de maio a 25 de julho de 2015, organizado em três etapas: 1) Identificação, 2) Prática da Educação Física na EJA e 3) Atuação na Educação Física na EJA. Concluiu-se que as práticas pedagógicas dos professores investigados apontam encaminhamentos para a Educação Física na EJA tais como conteúdos, objetivos educacionais, avaliação, duração das aulas, metodologia de ensino, dificuldades e perspectivas para atuar neste cenário. Estes que corroboram, parcialmente com as orientações curriculares da EJA em Brasil (2002) e Natal (2008), dando indicativos de práticas distintas no contexto de cada professor. Como inferências identifica-se a ausência de uma matriz teórica que direcione o trabalho docente da Educação Física na EJA no município de Natal-RN; inúmeras dificuldades na sistematização do conhecimento e a falta de formação continuada dos professores. Nesta última, acredita-se que o processo de sistematização das práticas pedagógicas dos professores tem origem na formação inicial e continuada, logo, é urgente rever estratégias que promovam uma melhor discussão da EJA na Educação Física no município de Natal-RN, fortalecendo sua oferta na Educação Básica.

     

     


     


  • Mostrar Abstract
  • Compreendendo a educação de forma reparadora, equalizadora e permanente como um direito de todo o indivíduo para o exercício pleno de sua cidadania, o presente trabalho discute a Educação Física enquanto componente curricular da Educação Básica na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Objetiva-se configurar a prática docente da Educação Física, nesta modalidade, no sistema público de ensino do município de Natal-RN, a partir dos seguintes objetivos específicos: a) identificar o contexto em que se insere a Educação Física na EJA no município de Natal e b) descrever e problematizar como os professores de Educação Física organizam o seu fazer pedagógico na EJA no município de Natal. Por meio do Estudo de caso qualitativo, enquanto metodologia de pesquisa, investigou-se a organização curricular da Educação Física na EJA a partir da prática pedagógica dos professores deste contexto. Para tanto, foram aplicados questionários a 15 professores do sistema de ensino do referido município no período de 26 de maio a 25 de julho de 2015, organizado em três etapas: 1) Identificação, 2) Prática da Educação Física na EJA e 3) Atuação na Educação Física na EJA. Concluiu-se que as práticas pedagógicas dos professores investigados apontam encaminhamentos para a Educação Física na EJA tais como conteúdos, objetivos educacionais, avaliação, duração das aulas, metodologia de ensino, dificuldades e perspectivas para atuar neste cenário. Estes que corroboram, parcialmente com as orientações curriculares da EJA em Brasil (2002) e Natal (2008), dando indicativos de práticas distintas no contexto de cada professor. Como inferências identifica-se a ausência de uma matriz teórica que direcione o trabalho docente da Educação Física na EJA no município de Natal-RN; inúmeras dificuldades na sistematização do conhecimento e a falta de formação continuada dos professores. Nesta última, acredita-se que o processo de sistematização das práticas pedagógicas dos professores tem origem na formação inicial e continuada, logo, é urgente rever estratégias que promovam uma melhor discussão da EJA na Educação Física no município de Natal-RN, fortalecendo sua oferta na Educação Básica.

     

     


     

6
  • CARLOS EDUARDO LOPES DA SILVA
  • A QUESTÃO AMBIENTAL NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 26/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • A educação ambiental começou a ser discutida a partir da intensificação da ação humana, proveniente da revolução industrial. No Brasil a proposta ganhou destaque com a Política Nacional de Meio Ambiente, a qual sugeriu que a educação ambiental fosse desenvolvida em todos os níveis de ensino e, mais tarde, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, de forma perpassada pelos conteúdos oferecidos por todos os componentes curriculares. Diante desse desafio, o presente trabalho tem como objetivo averiguar as formações ofertadas nos cursos de licenciatura em educação física do Estado do Rio Grande do Norte, verificando qual o perfil do profissional que está sendo formado. Para tanto, foram realizadas entrevistas com os coordenadores de 6 instituições que oferecem o curso de licenciatura em educação física universidades identificadas no Estado (UFRN, UNI-RN, UNIFACEX, FANEC e UERN – Campus Mossoró e Pau dos Ferros), foi aplicado um questionário com 30% dos alunos formandos no segundo semestre de 2015 e observou-se o projeto pedagógico e as ementas das disciplinas das instituições que disponibilizaram esses documentos. Os resultados apontaram, para o reconhecimento, por parte de alunos e coordenadores, da importância da temática ambiental para a área da educação física. Entretanto, os discursos entre coordenadores e alunos se contradizem em todas as universidades. Para os coordenadores, por ser uma exigência do Ministério da Educação, a educação ambiental está presente em algumas disciplinas do currículo de forma efetiva. Entretanto, na prática, os formandos, em sua maioria, mostram desconhecer o trabalho de educação ambiental presentes em seus cursos, afirmam não terem uma formação que atenda a tais aspectos e, ao serem solicitados para que exemplifiquem como seria sua atuação perante à discussão ambiental, muitos deles exibem uma formação fragilizada para o desenvolvimento do tema em seus futuros ambientes de trabalho, demonstrando atividades acríticas. Apesar da obrigatoriedade no contexto educacional já existir há décadas e a importância do tema se revelar nos discursos dos profissionais, a educação ambiental ainda aparece de forma tímida nos currículos e na vivência das formações em educação física, mostrando a necessidade de reestruturação curricular e de novas compreensões para o tema, fazendo com que ele esteja mais presente no dia a dia dos futuros professores que deverão abordá-lo em suas aulas.

     

    Educação ambiental; Formação de professores; educação física; universidade.

     


  • Mostrar Abstract
  • A educação ambiental começou a ser discutida a partir da intensificação da ação humana, proveniente da revolução industrial. No Brasil a proposta ganhou destaque com a Política Nacional de Meio Ambiente, a qual sugeriu que a educação ambiental fosse desenvolvida em todos os níveis de ensino e, mais tarde, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, de forma perpassada pelos conteúdos oferecidos por todos os componentes curriculares. Diante desse desafio, o presente trabalho tem como objetivo averiguar as formações ofertadas nos cursos de licenciatura em educação física do Estado do Rio Grande do Norte, verificando qual o perfil do profissional que está sendo formado. Para tanto, foram realizadas entrevistas com os coordenadores de 6 instituições que oferecem o curso de licenciatura em educação física universidades identificadas no Estado (UFRN, UNI-RN, UNIFACEX, FANEC e UERN – Campus Mossoró e Pau dos Ferros), foi aplicado um questionário com 30% dos alunos formandos no segundo semestre de 2015 e observou-se o projeto pedagógico e as ementas das disciplinas das instituições que disponibilizaram esses documentos. Os resultados apontaram, para o reconhecimento, por parte de alunos e coordenadores, da importância da temática ambiental para a área da educação física. Entretanto, os discursos entre coordenadores e alunos se contradizem em todas as universidades. Para os coordenadores, por ser uma exigência do Ministério da Educação, a educação ambiental está presente em algumas disciplinas do currículo de forma efetiva. Entretanto, na prática, os formandos, em sua maioria, mostram desconhecer o trabalho de educação ambiental presentes em seus cursos, afirmam não terem uma formação que atenda a tais aspectos e, ao serem solicitados para que exemplifiquem como seria sua atuação perante à discussão ambiental, muitos deles exibem uma formação fragilizada para o desenvolvimento do tema em seus futuros ambientes de trabalho, demonstrando atividades acríticas. Apesar da obrigatoriedade no contexto educacional já existir há décadas e a importância do tema se revelar nos discursos dos profissionais, a educação ambiental ainda aparece de forma tímida nos currículos e na vivência das formações em educação física, mostrando a necessidade de reestruturação curricular e de novas compreensões para o tema, fazendo com que ele esteja mais presente no dia a dia dos futuros professores que deverão abordá-lo em suas aulas.

     

    Educação ambiental; Formação de professores; educação física; universidade.

     

7
  • RICARDO DIAS DE ANDRADE
  • EFEITO DO TREINAMENTO CONCORRENTE NO CONTROLE AUTONÔMICO CARDÍACO, DESEMPENHO CARDIORRESPIRATÓRIO, FORÇA MUSCULAR E NA COMPOSIÇÃO CORPORAL DE PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS


  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • RAFAEL DEMINICE
  • Data: 26/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O controle da infecção pelo HIV através da TARV, acarretou em diversos efeitos adversos as pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA), como as síndromes lipodistrófica e de wasting. O treinamento físico tem sido indicado como forma de retardá-los ou amenizá-los, os estudos com treinamento físico para PVHA têm mostrado efeitos positivos sobre o controle autonômico cardíaco, composição corporal, força muscular e na capacidade cardiorrespiratória. Métodos: Sete PVHA, do sexo masculino, sob uso da TARV, foram submetidas a uma intervenção com treinamento concorrente durante 18 semanas. O treinamento resistido teve característica de periodização ondulatória, e o treinamento aeróbio prescrito em intensidade leve e de forma linear. O controle autonômico cardíaco foi avaliado pela variabilidade da frequência cardíaca através dos domínios da frequência (HF, LF e a razão LF/HF). Foi aplicado o teste de caminhada de seis minutos para a avaliação da capacidade cardiorrespiratória e do desempenho neuromuscular. Para a avaliação da força muscular foi utilizado o método da tonelagem absoluta, calculada a cada microciclo e mesociclo. As variáveis antropométricas foram analisadas por segmento corporal, sendo obtidas a massa gorda total, do tronco e dos membros superiores e inferiores, além da massa corporal e IMC.A análise estatística foi realizada através do cálculo do tamanho do efeito (d de Cohen), exceto para a análise da tonelagem absoluta, que foi analisada através do teste ANOVA one-way, com post hoc de scheffe. Resultados: Foram encontrados tamanhos de efeito alto (d>0,80) para a análise da variabilidade da frequência cardíaca para as variáveis LF e HF, mas não para a razão LF/HF, após 18 semanas. Também foram encontrados efeitos moderados (d>0,50) ou fracos (d>0,20) para a composição corporal e no desempenho cardiorrespiratório. Além de diferenças significativas para a força muscular a partir do 4º mesociclo. Conclusão: O treinamento concorrente induziu efeitos positivos no controle autonômico cardíaco, na composição corporal, no desempenho cardiorrespiratório e na força muscular, assim, a prescrição de treinamentos com variações de cargas, como aplicado neste estudo, deve ser indicado como forma de intervenção não medicamentosa para PVHA.



  • Mostrar Abstract
  • Introdução: O controle da infecção pelo HIV através da TARV, acarretou em diversos efeitos adversos as pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA), como as síndromes lipodistrófica e de wasting. O treinamento físico tem sido indicado como forma de retardá-los ou amenizá-los, os estudos com treinamento físico para PVHA têm mostrado efeitos positivos sobre o controle autonômico cardíaco, composição corporal, força muscular e na capacidade cardiorrespiratória. Métodos: Sete PVHA, do sexo masculino, sob uso da TARV, foram submetidas a uma intervenção com treinamento concorrente durante 18 semanas. O treinamento resistido teve característica de periodização ondulatória, e o treinamento aeróbio prescrito em intensidade leve e de forma linear. O controle autonômico cardíaco foi avaliado pela variabilidade da frequência cardíaca através dos domínios da frequência (HF, LF e a razão LF/HF). Foi aplicado o teste de caminhada de seis minutos para a avaliação da capacidade cardiorrespiratória e do desempenho neuromuscular. Para a avaliação da força muscular foi utilizado o método da tonelagem absoluta, calculada a cada microciclo e mesociclo. As variáveis antropométricas foram analisadas por segmento corporal, sendo obtidas a massa gorda total, do tronco e dos membros superiores e inferiores, além da massa corporal e IMC.A análise estatística foi realizada através do cálculo do tamanho do efeito (d de Cohen), exceto para a análise da tonelagem absoluta, que foi analisada através do teste ANOVA one-way, com post hoc de scheffe. Resultados: Foram encontrados tamanhos de efeito alto (d>0,80) para a análise da variabilidade da frequência cardíaca para as variáveis LF e HF, mas não para a razão LF/HF, após 18 semanas. Também foram encontrados efeitos moderados (d>0,50) ou fracos (d>0,20) para a composição corporal e no desempenho cardiorrespiratório. Além de diferenças significativas para a força muscular a partir do 4º mesociclo. Conclusão: O treinamento concorrente induziu efeitos positivos no controle autonômico cardíaco, na composição corporal, no desempenho cardiorrespiratório e na força muscular, assim, a prescrição de treinamentos com variações de cargas, como aplicado neste estudo, deve ser indicado como forma de intervenção não medicamentosa para PVHA.


8
  • SCHEILA MARISA PINHEIRO
  • Efeito do uso acumulativo da crioterapia por imersão na recuperação de atletas de futebol - Ensaio Clínico Randomizado.

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • WOUBER HÉRICKSON DE BRITO VIEIRA
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • Data: 26/02/2016

  • Mostrar Resumo
  •  Esportes com calendários congestionados como o futebol precisam ser monitorados para garantir que estratégias de recuperação como o crioterapia por imersão (CWI) sejam implementadas para melhorar o desempenho e minimizar o risco de lesões em esportistas. Esta técnica é muito aceita por profissionais da saúde e atletas, porém os estudos ainda são controversos em relação aos benefícios fisiológicos Objetivo: Avaliar o efeito acumulativo de CWI no processo de recuperação muscular de atletas de futebol. Materiais e Métodos: Trata-se de um ensaio clínico randomizado. Foram incluídos 23 atletas aleatoriamente divididos em dois grupos: controle (10 minutos sentados) e experimental (CWI 10°C ±10 minutos). Ao todo, foram realizadas 7 sessões imediatamente após o treino. Foram avaliados, Creatina Quinase (CK), Lactato Desidrogenase (LDH), Atividade Eletromiográfica (pico do reto anterior, vasto lateral, bíceps femoral), Força Isométrica de flexores e extensores de joelho, Potência do Salto, Percepção Subjetiva de Esforço (PSE) e Percepção de Recuperação (PR). As avaliações funcionais ocorreram no primeiro dia (pré e pós treino) e repetidas no último dia. Além destes momentos, CK e LDH foram mensuradas com 24 horas após o esforço. PSE e SR foram coletadas todos os dias. A análise estatística utilizada foi a Anova Mista, com Post-Hoc de Bonferroni, considerando o nível de significância de 5%. Resultados: Observou-se interação significativa nos níveis de CK (p=0,02), tempo (p=0,005) e para grupos nos dias 9 e 10 (p= 0,01). Para LDH houve diferença intragrupos (p=0,03) e intergrupos no dia 10 (p=0,03). Não obtiveram diferenças para as análises de desempenho neuromuscular nem para a PSE. Para a SR houveram diferenças intragrupos (p=0,001) e intergrupos (P=0,033) para o quinto e sexto dia. Conclusão: O uso acumulativo da crioterapia por imersão atenua o dano muscular, não inibe o processo de adaptação para melhora do desempenho e promove sensação de recuperação.


  • Mostrar Abstract
  •  Esportes com calendários congestionados como o futebol precisam ser monitorados para garantir que estratégias de recuperação como o crioterapia por imersão (CWI) sejam implementadas para melhorar o desempenho e minimizar o risco de lesões em esportistas. Esta técnica é muito aceita por profissionais da saúde e atletas, porém os estudos ainda são controversos em relação aos benefícios fisiológicos Objetivo: Avaliar o efeito acumulativo de CWI no processo de recuperação muscular de atletas de futebol. Materiais e Métodos: Trata-se de um ensaio clínico randomizado. Foram incluídos 23 atletas aleatoriamente divididos em dois grupos: controle (10 minutos sentados) e experimental (CWI 10°C ±10 minutos). Ao todo, foram realizadas 7 sessões imediatamente após o treino. Foram avaliados, Creatina Quinase (CK), Lactato Desidrogenase (LDH), Atividade Eletromiográfica (pico do reto anterior, vasto lateral, bíceps femoral), Força Isométrica de flexores e extensores de joelho, Potência do Salto, Percepção Subjetiva de Esforço (PSE) e Percepção de Recuperação (PR). As avaliações funcionais ocorreram no primeiro dia (pré e pós treino) e repetidas no último dia. Além destes momentos, CK e LDH foram mensuradas com 24 horas após o esforço. PSE e SR foram coletadas todos os dias. A análise estatística utilizada foi a Anova Mista, com Post-Hoc de Bonferroni, considerando o nível de significância de 5%. Resultados: Observou-se interação significativa nos níveis de CK (p=0,02), tempo (p=0,005) e para grupos nos dias 9 e 10 (p= 0,01). Para LDH houve diferença intragrupos (p=0,03) e intergrupos no dia 10 (p=0,03). Não obtiveram diferenças para as análises de desempenho neuromuscular nem para a PSE. Para a SR houveram diferenças intragrupos (p=0,001) e intergrupos (P=0,033) para o quinto e sexto dia. Conclusão: O uso acumulativo da crioterapia por imersão atenua o dano muscular, não inibe o processo de adaptação para melhora do desempenho e promove sensação de recuperação.

9
  • CINTHIA BEATRIZ DA FONSECA
  • EFEITO AGUDO DA RESPIRAÇÃO ABDOMINAL LENTA SOBRE ANSIEDADE, HUMOR, MODULAÇÃO AUTONÔMICA E ATIVIDADE CEREBRAL EM MULHERES COM SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL

  • Orientador : HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • KLEVERTON KRINSKI
  • MARCELO MARCOS PIVA DEMARZO
  • Data: 29/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A síndrome pré-menstrual (SPM) é caracterizada por uma série de sintomas emocionais, físicos e fisiológicos. Diversas estratégias têm sido utilizadas para minimizar os sintomas causados pela SPM. Uma ferramenta alternativa que tem sendo utilizada para o tratamento de doenças psicológicas é a respiração abdominal lenta (RAL), que consiste na diminuição da taxa respiratória a uma velocidade que estimule o barorreflexo. Alguns resultados mostram que essa técnica fornece melhora o estresse, ansiedade e humor negativo. Sugerindo que esse método pode ser eficaz para a modulação de respostas emocionais. Objetivo: Efeito agudo da RAL sobre ansiedade, humor, modulação autonômica e atividade cerebral em mulheres com SPM. Métodos: 20 mulheres saudáveis com SPM foram alocadas em dois grupos em uma ordem aleatória independente (experimental n= 9 e controle n= 11). O grupo experimental realizou RAL em seis ciclos/minuto e no controle mantiveram sua taxa respiratória normal, ambas por 20 minutos. Antes e depois da RAL ou controle foram avaliadas estado de ansiedade, humor, variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e eletroencefalografia (EEG) em repouso. Os dados do EEG foram analisados pelo programa sLORETA para localização das regiões cerebrais as quais sofreram mudança. Resultados: A análise de covariância evidenciou que não houve efeito na ansiedade nem no humor (P>0,05). A ANOVA de dois fatores mista mostrou que houve apenas modificações nos índices de VFC, ocorridos durante a RAL com uma diminuição do HF (P<0,001) e aumento do LF/HF (P<0,000). Além disso, o sLORETA não evidenciou mudanças na atividade cerebral. Conclusão: A RAL não melhora ansiedade, humor, sistema nervoso autônomo cardíaco e atividade cerebral em mulheres com SPM.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: A síndrome pré-menstrual (SPM) é caracterizada por uma série de sintomas emocionais, físicos e fisiológicos. Diversas estratégias têm sido utilizadas para minimizar os sintomas causados pela SPM. Uma ferramenta alternativa que tem sendo utilizada para o tratamento de doenças psicológicas é a respiração abdominal lenta (RAL), que consiste na diminuição da taxa respiratória a uma velocidade que estimule o barorreflexo. Alguns resultados mostram que essa técnica fornece melhora o estresse, ansiedade e humor negativo. Sugerindo que esse método pode ser eficaz para a modulação de respostas emocionais. Objetivo: Efeito agudo da RAL sobre ansiedade, humor, modulação autonômica e atividade cerebral em mulheres com SPM. Métodos: 20 mulheres saudáveis com SPM foram alocadas em dois grupos em uma ordem aleatória independente (experimental n= 9 e controle n= 11). O grupo experimental realizou RAL em seis ciclos/minuto e no controle mantiveram sua taxa respiratória normal, ambas por 20 minutos. Antes e depois da RAL ou controle foram avaliadas estado de ansiedade, humor, variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e eletroencefalografia (EEG) em repouso. Os dados do EEG foram analisados pelo programa sLORETA para localização das regiões cerebrais as quais sofreram mudança. Resultados: A análise de covariância evidenciou que não houve efeito na ansiedade nem no humor (P>0,05). A ANOVA de dois fatores mista mostrou que houve apenas modificações nos índices de VFC, ocorridos durante a RAL com uma diminuição do HF (P<0,001) e aumento do LF/HF (P<0,000). Além disso, o sLORETA não evidenciou mudanças na atividade cerebral. Conclusão: A RAL não melhora ansiedade, humor, sistema nervoso autônomo cardíaco e atividade cerebral em mulheres com SPM.

10
  • INGRID PATRÍCIA BARBOSA DE OLIVEIRA
  • A DIMENSÃO ESTÉTICA E SIMBÓLICA DO CORPO QUE DANÇA/RITUALIZA NAS TRADIÇÕES DO CANDOMBLÉ

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 29/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa, convidamos à reflexão por um olhar fenomenológico sobre o corpo através da descrição do ritual do Xirê vividos no Ilê Axé Dajô Obá Ogodô que se constitui como uma casa de matriz africana onde se cultua a religiosidade do candomblé Ketu. Este ritual foi escolhido por revelar elementos potentes para interrogar o entendimento do corpo e do ser sensível. Assim, lançamos como questões nesta dissertação:  que corpo se expressa nos rituais dos Xirês dos Orixás? E como podemos visualizar uma compreensão do corpo e do sensível nos rituais vividos nesta casa? A partir disso, as dimensões estéticas e simbólicas do espaço e do tempo sagrado do ritual do xirê, em especial os cenários de Exu, Obaluaiê, Iemanjá e Oiá nos deram a ver, a sentir e pensar outra lógica para o corpo no universo da Educação Física. As reflexões tecidas no estudo se engendraram a partir de uma análise fenomenológica que se afina com as atitudes do filósofo Maurice Merleau-Ponty. Assim, incorporamos a descrição da experiência vivida registrada como percebido, a redução e a interpretação do fenômeno. Para tanto, fizemos um exercício epistêmico de natureza qualitativa que usou como instrumento de coleta de dados, os registros imagéticos desse ritual, entrevistas com alguns adeptos da cultura do candomblé e os registros em diários de campo das sensações vividas no universo pesquisado que foram alcançadas e interpretadas numa trajetória de muitos encontros com as atividades do terreiro. Diante disso, és aqui mais um estudo que abre possibilidades para ultrapassar os limites da ciência, dando a ver as possibilidades de ser paradoxal, de ser cambiante, de ser sujeito e objeto, de ser sagrado e profano, de carregar imagens e símbolos, de ser mítico, de se ser atravessado por forças ancestrais, da tradição, querecupera o ser que somos por desfrutar de um espaço-tempo outro,valorizando os sentidos e saberes do corpo, correspondendo ao poder de ser transmutante, fenômeno estético, performático. Tem a capacidade de ler a si mesmo e se inventar, ao invés de aceitar modelos pré-estabelecidos. São corpos que encenam outra lógica de ser e está no mundo e assim inspira outros sentidos que desafiam a Educação Física a pensar, sentir e agir através desse corpo que subverte. Acreditamos, que esse saber tratado aqui é surpreendente, talvez extravagante e esquisito, mas confere uma força que pode ser contagiante.São reflexões que nos levam ao espanto, ao que é fora do cotidiano, aos quais muitos desafios ainda se impõem, entre eles a compreensão do corpo e do ser sensível. 


  • Mostrar Abstract
  • Nesta pesquisa, convidamos à reflexão por um olhar fenomenológico sobre o corpo através da descrição do ritual do Xirê vividos no Ilê Axé Dajô Obá Ogodô que se constitui como uma casa de matriz africana onde se cultua a religiosidade do candomblé Ketu. Este ritual foi escolhido por revelar elementos potentes para interrogar o entendimento do corpo e do ser sensível. Assim, lançamos como questões nesta dissertação:  que corpo se expressa nos rituais dos Xirês dos Orixás? E como podemos visualizar uma compreensão do corpo e do sensível nos rituais vividos nesta casa? A partir disso, as dimensões estéticas e simbólicas do espaço e do tempo sagrado do ritual do xirê, em especial os cenários de Exu, Obaluaiê, Iemanjá e Oiá nos deram a ver, a sentir e pensar outra lógica para o corpo no universo da Educação Física. As reflexões tecidas no estudo se engendraram a partir de uma análise fenomenológica que se afina com as atitudes do filósofo Maurice Merleau-Ponty. Assim, incorporamos a descrição da experiência vivida registrada como percebido, a redução e a interpretação do fenômeno. Para tanto, fizemos um exercício epistêmico de natureza qualitativa que usou como instrumento de coleta de dados, os registros imagéticos desse ritual, entrevistas com alguns adeptos da cultura do candomblé e os registros em diários de campo das sensações vividas no universo pesquisado que foram alcançadas e interpretadas numa trajetória de muitos encontros com as atividades do terreiro. Diante disso, és aqui mais um estudo que abre possibilidades para ultrapassar os limites da ciência, dando a ver as possibilidades de ser paradoxal, de ser cambiante, de ser sujeito e objeto, de ser sagrado e profano, de carregar imagens e símbolos, de ser mítico, de se ser atravessado por forças ancestrais, da tradição, querecupera o ser que somos por desfrutar de um espaço-tempo outro,valorizando os sentidos e saberes do corpo, correspondendo ao poder de ser transmutante, fenômeno estético, performático. Tem a capacidade de ler a si mesmo e se inventar, ao invés de aceitar modelos pré-estabelecidos. São corpos que encenam outra lógica de ser e está no mundo e assim inspira outros sentidos que desafiam a Educação Física a pensar, sentir e agir através desse corpo que subverte. Acreditamos, que esse saber tratado aqui é surpreendente, talvez extravagante e esquisito, mas confere uma força que pode ser contagiante.São reflexões que nos levam ao espanto, ao que é fora do cotidiano, aos quais muitos desafios ainda se impõem, entre eles a compreensão do corpo e do ser sensível. 

11
  • RENÊE DE CALDAS HONORATO
  • Desempenho neuromuscular em judocas e indivíduos destreinados: estudo observacional analítico

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • MIGUEL DE ARRUDA
  • PEDRO OLAVO DE PAULA LIMA
  • WOUBER HÉRICKSON DE BRITO VIEIRA
  • Data: 04/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Durante o processo de maturação as características neuromusculares apresentam uma melhora intrínseca ao desenvolvimento de forma gradativa até o indivíduo atingir o desenvolvimento pleno na idade adulta. Porém, a prática esportiva, por gerar estímulos diretos ao sistema neuromuscular, pode ser um fator ambiental que influencie o comportamento neuromuscular durante a adolescência. Objetivo: Comparar parâmetros de atividade neuromuscular de judocas e indivíduos não-treinados durante teste de fadiga de preensão manual. Métodos: 80 sujeitos (40 grupo treinado [GT]; 40 grupo controle [GC]) com idade entre 12 e 15 anos participaram do estudo e o nível maturacional foi avaliado através do método de avaliação antropométrica. Foi realizado, em ambos os braços, um teste de resistência de força de preensão manual (FPMres) com 10 repetições de 10 segundos e intervalo de 20 segundos entre as repetições. Durante o teste foi monitorada a atividade eletromiográfica dos músculos flexor superficial dos dedos (FSD) e extensor comum dos dedos (ECD) e a força de preensão manual (FPM). As variáveis analisadas foram a frequência média (Fmed) do FSD, a root mean square (RMS) do FSD e ECD e a média e pico de FPM em cada repetição. A normalidade dos dados foi avaliada pelo teste de Shapiro-Wilk. Foi utilizada a regressão linear para comparar os valores de slope da reta representativa das médias dos grupos (GT e GC) em todas as repetições, para as variáveis analisadas. Foi adotado o valor p ≤ 0,05 para assumir significância estatística. Resultados: O GT e GC apresentaram nível maturacional estatisticamente igual. Não houve diferenças significativas entre os grupos para as variáveis RMS, Fmed e média e pico de FPM em ambos os braços e músculos avaliados.  Conclusão: Os parâmetros neuromusculares dos judocas e indivíduos não-treinados na faixa etária entre 12 e 15 anos não diferem significativamente, mostrando que talvez as diferenças já evidenciadas na idade adulta, em outros estudos entre essas duas populações, só sejam manifestadas em idades mais avançadas e com o incremento de práticas complementares as sessões de treino técnico em judô, como o treinamento de força e potência muscular.



  • Mostrar Abstract
  • Introdução: Durante o processo de maturação as características neuromusculares apresentam uma melhora intrínseca ao desenvolvimento de forma gradativa até o indivíduo atingir o desenvolvimento pleno na idade adulta. Porém, a prática esportiva, por gerar estímulos diretos ao sistema neuromuscular, pode ser um fator ambiental que influencie o comportamento neuromuscular durante a adolescência. Objetivo: Comparar parâmetros de atividade neuromuscular de judocas e indivíduos não-treinados durante teste de fadiga de preensão manual. Métodos: 80 sujeitos (40 grupo treinado [GT]; 40 grupo controle [GC]) com idade entre 12 e 15 anos participaram do estudo e o nível maturacional foi avaliado através do método de avaliação antropométrica. Foi realizado, em ambos os braços, um teste de resistência de força de preensão manual (FPMres) com 10 repetições de 10 segundos e intervalo de 20 segundos entre as repetições. Durante o teste foi monitorada a atividade eletromiográfica dos músculos flexor superficial dos dedos (FSD) e extensor comum dos dedos (ECD) e a força de preensão manual (FPM). As variáveis analisadas foram a frequência média (Fmed) do FSD, a root mean square (RMS) do FSD e ECD e a média e pico de FPM em cada repetição. A normalidade dos dados foi avaliada pelo teste de Shapiro-Wilk. Foi utilizada a regressão linear para comparar os valores de slope da reta representativa das médias dos grupos (GT e GC) em todas as repetições, para as variáveis analisadas. Foi adotado o valor p ≤ 0,05 para assumir significância estatística. Resultados: O GT e GC apresentaram nível maturacional estatisticamente igual. Não houve diferenças significativas entre os grupos para as variáveis RMS, Fmed e média e pico de FPM em ambos os braços e músculos avaliados.  Conclusão: Os parâmetros neuromusculares dos judocas e indivíduos não-treinados na faixa etária entre 12 e 15 anos não diferem significativamente, mostrando que talvez as diferenças já evidenciadas na idade adulta, em outros estudos entre essas duas populações, só sejam manifestadas em idades mais avançadas e com o incremento de práticas complementares as sessões de treino técnico em judô, como o treinamento de força e potência muscular.


12
  • SAMARA KARLA ANSELMO DA SILVA
  • EFEITO AGUDO DA RESPIRAÇÃO ABDOMINAL LENTA SOBRE AS RESPOSTAS PSICOFISIOLÓGICAS DURANTE EXERCÍCIO AERÓBIO

  • Orientador : ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • BRUNO LOBAO SOARES
  • CESAR RENATO SARTORI
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • KLEVERTON KRINSKI
  • Data: 04/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Respiração abdominal lenta (RAL) é uma estratégia não-invasiva para modular a atividade biológica, a qual demonstrou efeitos psicológicos e emocionais positivos. Estudos utilizando a RAL encontraram melhoras na ansiedade, stress, estados de humor, auto-confiança, auto-eficácia, e controle de desejo de alimentos. No entanto, nenhum estudo avaliou o efeito da RAL nas respostas psicofisiológicas durante o exercício e o prazer/desprazer. Sendo essas respostas importantes, uma vez que o prazer que as pessoas se sentem durante o exercício influencia as suas decisões sobre a aderência. Objetivo: Verificar o efeito agudo da RAL sobre as respostas psicofisiológicas durante exercício aeróbio. Métodos: Dezessete homens (27,4 ± 8,4 anos, 76,2 ± 10,7 kg, 1,75 ± 0,09 m) foram submetidos a um teste de esforço progressivo, e duas sessões de carga constante em exercício aeróbio de 20 min, com e sem a RAL, realizada de maneira randomizada e cruzada. Antes de cada sessão, a variabilidade da frequência cardíaca (VFC), ansiedade-estado (AN), e os estados de humor (HUM) foram medidos. Durante o exercício, a frequência cardíaca (FC), o desvio-padrão da FC (SD1), as respostas afetivas (AF) e percepção subjetiva de esforço (RPE) foram registrados a cada cinco minutos. Após o exercício, VFC, AN, e HUM foram novamente medidos. Resultados: A ANOVA de duas vias com medidas repetidas mostrou que não houve efeito da RAL no AF (p>0,05) e PSE (p>0,05), FC (p>0,05) e SD1 durante o exercício (p>0,05). Similarmente, não houve efeito na VFC (p>0,05), AN (p>0,05) e no HUM (p>0,05). Conclusão: A Respiração abdominal lenta não melhora respostas psicofisiológicas durante o exercício aeróbico. Além disso, ele não melhora a ansiedade-estado e humor em repouso ou após o exercício, em indivíduos fisicamente ativos e saudáveis.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: A Respiração abdominal lenta (RAL) é uma estratégia não-invasiva para modular a atividade biológica, a qual demonstrou efeitos psicológicos e emocionais positivos. Estudos utilizando a RAL encontraram melhoras na ansiedade, stress, estados de humor, auto-confiança, auto-eficácia, e controle de desejo de alimentos. No entanto, nenhum estudo avaliou o efeito da RAL nas respostas psicofisiológicas durante o exercício e o prazer/desprazer. Sendo essas respostas importantes, uma vez que o prazer que as pessoas se sentem durante o exercício influencia as suas decisões sobre a aderência. Objetivo: Verificar o efeito agudo da RAL sobre as respostas psicofisiológicas durante exercício aeróbio. Métodos: Dezessete homens (27,4 ± 8,4 anos, 76,2 ± 10,7 kg, 1,75 ± 0,09 m) foram submetidos a um teste de esforço progressivo, e duas sessões de carga constante em exercício aeróbio de 20 min, com e sem a RAL, realizada de maneira randomizada e cruzada. Antes de cada sessão, a variabilidade da frequência cardíaca (VFC), ansiedade-estado (AN), e os estados de humor (HUM) foram medidos. Durante o exercício, a frequência cardíaca (FC), o desvio-padrão da FC (SD1), as respostas afetivas (AF) e percepção subjetiva de esforço (RPE) foram registrados a cada cinco minutos. Após o exercício, VFC, AN, e HUM foram novamente medidos. Resultados: A ANOVA de duas vias com medidas repetidas mostrou que não houve efeito da RAL no AF (p>0,05) e PSE (p>0,05), FC (p>0,05) e SD1 durante o exercício (p>0,05). Similarmente, não houve efeito na VFC (p>0,05), AN (p>0,05) e no HUM (p>0,05). Conclusão: A Respiração abdominal lenta não melhora respostas psicofisiológicas durante o exercício aeróbico. Além disso, ele não melhora a ansiedade-estado e humor em repouso ou após o exercício, em indivíduos fisicamente ativos e saudáveis.

13
  • DÉBORA LIMA DE OLIVEIRA SIMEÃO
  • OS EFEITOS DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE RELACIONAL COM A CRIANÇA AUTISTA NA CONSTRUÇÃO DAS INTERAÇÕES SOCIAIS

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • MARGARETH DE VASCONCELOS MONTEIRO
  • DANIEL BEZERRA DE BRITO
  • Data: 22/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • As intervenções pedagógicas e terapêuticas no campo do autismo ganharam espaços nas discussões acadêmicas, principalmente no campo da promoção da interação social, além de ser fundamental na mediação de todo processo de aprendizagem. No campo científico se discute até que ponto a ausência da interação social, do contato com o outro pode interferir no desenvolvimento e formação do indivíduo com autismo. Esta carência avaliada faz parte do espectro do autismo e nota-se que é preciso oportunizar aos indivíduos autistas mecanismos para lhe dar com essa dificuldade. Nesta acepção a proposta de pesquisa avaliou os benefícios do programa de intervenção em Psicomotricidade Relacional com criança autista na faixa etária de 4 anos, atingindo um público da primeira infância ou em idade pré-escolar, sexo masculino, no aspecto das relações afetivas junto ao objeto, a relação com o psicomotricista e seus pares. Um estudo de caso, de corte qualitativo com metodologia descritiva. Para coleta de dados foi utilizado prontuário com dados da anamnese e registro do profissional de Psiquiatria para confirmar o diagnóstico de autismo e estágio de desenvolvimento, critérios de inclusão da pesquisa, dados do campo afetivo e para análise dos dados foi baseado na observação de fotografias e vídeos. A pesquisa aconteceu no Centro de Atenção Psicossocial – CAPSi/Natal-RN, uma instituição com características peculiares, que trabalha com indivíduos com comprometimento intelectual, patologias mentais e indivíduos autistas, este último foco da pesquisa, o qual tem o escopo de buscar circunstâncias que podem confirmar ou ampliar a abordagem da Psicomotricidade Relacional. Os resultados foram encorajadores no campo das relações afetivas junto ao psicomotricista, a criança em foco estabeleceu um elo de comunicação corporal e de confiança, quanto ao objeto verificou-se que a função relacional teve avanços significativos, o qual permitiu estabelecer o contato com o adulto e com os pares, e nesta relação observou-se o jogo de imitação, o qual conduziu a uma maior aproximação e na construção da percepção do outro. Neste estudo nota-se que a abordagem em Psicomotricidade Relacional é um método alternativo considerável no trabalho junto às crianças autista na construção das relações afetivas, e assim, corroborando com os objetivos propostos.


  • Mostrar Abstract
  • The educational and therapeutic interventions with autistic person gained spaces in academic discussions, especially in the field of promoting social interaction, as well as being fundamental in the mediation of the learning process. Scientific research discuss to what extent the lack of social interaction, the contact with the other, can interfere with the development and training of the individual with autism. This lack evaluated is part of the autism spectrum, and note that it is necessary to create opportunities to autistic individuals mechanisms that make it possible to overcome the difficulties. In this understanding, the proposed study evaluated the benefits of intervention program in Psychomotor Relational with autistic children aged four years, reaching an audience of early childhood or pre-school age, male sex, in the aspect of affective relationships with the object, the relationship with the psychomotor and their peers. In the collection of the raw material research, medical records were used to history records, stating the registration of Psychiatry professional to confirm the diagnosis of autism and its stage of development, research inclusion criteria; using methodology as the description of the evolution of the child focus of research in the affective contact, through observations of photographs and videos made the case study, based on Lapierre theory and followers of qualitative cutting descriptive methodology. The research took place at the Psychosocial Care Center - CAPSi/Christmas-RN, an institution with peculiar characteristics, which works with individuals with intellectual, mental disorders and autistic individuals, the latter focus of research, which has the scope to seek circumstances can confirm or extend the approach of Psychomotor Relational through continuity or development of similar research. The results were encouraging in the field of affective relationships with the psychomotor. The child in focus established a link body communication and trust, as the object was found that the relational function had significant advances, which allowed us to establish contact with adults and with peers, and in this respect there was the game imitation, leading to a closer in building the perception of the other. In this dissertation we note that the approach Psychomotor Relational is a viable method in the work of autistic children in the building of personal relationships, and thus corroborating the proposed objectives.
14
  • DANDARA QUEIROGA DE OLIVEIRA SOUSA
  • ESPORTE DE AVENTURA NA ESCOLA: possibilidades de diálogo com a mídia-Educação

  • Orientador : ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • GIOVANI DE LORENZI PIRES
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARCIO ROMEU RIBAS DE OLIVEIRA
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • Data: 23/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação, parte do olhar curioso sobre a materialização do esporte de aventura, nosso objeto de estudo, vislumbrado-o enquanto conteúdo de ensino da Educação Física Escolar - EFE, mediado metodologicamente pela mídia-educação. Essa problemática tem início a partir da inquietação da autora enquanto praticante de modalidades esportivas de aventura, não vê-las presentes no cotidiano escolar durante sua graduação em Educação Física. A culminância se dá com a escrita de seu TCC (Sousa, 2013), trazendo uma prática pedagógica que materializou o esporte de aventura na escola. E, a partir de proposições dos estudantes que participaram desta pesquisa-ação, vistas como novas problemáticas, reformulou-se esta pesquisa, que tem como objetivo geral compreender como o esporte de aventura pode se materializar no âmbito da EFE a partir da mídia-educação como metodologia de ensino. Diante deste objetivo geral, se delimitam nossos objetivos específicos, que serão trazidos ponto a ponto a seguir. Para tanto, seguimos utilizamos a metodologia da pesquisa-ação, com os pressupostos de Michel Thiollent (2004) para balizar nossa intervenção pedagógica realizada no Campus Parnamirim do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFRN, a fim de concretizar nosso primeiro objetivo específico, no qual problematizamos os limites e possibilidades do conteúdo esporte de aventura -  no contexto da EFE - balizada pelos momentos pedagógicos de mídia-educação. Durante a realização desta intervenção, coletamos dados que foram analisados respondendo aos nossos outros dois objetivos específicos, a saber, analisamos como os estudantes se apropriam do conhecimento de uma modalidade dos esportes de aventura, enquanto manifestação da cultura de movimento, a partir da análise de discursos dos alunos sobre a vivência final e das apresentações dos seminários ao final da unidade didática. Essa análise se baseou no referencial teórico de Laurence Bardin (2011), a partir dos textos supracitados. Selecionamos 12 textos de relatos de vivência e 11 relativos a apresentação do seminário final (considerando como corpus, os textos dos 3 alunos melhor avaliados de cada uma das 4 turmas que foram partícipes de nossa pesquisa-ação, sendo que um estudante não apresentou seminário). Desta análise, tivemos 3 categorias de conteúdos: fatos destacados durante a aventura vivida, sentimento de pertencimento a experiência vivida e aprendizados autodeclarados da aventura vivida. E por fim, com a categoria dos aprendizados autodeclarados, dialogadas com alguns exemplos de conteúdos midiáticos construídos pelos estudantes, verificamos que os alunos expressam em suas criações de conteúdo midiático, elementos ou temas, que atestam a ampliação do conhecimento sobre o esporte de aventura escolhido e desenvolvido na unidade didática, sendo este nosso último objetivo específico. Citamos como principais resultados alcançados, a partir do entrelaçamento desses três objetivos, a constatação de que os estudantes ampliaram, por meio de uma aprendizagem significativa, seus conhecimentos sobre o esporte de aventura experienciado, demonstrado tanto pelos conteúdos midiáticos construídos e apresentados pelos mesmos, quanto ancorados pelo referencial teórico especializado que dialogamos; Percebemos que a mídia-educação, diante das possibilidades de uso por nós exploradas, nos trouxeram um panorama de ampliação do espaço-tempo de convivência e aprendizagem, bem como diversas formas de expressão do conhecimento adquirido, agindo de forma crítica, reflexiva e criativa, sendo fundamental no processo de aprendizagem da modalidade estudada. 


  • Mostrar Abstract
  • A presente dissertação, parte do olhar curioso sobre a materialização do esporte de aventura, nosso objeto de estudo, vislumbrado-o enquanto conteúdo de ensino da Educação Física Escolar - EFE, mediado metodologicamente pela mídia-educação. Essa problemática tem início a partir da inquietação da autora enquanto praticante de modalidades esportivas de aventura, não vê-las presentes no cotidiano escolar durante sua graduação em Educação Física. A culminância se dá com a escrita de seu TCC (Sousa, 2013), trazendo uma prática pedagógica que materializou o esporte de aventura na escola. E, a partir de proposições dos estudantes que participaram desta pesquisa-ação, vistas como novas problemáticas, reformulou-se esta pesquisa, que tem como objetivo geral compreender como o esporte de aventura pode se materializar no âmbito da EFE a partir da mídia-educação como metodologia de ensino. Diante deste objetivo geral, se delimitam nossos objetivos específicos, que serão trazidos ponto a ponto a seguir. Para tanto, seguimos utilizamos a metodologia da pesquisa-ação, com os pressupostos de Michel Thiollent (2004) para balizar nossa intervenção pedagógica realizada no Campus Parnamirim do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFRN, a fim de concretizar nosso primeiro objetivo específico, no qual problematizamos os limites e possibilidades do conteúdo esporte de aventura -  no contexto da EFE - balizada pelos momentos pedagógicos de mídia-educação. Durante a realização desta intervenção, coletamos dados que foram analisados respondendo aos nossos outros dois objetivos específicos, a saber, analisamos como os estudantes se apropriam do conhecimento de uma modalidade dos esportes de aventura, enquanto manifestação da cultura de movimento, a partir da análise de discursos dos alunos sobre a vivência final e das apresentações dos seminários ao final da unidade didática. Essa análise se baseou no referencial teórico de Laurence Bardin (2011), a partir dos textos supracitados. Selecionamos 12 textos de relatos de vivência e 11 relativos a apresentação do seminário final (considerando como corpus, os textos dos 3 alunos melhor avaliados de cada uma das 4 turmas que foram partícipes de nossa pesquisa-ação, sendo que um estudante não apresentou seminário). Desta análise, tivemos 3 categorias de conteúdos: fatos destacados durante a aventura vivida, sentimento de pertencimento a experiência vivida e aprendizados autodeclarados da aventura vivida. E por fim, com a categoria dos aprendizados autodeclarados, dialogadas com alguns exemplos de conteúdos midiáticos construídos pelos estudantes, verificamos que os alunos expressam em suas criações de conteúdo midiático, elementos ou temas, que atestam a ampliação do conhecimento sobre o esporte de aventura escolhido e desenvolvido na unidade didática, sendo este nosso último objetivo específico. Citamos como principais resultados alcançados, a partir do entrelaçamento desses três objetivos, a constatação de que os estudantes ampliaram, por meio de uma aprendizagem significativa, seus conhecimentos sobre o esporte de aventura experienciado, demonstrado tanto pelos conteúdos midiáticos construídos e apresentados pelos mesmos, quanto ancorados pelo referencial teórico especializado que dialogamos; Percebemos que a mídia-educação, diante das possibilidades de uso por nós exploradas, nos trouxeram um panorama de ampliação do espaço-tempo de convivência e aprendizagem, bem como diversas formas de expressão do conhecimento adquirido, agindo de forma crítica, reflexiva e criativa, sendo fundamental no processo de aprendizagem da modalidade estudada. 

15
  • EMANUELLE JUSTINO DOS SANTOS
  • A TRADIÇÃO DO GRUPO ARARUNA: COMPONDO PROPOSIÇÕES ESTÉTICAS SOBRE O CORPO, A DANÇA E A EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • LARISSA KELLY DE OLIVEIRA MARQUES
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • Data: 31/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • O Grupo “Araruna: Associação de Danças Antigas e Semi-Desaparecidas” foi criado pelo Mestre Cornélio Campina da Silva (1908-2008) e fundado nos anos de 1950, sob o apoio de figuras importantes, como Câmara Cascudo, Djalma Maranhão e Veríssimo de Melo. O Araruna apresenta, em sua estética, danças antigas que já estiveram nos melhores salões da aristocracia natalense. Essas danças narram sobre a cultura norte-rio-grandense, expressando nitidamente influências de festas antigas da cultura europeia, bem como outros sentidos culturais e simbologias que vão muito além do pouco que já foi escrito sobre esse fenômeno. Contudo, poucas são as pesquisas que se dedicam ao Grupo e muitos são os desafios que necessitam ser enfrentados para que essas danças não desapareçam. Eis uma das motivações desse estudo, que objetiva efetuar proposições estéticas do Araruna que componham uma educação do corpo por meio de uma tessitura de relações entre corpo, dança e cultura que configurem a estética do Grupo, elencando sentidos dos corpos brincantes e significações simbólicas das danças que colaborem com novos ensinamentos estéticos para a Educação Física. 

    Situamos o Araruna no mundo vivido da fenomenologia de Merleau-Ponty, com o intuito de compreendê-los através do método da descrição, redução e imputação de sentidos nos registros fotográficos, nos vídeos das danças, nas entrevistas realizadas com doze brincantes e também das significações simbólicas contidas nos seus objetos cênicos: músicas, bijuterias, cartola, leque, maquiagem, cores e figurinos. Esses objetos configuram o ritmo da encenação das danças, intensificando a presença do corpo e seus sentidos, ampliando as sensações cinestésicas dos brincantes e dos espectadores. Logo, a dança potencializa a expressividade do corpo, configurando um espaço virtual, onde ela se apresenta como uma arte completa, de uma beleza que não se compara a nenhuma outra. Em primeira análise, há uma descrição sensível sobre a estética da tradição do Grupo Araruna considerando a ligação entre as danças e festas aristocráticas da Modernidade e a própria historicidade dos corpos brincantes do Araruna. Atrelado a isso, é realizada uma discussão sobre como essas danças se delineiam no espaço-tempo na cultura norte-rio-grandense, evidenciando a memória do corpo e da Cultura de Movimento do Araruna. Percebe-se que o Grupo apresenta um grande valor cultural que não pode ser entregue ao esquecimento, porque ele conta sobre a memória da dança em Natal, no RN e em todo o Brasil, revelando também narrativas de outras culturas, especialmente da Europa. Em segunda análise, são trazidos os aspectos objetivos e subjetivos dos objetos cênicos do Araruna, levando em conta todo o universo simbólico existente na estética dos corpos e das danças, tendo como principal inspiração as letras das músicas do Grupo, que desvelam relações entre corpo, cultura, natureza, ludicidade e sexualidade. Tais dimensões constituem forças profundas que integram, educam, animam e potencializam a existência humana. Em terceira análise, são apresentadas algumas proposições para uma estética do corpo, da dança e da Educação Física, partindo das significações simbólicas das danças do Araruna, buscando mobilizar outras reflexões que agucem a sensibilidade, intensificando a valorização da beleza do dançar e celebrar a tradição. Por fim, é trazida uma síntese do trabalho com apontamentos e indagações que possam contribuir para a feitura de novos horizontes para a dança e a filosofia do corpo, elaborando outros saberes e estudos na área de conhecimento da Educação Física que se debrucem sobre essa temática e temas afins.


  • Mostrar Abstract
  • We situate the Araruna Group in the world lived of Merleau-Ponty’s phenomenology in order to understand it through the method of the network of meanings that was built through photos, videos, interviews with players and also the symbols contained in the props: music, hat, fan, makeup, colors and costumes. Dance enhances the expressiveness of the body, presenting itself as a complete art of singular beauty. First, there is a description of the tradition of Araruna considering the link between European dances, the aristocratic parties of Modernity and the historicity of the players bodies. Coupled to this, it is held a discussion on the memory of the body and Araruna Movement of Culture in Natal/RN. Second, it is highlighted all existing symbolic universe in props and lyrics of the songs, that reveal relationships between body, culture, nature, playfulness and sexuality. Such dimensions are deep forces that integrate and enhance human life. Third, some aesthetic propositions for Physical Education, seeking to mobilize other reflections that intensify the appreciation of the beauty of dance and celebrate tradition, are presented. Finally, are brought some questions that can contribute to the making of new aesthetic relationships between physical education, dance and body.

16
  • AMANDA MARIA DE JESUS FERREIRA
  • EFEITOS DE DIFERENTES ESTRATÉGIAS NUTRICIONAIS SOBRE VARIÁVEIS DE HIDRATAÇÃO E DE DESEMPENHO FÍSICO EM CICLISTAS

  • Orientador : ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • ALINE MARCADENTI DE OLIVEIRA
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • ORLANDO LAITANO LIONELLO NETO
  • Data: 02/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O desgaste energético e a desidratação são comuns em modalidades de ciclismo. Entretanto, há lacunas nas recomendações nutricionais existentes para provas de maior intensidade e menor duração. Objetivo: Determinar o efeito de diferentes estratégias de ingestão de líquidos e enxague bucal com carboidratos sobre a desidratação e o desempenho físico em ciclistas durante uma prova contrarrelógio. Metodologia: Onze ciclistas do sexo masculino, aclimatados ao calor, completaram uma prova de 30km em cicloergômetro em estado alimentado, eu-hidratados e com carga autorregulada, sob a influência aleatória das seguintes intervenções: EBC = Enxague bucal com carboidrato, sem ingestão hídrica; IHPP = Ingestão hídrica e de eletrólitos de acordo com a perda de peso; IHAD = Ingestão hídrica “Ad Libitum”. Variáveis de tempo, frequência cardíaca (FC), potência (W), percepção de esforço (PSE), afeto; e alterações na perda de peso (PP), cor, densidade (DU) e pH da urina, foram avaliadas durante o teste. Para análise estatística utilizou-se a análise de variância para medidas repetidas (ANOVA­ MR) e a Equação de Estimativa Generalizada (GEE) com ajuste de Bonferroni (p<0,05). Resultados: o desempenho dos atletas quanto ao tempo de prova não diferiu entre os as intervenções, com média de 54,5±2,9, 53,6±3,9 e 54,5±2,5 min em EBC, IHPP E IHAD, respectivamente (p=0,13). Em todas as intervenções, os participantes apresentaram perda de peso (PP) durante a prova, diferindo no total de percentual perdido entre os tratamentos (1,7±0,4%, 0,6±0,6%, 1,4±0,6%, respectivamente), sem atingir a desidratação. Conclusão: O diferente consumo de líquidos não influenciou o desempenho (tempo de prova) de ciclistas durante uma disputa em contrarrelógio de 30 km. 


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: O desgaste energético e a desidratação são comuns em modalidades de ciclismo. Entretanto, há lacunas nas recomendações nutricionais existentes para provas de maior intensidade e menor duração. Objetivo: Determinar o efeito de diferentes estratégias de ingestão de líquidos e enxague bucal com carboidratos sobre a desidratação e o desempenho físico em ciclistas durante uma prova contrarrelógio. Metodologia: Onze ciclistas do sexo masculino, aclimatados ao calor, completaram uma prova de 30km em cicloergômetro em estado alimentado, eu-hidratados e com carga autorregulada, sob a influência aleatória das seguintes intervenções: EBC = Enxague bucal com carboidrato, sem ingestão hídrica; IHPP = Ingestão hídrica e de eletrólitos de acordo com a perda de peso; IHAD = Ingestão hídrica “Ad Libitum”. Variáveis de tempo, frequência cardíaca (FC), potência (W), percepção de esforço (PSE), afeto; e alterações na perda de peso (PP), cor, densidade (DU) e pH da urina, foram avaliadas durante o teste. Para análise estatística utilizou-se a análise de variância para medidas repetidas (ANOVA­ MR) e a Equação de Estimativa Generalizada (GEE) com ajuste de Bonferroni (p<0,05). Resultados: o desempenho dos atletas quanto ao tempo de prova não diferiu entre os as intervenções, com média de 54,5±2,9, 53,6±3,9 e 54,5±2,5 min em EBC, IHPP E IHAD, respectivamente (p=0,13). Em todas as intervenções, os participantes apresentaram perda de peso (PP) durante a prova, diferindo no total de percentual perdido entre os tratamentos (1,7±0,4%, 0,6±0,6%, 1,4±0,6%, respectivamente), sem atingir a desidratação. Conclusão: O diferente consumo de líquidos não influenciou o desempenho (tempo de prova) de ciclistas durante uma disputa em contrarrelógio de 30 km. 

17
  • THIAGO DE BRITO FARIAS
  • Respostas psicoafetivas de idosos fisicamente ativos durante o exercício físico em diferentes ambientes 

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • CHENG HSIN NERY CHAO
  • FRANCIANE BOBINSKI
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 17/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Há evidências mostrando que a prática de exercícios em ambientes abertos e/ou naturais promovem mudanças favoráveis em aspectos psicoafetivos em relação aqueles vivenciados em ambientes fechados. No entanto, ainda pouco se sabe sobre os efeitos dessa prática na população idosa. Objetivo: Comparar as respostas psicoafetivas de idosos fisicamente ativos durante o exercício físico realizado em diferentes ambientes. Material e Métodos: Participaram deste estudo experimental do tipo crossover randomizado, 15 idosos fisicamente ativos de ambos os sexos (65,37 ± 5,11 anos de idade; 29,46 ± 3,53 kg.cm-²). Após processo de anamnese e ancoragem teórica dos instrumentos utilizados, todos realizaram cinco sessões de exercício físico em três diferentes ambientes: ginásio poliesportivo (ambiente fechado), pista aberta de atletismo (ambiente aberto) e praia (ambiente verde). As duas primeiras sessões ocorreram em ambiente aberto e verde para servir como familiarização com os procedimentos e minimizar o efeito da novidade do ambiente. Somente as três últimas sessões tiveram os dados analisados. As sessões de exercício eram compostas por protocolos idênticos – 30 minutos de exercício: 5 minutos de aquecimento, 20 minutos de caminhada com intensidade autosselecionada e 5 minutos de volta a calma. Antes e após o exercício, os voluntários autorrelataram seus atuais estados de humor com o questionário “Perfil do Estado de Humor”. Durante a caminhada, eles reportaram quatro vezes seus níveis de esforço e de afeto por meio da Escala de Percepção de Esforço e da Escala de Sensação, respectivamente. Além disso, foi quantificada a distância percorrida por eles durante a caminhada. Posteriormente a análises da normalidade da distribuição do dados e homogeneidade da variância, os dados foram analisados pelo teste ANOVA de Friedman (estado de humor) e ANOVA de medidas repetidas one-way (distância percorrida) e two-way (percepção de esforço e afeto). Adotou-se como nível de significância estatística o p < 5%. Resultados: Em nenhum dos três ambientes ocorreram mudanças nos estados de humor. Os índices de esforço e as distâncias percorridas, assim como as respostas afetivas foram equivalentes nesses ambientes. Conclusão: Em Idosos fisicamente ativos a execução de exercício físicos em ambientes naturais não proporcionaram experiências afetivas diferentes daquelas vivenciadas durante a prática da mesma atividade em ambientes fechados.


  • Mostrar Abstract
  • There is evidence showing that exercise in open environments and / or natural promote favorable changes in psychoemotional aspects regarding those experienced indoors. However, little is known about the effects of this practice in the elderly. Objective: To compare the responses psychoaffective of physically active elderly during physical exercise in different environments. Material and Methods: The participants of this experimental study randomized crossover type, 15 physically active elderly of both sexes (65.37 ± 5.11 years old; 29.46 ± 3.53 kg.cm-²). After anamnesis process and theoretical anchor of instruments, all made five exercise sessions in three different environments: multi-sport gym (indoors), open running track (open environment) and the beach (green room). The first two sessions took place in open and green environment to serve as familiar with the procedures and minimize the effect of environmental news. Only the last three sessions had the data analyzed. The exercise sessions were composed of identical protocols - 30 minutes of exercise: 5 minutes of heating, 20-minute walk with autosselecionada intensity and five minutes back calm. Before and after exercise, volunteers autorrelataram your current mood states with the questionnaire "Profile of Mood State." During the walk, they reported four times their levels of effort and affection through Stress Perception Scale and Sensation Scale, respectively. Moreover, it was quantified the distance traveled by them while walking. Later the analysis of normal distribution of data and homogeneity of variance, the data were analyzed by ANOVA Friedman (mood) and ANOVA for repeated measures one-way (distance) and two-way (perception of effort and affection ). It was adopted as statistical significance level p <5%. Results: In none of the three environments were no changes in mood states. The levels of effort and the distances as well as the affective responses were equivalent in these environments. Conclusion: In elderly physically active performing physical exercise in natural environments not provided different affective experiences of those experienced during practice the same activity indoors.
18
  • FRANCISCO HOLANDA CAVALCANTE NETO
  • EFEITO AGUDO DO EXERCÍCIO FÍSICO AERÓBIO COM ESTIMULAÇÃO COGNITIVA SOBRE A MEMÓRIA E CONCENTRAÇÕES SÉRICA DO BDNF EM IDOSOS 


  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • CHENG HSIN NERY CHAO
  • FRANCIANE BOBINSKI
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 17/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Há evidências de que o exercício físico pode diminuir a perda cognitiva e prevenir a demência em idosos, assim também como o treino cognitivo é outra intervenção que vem sendo investigada, representando o aprendizado de novas formas de resolução de problemas, no entanto os estudos que investiguem o exercício físico aliado à estimulação cognitiva, ainda são inconclusivos. Objetivo: Analisar o efeito de uma sessão de exercício físico aeróbio com estimulação cognitiva no desempenho da memória e no aumento do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) em idosos. Material e Métodos: O presente estudo se caracteriza como quase experimental, com delineamento crossover randomizado. Tivemos como amostra 30 idosos de ambos os sexos (69,3 ± 5,8 anos de idade; 29,7 ± 3,9 kg.cm-²), que foram submetidos a três diferentes sessões, sendo duas de exercício físico (sessão com exercícios automática e sessão com estímulos cognitivos) e uma sessão controle, cada sessão teve duração de 50 minutos. A memória foi avaliada com o teste de lista de palavras, realizou-se também uma coleta sanguínea antes e após cada sessão a fim de avaliar a variação da quantidade sérica do BDNF. Após a coleta foi verificado a normalidade e homogeneidade das variâncias. Utilizou-se ANOVA two-way de medidas repetidas para comparação entre e intrasessões das concentrações de BDNF e memória. Adotou-se como nível de significância estatística o p < 5%. Resultados: Na memória, as sessões não foram diferentes entre si, no entanto, houve um efeito significativo no tempo, apontando que houve diminuição significante no desempenho de memória em todas as sessões. Nos níveis de concentração do BDNF, as sessões não foram diferentes entre si, do mesmo modo, não houve significância na interação tempo × sessão.  Conclusão: Uma única sessão de exercício aeróbio conjugada a estimulação cognitiva com intensidade moderada não é suficiente para aumentar o fator neurotrófico derivado do cérebro, podendo prejudicar o desempenho da memória em tarefas realizadas logo após o exercício.   


  • Mostrar Abstract
  • Há evidências de que o exercício físico pode diminuir a perda cognitiva e prevenir a demência em idosos, assim também como o treino cognitivo é outra intervenção que vem sendo investigada, representando o aprendizado de novas formas de resolução de problemas, no entanto os estudos que investiguem o exercício físico aliado à estimulação cognitiva, ainda são inconclusivos. Objetivo: Analisar o efeito de uma sessão de exercício físico aeróbio com estimulação cognitiva no desempenho da memória e no aumento do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) em idosos. Material e Métodos: O presente estudo se caracteriza como quase experimental, com delineamento crossover randomizado. Tivemos como amostra 30 idosos de ambos os sexos (69,3 ± 5,8 anos de idade; 29,7 ± 3,9 kg.cm-²), que foram submetidos a três diferentes sessões, sendo duas de exercício físico (sessão com exercícios automática e sessão com estímulos cognitivos) e uma sessão controle, cada sessão teve duração de 50 minutos. A memória foi avaliada com o teste de lista de palavras, realizou-se também uma coleta sanguínea antes e após cada sessão a fim de avaliar a variação da quantidade sérica do BDNF. Após a coleta foi verificado a normalidade e homogeneidade das variâncias. Utilizou-se ANOVA two-way de medidas repetidas para comparação entre e intrasessões das concentrações de BDNF e memória. Adotou-se como nível de significância estatística o p < 5%. Resultados: Na memória, as sessões não foram diferentes entre si, no entanto, houve um efeito significativo no tempo, apontando que houve diminuição significante no desempenho de memória em todas as sessões. Nos níveis de concentração do BDNF, as sessões não foram diferentes entre si, do mesmo modo, não houve significância na interação tempo × sessão.  Conclusão: Uma única sessão de exercício aeróbio conjugada a estimulação cognitiva com intensidade moderada não é suficiente para aumentar o fator neurotrófico derivado do cérebro, podendo prejudicar o desempenho da memória em tarefas realizadas logo após o exercício.   

19
  • MARIA LÚCIA SEBASTIÃO
  • Corpo e expressividade no cinema de Charles Chaplin: notas sobre o conhecimento da Educação Física

  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 29/07/2016

  • Mostrar Resumo
  • O cinema nós dá o movimento do corpo, altera a nossa percepção, nos leva a vertigem, e essa apreciação do movimento da câmera nos envolve, nos transporta para outros mundos, outras emoções, realidades, momentos, é isso que o cinema faz com a nossa percepção e nós espectadores tomamos o cinema como um modo de alargamento do pensamento para refletir as diversas situações, reais ou imaginárias. Nessa direção, considerando essa experiência, o objetivo da pesquisa é estabelecer relações entre corpo e expressividade a partir de apreciações de obras cinematográficas de Charles Chaplin e configurar horizontes de compreensão do conhecimento estético na Educação Física. O método de pesquisa utilizado parte da atitude fenomenológica proposta pelo filósofo Maurice Merleau-Ponty. Assim, incorporamos a experiência vivida, a redução e a intencionalidade do movimento. Dessa maneira, realizamos apreciações de algumas obras do cineasta Charles Chaplin Tempos Modernos (1936) e o Circo (1928), por meio de uma Ficha de conteúdo, em que descrevemos alguns aspectos relacionados às percepções do corpo, por exemplo, percepção corporal, esquema corporal, motricidade e expressividade. Nessa perspectiva, refletir corporalmente na Educação Física é valorizar o poder que o corpo tem de inventar, interpretar o movimento nas mais diversas formas de liberdade, e assim tornar esses corpos especiais, capazes de criar e mudar partindo da linguagem corporal. Nesse sentido, estudar a expressão corporal para a Educação Física servirá para ampliar nossos diálogos e romper com as práticas corporais reduzidas à imitação. 


  • Mostrar Abstract
  • O cinema nós dá o movimento do corpo, altera a nossa percepção, nos leva a vertigem, e essa apreciação do movimento da câmera nos envolve, nos transporta para outros mundos, outras emoções, realidades, momentos, é isso que o cinema faz com a nossa percepção e nós espectadores tomamos o cinema como um modo de alargamento do pensamento para refletir as diversas situações, reais ou imaginárias. Nessa direção, considerando essa experiência, o objetivo da pesquisa é estabelecer relações entre corpo e expressividade a partir de apreciações de obras cinematográficas de Charles Chaplin e configurar horizontes de compreensão do conhecimento estético na Educação Física. O método de pesquisa utilizado parte da atitude fenomenológica proposta pelo filósofo Maurice Merleau-Ponty. Assim, incorporamos a experiência vivida, a redução e a intencionalidade do movimento. Dessa maneira, realizamos apreciações de algumas obras do cineasta Charles Chaplin Tempos Modernos (1936) e o Circo (1928), por meio de uma Ficha de conteúdo, em que descrevemos alguns aspectos relacionados às percepções do corpo, por exemplo, percepção corporal, esquema corporal, motricidade e expressividade. Nessa perspectiva, refletir corporalmente na Educação Física é valorizar o poder que o corpo tem de inventar, interpretar o movimento nas mais diversas formas de liberdade, e assim tornar esses corpos especiais, capazes de criar e mudar partindo da linguagem corporal. Nesse sentido, estudar a expressão corporal para a Educação Física servirá para ampliar nossos diálogos e romper com as práticas corporais reduzidas à imitação. 

20
  • ANA CHARLINE DANTAS FERREIRA
  • Efeitos de Sessões de Psicomotricidade Relacional sobre o perfil das Habilidades Motoras e Controle Postural em Indivíduos com Transtorno do Espectro Autista.

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL BEZERRA DE BRITO
  • FRANCISCO ROSA NETO
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARGARETH DE VASCONCELOS MONTEIRO
  • Data: 25/08/2016

  • Mostrar Resumo
  • O Transtorno do Espectro Autista é considerado um transtorno do neurodesenvolvimento e do comportamento que se caracteriza pela dificuldade na interação e comunicação social com comportamentos repetitivos do indivíduo, podendo estar associado a outras síndromes com causas múltiplas. Indivíduos com Transtorno do Espectro Autista possuem padrão de desenvolvimento humano irregular e déficits no desenvolvimento motor. A Psicomotricidade Relacional é uma prática pedagógica, dedicada à movimentação corporal espontânea e ao brincar que utiliza o imaginário e o simbólico, o emocional e o afetivo, dispondo à criança e ao adulto diferentes objetos nos quais observa-se a interação entre eles. OBJETIVO: Avaliar os efeitos de sessões de Psicomotricidade Relacional sobre o perfil das habilidades motoras e o controle postural em indivíduos com Transtorno do Espectro Autista. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa exploratória-descritiva, com delineamento de um estudo de caso avaliativo. Acompanhou-se um indivíduo com 5 anos de idade, diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista. Para coleta de dados pré e pós-testes foram utilizadas a Escala de Desenvolvimento Motor (EDM) e Posturografia em Plataforma de Força. Foram aplicadas 8 sessões de Psicomotricidade Relacional com crianças com o Transtorno do Espectro Autista, sendo uma por semana com duração de 60 minutos, registradas por meio de relatório construído pelos professores da sessão. Em seguida, o indivíduo foi reavaliado. Os resultados foram analisados de forma descritiva (pré e pós), sendo o da EDM por sua própria escala e a Posturografia pelo delta percentual de variação (∆%). RESULTADOS: As sessões de Psicomotricidade Relacional promoveram ao indivíduo uma vivência corporal que permitiu uma maior movimentação e interação com os professores, e com as demais crianças na sessão, modificando o perfil das habilidades motoras e do controle postural, fato que foi demonstrado através dos resultados positivos da Escala de Desenvolvimento Motor e na diminuição da oscilação postural. Avanços foram encontrados nos testes da Escala de Desenvolvimento Motor nas áreas da motricidade fina, motricidade global, esquema corporal e organização temporal, não apresentando diferença na área do equilíbrio e apresentando diminuição dos escores na área da organização espacial. O quociente motor geral (QMG) passou de uma classificação muito inferior (QMG: 61,5) para normal baixo (QMG: 82,4) modificando a classificação de risco grave para risco leve no desenvolvimento motor. A Posturografia apontou escores de diminuição nas oscilações do centro de pressão nas variáveis analisadas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A partir de uma abordagem espontânea do brincar, na qual o indivíduo é estimulado a entrar numa movimentação e vivência corporal, percebeu-se que as sessões de Psicomotricidade Relacional surtiram efeitos positivos sobre o perfil das habilidades motoras e controle postural do indivíduo com Transtorno do Espectro Autista avaliado no presente estudo.


  • Mostrar Abstract
  • The Autism Spectrum Disorder is a behavior and neurodevelopment disorder which characterized by trouble in the interaction and social communication, and subject's repetitive behaviors, which may be associated with others disorders with multiple causes. Subjects with Autism Spectrum Disorder have irregular human development and deficit in motor development. Relational Psychomotricity (RP) is a pedagogical practice, dedicated to spontaneous body movement and play using the imaginary and the symbolic, emotional and affective, providing to child and adult different objects in which we can observe the interaction between them. PURPOSE: Verify the effective of Relational Psychomotricity sessions on motor skills profile and postural control in individuals with Autism Spectrum Disorder. METODOLOGY: This is a descriptive exploratory research, with design of an evaluative case study. Was accompanied a 5 years individual diagnosed with Autism Spectrum Disorder. To collect pre and post-test data were used the Motor Development Scale (MDS) and Posturography in force platform; were applied 8 sessions of Relational Psychomotricity with child with Autism Spectrum Disorder, with one session per week lasting 60 minutes each session, recorded through report observed by teachers who worked in the session. Subsequently, the individual was reassessed. The results were analyzed descriptively (pre and post), with the MDS by its scale and the Posturography by the percentage change delta (Δ%). RESULTS: The Relational Psychomotricity sessions gave to the individual a corporal experience, which allowed a movement and interaction with teachers and with other children, changing the profile of motor skills and postural control, demonstrated by the positive results of MDS and decrease in postural sway. Advances were found in the MDS tests in the areas of fine motor skills, overall motor skills, body image and temporal organization, with no significant difference in the area of balance and showing decreased scores in the area of spatial organization. The total motor quotient (TMQ) changed it’s much lower rating (TMQ: 61.5) for low normal (TMQ: 82.4), modifying the severe risk rating for slight risk in motor development. Posturography pointed decrease of scores in the oscillations of center of pressure in variables. FINAL CONSIDERATIONS: From a spontaneous approach to the play, in which the individual is encouraged to enter into a movement and corporal experience, it was realized that the RP sessions had positive effects on the profile of motor skills and postural control of individual with Autism Spectrum Disorder evaluated in this study.

21
  • ANA CAMILA CAMPELO DE ALBUQUERQUE
  • Efeito do Treinamento Neuromuscular Integrativo no Desempenho Neuromuscular em Jovens Praticantes de Voleibol

  • Orientador : ARNALDO LUIS MORTATTI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • HERBERT UGRINOWITSCH
  • MARIA TERESA CATTUZZO
  • Data: 26/08/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O treinamento neuromuscular integrativo (INT), que inclui atividades físicas gerais e específicas que são intencionalmente concebidas para melhorar tanto a saúde como a aptidão física e a especialidade de movimentos, tem sido reconhecido como uma abordagem inovadora para o treinamento de jovens-crianças. Objetivo: Analisar o efeito do INT no desempenho neuromuscular em jovens praticantes de voleibol. Métodos: 32 indivíduos, 19 do sexo masculino (13,1±0,5anos, 54,3±12,8kg, 20,5±4,5kg/m2) e 13 do sexo feminino (13,3±0,6anos, 52,6±12,3kg, 20,4±3,9 kg/m2), foram divididos em 2 grupos (GINT – grupo submetido ao INT e GC - grupo controle) e submetidos a (1) avaliação da maturação somática de acordo com Mirwald et al., (2002); e (2) teste de potência anaeróbia de membros inferiores. Esses procedimentos ocorreram em 4 momentos distintos (antes (Pré), após 6 e 12 semanas de INT e após um período de destreinamento de 8 semanas. Utilizou-se a ANOVA de medidas repetidas e o teste Post-Hoc de BONFERRONI foi realizado quando encontrado diferenças entre as medidas. Para verificar possíveis diferenças dos percentuais de alteração (D%) dos valores Pré no GC e no GINT foi utilizado o Mann-Whitney U Test. Foi realizada a correlação de Sperman para verificar a associação entre os valores do testes do salto vertical e os níveis maturacionais encontrados. Resultados: Encontrou-se diferença significativa do momento Pré do GINT para os momentos 12 semanas e Destreino do GINT. Porém, não houve diferença significativa entre os GRUPOS (F=1,80 e p=0,19) e entre os valores do SALTO (F=1,99 e p=0,12). Foi verificado a diferença percentual entre os momentos analisados (D%) e identificado diferença significativa do momento Pré para os momentos 6 semanas (c2=-2.77; p<0.005), 12 semanas (c2=-4.36; p<0.001) e Destreino (c2=-3.20; p<0.001). Entre os níveis maturacionais e os resultados do teste de Salto Vertical, em todos os momentos analisados, não houve correlação significativa em nenhum dos grupos (GC: Pré – p=0,11 e r= 0,45, Destreino – p=0,54 e r=0,19; GINT: Pré – p=0,09 e r=0,41, Destreino – p= 0,05 e r= 0,53). Conclusão: Os achados do presente estudo apontam resultados significativos quando comparados com o tempo de intervenção (Pré, seis e 12 semanas – GINT x GINT). Assim, esses dados indicam que o INT pode contribuir com o desempenho neuromuscular mesmo em jovens (com idades mais avançadas – 12 a 14 anos)  praticantes de atividades esportivas. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The integrative neuromuscular training (INT), which includes general and specific physical activities that are intentionally designed to improve both the health and physical fitness and expertise in movement, has been recognized as an innovative approach to training young people. Objective: To analyze the effect of INT in neuromuscular performance in young volleyball players. Methods: 32 subjects, 19 males (13.1 ± 0.5 years, 54.3 ± 12,8kg, 20.5 ± 4.5 kg / m2) and 13 females (13.3 ± 0.6 years, 52.6 ± 12,3kg, 20.4 ± 3.9 kg/m2), were divided into 2 groups (GINT – group submitted to INT and GC – control group) and subjected to (1) evaluate the somatic maturation according Mirwald et al, (2002).; and (2) anaerobic power test of the lower limbs. These procedures took place at 4 different times (before) and after 6 and 12 weeks of INT and after a detraining period of 8 weeks. It was used a repeated measures ANOVA and post-hoc Bonferroni test was carried out when found differences between the measures. To verify possible differences of change in percentage (D%) of Pre values in GC and GINT the Mann-Whitney U test. The correlation of Spearman was performed to verify the association between the values of the tests vertical jump and maturational levels found. It was found significant differences between Pre GINT and the 12 weeks and detraining GINT. However, there was no significant difference between groups (F = 1.80 and p = 0.19) and between the values of JUMP (F=1.99 and p=0.12). The percentage difference between the analyzed times (D%) and identified significant difference from Pre time to six weeks moments was observed (c2= -2.77, p <0.005), 12 weeks (c2=-4.36, p<0.001) and detraining (c2=-3.20, p<0.001). Among the maturational levels and the results of the Vertical Jump test, in all analyzed times there was no significant correlation in either group (CG: Pre – p = 0.11 and r=0.45, detraining – p=0.54 and r=0.19; GINT: Pre – p=0.09 and r=0.41, detraining – p=0.05 and r=0.53). Conclusion: The findings of this study indicate significant results when compared to the intervention time (Pre, 6:12 weeks – GINT x GINT). Thus, these data indicate that the INT can contribute to the neuromuscular performance even in young (12 to 14 years) practitioners of sports.

22
  • WESLLEY QUIRINO ALVES DA SILVA
  • Efeito da intensidade do exercício sobre o afeto, controle inibitório, controle autonômico e oxigenação do córtex pré-frontal ventromedial

  • Orientador : EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • CHENG HSIN NERY CHAO
  • DRAULIO BARROS DE ARAUJO
  • ANDREA CAMAZ DESLANDES
  • Data: 30/08/2016

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: a baixa aderência na maior parte da população em programas de atividade física tem sido associada a experiências emocionais de desprazer provocada pela intensidade do exercício físico. Assim, estudos teóricos propõem o controle inibitório como elemento fundamental para a regulação emocional de prazer durante o exercício. Objetivo: analisar o efeito da intensidade do exercício incremental sobre o controle inibitório, sentimento afetivo, sistema autonômico e córtex pré-frontal ventromedial (CPF-VM), durante o teste incremental. Método: trinta e sete adultos jovens, sedentários, participaram de forma randomizada de duas condições experimentais (controle e exercício). Na condição exercício, realizaram um teste incremental máximo em cicloergômetro com concomitante a avaliação do fluxo hemodinâmico do CPF-VM, variabilidade da frequência cardíaca (VFV), controle inibitório (teste de stroop) e escalas de afeto e pensamento associativo e dissociativo (PAD) ao final de cada estágio da intensidade do exercício. Na condição controle, os voluntários realizaram as mesmas avaliações da condição exercício, mas sem o exercício físico. No teste do controle inibitório, o tempo de reação (TR) e a quantidade de erros do teste de Stroop, foram registrados. Além do registro do TR e o número de erros, foi calculada o inverse efficiency score (IES). Para a avaliação do fluxo hemodinâmico do CPF-VM, foi mensura as concentrações relativas de oxihemoglobina (O2Hb), deoxihemoglobina (DHb) e hemoglobina total (Hbt). Na análise das variáveis nas condições experimentais, foi registrado o estágio do limiar ventilatório (LV), incluindo dois estágios acima e abaixo do LV, e o estágio inicial e final do teste incremental, também foi adotado o momento repouso (oito pontos).  A ANOVA two away para medidas repetidas com ajuste de Boferroni, verificou as possíveis diferenças das variáveis entre as condições (controle e exercício) e os momentos (oito pontos). Em seguida foi realizado a correlação de Pearson, para entender a relação do sentimento afetivo sobre o controle inibitório, VFC e fluxo hemodinâmico do CPF-VM. Resultados: na análise do comportamento das variáveis da condição exercício, assim como o afeto, parâmetros cognitivos: como o IES e PAD, índices de VFC: HF/LF, HF e LF, e o fluxo hemodinâmico de O2Hb, DHb e Hbt, apresentaram diferenças significativa em relação ao repouso. No teste Stroop, o número de erro, apresentou diferenças significativas em intensidades acima do LV, enquanto o TR não houve diferenças significativas. Quando analisamos o efeito do declínio da experiência emocional de prazer da condição exercício com todas as variáveis, algumas apresentaram correlação significativa, como: no número de erro do teste Stroop (r=-0,77), PAD (r=-0,99), LF (r=-0,79), e para o fluxo hemodinâmico, tanto para a O2Hb (r=-0,99), como para Hbt (r=-0,99). Conclusão: A intensidade do exercício físico, promove mais informações aferentes, refletindo em alterações autonômicas e aumento da experiência emocional de desprazer, pensamento associativo, fluxo hemodinâmico do CPF-VM e declínio no controle inibitório. No entanto, o declínio do controle inibitório, principalmente em intensidades acima do LV, apresenta prejuízos na regulação emocional de prazer.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: the lack of inclusion in much of the population in physical activity programs, is due to emotional experiences of displeasure caused by the intensity of exercise. Thus, theoretical studies have cognitive control, as a key element in regulating emotions of pleasure. Objective: To analyze the effect of affective feelings on cognitive control, autonomic system and ventromedial prefrontal cortex (vmPFC), during the incremental test. Method: thirty-seven young adults, sedentary, participated randomly in two experimental conditions (control and exercise). In the exercise condition, performed a maximal incremental test on a cycle ergometer with concurrent evaluation of hemodynamic flow vmPFC, heart rate variability (HRV), cognitive control (Stroop test) and affection scales and associative and dissociative thought (ADT) to end of each stage intensity exercise. In the control condition, the volunteers performed the same evaluations of the exercise condition, but without exercise. In the test of cognitive control, reaction time (RT) and the Stroop test amount errors were recorded. In addition to the TR register and the number of errors it was calculated the inverse efficiency score (IES). For the evaluation of hemodynamic flow vmPFC, it was measures the relative concentrations of oxyhemoglobin (HbO2), deoxyhemoglobin (HHb) and total hemoglobin (tHb). In the analysis of the variables in the experimental conditions, it was recorded the stage of ventilatory threshold (VT), including two stages above and below the VT, and the early and later stage of the incremental test, was also adopted the rest time (eight points). ANOVA for repeated measures two away found the possible differences in the variables between the conditions (control and exercise) and times (eight stages). Next it was performed Pearson correlation, to understand the relationship of emotional feeling about cognitive control, HRV and hemodynamic flow vmPFC. Results: the analysis of the behavior of the variables of the exercise condition, as well as affection, cognitive parameters: how the IES and ADT, HRV indices: HF/LF, HF and LF, and the hemodynamic flow HbO2, HHB and tHb showed significant differences compared to the rest. In the Stroop test, the error number, showed significant differences in intensities above the VT, while the RT no significant differences. When we analyze the effect of the decline of the emotional experience of pleasure exercise condition with all the variables, some showed significant correlation in test error number Stroop (r = -0.77), ADT (r = -0.99), LF (r = -0.79) and the hemodynamic flow for both HbO2 (r = -0.99), as for the tHb (r = -0.99). Conclusion: cardiac autonomic changes caused by increased physical exercise intensity, promotes more afferent feedback, reflecting the increased emotional experience of unpleasantness, associative thinking, hemodynamic flow vmPFC and decline in cognitive control. Thus, the decline of cognitive control, especially at intensities above the VT presents losses in emotional regulation of pleasure.

23
  • TERESA CRISTINA BATISTA DANTAS
  • EFEITO AGUDO DO EXERCÍCIO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE DE BAIXO VOLUME SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL AMBULATORIAL DE NORMOTENSOS 

  • Orientador : EDUARDO CALDAS COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • CLÁUDIA LÚCIA DE MORAES FORJAZ
  • DANIEL UMPIERRE DE MORAES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 31/08/2016

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: investigar o efeito de uma sessão de exercício intervalado de alta intensidade (EIAI) de baixo volume sobre a pressão arterial (PA) ambulatorial em normotensos. Métodos: vinte e um homens normotensos (23,6 ± 3,6 anos; 23,5 ± 2,3 kg/m2; PA de repouso 111,1 ± 6,4 / 62,4 ± 6,1) realizaram: (i) teste incremental máximo; (ii) sessão EIAI e controle (sem exercício) em ordem randomizada. O EIAI consistiu de 10x60s a 100% da velocidade máxima atingida no teste de esforço intercalado com 60s de recuperação passiva. Os sujeitos permaneceram 20h com o aparelho de Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA). Foram avaliadas 13h de vigília e 7h de sono. O teste t de Student pareado foi utilizado para comparar a PA sistólica e diastólica entre as sessões controle e EIAI. A ANOVA two- way (condição vs. tempo) foi usada para comparar a PA ambulatorial hora a hora após as sessões controle e EIAI. Resultados: a PA sistólica (-2,8 ± 3,7 mmHg) e diastólica (-1,7 ± 3,5 mmHg) foi menor considerando o período de 20h e vigília (PA sistólica -3,2 ± 3,7 mmHg; PA diastólica -1,8 ± 3,9 mmHg) após a sessão de EIAI em relação à sessão controle (p<0,05). Não houve diferença na PA sistólica e diastólica durante o período do sono (p>0,05). A ANOVA two-way demostrou que a PA sistólica foi menor nas primeiras cinco horas após a sessão EIAI comparada a sessão controle [delta mínimo: -3,2 mmHg; delta máximo: -4,8 mmHg (p<0,05)]. Conclusões: uma sessão de EIAI de baixo volume reduz a PA na vigília e no período de 20h em normotensos. A hipotensão em maior magnitude ocorrida nas primeiras cinco horas pós-exercício explica a redução da PA na vigília e no período de 20h. 


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To investigate the effect of a single session of low-volume high intensity interval exercise (HIIE) on ambulatory blood pressure (BP) in normotensives. Methods: Twenty-one normotensive males (23.6 ± 3.6 years, 23.5 ± 2.3 kg/m2, resting BP 111.1 ± 6.4 / 62.4 ± 6.1) performed: (i) maximum incremental test; (ii) HIIE and control sessions in a randomized order. The HIIE consisted of 10 x 60s bouts at 100% of maximal treadmill velocity interspersed by 60s of passive recovery. Paired sample t-test was used to compare systolic and diastolic BP between the control and the HIIE sessions. A two-way ANOVA (condition vs. time) was used to compare the ambulatory hourly BP following the control and the HIIE sessions. Results: Systolic (-2.8 ± 3.7 mmHg) and diastolic BP (-1.7 ± 3.5 mmHg) were lower in 20h and awake periods (systolic -3.2 ± 3.7 mmHg; diastolic BP -1.8 ± 3.9 mmHg) following the HIIE session compared to the control session (p<0.05). There were no differences in systolic and diastolic BP during the asleep period (p>0.05). Two-way ANOVA revealed that systolic BP was lower in the first five hours following the HIIE session compared to the control session [minimum delta: -3.2 mmHg; maximum delta: -4.8 mmHg (p<0.05)]. Conclusions: A single session of low-volume HIIE reduces ambulatory BP in normotensives. The greater magnitude of hypotension during the first five hours post-exercise explains the BP reduction in 20h and awake periods. 

24
  • GILMARA GOMES DE ASSIS
  • EXERCÍCIO AQUÁTICO COM DUPLA-TAREFA PARA PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON AVANÇADA


  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • RICARDO MARIO ARIDA
  • Data: 11/11/2016

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Avaliar o efeito do exercício de dupla-tarefa em meio aquático sobre a função motora de pacientes com doença de Parkinson avançada (2-3 H&Y). Método: Em um ensaio clínico controlado, 12 pacientes da Neuroclínica do Hospital Universitário Onofre Lopes - UFRN foram distribuídos nos grupos exercício (GE; n=7) e controle (GC; n=5). Os participantes do GE foram expostos à 12 sessões com 30 min de caminhada em água funda com dupla-tarefa, durante 4 semanas. O GC permaneceu em rotina sedentária. A função motora foi avaliada a partir da Escala Unificada da DP – Motor (UPDRS-III), e dos testes de força de membros superiores e inferiores, e de agilidade da bateria Senior Fitness Test (SFT), antes e após a intervenção. A normalidade e a homogeneidade das variâncias foram verificadas através dos testes de Shapiro-Wilk e de Levene, respectivamente. Os dados de capacidade física foram normalizados por transformação logarítmica. As variáveis paramétricas e não paramétricas foram comparadas através do Teste t independente, e do Teste U de Mann-Whitney, também utilizados para a caracterização da amostra. ANOVA mista de medidas repetidas, com post hoc de Bonferroni para comparações entre e intra-grupos das variáveis dependentes. O tamanho do efeito foi calculado pelo eta quadrado parcial (η2p) e pelo d de Cohen. Foi utilizado nível de significância de p<0,05. Resultados: Houve diferença significativa pré pós-intervenção na função motora geral, com um efeito moderado sobre GE em relação ao GC (p>0,001; d=0,44). Uma melhora significativa também foi observada na agilidade e equilíbrio dinâmico (p=0,001), assim como na estabilidade postural (p=0,04) no parametro individual de bradicinesia (p=0,001) dos pacientes expostos ao exercício. Conclusão: O exercício promoveu efeito positivo no desempenho de capacidades neuromotoras envolvidas nos processos degenerativos da DP, importante para a melhor execução de tarefas funcionais como a marcha, precocemente comprometida pela doença.


  • Mostrar Abstract
  • Aim: to evaluate the effect of 4 weeks of aquatic walking with dual-motor task on motor function of severe Parkinson Disease patients. Method: Twelve PD patients were divided into exercise (EG=7) and control (CG=5) groups. The EG completed 12 sessions of 30 min walking into deep water while executing dual-task, at moderate intensity, during 4 weeks with motor function (Unified Parkinson Disease’s Rate Scale III and Senior Fitness Test) measures taken before and after this period. Normality and homogeneity of variances were checked by Shapiro-Wilk and Lavene’s test respectively. Data of parametric variable are presented in mean and SD as well as in median and interquartile range for non-parametric variable. Data from the SFT was normalized by logarithmic transformation. Independent t test was used to compare parametric variables of the sample characterization, and Mann-Whitney U test, for non-parametric. ANOVA Split-splot (2x2) with Bonferroni’s post hoc was applied for comparison inter and intra-groups of all dependent variable. Size effect was calculated by Eta squared (η 2 p ) and Cohen’s d, with a significance of p<0,05. Results: PD patients yielded significant improvement of motor function pre-post exercise, with a moderate effect (p>0,001; d=0,44). Bradykinesia (p=0,001), agility (p=0,001) and postural balance (p=0,04) also expressed significant changes individually. Conclusion: Regular aerobic exercise with cognitive-motor interference stimuli may counteract the motor symptoms of PD neurodegeneration

2015
Dissertações
1
  • MACKSON LUIZ FERNANDES DA COSTA
  • Apontamentos sobre Educação Integral, Programa Mais Educação, Programa Segundo Tempo e Educação Física Escolar

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 04/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Diante do atual contexto educacional do Brasil a temática da educação integral tem recebido destaque, tendo como política indutora, na atualidade, o Programa Mais Educação. Nesse sentido, a presente dissertação enfoca as vertentes de educação integral que surgiram na história do país até chegar ao Programa Mais Educação, bem como tece algumas reflexões sobre como a educação física se apresenta no âmbito das intenções de institucionalização da Educação Integral no Brasil. Assim, temos como objetivo geral discutir a configuração pedagógica do Programa Segundo Tempo (PST) no Programa Mais Educação, bem como apontar possibilidades de integração de suas ações com a Educação Física escolar. Na metodologia foi adotada o estudo de caso, tendo como o caso as escolas acompanhadas pela Equipe Colaboradora 3 do Ministério do Esporte, usando como fonte de evidência o primeiro protocolo de avaliação realizado pelas Equipes Colaboradoras de Acompanhamento Pedagógico e Administrativo do Segundo Tempo no Brasil, especificamente as avaliações realizadas pela Equipe Colaboradora 3 (EC3), vinculada ao Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a qual acompanhou os convênios do Programa Mais Educação nos municípios de Bayeux/PB, Araruna/PB, Natal/RN e Parnamirim/RN, no ano de 2012.  No caso estudado percebe-se que as atividades desenvolvidas pelo PST, nas escolas acompanhadas, têm uma organização e práticas pedagógicas que convergem umas com as outras, mas se configuram com práticas desarticuladas das aulas de Educação Física, aspecto que diverge no que seria pensar ações pedagógicas para escolas de educação integral.

     


  • Mostrar Abstract
  • Diante do atual contexto educacional do Brasil a temática da educação integral tem recebido destaque, tendo como política indutora, na atualidade, o Programa Mais Educação. Nesse sentido, a presente dissertação enfoca as vertentes de educação integral que surgiram na história do país até chegar ao Programa Mais Educação, bem como tece algumas reflexões sobre como a educação física se apresenta no âmbito das intenções de institucionalização da Educação Integral no Brasil. Assim, temos como objetivo geral discutir a configuração pedagógica do Programa Segundo Tempo (PST) no Programa Mais Educação, bem como apontar possibilidades de integração de suas ações com a Educação Física escolar. Na metodologia foi adotada o estudo de caso, tendo como o caso as escolas acompanhadas pela Equipe Colaboradora 3 do Ministério do Esporte, usando como fonte de evidência o primeiro protocolo de avaliação realizado pelas Equipes Colaboradoras de Acompanhamento Pedagógico e Administrativo do Segundo Tempo no Brasil, especificamente as avaliações realizadas pela Equipe Colaboradora 3 (EC3), vinculada ao Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a qual acompanhou os convênios do Programa Mais Educação nos municípios de Bayeux/PB, Araruna/PB, Natal/RN e Parnamirim/RN, no ano de 2012.  No caso estudado percebe-se que as atividades desenvolvidas pelo PST, nas escolas acompanhadas, têm uma organização e práticas pedagógicas que convergem umas com as outras, mas se configuram com práticas desarticuladas das aulas de Educação Física, aspecto que diverge no que seria pensar ações pedagógicas para escolas de educação integral.

     

2
  • RODRIGO ALBERTO VIEIRA BROWNE
  • EFEITO AGUDO DO EXERCÍCIO AERÓBIO VIGOROSO SOBRE AS FUNÇÕES EXECUTIVAS EM ADOLESCENTES

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • JOSÉ FERNANDO VILA NOVA DE MORAES
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 12/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • É recomendado aos adolescentes realizarem 30 minutos de exercício aeróbio com intensidade vigorosa diariamente. No entanto, são escassos os estudos e pouco é conhecido dos efeitos destas recomendações sobre a cognição de adolescentes, principalmente, nas funções executivas. Deste modo, o objetivo do presente estudo é investigar o efeito agudo do exercício aeróbio em intensidade vigorosa sobre a função executiva em adolescentes. Para tanto, 25 adolescentes de ambos os sexos e com idade entre 10 e 16 anos serão submetidos a duas condições experimentais de 30 minutos, em ordem randomizada: 1) condição exercício aeróbio por meio de corrida na praia com intensidade vigorosa entre 60 e 80% da frequência cardíaca de reserva (FCR); e 2) condição sedentária assistindo desenho animado próprio para a idade (Kung Fu Panda). Antes e 10 minutos após as condições experimentais, serão aplicados dois testes cognitivos (Stroop test e Trail making test) para avaliação das funções executivas. A normalidade e a homogeneidade das variâncias dos dados serão testadas pelos testes de Shapiro-Wilk e Levene, respectivamente. Para a comparação dos testes cognitivos entre e intrassessão será utilizada a análise de variância (ANOVA) split-plot seguido do Post-hoc de Scheffé. Caso a esfericidade por meio do teste de Mauchly seja violada, a correção de Greenhouse-Geisser será utilizada para estatística F. O nível de significância adotado será de 5% (p<0,05).


  • Mostrar Abstract
  • É recomendado aos adolescentes realizarem 30 minutos de exercício aeróbio com intensidade vigorosa diariamente. No entanto, são escassos os estudos e pouco é conhecido dos efeitos destas recomendações sobre a cognição de adolescentes, principalmente, nas funções executivas. Deste modo, o objetivo do presente estudo é investigar o efeito agudo do exercício aeróbio em intensidade vigorosa sobre a função executiva em adolescentes. Para tanto, 25 adolescentes de ambos os sexos e com idade entre 10 e 16 anos serão submetidos a duas condições experimentais de 30 minutos, em ordem randomizada: 1) condição exercício aeróbio por meio de corrida na praia com intensidade vigorosa entre 60 e 80% da frequência cardíaca de reserva (FCR); e 2) condição sedentária assistindo desenho animado próprio para a idade (Kung Fu Panda). Antes e 10 minutos após as condições experimentais, serão aplicados dois testes cognitivos (Stroop test e Trail making test) para avaliação das funções executivas. A normalidade e a homogeneidade das variâncias dos dados serão testadas pelos testes de Shapiro-Wilk e Levene, respectivamente. Para a comparação dos testes cognitivos entre e intrassessão será utilizada a análise de variância (ANOVA) split-plot seguido do Post-hoc de Scheffé. Caso a esfericidade por meio do teste de Mauchly seja violada, a correção de Greenhouse-Geisser será utilizada para estatística F. O nível de significância adotado será de 5% (p<0,05).

3
  • DANIEL GOMES DA SILVA MACHADO
  • EFEITO AGUDO DA RESPIRAÇÃO ABDOMINAL LENTA SOBRE A ATIVIDADE CEREBRAL, RESPOSTAS EMOCIONAIS E CARDIOVASCULARES

  • Orientador : ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • DRAULIO BARROS DE ARAUJO
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LUIZ FERNANDO PAULINO RIBEIRO
  • Data: 13/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A respiração abdominal lenta (RAL) estimula o barorreflexo e gera a arritmia respiratória sinusal, causando mudança positiva cardiovascular, emocional e cerebral aguda e crônica. Entretanto, embora as práticas meditativas recebam atenção crescente nos últimos anos, não há consenso acerca das mudanças neurofisiológicas subjacentes a elas, principalmente pela falta de informação topográfica suficiente. Objetivo: Objetivamos analisar o efeito agudo da RAL sobre a atividade cerebral, respostas emocionais e cardiovasculares em sujeitos inexperientes em técnicas de meditação. Métodos: Dezessete homens adultos saldáveis foram avaliados em duas sessões diferentes de modo randômico e cruzado. Na condição experimental realizaram a RAL em 6 ciclos/minuto e no controle mantiveram sua taxa respiratória normal, ambas por 20 minutos. Avaliou-se antes e após as respectivas sessões a atividade cerebral com o eletroencefalograma (EEG), ansiedade, humor, variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e pressão arterial. O EEG foi analisado pelo sLORETA para localização das regiões cerebrais que sofreram mudança. Resultados: O sLORETA evidenciou uma redução na banda de frequência beta no giro frontal (P<0,01) e córtex cingulado anterior (P<0,05) tanto durante quanto e após a RAL (P<0,05) comparada ao repouso, sem mudança na condição controle. Adicionalmente, a ANOVA two-way com medidas repetidas mostrou que não houve efeito na ansiedade (P>0,8) nem no humor (P>0,08). Houve um pequeno aumento na PAS e PAD (P<0,009), melhora na VFC (P<0,03), aumento do intervalo RR e redução da FC após RAL, assim como aumento no SDNN, RMSSD, pNN50, no componente de baixa frequência, razão LF/HF e potência total durante a mesma. Conclusão: Concluímos que a RAL é capaz de modificar a atividade cerebral em regiões associadas ao processamento emocional, mesmo sem alterações comportamentais. Além disso, melhora a regulação da pressão arterial e VFC.



  • Mostrar Abstract
  • Introdução: A respiração abdominal lenta (RAL) estimula o barorreflexo e gera a arritmia respiratória sinusal, causando mudança positiva cardiovascular, emocional e cerebral aguda e crônica. Entretanto, embora as práticas meditativas recebam atenção crescente nos últimos anos, não há consenso acerca das mudanças neurofisiológicas subjacentes a elas, principalmente pela falta de informação topográfica suficiente. Objetivo: Objetivamos analisar o efeito agudo da RAL sobre a atividade cerebral, respostas emocionais e cardiovasculares em sujeitos inexperientes em técnicas de meditação. Métodos: Dezessete homens adultos saldáveis foram avaliados em duas sessões diferentes de modo randômico e cruzado. Na condição experimental realizaram a RAL em 6 ciclos/minuto e no controle mantiveram sua taxa respiratória normal, ambas por 20 minutos. Avaliou-se antes e após as respectivas sessões a atividade cerebral com o eletroencefalograma (EEG), ansiedade, humor, variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e pressão arterial. O EEG foi analisado pelo sLORETA para localização das regiões cerebrais que sofreram mudança. Resultados: O sLORETA evidenciou uma redução na banda de frequência beta no giro frontal (P<0,01) e córtex cingulado anterior (P<0,05) tanto durante quanto e após a RAL (P<0,05) comparada ao repouso, sem mudança na condição controle. Adicionalmente, a ANOVA two-way com medidas repetidas mostrou que não houve efeito na ansiedade (P>0,8) nem no humor (P>0,08). Houve um pequeno aumento na PAS e PAD (P<0,009), melhora na VFC (P<0,03), aumento do intervalo RR e redução da FC após RAL, assim como aumento no SDNN, RMSSD, pNN50, no componente de baixa frequência, razão LF/HF e potência total durante a mesma. Conclusão: Concluímos que a RAL é capaz de modificar a atividade cerebral em regiões associadas ao processamento emocional, mesmo sem alterações comportamentais. Além disso, melhora a regulação da pressão arterial e VFC.


4
  • LUIZ INÁCIO DO NASCIMENTO NETO
  • EFEITO DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA SOBRE O DESEMPENHO DE TIRO

  • Orientador : ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • ANTONIO PEREIRA JUNIOR
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LUIZ FERNANDO PAULINO RIBEIRO
  • Data: 13/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O tiro exige acurácia e precisão, e é praticado de modo competitivo, trabalho (militares) e lazer. No tiro competitivo e militar há uma necessidade da melhora da acurácia e precisão. Nesse sentido, o avanço da neurociência possibilita a utilização de técnicas como a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) que é capaz de modificar a atividade cerebral e tem demonstrado eficiência em modular o sistema nervoso autonômico (SNA) que desempenha um papel fundamental no controle fisiológico humano e influencia o desempenho de tiro. Portanto, a ETCC pode ser um recurso na melhoria do desempenho em tarefas como o tiro. Objetivo: analisar o efeito da ETCC sobre o desempenho de tiro e as respostas cardiovasculares. Métodos: a amostra foi composta por 13 policiais militares do sexo masculino de diferentes batalhões de Natal-RN. Inicialmente, testou-se a reprodutibilidade do desempenho no tiro em duas sessões de avaliação. Posteriormente, os sujeitos realizaram em ordem randômica três sessões de tiro com diferentes condições de ETCC, sendo 1- ETCC anódica unilateral (ETCC-A), 2- ETCC anódica bilateral (ETCC-B) e 3- condição placebo (sham; ETCC-S). Antes e após a ETCC avaliou-se a frequência cardíaca (FC), variabilidade da frequência cardíaca (VFC), pressão arterial sistêmica (PAS), acurácia, precisão, pontuação e tempo de tiro. Resultados: A ANOVA two-way com medidas repetidas mostrou que a ETCC-A aumentou a precisão de tiro (P=0,05), assim como houve aumento da PAD na condição ETCC-A (P<0,007) e ETCC-S (P<0,03). Não houve efeito sobre a acurácia, tempo de execução e pontuação de tiro, assim como em nenhuma outra variável cardiovascular. Conclusões: Concluímos que a ETCC anódica parece melhorar a precisão de tiro por meio de uma maior consistência no agrupamento dos disparos.



  • Mostrar Abstract
  • Introdução: O tiro exige acurácia e precisão, e é praticado de modo competitivo, trabalho (militares) e lazer. No tiro competitivo e militar há uma necessidade da melhora da acurácia e precisão. Nesse sentido, o avanço da neurociência possibilita a utilização de técnicas como a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) que é capaz de modificar a atividade cerebral e tem demonstrado eficiência em modular o sistema nervoso autonômico (SNA) que desempenha um papel fundamental no controle fisiológico humano e influencia o desempenho de tiro. Portanto, a ETCC pode ser um recurso na melhoria do desempenho em tarefas como o tiro. Objetivo: analisar o efeito da ETCC sobre o desempenho de tiro e as respostas cardiovasculares. Métodos: a amostra foi composta por 13 policiais militares do sexo masculino de diferentes batalhões de Natal-RN. Inicialmente, testou-se a reprodutibilidade do desempenho no tiro em duas sessões de avaliação. Posteriormente, os sujeitos realizaram em ordem randômica três sessões de tiro com diferentes condições de ETCC, sendo 1- ETCC anódica unilateral (ETCC-A), 2- ETCC anódica bilateral (ETCC-B) e 3- condição placebo (sham; ETCC-S). Antes e após a ETCC avaliou-se a frequência cardíaca (FC), variabilidade da frequência cardíaca (VFC), pressão arterial sistêmica (PAS), acurácia, precisão, pontuação e tempo de tiro. Resultados: A ANOVA two-way com medidas repetidas mostrou que a ETCC-A aumentou a precisão de tiro (P=0,05), assim como houve aumento da PAD na condição ETCC-A (P<0,007) e ETCC-S (P<0,03). Não houve efeito sobre a acurácia, tempo de execução e pontuação de tiro, assim como em nenhuma outra variável cardiovascular. Conclusões: Concluímos que a ETCC anódica parece melhorar a precisão de tiro por meio de uma maior consistência no agrupamento dos disparos.


5
  • PEDRO MORAES DUTRA AGRÍCOLA
  • NEUROMODULAÇÃO, ATIVIDADE NEURONAL E RESPOSTAS PSICOFISIOLÓGICAS DURANTE EXERCÍCIO FÍSICO

  • Orientador : ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • JOHN FONTENELE ARAUJO
  • RICKSON COELHO MESQUITA
  • Data: 23/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Sabe-se que o córtex pré-frontal (CPF) desempenha um papel importante no sistema de recompensa (SR) e o córtex insular (CI) conscientiza as informações advindas do estado corporal em sentimentos. Desse modo, modular estas regiões possibilita alterar as respostas psicofísiológicas ou seu comportamento em determinada situação, como por exemplo, no exercício físico. Objetivo: testar o efeito da neuromodulação sobre a atividade neuronal, respostas perceptuais e afetivas durante exercício físico. Métodos:  Quatorze homens saudáveis foram avaliados em cinco sessões. Na primeira sessão realizou-se o teste incremental máximo (TImáx) em cicloergômetro. As demais sessões constituíram da aplicação da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) em quatro condições distintas e aleatorizadas, seguidos de trinta minutos de exercício físico a 90% do limiar ventilatório. Foram mensurados a atividade neuronal (AtN) do CPF, percepção de esforço (PSE) e afeto. Resultados: O ANOVA two-way mostrou queda do afeto ao longo do tempo de exercício (P<0,03) em todas as condições de ETCC exceto na estimulação do CPF (P>0,08). Ademais, estimular o CPF gerou diferenças na PSE a partir da segunda metade do exercício (P<0,005), enquanto as outras condições a partir do segundo terço (P≤0,02). A AtN foi igual entre as condições de ETCC (P≥0,3), entretanto, a ETCC aplicada no CPF gerou a centralização (Hemisfério Direito = Hemisfério Esquerdo) da AtN, pós ETCC (P=1,00) e durante o exercício físico (P≥0,3), fato que não ocorreu nas demais condições (lateralização) (P<0,001). Conclusão: Concluímos que a ETCC sobre o CPF, estabilizou o comportamento do afeto e prolongou as mudanças na PSE durante o exercício, devido a centralização da AtN no orbito-frontal (ObF). Maior atividade na porção medial do ObF está associado a maior atividade do SR, que por sua vez modula aspectos emocionais e perceptuais. 


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: Sabe-se que o córtex pré-frontal (CPF) desempenha um papel importante no sistema de recompensa (SR) e o córtex insular (CI) conscientiza as informações advindas do estado corporal em sentimentos. Desse modo, modular estas regiões possibilita alterar as respostas psicofísiológicas ou seu comportamento em determinada situação, como por exemplo, no exercício físico. Objetivo: testar o efeito da neuromodulação sobre a atividade neuronal, respostas perceptuais e afetivas durante exercício físico. Métodos:  Quatorze homens saudáveis foram avaliados em cinco sessões. Na primeira sessão realizou-se o teste incremental máximo (TImáx) em cicloergômetro. As demais sessões constituíram da aplicação da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) em quatro condições distintas e aleatorizadas, seguidos de trinta minutos de exercício físico a 90% do limiar ventilatório. Foram mensurados a atividade neuronal (AtN) do CPF, percepção de esforço (PSE) e afeto. Resultados: O ANOVA two-way mostrou queda do afeto ao longo do tempo de exercício (P<0,03) em todas as condições de ETCC exceto na estimulação do CPF (P>0,08). Ademais, estimular o CPF gerou diferenças na PSE a partir da segunda metade do exercício (P<0,005), enquanto as outras condições a partir do segundo terço (P≤0,02). A AtN foi igual entre as condições de ETCC (P≥0,3), entretanto, a ETCC aplicada no CPF gerou a centralização (Hemisfério Direito = Hemisfério Esquerdo) da AtN, pós ETCC (P=1,00) e durante o exercício físico (P≥0,3), fato que não ocorreu nas demais condições (lateralização) (P<0,001). Conclusão: Concluímos que a ETCC sobre o CPF, estabilizou o comportamento do afeto e prolongou as mudanças na PSE durante o exercício, devido a centralização da AtN no orbito-frontal (ObF). Maior atividade na porção medial do ObF está associado a maior atividade do SR, que por sua vez modula aspectos emocionais e perceptuais. 

6
  • DÉBORAH REIS DO NASCIMENTO SILVA
  • Compreensões de corpo na Atividade Integrada "Saúde e Cidadania"

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 25/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Considerando os cursos de formação em saúde com diálogo e cenários de prática do Sistema Único de Saúde (SUS), a  Disciplina Saúde e Cidadania ''SACI'' configura-se como uma possibilidade de investigação. No momento em que o multiprofissional, a interdisciplinaridade, as experiências de vida, as interrogações sobre a saúde, as formas de cuidado, a observação da realidade social e a cultura de um lugar, potencialidades e fragilidades são consideradas e tem como características, o diálogo com outras áreas do conhecimento, o processo de democracia, coletividade, construção do conhecimento e espaço de escuta do outro. O objetivo da pesquisa é analisar o material didático relacionado à Atividade Integrada, ''Saúde e Cidadania'', no sentido de identificar e analisar compreensões de corpo. A partir do que já tem produzido com a intenção de aproximar e ampliar o olhar e a relação da Educação Física com o Programa Saúde da Família. Com relação à metodologia, trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, com enfoque de uma pesquisa documental,por meio da análise de conteúdo. Esse processo metodológico deu-se a partir da leitura do corpus de análise composto pelo Programa da Atividade Integrada Saúde e Cidadania, os quatro textos e o livro ''                    O que é Cidadania'', trabalhados durante a Disciplina, intitulados como; O trabalho em equipe, Saúde e Cidadania, Mas o que é mesmo um problema?, e “Porque usar técnicas etnográficas no mapeamento”. Após a leitura do material didático foram constituídas  categorias de análise que foram  interpretadas e relacionadas com o referencial teórico.  As categorias de análise foram:  corpo social-histórico, corpo sujeito ativo e corpo saúde. Identificamos assim, que a Disciplina SACI, nos seus discursos busca superar esses aspectos instrumentais do corpo e ampliar a compreensão desse, no momento que considera o corpo, a saúde relacionados não apenas a aspectos biológicos, mas sociais e culturais. Com isso, acreditamos que a pesquisa contribuiu ainda, para discutir os conceitos e reflexões sobre corpo, colaborando para que a sociedade compreenda a relação interligada entre corpo, saúde e cultura.


  • Mostrar Abstract
  • Considerando os cursos de formação em saúde com diálogo e cenários de prática do Sistema Único de Saúde (SUS), a  Disciplina Saúde e Cidadania ''SACI'' configura-se como uma possibilidade de investigação. No momento em que o multiprofissional, a interdisciplinaridade, as experiências de vida, as interrogações sobre a saúde, as formas de cuidado, a observação da realidade social e a cultura de um lugar, potencialidades e fragilidades são consideradas e tem como características, o diálogo com outras áreas do conhecimento, o processo de democracia, coletividade, construção do conhecimento e espaço de escuta do outro. O objetivo da pesquisa é analisar o material didático relacionado à Atividade Integrada, ''Saúde e Cidadania'', no sentido de identificar e analisar compreensões de corpo. A partir do que já tem produzido com a intenção de aproximar e ampliar o olhar e a relação da Educação Física com o Programa Saúde da Família. Com relação à metodologia, trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, com enfoque de uma pesquisa documental,por meio da análise de conteúdo. Esse processo metodológico deu-se a partir da leitura do corpus de análise composto pelo Programa da Atividade Integrada Saúde e Cidadania, os quatro textos e o livro ''                    O que é Cidadania'', trabalhados durante a Disciplina, intitulados como; O trabalho em equipe, Saúde e Cidadania, Mas o que é mesmo um problema?, e “Porque usar técnicas etnográficas no mapeamento”. Após a leitura do material didático foram constituídas  categorias de análise que foram  interpretadas e relacionadas com o referencial teórico.  As categorias de análise foram:  corpo social-histórico, corpo sujeito ativo e corpo saúde. Identificamos assim, que a Disciplina SACI, nos seus discursos busca superar esses aspectos instrumentais do corpo e ampliar a compreensão desse, no momento que considera o corpo, a saúde relacionados não apenas a aspectos biológicos, mas sociais e culturais. Com isso, acreditamos que a pesquisa contribuiu ainda, para discutir os conceitos e reflexões sobre corpo, colaborando para que a sociedade compreenda a relação interligada entre corpo, saúde e cultura.

7
  • ANA ZÉLIA ALVES VIEIRA BELO
  • ESTUDO FENOMENOLÓGICO DO CORPO NO PROJETO "PRAIA SEM BARREIRAS" EM RECIFE-PE

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA
  • ROBERTA CORTEZ GAIO
  • Data: 26/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa caracteriza-se como um estudo fenomenológico do corpo no Projeto Praia Sem Barreiras em Recife-PE. O objetivo da pesquisa é compreender a percepção que as pessoas com deficiência têm do próprio corpo e de sua experiência no referido Projeto, no sentido de identificar possibilidades de conhecimento sobre o fenômeno investigado e sobre a vivência do projeto. A fenomenologia como método de pesquisa permitiu descrever, interpretar e compreender os relatos de dez participantes do Projeto. Os relatos foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada que foram realizadas na praia, na tenda do Projeto durante os fins de semana. O principal referencial teórico utilizado na pesquisa encontra-se em Merleau-Ponty, Nóbrega, Courtine e Schilder. A compreensão dos relatos aponta-nos para significados polissêmicos a respeito do corpo, a saber: a percepção de corpo como movimento; padrão social em transformação; saúde e cuidado de si; felicidade ou forma de vida.  Encontramos ainda uma percepção do corpo associada à tradicional concepção do corpo máquina. Na compreensão das possibilidades e perspectivas relacionadas com a percepção do corpo ao participar do Projeto relataram as percepções que tiveram, tais como sentir a areia nos pés; o medo de entrar na água e também a satisfação de superá-lo; o sabor da água salgada na boca; o movimento de agarrar-se à cadeira anfíbia como uma nova situação; o fato de conhecer outras pessoas e poder fazer amizades; a satisfação de sair do calçadão e poder ver o mar de perto, entre outras. Com base na compreensão dos relatos, percebeu-se uma experiência vivida contemplada de sentimentos e emoções em relação ao corpo e à superação de limites não apenas físico, mas também subjetivos, existenciais e sociais. Assim, a partir da abordagem fenomenológica, pode-se concluir que este estudo apresenta novos olhares em relação às abordagens tradicionais sobre o corpo e a pessoa com deficiência, a percepção, a sensibilidade e a criação de possibilidades de escuta dos sujeitos que vivem uma dada condição humana e existencial, no sentido de investir em descobertas e ampliar a percepção do corpo e da sensibilidade para além dos padrões dominantes de corpo e aptidão física. Cada corpo é singular e essa percepção é compreendida como horizonte existencial e como horizonte epistemológico no campo da Educação Física, como uma das perspectivas de escuta da experiência vida que investe no corpo e em suas sensações como forma de ser e de estar no mundo com os outros.


  • Mostrar Abstract
  • Esta pesquisa caracteriza-se como um estudo fenomenológico do corpo no Projeto Praia Sem Barreiras em Recife-PE. O objetivo da pesquisa é compreender a percepção que as pessoas com deficiência têm do próprio corpo e de sua experiência no referido Projeto, no sentido de identificar possibilidades de conhecimento sobre o fenômeno investigado e sobre a vivência do projeto. A fenomenologia como método de pesquisa permitiu descrever, interpretar e compreender os relatos de dez participantes do Projeto. Os relatos foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada que foram realizadas na praia, na tenda do Projeto durante os fins de semana. O principal referencial teórico utilizado na pesquisa encontra-se em Merleau-Ponty, Nóbrega, Courtine e Schilder. A compreensão dos relatos aponta-nos para significados polissêmicos a respeito do corpo, a saber: a percepção de corpo como movimento; padrão social em transformação; saúde e cuidado de si; felicidade ou forma de vida.  Encontramos ainda uma percepção do corpo associada à tradicional concepção do corpo máquina. Na compreensão das possibilidades e perspectivas relacionadas com a percepção do corpo ao participar do Projeto relataram as percepções que tiveram, tais como sentir a areia nos pés; o medo de entrar na água e também a satisfação de superá-lo; o sabor da água salgada na boca; o movimento de agarrar-se à cadeira anfíbia como uma nova situação; o fato de conhecer outras pessoas e poder fazer amizades; a satisfação de sair do calçadão e poder ver o mar de perto, entre outras. Com base na compreensão dos relatos, percebeu-se uma experiência vivida contemplada de sentimentos e emoções em relação ao corpo e à superação de limites não apenas físico, mas também subjetivos, existenciais e sociais. Assim, a partir da abordagem fenomenológica, pode-se concluir que este estudo apresenta novos olhares em relação às abordagens tradicionais sobre o corpo e a pessoa com deficiência, a percepção, a sensibilidade e a criação de possibilidades de escuta dos sujeitos que vivem uma dada condição humana e existencial, no sentido de investir em descobertas e ampliar a percepção do corpo e da sensibilidade para além dos padrões dominantes de corpo e aptidão física. Cada corpo é singular e essa percepção é compreendida como horizonte existencial e como horizonte epistemológico no campo da Educação Física, como uma das perspectivas de escuta da experiência vida que investe no corpo e em suas sensações como forma de ser e de estar no mundo com os outros.

8
  • RAYANE MONALIZA DA NOBREGA OLIVEIRA
  • O Corpo em Michel Onfray

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 27/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • A temática do corpo permeia os discursos da Educação Física, os quais primam pelo viés das ciências biológicas, que o sedimenta para estudar o seu funcionamento. Em contrapartida, outro olhar nos é apresentado ao tratá-lo como corpo existencial, presente na Fenomenologia do filósofo francês Merleau-Ponty. No intuito de ampliar essas reflexões, passamos a descortinar a filosofia hedonista de Michel Onfray, indagando sobre a configuração do corpo retratado em seus escritos, a partir de críticas tecidas à moral cristã que permeia a tradição filosófica. Ela persegue fortemente a carne e os corpos, os espíritos e os entusiasmos para arrancar da matéria as energias que revelam a vida (Onfray, 2010). Entram em cena os valores do ideal ascético e do ideal hedonista. Este valoriza os prazeres momentâneos, a vertigem, as alegrias, os perfumes, os desejos, o agradável; afinal, potências do corpo libertino. Aquele é o ideal do bom cristão que coloca Deus acima das suas vontades, que crer no além da vida, que nega as paixões da carne; desse modo, configurando o corpo glorioso. Nesse sentido, o dado estudo tem a intenção de refletir sobre o corpo na filosofia de Michel Onfray, assim como, impulsionar novos olhares para o conhecimento de que trata a Educação Física. Como metodologia, utilizamos a hermenêutica, proposta por Paul Ricoeur (1976), que a define como um método utilizado na interpretação de textos. Para compor nossas buscas, catalogamos os livros de Onfray publicados no Brasil. Para auxiliar nossas interpretações, convocamos Mata (2007) que é tido como um intérprete brasileiro original do referido filósofo. Além disso, recorremos a filmes para ilustrar a temática abordada. A seleção se deu em decorrência da possível relação com os conceitos abordados na pesquisa – Corpo Glorioso e Corpo libertino – e como oportunidade de visualizar o momento histórico que marca os ideais referidos acima. Como estratégia didática, o texto está dividido em três capítulos: o primeiro é destinado à contextualização do pensamento do filósofo Michel Onfray; o segundo aborda o Corpo Glorioso contemplado pelo ideal ascético; e o terceiro, o Corpo Libertino promovido pelo ideal hedonista. Nas considerações finais, tentaremos responder as questões de estudo e evidenciar novas perspectivas para o universo da pesquisa.


  • Mostrar Abstract
  • A temática do corpo permeia os discursos da Educação Física, os quais primam pelo viés das ciências biológicas, que o sedimenta para estudar o seu funcionamento. Em contrapartida, outro olhar nos é apresentado ao tratá-lo como corpo existencial, presente na Fenomenologia do filósofo francês Merleau-Ponty. No intuito de ampliar essas reflexões, passamos a descortinar a filosofia hedonista de Michel Onfray, indagando sobre a configuração do corpo retratado em seus escritos, a partir de críticas tecidas à moral cristã que permeia a tradição filosófica. Ela persegue fortemente a carne e os corpos, os espíritos e os entusiasmos para arrancar da matéria as energias que revelam a vida (Onfray, 2010). Entram em cena os valores do ideal ascético e do ideal hedonista. Este valoriza os prazeres momentâneos, a vertigem, as alegrias, os perfumes, os desejos, o agradável; afinal, potências do corpo libertino. Aquele é o ideal do bom cristão que coloca Deus acima das suas vontades, que crer no além da vida, que nega as paixões da carne; desse modo, configurando o corpo glorioso. Nesse sentido, o dado estudo tem a intenção de refletir sobre o corpo na filosofia de Michel Onfray, assim como, impulsionar novos olhares para o conhecimento de que trata a Educação Física. Como metodologia, utilizamos a hermenêutica, proposta por Paul Ricoeur (1976), que a define como um método utilizado na interpretação de textos. Para compor nossas buscas, catalogamos os livros de Onfray publicados no Brasil. Para auxiliar nossas interpretações, convocamos Mata (2007) que é tido como um intérprete brasileiro original do referido filósofo. Além disso, recorremos a filmes para ilustrar a temática abordada. A seleção se deu em decorrência da possível relação com os conceitos abordados na pesquisa – Corpo Glorioso e Corpo libertino – e como oportunidade de visualizar o momento histórico que marca os ideais referidos acima. Como estratégia didática, o texto está dividido em três capítulos: o primeiro é destinado à contextualização do pensamento do filósofo Michel Onfray; o segundo aborda o Corpo Glorioso contemplado pelo ideal ascético; e o terceiro, o Corpo Libertino promovido pelo ideal hedonista. Nas considerações finais, tentaremos responder as questões de estudo e evidenciar novas perspectivas para o universo da pesquisa.

9
  • HUDDAY MENDES DA SILVA
  • EFEITO AGUDO DA ATIVIDADE FÍSICA ASSOCIADA À PRAXIAS IDEOMOTORAS SOBRE AS CONCENTRAÇÕES SÉRICAS DE CORTISOL E MEMÓRIA DECLARATIVA EM INDIVÍDUOS DE MEIA-IDADE E IDOSOS

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • RICARDO MORENO LIMA
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 27/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Diversas modificações são apontadas quanto ao envelhecimento, causando maior ou menos limitação imposta pelo decorrer dos anos. Dentre essas, pode-se destacar os diferentes graus de declínio cognitivo, particularmente da memória, podendo comprometer as atividades diárias e na funcionalidade do sujeito. Estudos demonstram associação entre os níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) com as funções cognitivas. Porém, não encontrou-se na literatura nenhum trabalho referenciando a associação entre aspectos cognitivos de memória e BDNF com o exercício práxico e/ou automático. Objetivo: Avaliar o efeito agudo da caminhada na água utilizando-se de exercícios práxicos e automáticos sobre a produção de Fatores Neurogênicos e o desempenho de habilidades de memória visual declarativa em idosos fisicamente ativos. Materiais e Métodos: Constrói-se uma pesquisa caracterizada como transversal de causa e efeito, com uma amostra inicialmente de 36 sujeitos (poder da amostra de 100%) fisicamente ativos com faixa etária compreendidas > 50 anos no projeto de Caminhada na água para idosos. Utilizará ainda de uma amostragem probabilística e não aleatória para seleção da amostra. Será utilizado do questionário MEEM (Mini Exame do Estado Mental) para verificar o estado cognitivo geral (BRUCKI et al., 2003), o teste de acuidade visual - cartela optótipos “E” de Rasquin (ARIPPOL et al., 2006), o teste de esquema corporal para Terceira Idade a partir do EMTI – Escala Motora para Terceira Idade (ROSA NETO et al., 2011) e ainda será utilizado o teste de memória visual declarativa proposto por Nitrini et al. (1994), aplicando-se antes da estimulação motora, imediatamente após e após 48 horas da prática, para verificação do efeito tardio. Para verificar a neurogênese será coletado o BDNF sérico a partir de 4ml de sangue, em jejum, por venopunção e encaminhado ao departamento de fisiologia da UFRN para, posteriormente, ser realizado a análise do BDNF sérico utilizando o Kit sandwich – ELISA. A distribuição da amostra em dois grupos (Grupo Marcha Automática - GMA e Grupo Marcha Praxica - GMP) possibilitam-nos verificar a comparação para dois diferentes programas, contando com um total de 16 semanas de intervenção. O tratamento estatístico a ser utilizado compreende por uma estatística descritiva (média, mediana, desvio padrão, mínimo e máximo), distribuição de frequência, análise da normalidade a partir do teste de Shapiro-Wilk (GAYA, 2008) verificar a normalidade da amostra como também o teste de Qui-quadrado para ver a homogeneidade (FIELD, 2009). Em seguida será utilizado o test t pareado para verificação entre os grupos (paramétricos) ou test de Mann-Whitney (não-paramétrico), será ainda utilizado uma análise de variância a ANOVA one-way (paramétricos) ou o teste de Kruskal-Wallis (não-paramétrico), para identificação de possíveis diferenças entre os grupos e as variáveis dependentes. Para observar uma possível correlação entre e memória visual e as mudanças dos resultados do BDNF sérico, utilizar-se-á do teste de correlação de Pearson (paramétrico) ou Sperman (não-paramétrico), visando um nível de significância de p<0,05.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: Diversas modificações são apontadas quanto ao envelhecimento, causando maior ou menos limitação imposta pelo decorrer dos anos. Dentre essas, pode-se destacar os diferentes graus de declínio cognitivo, particularmente da memória, podendo comprometer as atividades diárias e na funcionalidade do sujeito. Estudos demonstram associação entre os níveis séricos do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) com as funções cognitivas. Porém, não encontrou-se na literatura nenhum trabalho referenciando a associação entre aspectos cognitivos de memória e BDNF com o exercício práxico e/ou automático. Objetivo: Avaliar o efeito agudo da caminhada na água utilizando-se de exercícios práxicos e automáticos sobre a produção de Fatores Neurogênicos e o desempenho de habilidades de memória visual declarativa em idosos fisicamente ativos. Materiais e Métodos: Constrói-se uma pesquisa caracterizada como transversal de causa e efeito, com uma amostra inicialmente de 36 sujeitos (poder da amostra de 100%) fisicamente ativos com faixa etária compreendidas > 50 anos no projeto de Caminhada na água para idosos. Utilizará ainda de uma amostragem probabilística e não aleatória para seleção da amostra. Será utilizado do questionário MEEM (Mini Exame do Estado Mental) para verificar o estado cognitivo geral (BRUCKI et al., 2003), o teste de acuidade visual - cartela optótipos “E” de Rasquin (ARIPPOL et al., 2006), o teste de esquema corporal para Terceira Idade a partir do EMTI – Escala Motora para Terceira Idade (ROSA NETO et al., 2011) e ainda será utilizado o teste de memória visual declarativa proposto por Nitrini et al. (1994), aplicando-se antes da estimulação motora, imediatamente após e após 48 horas da prática, para verificação do efeito tardio. Para verificar a neurogênese será coletado o BDNF sérico a partir de 4ml de sangue, em jejum, por venopunção e encaminhado ao departamento de fisiologia da UFRN para, posteriormente, ser realizado a análise do BDNF sérico utilizando o Kit sandwich – ELISA. A distribuição da amostra em dois grupos (Grupo Marcha Automática - GMA e Grupo Marcha Praxica - GMP) possibilitam-nos verificar a comparação para dois diferentes programas, contando com um total de 16 semanas de intervenção. O tratamento estatístico a ser utilizado compreende por uma estatística descritiva (média, mediana, desvio padrão, mínimo e máximo), distribuição de frequência, análise da normalidade a partir do teste de Shapiro-Wilk (GAYA, 2008) verificar a normalidade da amostra como também o teste de Qui-quadrado para ver a homogeneidade (FIELD, 2009). Em seguida será utilizado o test t pareado para verificação entre os grupos (paramétricos) ou test de Mann-Whitney (não-paramétrico), será ainda utilizado uma análise de variância a ANOVA one-way (paramétricos) ou o teste de Kruskal-Wallis (não-paramétrico), para identificação de possíveis diferenças entre os grupos e as variáveis dependentes. Para observar uma possível correlação entre e memória visual e as mudanças dos resultados do BDNF sérico, utilizar-se-á do teste de correlação de Pearson (paramétrico) ou Sperman (não-paramétrico), visando um nível de significância de p<0,05.

10
  • RAFAELA CATHERINE DA SILVA CUNHA DE MEDEIROS
  • IMPACTO DE PROGRAMA DE EXERCÍCIO FÍSICO NA QUALIDADE DE VIDA E QUALIDADE DO SONO EM PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS: UM ESTUDO PROSPECTIVO

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • HUNAWAY ALBUQUERQUE GALVÃO DE SOUZA
  • MARLI TERESINHA GIMENIZ GALVÃO
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • Data: 03/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • O aumento da incidência, juntamente com as novas terapias para o HIV/AIDS trazem de maneira ascendente o exercício físico como modalidade terapêutica. Esse, promove alterações relevantes como regulação do sono, aumenta as capacidades funcionais e aeróbicas, auxilia na manutenção da função imune, atenua os efeitos adversos da terapia antirretroviral, melhorando, consequentemente, a qualidade de vida desses indivíduos. O objetivo do presente estudo foi avaliar, em diferentes períodos, a influência do exercício físico na qualidade de vida e qualidade do sono de pessoas vivendo com HIV/AIDS. A amostra foi composta por 17 pessoas vivendo com HIV/AIDS, acompanhadas longitudinalmente por 25 meses. Os voluntários foram submetidos as avaliações da qualidade de vida, qualidade do sono e parâmetros imunológicos, sendo então reavaliados durante os períodos de 2-4 meses (curto período), de 5-17 meses (médio período ou intermediário) e por fim, de 19-25 meses (longo período). Os resultados evidenciaram diferenças significativas em 5 dos 9 domínios da qualidade vida, apontando comportamentos positivos, especificamente nos domínios função geral, satisfação com a vida, preocupações com a saúde, preocupações com a medicação, aceitação ao HIV e na qualidade de vida total. Houveram mudanças e comportamentos positivos nos aspectos da qualidade do sono e parâmetros imunológicos. Concluímos que o exercício físico promoveu benefícios tanto a curto como à longo prazo, principalmente em domínios da qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/AIDS.

     


  • Mostrar Abstract
  • O aumento da incidência, juntamente com as novas terapias para o HIV/AIDS trazem de maneira ascendente o exercício físico como modalidade terapêutica. Esse, promove alterações relevantes como regulação do sono, aumenta as capacidades funcionais e aeróbicas, auxilia na manutenção da função imune, atenua os efeitos adversos da terapia antirretroviral, melhorando, consequentemente, a qualidade de vida desses indivíduos. O objetivo do presente estudo foi avaliar, em diferentes períodos, a influência do exercício físico na qualidade de vida e qualidade do sono de pessoas vivendo com HIV/AIDS. A amostra foi composta por 17 pessoas vivendo com HIV/AIDS, acompanhadas longitudinalmente por 25 meses. Os voluntários foram submetidos as avaliações da qualidade de vida, qualidade do sono e parâmetros imunológicos, sendo então reavaliados durante os períodos de 2-4 meses (curto período), de 5-17 meses (médio período ou intermediário) e por fim, de 19-25 meses (longo período). Os resultados evidenciaram diferenças significativas em 5 dos 9 domínios da qualidade vida, apontando comportamentos positivos, especificamente nos domínios função geral, satisfação com a vida, preocupações com a saúde, preocupações com a medicação, aceitação ao HIV e na qualidade de vida total. Houveram mudanças e comportamentos positivos nos aspectos da qualidade do sono e parâmetros imunológicos. Concluímos que o exercício físico promoveu benefícios tanto a curto como à longo prazo, principalmente em domínios da qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/AIDS.

     

11
  • RAPHAEL RAMOS DE OLIVEIRA LOPES
  • CORPO, PERCEPÇÃO E CULTURA DE MOVIMENTO NO CINEMA 

  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 24/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • O cinema influencia diretamente a vida dos sujeitos por aquilo que o visível e o invisível de suas imagens móveis evidenciam na sua apreciação estética. As relações entre o corpo, a percepção e o movimento na cinematografia apontam para novos horizontes de significações para que possamos ampliar o nosso olhar para a compreensão sobre a corporeidade e a cultura de movimento, o que nos permite criar ainda outros vínculos para ampliarmos o conhecimento sensível do corpo e do movimento para a área da Educação Física. Para tanto, partimos do ensejo de identificar e descrever as expressões do corpo e do movimento possibilitadas pela percepção cinestésica que temos das imagens fílmicas, relacionando-as com a compreensão de cultura de movimento, bem como apontar horizontes para o conhecimento estético da educação física, relacionando o corpo, a percepção e a expressividade. O método de pesquisa utilizado parte do pensamento fenomenológico do filósofo francês Merleau-ponty, fundamentando-nos em três aspectos que se encontram interligados: a experiência vivida, a intencionalidade da consciência e a redução fenomenológica; como técnica de pesquisa será utilizado nesse estudo a variação imaginativa, reconhecendo que os processos corporais e mentais se fazem presentes na imaginação. Assim, realizamos uma apreciação estética de algumas obras do cineasta Carlos Saura (Bodas de sangue, Ibéria, Tango, Fados), por meio de uma Ficha de filmes, em que descrevemos alguns aspectos técnicos do cinema, relacionando-­os com a relação entre o corpo e a cultura de movimento; reconhecemos nos filmes em questão aspectos deveras significativos para que possamos pensar sobre o conhecimento sensível da Educação Física em face da experiência corpórea, das fisionomias, das atitudes do corpo presentes no tempo e espaço, cujas imagens em movimento ampliam a nossa forma de ver e de perceber o corpo em movimento para além da vida comum. Nessa perspectiva, os diversos temas da vida e dos próprios discursos da Educação Física encontram no próprio refletir a extensão do nosso olhar dada pela conivência do real com o imaginário, possibilitando outros modos de ver e pensar sobre os diversos temas da corporeidade e da motricidade humana, por meio da experiência perceptiva que, no cinema, desperta a dimensão poética do corpo para fazer deste uma obra de arte.

     


  • Mostrar Abstract
  • O cinema influencia diretamente a vida dos sujeitos por aquilo que o visível e o invisível de suas imagens móveis evidenciam na sua apreciação estética. As relações entre o corpo, a percepção e o movimento na cinematografia apontam para novos horizontes de significações para que possamos ampliar o nosso olhar para a compreensão sobre a corporeidade e a cultura de movimento, o que nos permite criar ainda outros vínculos para ampliarmos o conhecimento sensível do corpo e do movimento para a área da Educação Física. Para tanto, partimos do ensejo de identificar e descrever as expressões do corpo e do movimento possibilitadas pela percepção cinestésica que temos das imagens fílmicas, relacionando-as com a compreensão de cultura de movimento, bem como apontar horizontes para o conhecimento estético da educação física, relacionando o corpo, a percepção e a expressividade. O método de pesquisa utilizado parte do pensamento fenomenológico do filósofo francês Merleau-ponty, fundamentando-nos em três aspectos que se encontram interligados: a experiência vivida, a intencionalidade da consciência e a redução fenomenológica; como técnica de pesquisa será utilizado nesse estudo a variação imaginativa, reconhecendo que os processos corporais e mentais se fazem presentes na imaginação. Assim, realizamos uma apreciação estética de algumas obras do cineasta Carlos Saura (Bodas de sangue, Ibéria, Tango, Fados), por meio de uma Ficha de filmes, em que descrevemos alguns aspectos técnicos do cinema, relacionando-­os com a relação entre o corpo e a cultura de movimento; reconhecemos nos filmes em questão aspectos deveras significativos para que possamos pensar sobre o conhecimento sensível da Educação Física em face da experiência corpórea, das fisionomias, das atitudes do corpo presentes no tempo e espaço, cujas imagens em movimento ampliam a nossa forma de ver e de perceber o corpo em movimento para além da vida comum. Nessa perspectiva, os diversos temas da vida e dos próprios discursos da Educação Física encontram no próprio refletir a extensão do nosso olhar dada pela conivência do real com o imaginário, possibilitando outros modos de ver e pensar sobre os diversos temas da corporeidade e da motricidade humana, por meio da experiência perceptiva que, no cinema, desperta a dimensão poética do corpo para fazer deste uma obra de arte.

     

12
  • CHRISTYAN GIULLIANNO DE LARA SOUZA SILVA
  • CORPO, MOVIMENTO E APRENDIZAGEM NA PSICOCINÉTICA DE JEAN LE BOULCH  

  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 24/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • Como professores de Educação Física escolar, encontramo-nos sempre envoltos às questões relacionadas à nossa atuação, seja nas questões de cunho metodológico ou epistemológico. Nesta pesquisa, objetivamos identificar as compreensões de corpo, movimento e aprendizagem na teoria Psicocinética proposta por Jean Le Boulch e sua aproximação com a Educação Física. Buscamos apontar elementos epistemológicos sobre a teoria, a Educação Física e sua atualidade nesta área, acreditando que essa aproximação e diálogo venham contribuir com o este campo do conhecimento. Professor francês, formado em Educação Física, Medicina e Psicologia, Le Boulch teve grande influência na área da Educação Física no Brasil nos anos 70 e 80, principalmente com sua vinda para ministrar cursos e com os conhecimentos trazidos da psicomotricidade. Seus estudos caminharam na construção do conhecimento sobre o movimento humano, considerando sua importância no desenvolvimento da pessoa e na crítica à visão mecanicista do corpo e do movimento. Nossas reflexões serão baseadas nos conceitos trazidos pela Psicocinética apresentados nas referências bibliográficas de Le Boulch no Brasil, além de outros trabalhos desenvolvidos por ele neste país, conferências, palestras e entrevista desse estudioso, assim como dos debatedores do seu trabalho. Optamos por uma abordagem teórica e adotaremos a Fenomenologia do filósofo Maurice Merleau-Ponty (1999) como referência metodológica, considerando também a influência do seu pensamento nos estudos de Le Boulch. A Educação Física é área do conhecimento na qual a aprendizagem do movimento configura sua intervenção, pensamos então, que o corpo sendo unidade que existe em si próprio em relação ao mundo e esse contato com o mundo dá-se a partir do movimento humano, novos sentidos para o ensino da Educação Física podem configurar-se a partir da reflexão dos conceitos fenomenológicos trazidos por Le Boulch em sua teoria.


  • Mostrar Abstract
  • Como professores de Educação Física escolar, encontramo-nos sempre envoltos às questões relacionadas à nossa atuação, seja nas questões de cunho metodológico ou epistemológico. Nesta pesquisa, objetivamos identificar as compreensões de corpo, movimento e aprendizagem na teoria Psicocinética proposta por Jean Le Boulch e sua aproximação com a Educação Física. Buscamos apontar elementos epistemológicos sobre a teoria, a Educação Física e sua atualidade nesta área, acreditando que essa aproximação e diálogo venham contribuir com o este campo do conhecimento. Professor francês, formado em Educação Física, Medicina e Psicologia, Le Boulch teve grande influência na área da Educação Física no Brasil nos anos 70 e 80, principalmente com sua vinda para ministrar cursos e com os conhecimentos trazidos da psicomotricidade. Seus estudos caminharam na construção do conhecimento sobre o movimento humano, considerando sua importância no desenvolvimento da pessoa e na crítica à visão mecanicista do corpo e do movimento. Nossas reflexões serão baseadas nos conceitos trazidos pela Psicocinética apresentados nas referências bibliográficas de Le Boulch no Brasil, além de outros trabalhos desenvolvidos por ele neste país, conferências, palestras e entrevista desse estudioso, assim como dos debatedores do seu trabalho. Optamos por uma abordagem teórica e adotaremos a Fenomenologia do filósofo Maurice Merleau-Ponty (1999) como referência metodológica, considerando também a influência do seu pensamento nos estudos de Le Boulch. A Educação Física é área do conhecimento na qual a aprendizagem do movimento configura sua intervenção, pensamos então, que o corpo sendo unidade que existe em si próprio em relação ao mundo e esse contato com o mundo dá-se a partir do movimento humano, novos sentidos para o ensino da Educação Física podem configurar-se a partir da reflexão dos conceitos fenomenológicos trazidos por Le Boulch em sua teoria.

13
  • RACQUEL GUIMARAES DA SILVA
  • EQUILÍBRIO POSTURAL ESTÁTICO E ESTRATÉGIAS DE CONTROLE POSTURAL EM INDIVÍDUOS COM LESÃO MEDULAR

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • JOSÉ ÂNGELO BARELA
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 14/08/2015

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O controle de equilíbrio envolve a ação conjunta do sistema sensorial e motor, coordenados pelo Sistema Nervoso Central (SNC). Os usuários de cadeiras de rodas interagem com o ambiente a partir de uma posição sentada, diferente dos indivíduos andantes, o que lhes exige estratégias de controle postural diferentes destes. Essa diferença mostra a necessidade de informações mais detalhadas acerca do equilíbrio de usuários de cadeiras de rodas, principalmente dos lesionados da medula espinhal, a fim de compreender a ação do sistema de controle postural e contribuir na realização das atividades de vida diária e tarefas esportivas desses indivíduos. Objetivo: Analisar o padrão de equilíbrio postural estático e as estratégias de controle postural em lesionados da medula espinhal sentados em diferentes superfícies. Metodologia: 19 sujeitos (10 saudáveis e nove lesionados da medula) foram submetidos a avaliações do equilíbrio sentado sobre uma plataforma de força, em três condições: sentados em uma cadeira de rodas, em um banco de madeira e sobre a superfície da própria plataforma em posição de buda. Durante os testes, através de eletromiografia de superfície, foram acompanhadas as atividades musculares do peitoral maior, serrátil anterior, reto abdominal, trapézio superior, trapézio inferior, eretor epinhal à altura de L1 e T9 e grande dorsal. Resultados: Houve diferenças significativas entre os grupos principalmente na condição cadeira. As variáveis de tempo mostraram maior oscilação do Centro de Pressão (CP) nos lesionados da medula do que nos indivíduos saudáveis. As variáveis de frequência mostraram maiores porcentagens nas faixas de frequência mais baixas no grupo de lesionados, indicando maior utilização dos sistemas sensoriais (visual e vestibular) como principal estratégia de controle postural por parte desses indivíduos. Além disso, também foi observada maior ativação muscular dos músculos serrátil anterior e grande dorsal nos lesionados da medula na condição cadeira e menor ativação do eretor epinhal L1 na condição banco. Conclusão: Os achados do presente estudo sugerem que os indivíduos com lesão medular utilizam estratégias de controle postural diferentes dos indivíduos andantes, utilizando os sistemas sensoriais e outras sinergias musculares para compensar os prejuízos dos outros sistemas e músculos envolvidos no controle postural.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: O controle de equilíbrio envolve a ação conjunta do sistema sensorial e motor, coordenados pelo Sistema Nervoso Central (SNC). Os usuários de cadeiras de rodas interagem com o ambiente a partir de uma posição sentada, diferente dos indivíduos andantes, o que lhes exige estratégias de controle postural diferentes destes. Essa diferença mostra a necessidade de informações mais detalhadas acerca do equilíbrio de usuários de cadeiras de rodas, principalmente dos lesionados da medula espinhal, a fim de compreender a ação do sistema de controle postural e contribuir na realização das atividades de vida diária e tarefas esportivas desses indivíduos. Objetivo: Analisar o padrão de equilíbrio postural estático e as estratégias de controle postural em lesionados da medula espinhal sentados em diferentes superfícies. Metodologia: 19 sujeitos (10 saudáveis e nove lesionados da medula) foram submetidos a avaliações do equilíbrio sentado sobre uma plataforma de força, em três condições: sentados em uma cadeira de rodas, em um banco de madeira e sobre a superfície da própria plataforma em posição de buda. Durante os testes, através de eletromiografia de superfície, foram acompanhadas as atividades musculares do peitoral maior, serrátil anterior, reto abdominal, trapézio superior, trapézio inferior, eretor epinhal à altura de L1 e T9 e grande dorsal. Resultados: Houve diferenças significativas entre os grupos principalmente na condição cadeira. As variáveis de tempo mostraram maior oscilação do Centro de Pressão (CP) nos lesionados da medula do que nos indivíduos saudáveis. As variáveis de frequência mostraram maiores porcentagens nas faixas de frequência mais baixas no grupo de lesionados, indicando maior utilização dos sistemas sensoriais (visual e vestibular) como principal estratégia de controle postural por parte desses indivíduos. Além disso, também foi observada maior ativação muscular dos músculos serrátil anterior e grande dorsal nos lesionados da medula na condição cadeira e menor ativação do eretor epinhal L1 na condição banco. Conclusão: Os achados do presente estudo sugerem que os indivíduos com lesão medular utilizam estratégias de controle postural diferentes dos indivíduos andantes, utilizando os sistemas sensoriais e outras sinergias musculares para compensar os prejuízos dos outros sistemas e músculos envolvidos no controle postural.

14
  • JOSÉ CARLOS GOMES DA SILVA
  • Ciclo ergômetro de braço: Implicação de diferentes manoplas na resposta mioelétrica

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • IAN VICTOR SILVA
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • PEDRO OLAVO DE PAULA LIMA
  • TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • Data: 21/08/2015

  • Mostrar Resumo
  • Resumo

    Objetivo: O objetivo do presente trabalho centrou-se em observar o comportamento da ativação mioelétrica dos músculos de membro superior utilizando a manopla da pegada pronada e a manopla da pegada neutra, durante um teste incremental. Metodologia: A amostra foi composta por 5 cadeirantes fisicamente ativos, praticantes de musculação, basquetebol ou handbike com idade de 28 ± 3 (anos), massa 52 ± 5,4 (kg), altura 162 ± 15,25 (cm), que apresentavam poliomielite, mielomeningocele ou lesão medular nível T4 e T5. O teste incremental foi realizado no ciclo ergômetro de braço enquanto a atividade mioelétrica foi analisada através eletromiografia de superfície nas seguintes musculaturas: occipitofrontal, trapézio superior, deltóide medial e braquiorradial. Os participantes foram três vezes ao laboratório: A primeira vez foi a familiarização, na qual os participantes foram instruídos sobre os procedimentos do estudo e testaram as diferentes manoplas; A segunda sessão foi o teste com a manopla de pegada pronada e após 48 horas finalizaram com o teste com a manopla com a pegada neutra. Como tratamento estatístico inicialmente foi observado o comportamento da distribuição dos dados pelo teste de Shapiro-Wilk, a descrição feita por médias e desvio padrão e as inferências pelo delta de mudança do percentual do RMS. Resultados: Os resultados encontrados revelaram que atividade mioelétrica dos músculos trapézio superior, do deltóide medial e do braquiorradial mantiveram-se sempre menores durante todo o teste com a pegada neutra. Conclusão: Os achados desse estudo mostram que a manopla de pegada neutraapresentou a atividade mioelétrica das musculaturas da cintura escapular, ombro e cotovelo diminuída, sugerindo com isto a possibilidade de minimizar o risco de lesões osteomioarticulares durante o teste incremental.

    Palavras-Chave: Eletromiografia, Teste de Esforço, Pessoas com Deficiência físicas. 


  • Mostrar Abstract
  • Resumo

    Objetivo: O objetivo do presente trabalho centrou-se em observar o comportamento da ativação mioelétrica dos músculos de membro superior utilizando a manopla da pegada pronada e a manopla da pegada neutra, durante um teste incremental. Metodologia: A amostra foi composta por 5 cadeirantes fisicamente ativos, praticantes de musculação, basquetebol ou handbike com idade de 28 ± 3 (anos), massa 52 ± 5,4 (kg), altura 162 ± 15,25 (cm), que apresentavam poliomielite, mielomeningocele ou lesão medular nível T4 e T5. O teste incremental foi realizado no ciclo ergômetro de braço enquanto a atividade mioelétrica foi analisada através eletromiografia de superfície nas seguintes musculaturas: occipitofrontal, trapézio superior, deltóide medial e braquiorradial. Os participantes foram três vezes ao laboratório: A primeira vez foi a familiarização, na qual os participantes foram instruídos sobre os procedimentos do estudo e testaram as diferentes manoplas; A segunda sessão foi o teste com a manopla de pegada pronada e após 48 horas finalizaram com o teste com a manopla com a pegada neutra. Como tratamento estatístico inicialmente foi observado o comportamento da distribuição dos dados pelo teste de Shapiro-Wilk, a descrição feita por médias e desvio padrão e as inferências pelo delta de mudança do percentual do RMS. Resultados: Os resultados encontrados revelaram que atividade mioelétrica dos músculos trapézio superior, do deltóide medial e do braquiorradial mantiveram-se sempre menores durante todo o teste com a pegada neutra. Conclusão: Os achados desse estudo mostram que a manopla de pegada neutraapresentou a atividade mioelétrica das musculaturas da cintura escapular, ombro e cotovelo diminuída, sugerindo com isto a possibilidade de minimizar o risco de lesões osteomioarticulares durante o teste incremental.

    Palavras-Chave: Eletromiografia, Teste de Esforço, Pessoas com Deficiência físicas. 

2014
Dissertações
1
  • JASON AZEVEDO DE MEDEIROS
  • EFEITO DO TREINAMENTO RESISTIDO NA FUNÇÃO AUTÔNOMICA CARDÍACA, NOS PARÂMETROS BIOQUÍMICOS E ANTROPOMÉTRICOS DE PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • RONALDO VAGNER THOMATIELI DOS SANTOS
  • Data: 21/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A terapia antirretroviral altamente ativa (HAART) aumentou a expectativa de vida das pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHIV). O uso prolongado da HAART provoca implicações metabólicas e influencia na redistribuição de gordura corporal e aumento do índice de doenças cardiovasculares. Objetivo: Avaliar o efeito do treinamento resistido na variabilidade da frequência cardíaca, nos parâmetros bioquímicos e somatótipo de PVHIV. Métodos: participaram do estudo 8 homens sedentários, com idade acima de 25 anos vivendo com HIV/AIDS sob uso de HAART. Foram submetidos a uma intervenção de 8 semanas com treinamento resistido e controlados por aconselhamento dietético. Foram avaliados a variabilidade da frequência cardíaca; parâmetros bioquímicos e a somatotipia, de forma pareada, antes a após a intervenção. Após a constatação da não normalidade dos dados pelo teste de Shapiro-Wilk, foi realizado o teste U de Mann-Whitney para comparar as variáveis pré e pós intervenção, sendo que para o somatotipo utilizou-se a distância de dispersão dos somatotipos (DDS) e Distância espacial dos somatotipos (DES). Também foi verificada a relação dos dados pela correlação de Spearmam. Para todas as variáveis foi adotado um valor de p<0,05 e DDS≥2 e DES≥1. Resultados: As variáveis investigadas não apresentaram diferenças significativas quando comparadas pré e pós intervenção e quando correlacionadas com a tonelagem relativa, pré e pós intervenção, porém apresentaram uma alta variância amostral. Foi encontrado para o DDS diferenças em 4 sujeitos e para o DES em apenas 1. Conclusão: O treinamento resistido de 8 semanas não interferiu significativamente na função autonômica cardíaca e parâmetros bioquímicos de PVHIV. Porém foram identificadas mudanças nos somatotipos, com predominância da mesomorifa. Uma alta variância nas amostras de cada sujeito, pode ser explicada pelas influencias das diferentes combinações e tempo de uso da HAART; tempo da infecção do HIV; idade e estilo de vida adotado.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: A terapia antirretroviral altamente ativa (HAART) aumentou a expectativa de vida das pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHIV). O uso prolongado da HAART provoca implicações metabólicas e influencia na redistribuição de gordura corporal e aumento do índice de doenças cardiovasculares. Objetivo: Avaliar o efeito do treinamento resistido na variabilidade da frequência cardíaca, nos parâmetros bioquímicos e somatótipo de PVHIV. Métodos: participaram do estudo 8 homens sedentários, com idade acima de 25 anos vivendo com HIV/AIDS sob uso de HAART. Foram submetidos a uma intervenção de 8 semanas com treinamento resistido e controlados por aconselhamento dietético. Foram avaliados a variabilidade da frequência cardíaca; parâmetros bioquímicos e a somatotipia, de forma pareada, antes a após a intervenção. Após a constatação da não normalidade dos dados pelo teste de Shapiro-Wilk, foi realizado o teste U de Mann-Whitney para comparar as variáveis pré e pós intervenção, sendo que para o somatotipo utilizou-se a distância de dispersão dos somatotipos (DDS) e Distância espacial dos somatotipos (DES). Também foi verificada a relação dos dados pela correlação de Spearmam. Para todas as variáveis foi adotado um valor de p<0,05 e DDS≥2 e DES≥1. Resultados: As variáveis investigadas não apresentaram diferenças significativas quando comparadas pré e pós intervenção e quando correlacionadas com a tonelagem relativa, pré e pós intervenção, porém apresentaram uma alta variância amostral. Foi encontrado para o DDS diferenças em 4 sujeitos e para o DES em apenas 1. Conclusão: O treinamento resistido de 8 semanas não interferiu significativamente na função autonômica cardíaca e parâmetros bioquímicos de PVHIV. Porém foram identificadas mudanças nos somatotipos, com predominância da mesomorifa. Uma alta variância nas amostras de cada sujeito, pode ser explicada pelas influencias das diferentes combinações e tempo de uso da HAART; tempo da infecção do HIV; idade e estilo de vida adotado.

2
  • JOAO MARIA DA CRUZ
  • TRAJETÓRIA PROFISSIONAL E RUPTURAS EPISTEMOLÓGICAS NA EDUCAÇÃO FÍSICA NA ATUAÇÃO DO PROFESSOR

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO DE PADUA DOS SANTOS
  • EVANDO CARLOS MOREIRA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 24/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação é fruto de inquietações com os processos teórico-metodológicos e aprendizagem ocorridos na prática pedagógica da Educação Física na escola, as quais me acompanham desde a formação inicial, momento em que vivenciei uma aprendizagem de forma fragmentada, voltada ao tecnicismo e a esportivização. No intuito de melhor qualificar as intervenções pedagógicas da educação física na escola, estive sempre preocupado em aplicar o que recebia na Universidade, mas o cotidiano das aulas estava sempre a exigir outros fazeres. Nesse sentido, muito foram os momentos de rupturas epistemológicas ocorridas na minha formação, nas quais sempre busquei novos investimentos na formação para dar conta da oferta de uma educação física mais humanista e pautada em verdadeiros preceitos educacionais. Nesse intuito tive que refletir sobre as intervenções pedagógicas ao longo da minha formação, no sentido de não realizar as atividades como acúmulo de fazeres, mas como metamorfoses de saberes e, portanto, geradoras de aprendizagens para os alunos. Dessa forma, essa dissertação insere-se nesse contexto com o objetivo geral, de discutir a minha trajetória profissional, considerando-se as rupturas epistemológicas da Educação Física, ocorridas na minha formação e atuação. Objetiva-se, ainda, identificar as contribuições destas formações na atuação profissional, centradas na narração e reflexão de experiências significativas no ensino do esporte e da Educação Física Escolar. Ressalta-se as mudanças de paradigmas, saindo dos métodos ginásticos, passando pelo método dança-educação física, psicomotricidade, chegando às teorias críticas contemporâneas vivenciadas a partir da cultura de movimento, bem como suas implicações para a atuação profissional. Optamos por uma pesquisa qualitativa, utilizando o método autobiográfico, tendo como técnicas ou fontes, as narrativas, o registro fotográfico e amostra de vídeos. Nos estudos, dentro da área da educação, na maioria das vezes, as pesquisas qualitativas vieram se contrapor a visão positivista da quantificação nas analises dos fenômenos sociais. Novas ideias foram aparecendo no sentido de apresentar perspectivas inovadoras para se entender o real.  Os dados da pesquisa serão apresentados de forma narrada (descritiva), analisados como base no referencial teórico que orienta o estudo, em especial autores que discutem a educação física escolar, a formação profissional e a concepção de corpo.  Acreditamos que nossa pesquisa poderá ser de relevância para a formação em Educação Física, pois a partir de reflexões pedagógicas em determinadas realidades históricas, vislumbra ser possível abrir novos olhares para a atuação de outros professores de educação física.

     

     

     

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Esta dissertação é fruto de inquietações com os processos teórico-metodológicos e aprendizagem ocorridos na prática pedagógica da Educação Física na escola, as quais me acompanham desde a formação inicial, momento em que vivenciei uma aprendizagem de forma fragmentada, voltada ao tecnicismo e a esportivização. No intuito de melhor qualificar as intervenções pedagógicas da educação física na escola, estive sempre preocupado em aplicar o que recebia na Universidade, mas o cotidiano das aulas estava sempre a exigir outros fazeres. Nesse sentido, muito foram os momentos de rupturas epistemológicas ocorridas na minha formação, nas quais sempre busquei novos investimentos na formação para dar conta da oferta de uma educação física mais humanista e pautada em verdadeiros preceitos educacionais. Nesse intuito tive que refletir sobre as intervenções pedagógicas ao longo da minha formação, no sentido de não realizar as atividades como acúmulo de fazeres, mas como metamorfoses de saberes e, portanto, geradoras de aprendizagens para os alunos. Dessa forma, essa dissertação insere-se nesse contexto com o objetivo geral, de discutir a minha trajetória profissional, considerando-se as rupturas epistemológicas da Educação Física, ocorridas na minha formação e atuação. Objetiva-se, ainda, identificar as contribuições destas formações na atuação profissional, centradas na narração e reflexão de experiências significativas no ensino do esporte e da Educação Física Escolar. Ressalta-se as mudanças de paradigmas, saindo dos métodos ginásticos, passando pelo método dança-educação física, psicomotricidade, chegando às teorias críticas contemporâneas vivenciadas a partir da cultura de movimento, bem como suas implicações para a atuação profissional. Optamos por uma pesquisa qualitativa, utilizando o método autobiográfico, tendo como técnicas ou fontes, as narrativas, o registro fotográfico e amostra de vídeos. Nos estudos, dentro da área da educação, na maioria das vezes, as pesquisas qualitativas vieram se contrapor a visão positivista da quantificação nas analises dos fenômenos sociais. Novas ideias foram aparecendo no sentido de apresentar perspectivas inovadoras para se entender o real.  Os dados da pesquisa serão apresentados de forma narrada (descritiva), analisados como base no referencial teórico que orienta o estudo, em especial autores que discutem a educação física escolar, a formação profissional e a concepção de corpo.  Acreditamos que nossa pesquisa poderá ser de relevância para a formação em Educação Física, pois a partir de reflexões pedagógicas em determinadas realidades históricas, vislumbra ser possível abrir novos olhares para a atuação de outros professores de educação física.

     

     

     

     

     

3
  • HELLYSON RIBEIRO COSTA
  • O Corpo e as Práticas Corporais em Praças Públicas de Natal

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 24/02/2014

  • Mostrar Resumo
  •  

    Pensar o corpo em movimento na cidade é refletir sobre o quiasma que nos faz indagar onde situar o limite do corpo e do mundo, e com isso colocar em questão a ideia de entrelaçamento entre os corpos, refletindo sobre as formas e os lugares em que vivemos, lançando um olhar sobre o cotidiano em nosso entorno, mas também naquilo que evitamos enxergar.  Essa pesquisa tem como principal objetivo: Discutir sobre a relação entre as práticas corporais e praças públicas de Natal-RN, no sentido de identificar os usos do corpo nesses espaços. Diante da escassez de trabalhos nessa temática na nossa cidade, apontamos a necessidade de contribuir com a produção do conhecimento, estudando alguns aspectos do corpo em movimento na vida cotidiana e pública, onde buscamos os significados que o corpo humano apresenta em diferentes contextos e intencionalidades. Esse estudo teve sua fundamentação baseada na abordagem fenomenológica existencial de Merleau – Ponty (2011), pois direciona-se as experiências vividas, no sentido de compreendê-las. Usamos como estratégia de pesquisa a modalidade do fenômeno situado, que é dirigida para os significados, ou seja, para expressões sobre percepções que o sujeito tem daquilo que está sendo pesquisado.  O grupo investigado foi composto por 20 sujeitos que frequentam praças públicas de Natal-RN, mais especificamente a Praça Pedro Velho e a Praça Augusto Severo, localizadas no bairro de Petrópolis e Ribeira respectivamente. Realizamos observações semiestruturadas que foram registradas em um portfólio, além de registros fotográficos. Durante o percurso metodológico buscamos analisar documentos que estavam disponíveis e que apresentavam informações sobre as praças pesquisadas e utilizamos questionários para a realização das entrevistas com os sujeitos investigados. Essa dissertação estar dividida em Dois Capítulos: o primeiro Capítulo apresenta as relações entre O Corpo e o espaço no cenário das praças Augusto Severo e Pedro Velho, onde revelamos os corpos que compõem seus espaços, em um diálogo que busca relações de significados e símbolos marcados pelo viver na cidade através de suas experiências. O segundo Capítulo discutirá o Corpo e as Práticas Corporais nas praças públicas que citamos anteriormente e foram escolhidas para nossos estudos, onde mostramos características próprias das práticas corporais imersas no espaço urbano, sendo os sujeitos aqueles que nos comunicam sobre suas percepções ao estar em movimento em praça pública. A partir das analises evidenciamos diversas possibilidades que o corpo apresenta para estar em movimento na cidade em que habita, especialmente em praça pública, que refletiram a complexidade que é observar as diferentes cenas que nos são apresentadas a cada instante, pois podemos visualizar diferentes atitudes corporais que se fazem presentes com diversificadas simbologias e intenções, o que confirma nossa compreensão de que os corpos humanos são bioculturais e se diferenciam sensivelmente de acordo com suas experiências vividas.  

     

     


  • Mostrar Abstract
  •  

    Pensar o corpo em movimento na cidade é refletir sobre o quiasma que nos faz indagar onde situar o limite do corpo e do mundo, e com isso colocar em questão a ideia de entrelaçamento entre os corpos, refletindo sobre as formas e os lugares em que vivemos, lançando um olhar sobre o cotidiano em nosso entorno, mas também naquilo que evitamos enxergar.  Essa pesquisa tem como principal objetivo: Discutir sobre a relação entre as práticas corporais e praças públicas de Natal-RN, no sentido de identificar os usos do corpo nesses espaços. Diante da escassez de trabalhos nessa temática na nossa cidade, apontamos a necessidade de contribuir com a produção do conhecimento, estudando alguns aspectos do corpo em movimento na vida cotidiana e pública, onde buscamos os significados que o corpo humano apresenta em diferentes contextos e intencionalidades. Esse estudo teve sua fundamentação baseada na abordagem fenomenológica existencial de Merleau – Ponty (2011), pois direciona-se as experiências vividas, no sentido de compreendê-las. Usamos como estratégia de pesquisa a modalidade do fenômeno situado, que é dirigida para os significados, ou seja, para expressões sobre percepções que o sujeito tem daquilo que está sendo pesquisado.  O grupo investigado foi composto por 20 sujeitos que frequentam praças públicas de Natal-RN, mais especificamente a Praça Pedro Velho e a Praça Augusto Severo, localizadas no bairro de Petrópolis e Ribeira respectivamente. Realizamos observações semiestruturadas que foram registradas em um portfólio, além de registros fotográficos. Durante o percurso metodológico buscamos analisar documentos que estavam disponíveis e que apresentavam informações sobre as praças pesquisadas e utilizamos questionários para a realização das entrevistas com os sujeitos investigados. Essa dissertação estar dividida em Dois Capítulos: o primeiro Capítulo apresenta as relações entre O Corpo e o espaço no cenário das praças Augusto Severo e Pedro Velho, onde revelamos os corpos que compõem seus espaços, em um diálogo que busca relações de significados e símbolos marcados pelo viver na cidade através de suas experiências. O segundo Capítulo discutirá o Corpo e as Práticas Corporais nas praças públicas que citamos anteriormente e foram escolhidas para nossos estudos, onde mostramos características próprias das práticas corporais imersas no espaço urbano, sendo os sujeitos aqueles que nos comunicam sobre suas percepções ao estar em movimento em praça pública. A partir das analises evidenciamos diversas possibilidades que o corpo apresenta para estar em movimento na cidade em que habita, especialmente em praça pública, que refletiram a complexidade que é observar as diferentes cenas que nos são apresentadas a cada instante, pois podemos visualizar diferentes atitudes corporais que se fazem presentes com diversificadas simbologias e intenções, o que confirma nossa compreensão de que os corpos humanos são bioculturais e se diferenciam sensivelmente de acordo com suas experiências vividas.  

     

     

4
  • JUDSON CAVALCANTE BEZERRA
  • REFLEXÕES SOBRE O DITO E O FEITO NAS INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS NO PROGRAMA SEGUNDO TEMPO


     

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • Data: 25/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • Ao longo desta pesquisa defendemos que projetos sociais como o Programa Segundo Tempo podem ampliar seus objetivos e ações interventivas para além da inclusão social de pessoas excluídas socialmente do acesso a direitos sociais, considerando esses espaços também como promotores de possibilidades educativas. Para tanto, dialogamos com diversos autores da área da Educação, da Educação Física e das Ciências Sociais para fortalecer nossos argumentos. Nesse sentido, nossa proposta de pesquisa orientou-se pelo método de pesquisa ação e pelas estratégias e técnicas de pesquisa que o apoiam, desenvolvendo uma proposta de intervenção e acompanhamento sistemático caracterizado basicamente pela realização de seminários e ciclos de observação da prática pedagógico dos monitores e coordenadores de núcleo do PST no convênio da Prefeitura Municipal de Riacho da Cruz, a fim de contribuir para processos de tomada de consciência e mudanças na prática pedagógica, que se apresentassem indesejáveis as orientações teóricas e metodológicas do PST. Para tanto, partimos de uma questão de estudo que não se encerrou em si mesma, mas que foi constantemente alimentada por novas problemáticas e objetivos, emergidos do campo empírico durante a pesquisa: quais são os limites e possibilidades encontrados pelos monitores e coordenadores de núcleo do PST para aplicar as orientações teóricas e metodológicas nos núcleos do programa? Os resultados demonstraram que as principais limitações enfrentados pelos recursos humanos do convênio da Prefeitura Municipal de Riacho da Cruz para aplicar as orientações do PST são: não formação específica na área de Educação Física ou Esporte; experiências de trabalho com o ensino do esporte, anteriores ao trabalho no PST, insuficientes ou inexistentes; fragilidades no processo de capacitação segundo modelo do PST que não possibilitaram mais exemplos de experiências para o ensino do esporte nos núcleos; e fragilidades no formato de acompanhamento pouco assíduo realizado pela Equipe Colaboradora. Sobre as possibilidades para superação desse quadro, encontramos justamente na participação e envolvimento do próprio grupo sujeito em tentar minimizar essas limitações, buscando na proposta de acompanhamento pedagógico por seminários e ciclos de observações das atividades desenvolvido, uma alternativa importante para a resolução das situações problemas emergidas nesta pesquisa. Desse modo, o sucesso da proposta desenvolvida nos levou a algumas conclusões dentre as quais está a de que o sucesso do PST não reside somente na cobrança da especificidade da área ou grau de formação dos monitores e coordenadores de núcleo que lidam com o trabalho pedagógico nos núcleos dos convênios, mas na realização de um acompanhamento mais assíduo das Equipes Colaboradoras aos núcleos, que possibilite maiores momentos de troca de experiências entre as Equipes Colaboradoras do PST e os recursos humanos, inclusive considerando as variantes de contexto, estreitando assim a relação teoria e prática no PST. Por fim, reconhecemos as limitações do nosso estudo, o que abre perspectivas para futuras reformulações, mas esperamos contribuir para a interface estabelecida entre as áreas de Educação Física e Ciências Sociais ampliando os conhecimentos relativos a prática pedagógica em projetos sociais.


  • Mostrar Abstract
  • Ao longo desta pesquisa defendemos que projetos sociais como o Programa Segundo Tempo podem ampliar seus objetivos e ações interventivas para além da inclusão social de pessoas excluídas socialmente do acesso a direitos sociais, considerando esses espaços também como promotores de possibilidades educativas. Para tanto, dialogamos com diversos autores da área da Educação, da Educação Física e das Ciências Sociais para fortalecer nossos argumentos. Nesse sentido, nossa proposta de pesquisa orientou-se pelo método de pesquisa ação e pelas estratégias e técnicas de pesquisa que o apoiam, desenvolvendo uma proposta de intervenção e acompanhamento sistemático caracterizado basicamente pela realização de seminários e ciclos de observação da prática pedagógico dos monitores e coordenadores de núcleo do PST no convênio da Prefeitura Municipal de Riacho da Cruz, a fim de contribuir para processos de tomada de consciência e mudanças na prática pedagógica, que se apresentassem indesejáveis as orientações teóricas e metodológicas do PST. Para tanto, partimos de uma questão de estudo que não se encerrou em si mesma, mas que foi constantemente alimentada por novas problemáticas e objetivos, emergidos do campo empírico durante a pesquisa: quais são os limites e possibilidades encontrados pelos monitores e coordenadores de núcleo do PST para aplicar as orientações teóricas e metodológicas nos núcleos do programa? Os resultados demonstraram que as principais limitações enfrentados pelos recursos humanos do convênio da Prefeitura Municipal de Riacho da Cruz para aplicar as orientações do PST são: não formação específica na área de Educação Física ou Esporte; experiências de trabalho com o ensino do esporte, anteriores ao trabalho no PST, insuficientes ou inexistentes; fragilidades no processo de capacitação segundo modelo do PST que não possibilitaram mais exemplos de experiências para o ensino do esporte nos núcleos; e fragilidades no formato de acompanhamento pouco assíduo realizado pela Equipe Colaboradora. Sobre as possibilidades para superação desse quadro, encontramos justamente na participação e envolvimento do próprio grupo sujeito em tentar minimizar essas limitações, buscando na proposta de acompanhamento pedagógico por seminários e ciclos de observações das atividades desenvolvido, uma alternativa importante para a resolução das situações problemas emergidas nesta pesquisa. Desse modo, o sucesso da proposta desenvolvida nos levou a algumas conclusões dentre as quais está a de que o sucesso do PST não reside somente na cobrança da especificidade da área ou grau de formação dos monitores e coordenadores de núcleo que lidam com o trabalho pedagógico nos núcleos dos convênios, mas na realização de um acompanhamento mais assíduo das Equipes Colaboradoras aos núcleos, que possibilite maiores momentos de troca de experiências entre as Equipes Colaboradoras do PST e os recursos humanos, inclusive considerando as variantes de contexto, estreitando assim a relação teoria e prática no PST. Por fim, reconhecemos as limitações do nosso estudo, o que abre perspectivas para futuras reformulações, mas esperamos contribuir para a interface estabelecida entre as áreas de Educação Física e Ciências Sociais ampliando os conhecimentos relativos a prática pedagógica em projetos sociais.

5
  • VALDEMAR ANTONIO DA SILVA JUNIOR
  • Corpo e Aprendizagem em Boris Cyrulnik e em Merleau-Ponty
  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 27/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • A temática do corpo e aprendizagem é foco de discussões epistemológicas em diversos campos acadêmicos, como os sociais, antropológicos, filosóficos, biológicos e culturais. Neste cenário cognitivo a pesquisa identificou as compreensões de corpo e aprendizagem em Boris Cyrulnik e Merleau-Ponty, mediante a leitura e interpretação de parte de suas obras, a saber: Do Sexto Sentido, De Corpo e Alma, e Alimentos do Afeto em Boris Cyrulnik; Fenomenologia da Percepção e a Estrutura do Comportamento em Merleau-Ponty.  Para a elaboração deste constructo epistêmico utilizou-se a abordagem fenomenológica, considerando-se a experiência vivida pelo ser humano mundo sensível, a percepção e o corpo como condição existencial, detentor de atitudes intencionais, criadas e recriadas a cada nova percepção. Boris Cyrulnik e Merleau-Ponty apresentam elementos simbólicos voltados aos aspectos temporais, espaciais, culturais, dimensões do apego e dos afetos, empatia, percepção, sensibilidade, historicidade e experiências vividas. 


  • Mostrar Abstract
  • A temática do corpo e aprendizagem é foco de discussões epistemológicas em diversos campos acadêmicos, como os sociais, antropológicos, filosóficos, biológicos e culturais. Neste cenário cognitivo a pesquisa identificou as compreensões de corpo e aprendizagem em Boris Cyrulnik e Merleau-Ponty, mediante a leitura e interpretação de parte de suas obras, a saber: Do Sexto Sentido, De Corpo e Alma, e Alimentos do Afeto em Boris Cyrulnik; Fenomenologia da Percepção e a Estrutura do Comportamento em Merleau-Ponty.  Para a elaboração deste constructo epistêmico utilizou-se a abordagem fenomenológica, considerando-se a experiência vivida pelo ser humano mundo sensível, a percepção e o corpo como condição existencial, detentor de atitudes intencionais, criadas e recriadas a cada nova percepção. Boris Cyrulnik e Merleau-Ponty apresentam elementos simbólicos voltados aos aspectos temporais, espaciais, culturais, dimensões do apego e dos afetos, empatia, percepção, sensibilidade, historicidade e experiências vividas. 

6
  • HOSANA CLAUDIA MATIAS DA COSTA PEREIRA
  • GINÁSTICA RÍTMICA: UM CONCERTO PARA O CORPO

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 28/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • As características adquiridas pela GR desde a sua origem fomentaram a criação de infinitas possibilidades de movimento. O sentido estético que busca o belo ginástico, o vínculo inabalável com a música, o entrelaçamento com a dança, a busca por formas inusitadas e especialmente tramadas, configuram esse esporte aberto a diferentes interpretações. Esse estudo tem como objetivo refletir sobre o corpo na GR a partir do seu entrelaçamento com a técnica, a arte e a cultura, além de ampliar a discussão sobre os esportes considerados artísticos no universo da Educação Física. Para tanto, utilizamos a Pesquisa Qualitativa com suporte na Fenomenologia segundo Merleau-Ponty e através da redução fenomenológica e da hermenêutica como modalidade da fenomenologia, utilizada para descrever, compreender e interpretar vídeos de conjuntos de GR simples e misto, selecionados intencionalmente. A escolha dos conjuntos deu–se em virtude da relação possível com os conceitos abordados nesse estudo, além da sua representatividade no universo ginástico, principalmente na prova em questão.  Limitamos as escolhas coreográficas ao ciclo olímpico 2009 a 2012, por corresponder ao período onde os critérios para a elaboração e avaliação das composições estavam sedimentados. Para favorecer o entendimento do tema elencado dividimos o texto em três capítulos que tratam prioritariamente de cada um dos conceitos básicos que são entrelaçados ao corpo na GR: a técnica, a arte e a cultura. Nas considerações finais, respondemos as questões de estudo e reatamos a configuração essencial à GR como modalidade diferenciada no mundo esportivo. 


  • Mostrar Abstract
  • As características adquiridas pela GR desde a sua origem fomentaram a criação de infinitas possibilidades de movimento. O sentido estético que busca o belo ginástico, o vínculo inabalável com a música, o entrelaçamento com a dança, a busca por formas inusitadas e especialmente tramadas, configuram esse esporte aberto a diferentes interpretações. Esse estudo tem como objetivo refletir sobre o corpo na GR a partir do seu entrelaçamento com a técnica, a arte e a cultura, além de ampliar a discussão sobre os esportes considerados artísticos no universo da Educação Física. Para tanto, utilizamos a Pesquisa Qualitativa com suporte na Fenomenologia segundo Merleau-Ponty e através da redução fenomenológica e da hermenêutica como modalidade da fenomenologia, utilizada para descrever, compreender e interpretar vídeos de conjuntos de GR simples e misto, selecionados intencionalmente. A escolha dos conjuntos deu–se em virtude da relação possível com os conceitos abordados nesse estudo, além da sua representatividade no universo ginástico, principalmente na prova em questão.  Limitamos as escolhas coreográficas ao ciclo olímpico 2009 a 2012, por corresponder ao período onde os critérios para a elaboração e avaliação das composições estavam sedimentados. Para favorecer o entendimento do tema elencado dividimos o texto em três capítulos que tratam prioritariamente de cada um dos conceitos básicos que são entrelaçados ao corpo na GR: a técnica, a arte e a cultura. Nas considerações finais, respondemos as questões de estudo e reatamos a configuração essencial à GR como modalidade diferenciada no mundo esportivo. 

7
  • MARCOS ANDRÉ RODRIGUES DA SILVA JÚNIOR
  • DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE PROTÓTIPO DE AVALIAÇÃO DAS MEDIDAS DO DESEMPENHO HUMANO

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ROBERTO LUIZ MENEZES CABRAL FAGUNDES
  • Data: 28/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: mesurar as desempenho humano é um desafio, principalmente devido ao fator multidimensional do movimento. Os instrumentos, em sua maioria, avaliam apenas uma dimensão do mesmo. Objetivo: desenvolver um protótipo capaz de mensurar as habilidades do desempenho humano e verificar sua validade utilizando abordagem de comparação de métodos. Métodos: O estudo foi dividido em duas etapas. A primeira o Protótipo foi desenvolvido e testado simultaneamente com um instrumento utilizado para estudo do movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado. Na segunda fase a amostra constituiu-se de atletas paralímpicos de basquete (n=09) e atletas de Karate (n=31) e todos concordaram com o termos da participação da pesquisa. A avaliação das medidas do desempenho foi realizada com o Protótipo, os resultados obtidos foram comparados com os dados calculados por um Pacote Estatístico sendo utilizado como referência. Resultados: todas as variáveis calculadas pelo Protótipo não apresentaram diferenças significativas quando comparadas com os resultados calculados pelo instrumento de referência e pacote estatístico. Conclusão: O protótipo foi desenvolvido e os resultados obtidos em laboratório e campo indicam que o protótipo pode ser usado para mensurar as medidas do desempenho humano, com retorno imediato dos resultados sem necessidade de um computador convencional, desde que observados os critérios descritos.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: mesurar as desempenho humano é um desafio, principalmente devido ao fator multidimensional do movimento. Os instrumentos, em sua maioria, avaliam apenas uma dimensão do mesmo. Objetivo: desenvolver um protótipo capaz de mensurar as habilidades do desempenho humano e verificar sua validade utilizando abordagem de comparação de métodos. Métodos: O estudo foi dividido em duas etapas. A primeira o Protótipo foi desenvolvido e testado simultaneamente com um instrumento utilizado para estudo do movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado. Na segunda fase a amostra constituiu-se de atletas paralímpicos de basquete (n=09) e atletas de Karate (n=31) e todos concordaram com o termos da participação da pesquisa. A avaliação das medidas do desempenho foi realizada com o Protótipo, os resultados obtidos foram comparados com os dados calculados por um Pacote Estatístico sendo utilizado como referência. Resultados: todas as variáveis calculadas pelo Protótipo não apresentaram diferenças significativas quando comparadas com os resultados calculados pelo instrumento de referência e pacote estatístico. Conclusão: O protótipo foi desenvolvido e os resultados obtidos em laboratório e campo indicam que o protótipo pode ser usado para mensurar as medidas do desempenho humano, com retorno imediato dos resultados sem necessidade de um computador convencional, desde que observados os critérios descritos.

8
  • JEFERSON TAFAREL PEREIRA DO REGO
  • Efeito da estimulação transcraniana por corrente contínua anódica sobre o controle do movimento em para-halterofilistas

  • Orientador : HENIO FERREIRA DE MIRANDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARNALDO LUIS MORTATTI
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • SILVIO SOARES DOS SANTOS
  • Data: 21/03/2014

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O esporte praticado por pessoas com deficiência vem crescendo nos últimos anos. Consequentemente, avanços nos métodos de avaliação e treinamento têm surgido. Porém, o esporte paralímpico segue a reboque destes avanços, com poucos estudos específicos que considerem a deficiência como fator interveniente. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) é uma técnica que vem se mostrando capaz de modular a função cerebral. Estudos mostram efeitos benéficos da ETCC sobre a força muscular, fadiga e potência durante exercício. Entretanto, até o presente momento não temos conhecimento de algum estudo que investigou o efeito da ETCC sobre o controle do movimento, tampouco em praticantes de para-halterofilismo. Objetivo: Investigar o efeito da ETCC sobre o controle do movimento em para-halterofilistas. Metodologia: Oito sujeitos foram submetidos a duas sessões de captura de movimentos, sendo aplicado previamente as sessões ETCC anódica ou sham no cerebelo. Foram realizados três movimentos com carga crescente entre 90-95% de 1RM. Os movimentos foram gravados por um sistema com 10 câmeras infravermelho, obtendo-se a reconstrução da trajetória 3D de marcadores colocados na barra. Resultados: Houveram mudanças entre as condições anódica e sham, sobre os desníveis inicial, final, máximos durante a fase excêntrica e concêntrica e sobre a diferença entre o desnível inicial e final. Além disto, houve diferença no desnível final e durante a fase excêntrica ao comparar os atletas amputados e les autres. Conclusão: Os achados do presente estudo sugerem que a ETCC aplicada previamente ao exercício sobre o cerebelo em para-halterofilistas atua de forma diferenciada de acordo com os critérios de elegibilidade.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: O esporte praticado por pessoas com deficiência vem crescendo nos últimos anos. Consequentemente, avanços nos métodos de avaliação e treinamento têm surgido. Porém, o esporte paralímpico segue a reboque destes avanços, com poucos estudos específicos que considerem a deficiência como fator interveniente. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) é uma técnica que vem se mostrando capaz de modular a função cerebral. Estudos mostram efeitos benéficos da ETCC sobre a força muscular, fadiga e potência durante exercício. Entretanto, até o presente momento não temos conhecimento de algum estudo que investigou o efeito da ETCC sobre o controle do movimento, tampouco em praticantes de para-halterofilismo. Objetivo: Investigar o efeito da ETCC sobre o controle do movimento em para-halterofilistas. Metodologia: Oito sujeitos foram submetidos a duas sessões de captura de movimentos, sendo aplicado previamente as sessões ETCC anódica ou sham no cerebelo. Foram realizados três movimentos com carga crescente entre 90-95% de 1RM. Os movimentos foram gravados por um sistema com 10 câmeras infravermelho, obtendo-se a reconstrução da trajetória 3D de marcadores colocados na barra. Resultados: Houveram mudanças entre as condições anódica e sham, sobre os desníveis inicial, final, máximos durante a fase excêntrica e concêntrica e sobre a diferença entre o desnível inicial e final. Além disto, houve diferença no desnível final e durante a fase excêntrica ao comparar os atletas amputados e les autres. Conclusão: Os achados do presente estudo sugerem que a ETCC aplicada previamente ao exercício sobre o cerebelo em para-halterofilistas atua de forma diferenciada de acordo com os critérios de elegibilidade.

9
  • LUIZ FERNANDO DE FARIAS JUNIOR
  • SENSIBILIDADE INTEROCEPTIVA E RESPOSTAS PSICOFISIOLÓGICAS AO EXERCÍCIO SUBMÁXIMO

  • Orientador : ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LI LI MIN
  • Data: 25/04/2014

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: O complexo comportamento humano de realizar exercício físico envolve processamento cognitivo, físico e emocional. As recentes teorias sobre fadiga e reposta afetivas ao exercício físico atribuem importante papel na regulação da intensidade do esforço aos fatores interoceptivos. Além disso, Evidências recentes tem apontado haver variabilidade na capacidade humana em perceber esses estímulos interoceptivos. Dessa forma, pessoas mais sensíveis apresentam excitação fisiológica mais acentuada ao estresse físico e/ou emocional, e maior intensificação dessas sensações. Adicionalmente, estudos tem relatado que feedback interoceptivo diminui a intensidade do esforço exercida, e que pessoas com maior sensibilidade interoceptiva controlam melhor a intensidade de esforço em tarefas com ritmo livre. Contudo, os modelos de prescrição de exercício físico dinâmico apresentam padrão de intensidade de esforço fechado, e não é conhecida as repostas psicofisiológicas entre os grupos de variabilidade interoceptiva durante a realização de exercício físico. OBJETIVO: O presente estudo verificou a influência da sensibilidade interoceptiva sobre as repostas psicofisiológicas em exercício dinâmico com carga constante. MÉTODOS: A amostra foi composta por 24 homens jovens adultos, insufientemente ativos, que foram designados a dois grupos de acordo com seus níveis de sensibilidade interoceptiva: Alta sensibilidade (n=11) e Baixa sensibilidade (n=13). Todos foram submetidos a um teste incremental (TI) em cicloergômetro para identificação do limiar de variabilidade da frequência cardíaca (LiVFC) e da potência pico (PP). Posteriormente, os sujeitos foram submetidos (em ordem aleatória e cruzada) a dois protocolos experimentais de exercício físico em cicloergômetro durante 20 minutos com intensidade correspondente a 20% abaixo e 20% acima LiVFC. Durante os protocolos experimentais as respostas de Frequência Cardíaca (FC), Percepção Subjetiva de Esforço (PSE), Valência Afetiva (VA), Estado de Alerta e Nível de pensamento Dissociativo-Associativo ao exercício físico foram registradas. O teste de Shapiro-Wilk e as análises da média, assimetria e curtose verificaram a normalidade de distribuição dos dados. O Teste de Mauchly verificou a esfericidade dos dados de medidas repetidas. O Teste t para amostra independente e o Teste de Mann Whitney verificaram as igualdade dos dados descritivos entre os grupos. A ANOVA two away (grupo x momentos) para medidas repetidas verificou as possíveis diferenças entre as respostas psicofisiológicas. RESULTADOS: Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos na PSE (F(3,36)=18,50, p=0,000), VA (F(3,36)=4,14, p=0,01) e no Estado de Alerta (F(3,36)=4,03, p=0,01) no exercício realizado em intensidade correspondente a 80% LiVFC. Na intensidade correspondente a 120% LiVFC não houve diferença entre os grupos, somente entre os momentos em cada grupo. CONCLUSÃO: A sensibilidade interoceptiva modifica as respostas psicofisiológicas durante a realização de exercício físico dinâmica com intensidade moderada (abaixo do LiVFC).


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUÇÃO: O complexo comportamento humano de realizar exercício físico envolve processamento cognitivo, físico e emocional. As recentes teorias sobre fadiga e reposta afetivas ao exercício físico atribuem importante papel na regulação da intensidade do esforço aos fatores interoceptivos. Além disso, Evidências recentes tem apontado haver variabilidade na capacidade humana em perceber esses estímulos interoceptivos. Dessa forma, pessoas mais sensíveis apresentam excitação fisiológica mais acentuada ao estresse físico e/ou emocional, e maior intensificação dessas sensações. Adicionalmente, estudos tem relatado que feedback interoceptivo diminui a intensidade do esforço exercida, e que pessoas com maior sensibilidade interoceptiva controlam melhor a intensidade de esforço em tarefas com ritmo livre. Contudo, os modelos de prescrição de exercício físico dinâmico apresentam padrão de intensidade de esforço fechado, e não é conhecida as repostas psicofisiológicas entre os grupos de variabilidade interoceptiva durante a realização de exercício físico. OBJETIVO: O presente estudo verificou a influência da sensibilidade interoceptiva sobre as repostas psicofisiológicas em exercício dinâmico com carga constante. MÉTODOS: A amostra foi composta por 24 homens jovens adultos, insufientemente ativos, que foram designados a dois grupos de acordo com seus níveis de sensibilidade interoceptiva: Alta sensibilidade (n=11) e Baixa sensibilidade (n=13). Todos foram submetidos a um teste incremental (TI) em cicloergômetro para identificação do limiar de variabilidade da frequência cardíaca (LiVFC) e da potência pico (PP). Posteriormente, os sujeitos foram submetidos (em ordem aleatória e cruzada) a dois protocolos experimentais de exercício físico em cicloergômetro durante 20 minutos com intensidade correspondente a 20% abaixo e 20% acima LiVFC. Durante os protocolos experimentais as respostas de Frequência Cardíaca (FC), Percepção Subjetiva de Esforço (PSE), Valência Afetiva (VA), Estado de Alerta e Nível de pensamento Dissociativo-Associativo ao exercício físico foram registradas. O teste de Shapiro-Wilk e as análises da média, assimetria e curtose verificaram a normalidade de distribuição dos dados. O Teste de Mauchly verificou a esfericidade dos dados de medidas repetidas. O Teste t para amostra independente e o Teste de Mann Whitney verificaram as igualdade dos dados descritivos entre os grupos. A ANOVA two away (grupo x momentos) para medidas repetidas verificou as possíveis diferenças entre as respostas psicofisiológicas. RESULTADOS: Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos na PSE (F(3,36)=18,50, p=0,000), VA (F(3,36)=4,14, p=0,01) e no Estado de Alerta (F(3,36)=4,03, p=0,01) no exercício realizado em intensidade correspondente a 80% LiVFC. Na intensidade correspondente a 120% LiVFC não houve diferença entre os grupos, somente entre os momentos em cada grupo. CONCLUSÃO: A sensibilidade interoceptiva modifica as respostas psicofisiológicas durante a realização de exercício físico dinâmica com intensidade moderada (abaixo do LiVFC).

10
  • ALINE DA PAIXÃO PREZOTTO
  •  

     NO BANZEIRO DO AMAZONAS: REALIDADE E PERSPECTIVAS DAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS DE VÁRZEA DO MUNICÍPIO DE SANTARÉM-PARÁ

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • MARTA GENU SOARES ARAGÃO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • Data: 29/08/2014

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação intitulada “No banzeiro do Amazonas: desafios e possibilidades para aulas de Educação Física nas escolas de várzea do município de Santarém-Pará” teve como objetivo geral apresentar e discutir os desafios e as dificuldades do professor sem qualificação profissional para ensinar Educação Física na região de várzea do município de Santarém, tendo-se como objetivos específicos: 1) identificar os desafios que emergem do ambiente de várzea que se relacionam ao cotidiano docente e aos espaços físicos para as aulas de Educação Física; 2) realizar um levantamento das dificuldades do professor sem qualificação profissional para ensinar Educação Física, bem como, do modelo de aula desenvolvido. Para o alcance dos objetivos enunciados, a presente pesquisa lançou mão à abordagem qualitativa com base na técnica do estudo de caso. A investigação foi desenvolvida em aproximadamente cinco meses na escola da comunidade São Ciríaco do Urucurituba, localizada às margens do rio Amazonas, no município de Santarém e ocorreu em duas etapas: na primeira, foram realizados registros através de fotografias e anotações em diário de campo sobre o cotidiano e sobre as condições locais de realização das aulas; na outra etapa, realizada simultaneamente à primeira, buscou-se identificar as dificuldades associadas à pratica docente nas aulas de Educação Física da escola, através de observação das aulas, entrevista com a professora responsável e com dois grupos de alunos, além da análise de um plano de curso apresentado pela professora. Após o levantamento do contexto das aulas, modificamos a postura para observador participante. Nessa fase, proporcionamos uma capacitação em que foram desenvolvidos estudos de temas relevantes para a professora. Essa mudança de postura foi importante para a confirmação de informações já coletadas e o acréscimo de outras que foram registradas no diário de campo, acrescentadas de fotografias e filmagens. Os resultados da pesquisa desnudam os desafios que emergem do convívio cotidiano das pessoas com o rio, como os riscos de enfrentar um temporal ou fazer uma travessia; os aspectos de sazonalidade da cheia e vazante, pelo fato da comunidade estar localizada numa região de várzea; bem como, as dificuldades inerentes do ambiente de várzea, como por exemplo, o fenômeno das “terras crescidas” que ocorre durante a vazante do rio e que altera o espaço físico de realização das aulas. Além disso, verificou-se que a prática pedagógica da professora era bastante limitada pela falta de conhecimento dos conteúdos de Educação Física e das metodologias de ensino, o que ocasionava uma limitação na realização de suas aulas baseadas em dois modelos pedagógicos da área, empregados por ela: o “rola a bola” e o “esportivismo”. Como perspectiva de melhoria para esse quadro, foi apresentada durante a capacitação o modelo pedagógico descrito nos Parâmetros Curriculares Nacionais em consonância com a realidade dos espaços e materiais didáticos disponíveis.


  • Mostrar Abstract
  • A presente dissertação intitulada “No banzeiro do Amazonas: desafios e possibilidades para aulas de Educação Física nas escolas de várzea do município de Santarém-Pará” teve como objetivo geral apresentar e discutir os desafios e as dificuldades do professor sem qualificação profissional para ensinar Educação Física na região de várzea do município de Santarém, tendo-se como objetivos específicos: 1) identificar os desafios que emergem do ambiente de várzea que se relacionam ao cotidiano docente e aos espaços físicos para as aulas de Educação Física; 2) realizar um levantamento das dificuldades do professor sem qualificação profissional para ensinar Educação Física, bem como, do modelo de aula desenvolvido. Para o alcance dos objetivos enunciados, a presente pesquisa lançou mão à abordagem qualitativa com base na técnica do estudo de caso. A investigação foi desenvolvida em aproximadamente cinco meses na escola da comunidade São Ciríaco do Urucurituba, localizada às margens do rio Amazonas, no município de Santarém e ocorreu em duas etapas: na primeira, foram realizados registros através de fotografias e anotações em diário de campo sobre o cotidiano e sobre as condições locais de realização das aulas; na outra etapa, realizada simultaneamente à primeira, buscou-se identificar as dificuldades associadas à pratica docente nas aulas de Educação Física da escola, através de observação das aulas, entrevista com a professora responsável e com dois grupos de alunos, além da análise de um plano de curso apresentado pela professora. Após o levantamento do contexto das aulas, modificamos a postura para observador participante. Nessa fase, proporcionamos uma capacitação em que foram desenvolvidos estudos de temas relevantes para a professora. Essa mudança de postura foi importante para a confirmação de informações já coletadas e o acréscimo de outras que foram registradas no diário de campo, acrescentadas de fotografias e filmagens. Os resultados da pesquisa desnudam os desafios que emergem do convívio cotidiano das pessoas com o rio, como os riscos de enfrentar um temporal ou fazer uma travessia; os aspectos de sazonalidade da cheia e vazante, pelo fato da comunidade estar localizada numa região de várzea; bem como, as dificuldades inerentes do ambiente de várzea, como por exemplo, o fenômeno das “terras crescidas” que ocorre durante a vazante do rio e que altera o espaço físico de realização das aulas. Além disso, verificou-se que a prática pedagógica da professora era bastante limitada pela falta de conhecimento dos conteúdos de Educação Física e das metodologias de ensino, o que ocasionava uma limitação na realização de suas aulas baseadas em dois modelos pedagógicos da área, empregados por ela: o “rola a bola” e o “esportivismo”. Como perspectiva de melhoria para esse quadro, foi apresentada durante a capacitação o modelo pedagógico descrito nos Parâmetros Curriculares Nacionais em consonância com a realidade dos espaços e materiais didáticos disponíveis.

11
  • CYBELLE DE ARRUDA NAVARRO SILVA
  • AVALIAÇÃO DO EFEITO DA LIRAGLUTIDA NOS TECIDOS MUSCULAR E ADIPOSO E NOS PARÂMETROS BIOQUÍMICOS EM CAMUNDONGOS SWISS NÃO DIABÉTICOS SUBMETIDOS À DIETA DE CAFETERIA E ATIVIDADE FÍSICA.

  • Orientador : TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • BAGNÓLIA ARAÚJO DA SILVA
  • Data: 22/09/2014

  • Mostrar Resumo
  •  

    A obesidade é considerada mundialmente como sendo uma doença grave, ocupando o quinto lugar em índice de óbitos. Em 2009 e 2010 foi lançado o medicamento denominado Victoza® com o objetivo de reduzir peso em indivíduos portadores de diabetes mellitustipo 2, evitando assim o surgimento de outras doenças associadas. O agravante é que indivíduos obesos não diabéticos estão fazendo uso desta substância em busca do emagrecimento, mesmo quando não autorizado pela ANVISA. Assim o objetivo desta pesquisa éavaliar o efeito do Victoza® nos tecidos muscular e adiposo e nos parâmetros bioquímicos em camundongos Swiss obesos não diabéticos. O estudo foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais – CEUA (Protocolo nº003/2014), onde foram utilizados 74 animais (camundongos Swiss). Na fase inicial deste estudo, realizou-se um estudo piloto (n = 10) divididos em grupo controle (CON) (n = 5) e grupo cafeteria (CAF) (n = 5) para a padronização do melhor cardápio para indução a obesidade através de uma dieta de cafeteria. Nos animais do grupo CAF a adiposidade intra-abdominal (0,74 ± 0,05 mg) foi tida como parâmetro para visualização da eficácia do experimento. Posteriormente foi realizado o estudo base para esta pesquisa onde foram utilizados animais (n = 64) divididos em 8 grupos. O grupo dos obesos (CAF) foram divididos da seguinte forma: obesidade + exercício + Victoza® (OEV) (n = 8), obesidade + exercício + salina (OES) (n = 8), obesidade + Victoza® (OV) (n = 8) e obesidade + salina (OS) (n = 8). O grupo dos não obesos (CON) foram divididos em: exercício + Victoza® (EV) (n = 8), exercício + salina (ES) (n = 8), Victoza® (V) (n = 8) e solução salina (SS) (n = 8). No andamento do estudo os animais passaram pelos seguintes processos: indução a obesidade através da dieta de cafeteria, seguidos do protocolo de exercício através da natação aeróbia, tratamento com a substância teste via intraperitoneal (200 μg/mL/kg). Após, os animais foram eutanasiados sendo avaliados: a massa dos tecidos muscular e adiposo e os parâmetros bioquímicos. Verificou-se que o Victoza® reduziu a massa de tecido adiposo (0,32 ± 0,05 mg), quando comparados ao grupo salina (0,53 ± 0,07 mg). Verificou-se também que não houve alterações no tecido muscular do grupo tratado com Victoza® (5,53 ± 0,05 g) quando comparado ao grupo salina (1,33 ± 0,06 g). Com relação aos estudos bioquímicos ficou evidenciado que houve alterações nestes parâmetros, no entanto um importante marcador que é a glicose, foi alterado mas de maneira a não tornar os animais diabéticos. Assim, conclui-se a importância da pratica da atividade física unida à utilização do Victoza® para um melhor resultado em termos de ganho de massa magra e perda de tecido adiposo gerando assim um resultado satisfatório na busca da qualidade de vida e prevenção de doenças.

     

     


  • Mostrar Abstract
  •  

    A obesidade é considerada mundialmente como sendo uma doença grave, ocupando o quinto lugar em índice de óbitos. Em 2009 e 2010 foi lançado o medicamento denominado Victoza® com o objetivo de reduzir peso em indivíduos portadores de diabetes mellitustipo 2, evitando assim o surgimento de outras doenças associadas. O agravante é que indivíduos obesos não diabéticos estão fazendo uso desta substância em busca do emagrecimento, mesmo quando não autorizado pela ANVISA. Assim o objetivo desta pesquisa éavaliar o efeito do Victoza® nos tecidos muscular e adiposo e nos parâmetros bioquímicos em camundongos Swiss obesos não diabéticos. O estudo foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais – CEUA (Protocolo nº003/2014), onde foram utilizados 74 animais (camundongos Swiss). Na fase inicial deste estudo, realizou-se um estudo piloto (n = 10) divididos em grupo controle (CON) (n = 5) e grupo cafeteria (CAF) (n = 5) para a padronização do melhor cardápio para indução a obesidade através de uma dieta de cafeteria. Nos animais do grupo CAF a adiposidade intra-abdominal (0,74 ± 0,05 mg) foi tida como parâmetro para visualização da eficácia do experimento. Posteriormente foi realizado o estudo base para esta pesquisa onde foram utilizados animais (n = 64) divididos em 8 grupos. O grupo dos obesos (CAF) foram divididos da seguinte forma: obesidade + exercício + Victoza® (OEV) (n = 8), obesidade + exercício + salina (OES) (n = 8), obesidade + Victoza® (OV) (n = 8) e obesidade + salina (OS) (n = 8). O grupo dos não obesos (CON) foram divididos em: exercício + Victoza® (EV) (n = 8), exercício + salina (ES) (n = 8), Victoza® (V) (n = 8) e solução salina (SS) (n = 8). No andamento do estudo os animais passaram pelos seguintes processos: indução a obesidade através da dieta de cafeteria, seguidos do protocolo de exercício através da natação aeróbia, tratamento com a substância teste via intraperitoneal (200 μg/mL/kg). Após, os animais foram eutanasiados sendo avaliados: a massa dos tecidos muscular e adiposo e os parâmetros bioquímicos. Verificou-se que o Victoza® reduziu a massa de tecido adiposo (0,32 ± 0,05 mg), quando comparados ao grupo salina (0,53 ± 0,07 mg). Verificou-se também que não houve alterações no tecido muscular do grupo tratado com Victoza® (5,53 ± 0,05 g) quando comparado ao grupo salina (1,33 ± 0,06 g). Com relação aos estudos bioquímicos ficou evidenciado que houve alterações nestes parâmetros, no entanto um importante marcador que é a glicose, foi alterado mas de maneira a não tornar os animais diabéticos. Assim, conclui-se a importância da pratica da atividade física unida à utilização do Victoza® para um melhor resultado em termos de ganho de massa magra e perda de tecido adiposo gerando assim um resultado satisfatório na busca da qualidade de vida e prevenção de doenças.

     

     

12
  • FABIANA TENÓRIO GOMES DA SILVA
  • Estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) sobre o sistema nervoso autonômico de pessoas com lesão medular com diferentes graus e níveis de lesão.

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALAIR PEDRO RIBEIRO DE SOUZA E SILVA
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • Data: 08/12/2014

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Estimulação transcraniana por corrente continua (ETCC) tem sido usada em estudos voltados para o tratamento da dor periférica crônica em pessoas com lesão medular (LM), mas seus efeitos sobre o sistema nervoso autonômico (SNA) nestes indivíduos são inexistentes e, portanto a necessidade de estudos é de fundamental importância, pois estes indivíduos apresentam desbalanço autonômico, e sua intensidade é dependente do grau e nível da lesão.

    Objetivo: Nós investigamos o efeito da ETCC sobre o SNA em pessoas com LM com diferentes graus e níveis de lesão.

    Métodos: Estudo randomizado, placebo controlado, aplicou ETCC anódica ou sham sobre o córtex motor primário (M1), bilateralmente, com o eletrodo de referência sendo colocado na protuberância occipital. Dezenove sujeitos (lesão incompleta baixa (n=7), completa baixa (n=9) e completa alta (n=3)) visitaram o laboratório três vezes e receberam ETCC ativa ou sham por 13min. A variabilidade da frequência cardíaca (VFC) foi medida antes, durante e pós-estimulação. A VFC foi calculada usando a analise espectral batimento a batimento dos intervalos derivados das ondas r-r.

    Resultados: A ETCC modulou o sistema nervoso autonômico de forma divergente nos grupos analisados. Nos indivíduos com LM completa alta a ETCC não alterou a VFC. Para os indivíduos com LM incompleta baixa a ETCC alterou a VFC no sentido de aumentar o simpático e reduzir o parassimpático e para os indivíduos com LM completa baixa a ETCC reduziu tanto o simpático como parassimpático.

    Conclusão: O presente estudo mostrou que a ETCC anódica aplicada sobre o córtex motor primário de forma bilateral, conseguiu modular o balanço do SNA em pessoas com lesão medular e este efeito é dependente do grau e nível de lesão.

     

     
     
     

  • Mostrar Abstract
  • Introdução: Estimulação transcraniana por corrente continua (ETCC) tem sido usada em estudos voltados para o tratamento da dor periférica crônica em pessoas com lesão medular (LM), mas seus efeitos sobre o sistema nervoso autonômico (SNA) nestes indivíduos são inexistentes e, portanto a necessidade de estudos é de fundamental importância, pois estes indivíduos apresentam desbalanço autonômico, e sua intensidade é dependente do grau e nível da lesão.

    Objetivo: Nós investigamos o efeito da ETCC sobre o SNA em pessoas com LM com diferentes graus e níveis de lesão.

    Métodos: Estudo randomizado, placebo controlado, aplicou ETCC anódica ou sham sobre o córtex motor primário (M1), bilateralmente, com o eletrodo de referência sendo colocado na protuberância occipital. Dezenove sujeitos (lesão incompleta baixa (n=7), completa baixa (n=9) e completa alta (n=3)) visitaram o laboratório três vezes e receberam ETCC ativa ou sham por 13min. A variabilidade da frequência cardíaca (VFC) foi medida antes, durante e pós-estimulação. A VFC foi calculada usando a analise espectral batimento a batimento dos intervalos derivados das ondas r-r.

    Resultados: A ETCC modulou o sistema nervoso autonômico de forma divergente nos grupos analisados. Nos indivíduos com LM completa alta a ETCC não alterou a VFC. Para os indivíduos com LM incompleta baixa a ETCC alterou a VFC no sentido de aumentar o simpático e reduzir o parassimpático e para os indivíduos com LM completa baixa a ETCC reduziu tanto o simpático como parassimpático.

    Conclusão: O presente estudo mostrou que a ETCC anódica aplicada sobre o córtex motor primário de forma bilateral, conseguiu modular o balanço do SNA em pessoas com lesão medular e este efeito é dependente do grau e nível de lesão.

     

     
     
     
2013
Dissertações
1
  • JOSE JEFFERSON GOMES EUFRASIO
  • APOLO, NARCISO E DIONÍSIO: O CORPO MASCULINO NA REVISTA MEN'S HEALTH

  • Orientador : TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARMEN LUCIA SOARES
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 04/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa aborda a relação entre o corpo e a estética, compreendida como padrão corporal, com o objetivo de analisar o corpo masculino na Revista Men’s Health. A Revista em pauta é uma publicação mensal da Editora Abril, estando presente em mais de 43 países. A metodologia utilizada é a análise de conteúdo como proposta por Bardin (1979), visando identificar sentidos sobre o corpo masculino divulgado nessa mídia, especificamente na seção fitness. O corpus de análise foi composto por 12 edições da revista veiculadas de janeiro a dezembro do ano 2011. Elaboramos fichas de identificação para todas as matérias contidas no sumário da Seção Fitness e em seguida fizemos os perfis das matérias construindo cinco categorias temáticas: Aparência, Investimentos no corpo, Individualismo, Consumo, Bem-estar. A Men’s Health através de suas imagens e discursos apresenta vários conselhos e recomendações que apontam caminhos e atitudes a serem seguidos, influenciando o homem a ser jovem, belo e saudável.  A partir da análise realizada pode-se afirmar que na Revista Men’s Health a aparência encontra-se ligada a uma ideia de um corpo magro e musculoso. Para a obtenção do corpo propagado pela revista é necessário vários investimentos e práticas de consumo. Nota-se ainda que o discurso do bem-estar e da felicidade utilizam a publicidade para incentivar os leitores a comprar as novidades que são lançadas pela sociedade de consumo.


  • Mostrar Abstract
  • Esta pesquisa aborda a relação entre o corpo e a estética, compreendida como padrão corporal, com o objetivo de analisar o corpo masculino na Revista Men’s Health. A Revista em pauta é uma publicação mensal da Editora Abril, estando presente em mais de 43 países. A metodologia utilizada é a análise de conteúdo como proposta por Bardin (1979), visando identificar sentidos sobre o corpo masculino divulgado nessa mídia, especificamente na seção fitness. O corpus de análise foi composto por 12 edições da revista veiculadas de janeiro a dezembro do ano 2011. Elaboramos fichas de identificação para todas as matérias contidas no sumário da Seção Fitness e em seguida fizemos os perfis das matérias construindo cinco categorias temáticas: Aparência, Investimentos no corpo, Individualismo, Consumo, Bem-estar. A Men’s Health através de suas imagens e discursos apresenta vários conselhos e recomendações que apontam caminhos e atitudes a serem seguidos, influenciando o homem a ser jovem, belo e saudável.  A partir da análise realizada pode-se afirmar que na Revista Men’s Health a aparência encontra-se ligada a uma ideia de um corpo magro e musculoso. Para a obtenção do corpo propagado pela revista é necessário vários investimentos e práticas de consumo. Nota-se ainda que o discurso do bem-estar e da felicidade utilizam a publicidade para incentivar os leitores a comprar as novidades que são lançadas pela sociedade de consumo.

2
  • RADAMES MACIEL VITOR MEDEIROS
  • Predição da avaliação puberal de indivíduos do sexo masculino a partir de variáveis antropométricas.

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • ENIO RICARDO VAZ RONQUE
  • Data: 18/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Os métodos de análise do sistema de seleção de talentos esportivos estão baseados na idade cronológica, não levando em consideração a variabilidade biológica presente nos atletas. As avaliações do estado maturacional são pouco utilizadas por apresentarem diversas limitações que acabam prejudicando os resultados do processo. Nesta perspectiva, o objetivo do presente trabalho centra-se no desenvolvimento de uma equação de predição da avaliação puberal de sujeitos do sexo masculino, baseada em medidas antropométricas. Foram avaliados 206 indivíduos do sexo masculino, com idade entre oito e 18 anos, e estudas de escolas públicas e privadas de Natal, Brasil. A seleção amostral foi realizada de forma aleatória, e foram realizadas avaliações antropométricas referenciadas nas recomendações da ISAK, e a avaliação da maturação puberal, segundo o desenvolvimento da genitália e da pilosidade genital e púbica. A análise estatística seguiu a proposta descritiva, a partir da apresentação dos valores de tendência central e seus respectivos derivados, além da análise inferencial, segundo os testes de Análise de Variância, análise discriminante multivariada e teste o teste de concordância Kappa ponderado linear. O avanço dos estágios puberais foi acompanhado por modificações antropométricas significativas, demonstrando a inter-relação entre estas variáveis. Para tal, a análise discriminante selecionou oito variáveis com maior índice de predição da maturação puberal, e criou uma equação com um nível de significância de 75%. Além disso, a concordância entre a o método proposto e a avaliação objetiva apresentou um índice de 0,840, considerado como excelente. Isto demonstra que a predição da maturação puberal a partir de variáveis antropométricas pode ser considerada como um método válido, servindo como um auxílio prático para os profissionais de educação que trabalham com jovens do sexo masculino


  • Mostrar Abstract
  • Os métodos de análise do sistema de seleção de talentos esportivos estão baseados na idade cronológica, não levando em consideração a variabilidade biológica presente nos atletas. As avaliações do estado maturacional são pouco utilizadas por apresentarem diversas limitações que acabam prejudicando os resultados do processo. Nesta perspectiva, o objetivo do presente trabalho centra-se no desenvolvimento de uma equação de predição da avaliação puberal de sujeitos do sexo masculino, baseada em medidas antropométricas. Foram avaliados 206 indivíduos do sexo masculino, com idade entre oito e 18 anos, e estudas de escolas públicas e privadas de Natal, Brasil. A seleção amostral foi realizada de forma aleatória, e foram realizadas avaliações antropométricas referenciadas nas recomendações da ISAK, e a avaliação da maturação puberal, segundo o desenvolvimento da genitália e da pilosidade genital e púbica. A análise estatística seguiu a proposta descritiva, a partir da apresentação dos valores de tendência central e seus respectivos derivados, além da análise inferencial, segundo os testes de Análise de Variância, análise discriminante multivariada e teste o teste de concordância Kappa ponderado linear. O avanço dos estágios puberais foi acompanhado por modificações antropométricas significativas, demonstrando a inter-relação entre estas variáveis. Para tal, a análise discriminante selecionou oito variáveis com maior índice de predição da maturação puberal, e criou uma equação com um nível de significância de 75%. Além disso, a concordância entre a o método proposto e a avaliação objetiva apresentou um índice de 0,840, considerado como excelente. Isto demonstra que a predição da maturação puberal a partir de variáveis antropométricas pode ser considerada como um método válido, servindo como um auxílio prático para os profissionais de educação que trabalham com jovens do sexo masculino

3
  • RADAMES MACIEL VITOR MEDEIROS
  • Predição da avaliação puberal de indivíduos do sexo masculino a partir de variáveis antropométricas.

  • Orientador : PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • ENIO RICARDO VAZ RONQUE
  • Data: 18/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Os métodos de análise do sistema de seleção de talentos esportivos estão baseados na idade cronológica, não levando em consideração a variabilidade biológica presente nos atletas. As avaliações do estado maturacional são pouco utilizadas por apresentarem diversas limitações que acabam prejudicando os resultados do processo. Nesta perspectiva, o objetivo do presente trabalho centra-se no desenvolvimento de uma equação de predição da avaliação puberal de sujeitos do sexo masculino, baseada em medidas antropométricas. Foram avaliados 206 indivíduos do sexo masculino, com idade entre oito e 18 anos, e estudas de escolas públicas e privadas de Natal, Brasil. A seleção amostral foi realizada de forma aleatória, e foram realizadas avaliações antropométricas referenciadas nas recomendações da ISAK, e a avaliação da maturação puberal, segundo o desenvolvimento da genitália e da pilosidade genital e púbica. A análise estatística seguiu a proposta descritiva, a partir da apresentação dos valores de tendência central e seus respectivos derivados, além da análise inferencial, segundo os testes de Análise de Variância, análise discriminante multivariada e teste o teste de concordância Kappa ponderado linear. O avanço dos estágios puberais foi acompanhado por modificações antropométricas significativas, demonstrando a inter-relação entre estas variáveis. Para tal, a análise discriminante selecionou oito variáveis com maior índice de predição da maturação puberal, e criou uma equação com um nível de significância de 75%. Além disso, a concordância entre a o método proposto e a avaliação objetiva apresentou um índice de 0,840, considerado como excelente. Isto demonstra que a predição da maturação puberal a partir de variáveis antropométricas pode ser considerada como um método válido, servindo como um auxílio prático para os profissionais de educação que trabalham com jovens do sexo masculino


  • Mostrar Abstract
  • Os métodos de análise do sistema de seleção de talentos esportivos estão baseados na idade cronológica, não levando em consideração a variabilidade biológica presente nos atletas. As avaliações do estado maturacional são pouco utilizadas por apresentarem diversas limitações que acabam prejudicando os resultados do processo. Nesta perspectiva, o objetivo do presente trabalho centra-se no desenvolvimento de uma equação de predição da avaliação puberal de sujeitos do sexo masculino, baseada em medidas antropométricas. Foram avaliados 206 indivíduos do sexo masculino, com idade entre oito e 18 anos, e estudas de escolas públicas e privadas de Natal, Brasil. A seleção amostral foi realizada de forma aleatória, e foram realizadas avaliações antropométricas referenciadas nas recomendações da ISAK, e a avaliação da maturação puberal, segundo o desenvolvimento da genitália e da pilosidade genital e púbica. A análise estatística seguiu a proposta descritiva, a partir da apresentação dos valores de tendência central e seus respectivos derivados, além da análise inferencial, segundo os testes de Análise de Variância, análise discriminante multivariada e teste o teste de concordância Kappa ponderado linear. O avanço dos estágios puberais foi acompanhado por modificações antropométricas significativas, demonstrando a inter-relação entre estas variáveis. Para tal, a análise discriminante selecionou oito variáveis com maior índice de predição da maturação puberal, e criou uma equação com um nível de significância de 75%. Além disso, a concordância entre a o método proposto e a avaliação objetiva apresentou um índice de 0,840, considerado como excelente. Isto demonstra que a predição da maturação puberal a partir de variáveis antropométricas pode ser considerada como um método válido, servindo como um auxílio prático para os profissionais de educação que trabalham com jovens do sexo masculino

4
  • THAYS ANYELLE MACÊDO DA SILVA RAMOS
  • O CORPO DO GRUPO CORPO: OS MOVIMENTOS DAS OBRAS BENGUELÊ, LECUONA E ONQOTÔ

  • Orientador : ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE MELO DE BRITO COSTA
  • IRAQUITAN DE OLIVEIRA CAMINHA
  • KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
  • ROSIE MARIE NASCIMENTO DE MEDEIROS
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • Data: 26/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa, convidamos à reflexão por um olhar fenomenológico sobre o corpo, através da descrição de algumas obras da Companhia brasileira de dança contemporânea Grupo Corpo. Esta Companhia foi intencionalmente escolhida por nos dar elementos para interrogar em suas criações a compreensão do corpo e do sensível. Desse modo, lançamos como questões nesta dissertação: que corpo dança no Grupo Corpo? E como podemos visualizar, num enfoque fenomenológico, uma compreensão do corpo e do sensível nas obras dessa companhia?          Partindo disso, as obras a serem interrogadas são “Benguelê” (1998/2003), “Lecuona” (2004) e “Onqotô” (2005). Pretende-se, através dessas obras, aproximar o discurso coreológico do discurso filosófico e dar movimento aos pensamentos fenomenológicos de Maurice Merleau-Ponty, em especiais o sensível, a carne do corpo, o investimento na sensorialidade como uma incorporação do mundo, convocando o saber do corpo e seu poder de se arriscar, de incorporar o mundo, a linguagem, a cultura, criar e escolher. Assim, nestas aberturas do pensamento é onde adentra esta pesquisa. Nesta coerência, recorremos à atitude fenomenológica de Maurice Merleau-Ponty como percurso metodológico, já que em seus estudos o filósofo lança um olhar expressivo sobre o corpo, configurando uma linguagem sensível que é expressa nos movimentos, onde aprofunda as teses da Fenomenologia num novo arranjo para o conhecimento enquanto resultado de nossa experiência no mundo vivido. As reflexões apresentadas aqui pretendem levar-nos ao espanto, ao impensado, aos quais, muitos desafios epistemológicos ainda se impõem, entre eles a compreensão do corpo e do conhecimento sensível


  • Mostrar Abstract
  • Nesta pesquisa, convidamos à reflexão por um olhar fenomenológico sobre o corpo, através da descrição de algumas obras da Companhia brasileira de dança contemporânea Grupo Corpo. Esta Companhia foi intencionalmente escolhida por nos dar elementos para interrogar em suas criações a compreensão do corpo e do sensível. Desse modo, lançamos como questões nesta dissertação: que corpo dança no Grupo Corpo? E como podemos visualizar, num enfoque fenomenológico, uma compreensão do corpo e do sensível nas obras dessa companhia?          Partindo disso, as obras a serem interrogadas são “Benguelê” (1998/2003), “Lecuona” (2004) e “Onqotô” (2005). Pretende-se, através dessas obras, aproximar o discurso coreológico do discurso filosófico e dar movimento aos pensamentos fenomenológicos de Maurice Merleau-Ponty, em especiais o sensível, a carne do corpo, o investimento na sensorialidade como uma incorporação do mundo, convocando o saber do corpo e seu poder de se arriscar, de incorporar o mundo, a linguagem, a cultura, criar e escolher. Assim, nestas aberturas do pensamento é onde adentra esta pesquisa. Nesta coerência, recorremos à atitude fenomenológica de Maurice Merleau-Ponty como percurso metodológico, já que em seus estudos o filósofo lança um olhar expressivo sobre o corpo, configurando uma linguagem sensível que é expressa nos movimentos, onde aprofunda as teses da Fenomenologia num novo arranjo para o conhecimento enquanto resultado de nossa experiência no mundo vivido. As reflexões apresentadas aqui pretendem levar-nos ao espanto, ao impensado, aos quais, muitos desafios epistemológicos ainda se impõem, entre eles a compreensão do corpo e do conhecimento sensível

5
  • ANDRÉ IGOR FONTELES
  • DESEMPENHO AERÓBIO E CONTROLE AUTONÔMICO EM IDOSAS PRATICANTES DE TAI CHI CUAN E SEDENTÁRIAS

  • Orientador : HENIO FERREIRA DE MIRANDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • EDUARDO CALDAS COSTA
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 28/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Os testes de caminhada de 6 minutos (TC6MIN) e 400 metros (TC400M) são utilizados como uma alternativa prática e de baixo custo para avaliar a aptidão aeróbia e o desempenho obtido nesses testes está relacionado com níveis de saúde, capacidade funcional e risco de mortalidade. Além do desempenho nos testes, a avaliação cardiovascular por meio da frequência cardíaca (FC) de recuperação (FCR) e da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) pós-exercício têm sido utilizados como informação de níveis de saúde e risco de mortalidade. O Tai Chi Chuan (TCC) pode aumentar a capacidade aeróbia, além de modificar ocontrole autonômico. Objetivos:O objetivo foi analisar o desempenho e marcadores autonômicos entre idosas praticantes de TCC e sedentárias em testes de caminhada indiretos. Métodos: Foram avaliadas 40 idosas, sendo 20 praticantes de TCC, com tempo de prática de pelo menos 6 meses e não mais de 1 ano e que realizassem apenas o TCC, e 20 idosas sedentárias. Para o TC6MIN, os sujeitos seguiram as recomendações do protocolo sugerido pela American ThoracicSociety (ATS, 2002), e para o TC400M foi utilizado o protocolo do estudo de Simonsicket al.2001. A FCR foi considerada como a diferença absoluta entre a FC obtida ao final dos testes, e as FCs medidas no primeiro (FCR60”) e segundo minuto (FCR120”). O protocolo de coleta da VFC utilizado foi o recomendado pela Task Force (1996). Após a constatação da normalidade de distribuição dos dados mediante teste de Shapiro Wilk, empregou-se o teste t de Student para amostra independentes ou Wilcoxon quando não apresentasse normalidade, coeficiente de correlação intraclasse (CCI; com 95% de intervalo de confiança) e Bland- Altman (com 95% dos limites de concordância). Resultados: As idosas do TCC obtiveram um melhor desempenho nos testes em comparação com as sedentárias. O desempenho em ambos os grupos apresentou uma boa confiabilidade. Considerando a FCR as idosas do TCC apresentaram uma melhor reativação parassimpática quando comparadas com as idosas sedentárias. Além do mais, a FCR apresentou boa confiabilidade na em ambos os grupos. O comportamento da VFC não foi significante entre os grupos. Considerando a reprodutibilidade da VFCna análise linear e simbólica, tanto nas idosas praticantes de TCC como nas idosas sedentárias apresentaram boa confiabilidade. Conclusões: O TCC parece que favorece a um melhor desempenho em testes indiretos, além de uma melhor reativação parassimpatica considerando a FCR, mas, considerando a VFC não foi encontrada diferença significante entre as idosas. A boa confiabilidade, encontrada no desempenho nas idosas, pode ser considerada ao processo de familiarização, padronização e encorajamento verbal, além do curto intervalo de tempo entre os testes, e nas variáveis autonômicas podem estar associados a intensidade submáxima atingida em todos os testes. Portanto, o desempenho obtido nos testes podem ser usados na obtenção de medidas confiáveis na avaliação cardiorrespiratória, bem como a utilização da FCR e da VFC parece garantir a confiabilidade dos dados utilizados para para medida do controle autonômico cardíaco.


  • Mostrar Abstract
  • Os testes de caminhada de 6 minutos (TC6MIN) e 400 metros (TC400M) são utilizados como uma alternativa prática e de baixo custo para avaliar a aptidão aeróbia e o desempenho obtido nesses testes está relacionado com níveis de saúde, capacidade funcional e risco de mortalidade. Além do desempenho nos testes, a avaliação cardiovascular por meio da frequência cardíaca (FC) de recuperação (FCR) e da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) pós-exercício têm sido utilizados como informação de níveis de saúde e risco de mortalidade. O Tai Chi Chuan (TCC) pode aumentar a capacidade aeróbia, além de modificar ocontrole autonômico. Objetivos:O objetivo foi analisar o desempenho e marcadores autonômicos entre idosas praticantes de TCC e sedentárias em testes de caminhada indiretos. Métodos: Foram avaliadas 40 idosas, sendo 20 praticantes de TCC, com tempo de prática de pelo menos 6 meses e não mais de 1 ano e que realizassem apenas o TCC, e 20 idosas sedentárias. Para o TC6MIN, os sujeitos seguiram as recomendações do protocolo sugerido pela American ThoracicSociety (ATS, 2002), e para o TC400M foi utilizado o protocolo do estudo de Simonsicket al.2001. A FCR foi considerada como a diferença absoluta entre a FC obtida ao final dos testes, e as FCs medidas no primeiro (FCR60”) e segundo minuto (FCR120”). O protocolo de coleta da VFC utilizado foi o recomendado pela Task Force (1996). Após a constatação da normalidade de distribuição dos dados mediante teste de Shapiro Wilk, empregou-se o teste t de Student para amostra independentes ou Wilcoxon quando não apresentasse normalidade, coeficiente de correlação intraclasse (CCI; com 95% de intervalo de confiança) e Bland- Altman (com 95% dos limites de concordância). Resultados: As idosas do TCC obtiveram um melhor desempenho nos testes em comparação com as sedentárias. O desempenho em ambos os grupos apresentou uma boa confiabilidade. Considerando a FCR as idosas do TCC apresentaram uma melhor reativação parassimpática quando comparadas com as idosas sedentárias. Além do mais, a FCR apresentou boa confiabilidade na em ambos os grupos. O comportamento da VFC não foi significante entre os grupos. Considerando a reprodutibilidade da VFCna análise linear e simbólica, tanto nas idosas praticantes de TCC como nas idosas sedentárias apresentaram boa confiabilidade. Conclusões: O TCC parece que favorece a um melhor desempenho em testes indiretos, além de uma melhor reativação parassimpatica considerando a FCR, mas, considerando a VFC não foi encontrada diferença significante entre as idosas. A boa confiabilidade, encontrada no desempenho nas idosas, pode ser considerada ao processo de familiarização, padronização e encorajamento verbal, além do curto intervalo de tempo entre os testes, e nas variáveis autonômicas podem estar associados a intensidade submáxima atingida em todos os testes. Portanto, o desempenho obtido nos testes podem ser usados na obtenção de medidas confiáveis na avaliação cardiorrespiratória, bem como a utilização da FCR e da VFC parece garantir a confiabilidade dos dados utilizados para para medida do controle autonômico cardíaco.

6
  • RODOLFO PIO GOMES DA SILVA
  • Uma abordagem metodológica para o trato pedagógico da luta nos cursos de formação de professores de Educação Física

  • Orientador : JOSE PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE PEREIRA DE MELO
  • ANTONIO DE PADUA DOS SANTOS
  • MARIA APARECIDA DIAS
  • MARCELO SOARES TAVARES
  • Data: 28/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Resumo apresentado


  • Mostrar Abstract
  • Resumo apresentado

7
  • GERTRUDES NUNES DE MELO
  • EFEITOS DO PROCESSO DE FAMILIARIZAÇÃO E DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA SOBRE A FLUTUAÇÃO DE FORÇA EM IDOSAS DURANTE EXERCÍCIO ISOMÉTRICO

  • Orientador : ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • SÉRGIO RODRIGUES MOREIRA
  • Data: 28/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • A flutuação de força tem sido cada vez mais utilizada em estudos com idosos como um bom preditor de desempenho e funcionalidade da motricidade. No entanto, grande parte dos estudos que analisam a flutuação de força utiliza uma única sessão de medidas para desempenho no teste. Sessões únicas podem apresentar comprometimento na metodologia do estudo, devido possibilitar interpretação equivocada dos valores obtidos nos testes. Assim, identificar a quantidade de sessões mínimas necessárias para a familiarização ao teste de flutuação de força em exercício isométrico tornar-se pertinente. Além disso, investigar os efeitos da aplicação da Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) associada à prática regular de exercício sobre os índices de flutuação de força é tarefa de extrema relevância, especialmente quando se pensa nas possibilidades de manutenção da funcionalidade motora e em processos de reabilitação. Essa dissertação teve como objetivos investigar o número mínimo de sessões de familiarização necessário para estabilizar a flutuação de força em idosas, verificar as possíveis alterações no comportamento do desvio padrão de força da mão dominante e avaliar o poder relativo da ETCC sobre a variação do sinal eletromiográfico dos músculos Flexor Superficial dos Dedos e Flexor Radial do Carpo. No experimento I, 12 voluntárias foram submetidas a um protocolo de familiarização marcado por uma sessão destinada a estabelecer parâmetros de valores de Contração Voluntária Máxima (CVM) e oito sessões com intensidade de 30%CVM em exercício isométrico de preensão manual com duração de 30 segundos. Para a avaliação da magnitude da flutuação de força utilizou-se a análise absoluta, com desvio padrão (DP). O registro de diferenças estatisticamente significativas confirmam a hipótese de que, mesmo em idosas fisicamente ativas, duas sessões de familiarização são necessárias para que haja uma estabilização da flutuação de força. No experimento II, 23 idosas praticantes de exercício físico realizaram uma contração isométrica e em seguida foram submetidas a aplicação de ETCC em três condições (catódica, anódica e sham) no córtex motor primário (M1). Após a estimulação cerebral, nova contração isométrica era proposta com a finalidade de investigar o comportamento dos índices de flutuação de força e sinal eletromiográfico antes e após a neuromodulação. Os resultados mostraram que a ETCC anódica contribuiu efetivamente para a redução da flutuação de força em idosos durante exercício isométrico, enquanto que a ETCC catódica provocou o aumento dos índices de flutuação de força. Em suma, os achados evidenciam a necessidade de aplicação de um protocolo de familiarização com pelo menos duas sessões para que sejam evitados equívocos de mensurações em testes de avaliação da flutuação de força. Além disso, observou-se que a estimulação cerebral foi capaz de interferir no comportamento das oscilações de força, onde a corrente catódica favoreceu o aumento da flutuação de força e a anódica contribuiu para uma maior estabilidade, demonstrando o potencial dessa técnica de neuromodulação associada ao exercício como ferramentas de reabilitação.


  • Mostrar Abstract
  • A flutuação de força tem sido cada vez mais utilizada em estudos com idosos como um bom preditor de desempenho e funcionalidade da motricidade. No entanto, grande parte dos estudos que analisam a flutuação de força utiliza uma única sessão de medidas para desempenho no teste. Sessões únicas podem apresentar comprometimento na metodologia do estudo, devido possibilitar interpretação equivocada dos valores obtidos nos testes. Assim, identificar a quantidade de sessões mínimas necessárias para a familiarização ao teste de flutuação de força em exercício isométrico tornar-se pertinente. Além disso, investigar os efeitos da aplicação da Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) associada à prática regular de exercício sobre os índices de flutuação de força é tarefa de extrema relevância, especialmente quando se pensa nas possibilidades de manutenção da funcionalidade motora e em processos de reabilitação. Essa dissertação teve como objetivos investigar o número mínimo de sessões de familiarização necessário para estabilizar a flutuação de força em idosas, verificar as possíveis alterações no comportamento do desvio padrão de força da mão dominante e avaliar o poder relativo da ETCC sobre a variação do sinal eletromiográfico dos músculos Flexor Superficial dos Dedos e Flexor Radial do Carpo. No experimento I, 12 voluntárias foram submetidas a um protocolo de familiarização marcado por uma sessão destinada a estabelecer parâmetros de valores de Contração Voluntária Máxima (CVM) e oito sessões com intensidade de 30%CVM em exercício isométrico de preensão manual com duração de 30 segundos. Para a avaliação da magnitude da flutuação de força utilizou-se a análise absoluta, com desvio padrão (DP). O registro de diferenças estatisticamente significativas confirmam a hipótese de que, mesmo em idosas fisicamente ativas, duas sessões de familiarização são necessárias para que haja uma estabilização da flutuação de força. No experimento II, 23 idosas praticantes de exercício físico realizaram uma contração isométrica e em seguida foram submetidas a aplicação de ETCC em três condições (catódica, anódica e sham) no córtex motor primário (M1). Após a estimulação cerebral, nova contração isométrica era proposta com a finalidade de investigar o comportamento dos índices de flutuação de força e sinal eletromiográfico antes e após a neuromodulação. Os resultados mostraram que a ETCC anódica contribuiu efetivamente para a redução da flutuação de força em idosos durante exercício isométrico, enquanto que a ETCC catódica provocou o aumento dos índices de flutuação de força. Em suma, os achados evidenciam a necessidade de aplicação de um protocolo de familiarização com pelo menos duas sessões para que sejam evitados equívocos de mensurações em testes de avaliação da flutuação de força. Além disso, observou-se que a estimulação cerebral foi capaz de interferir no comportamento das oscilações de força, onde a corrente catódica favoreceu o aumento da flutuação de força e a anódica contribuiu para uma maior estabilidade, demonstrando o potencial dessa técnica de neuromodulação associada ao exercício como ferramentas de reabilitação.

8
  • RICHARDSON CORREIA MARINHEIRO
  • A influência da estimulação transcrâniana por corrente contínua nos parâmetros de dano muscular induzido pelo exercício 

  • Orientador : JONATAS DE FRANCA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONATAS DE FRANCA BARROS
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • LINDOMAR DA SILVA FILHO
  • CIRO JOSÉ BRITO
  • Data: 22/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • A eletroestimulação transcraniana é uma técnica não invasiva que demonstra um amplo potencial de aplicabilidade, tanto na neurociência como em áreas onde se necessita de maior excitabilidade e respostas neuromusculares. Por apresentar um impacto positivo na melhoria das capacidades físicas, torna-se necessário testar seus efeitos sobre estados de comprometimento da mobilidade, como no dano muscular acarretado pela prática de exercício de contração excêntrica de alta intensidade. Para tanto, este trabalho pretende avaliar, por meio indireto, os parâmetros de dano muscular induzido pelo exercício por meio de estudo clínico de caráter experimental, controlado, randomizado e duplo-cego. Serão analisados os parâmetros bioquímicos da Creatina Kinase e Mioglobina, o torque e força muscular e a resposta subjetiva da dor, antes (T0), após a realização de uma sessão de alta intensidade do exercício de flexão e extensão do joelho (T1) e seus efeitos posteriores em 24 (T2), 48 (T3), 72 (T4) e 168 horas (T5). A amostra será composta por jovens com idade entre 17 e 21 anos, estudantes do Instituto Federal da Paraíba – Campus Sousa, os quais serão alocados em três grupos, sendo eles: G1: grupo controle – sham; G2: grupo de estimulação antes do dano e sham durante o processo de recuperação e G3: grupo sham antes do dano e estimulação durante o processo de recuperação. Supõe-se que este recurso apresente impacto positivo sobre os parâmetros de dano muscular ocasionado após uma seção de exercício intenso, sendo uma promissora técnica com utilidade em  grupos de atletas após competições, em casos especiais como idosos durante o processo de sarcopenia (perda progressiva da força e massa muscular), bem como na população em geral, sanando os sintomas que estimulam a não permanecia nos programas de atividade física.


  • Mostrar Abstract
  • A eletroestimulação transcraniana é uma técnica não invasiva que demonstra um amplo potencial de aplicabilidade, tanto na neurociência como em áreas onde se necessita de maior excitabilidade e respostas neuromusculares. Por apresentar um impacto positivo na melhoria das capacidades físicas, torna-se necessário testar seus efeitos sobre estados de comprometimento da mobilidade, como no dano muscular acarretado pela prática de exercício de contração excêntrica de alta intensidade. Para tanto, este trabalho pretende avaliar, por meio indireto, os parâmetros de dano muscular induzido pelo exercício por meio de estudo clínico de caráter experimental, controlado, randomizado e duplo-cego. Serão analisados os parâmetros bioquímicos da Creatina Kinase e Mioglobina, o torque e força muscular e a resposta subjetiva da dor, antes (T0), após a realização de uma sessão de alta intensidade do exercício de flexão e extensão do joelho (T1) e seus efeitos posteriores em 24 (T2), 48 (T3), 72 (T4) e 168 horas (T5). A amostra será composta por jovens com idade entre 17 e 21 anos, estudantes do Instituto Federal da Paraíba – Campus Sousa, os quais serão alocados em três grupos, sendo eles: G1: grupo controle – sham; G2: grupo de estimulação antes do dano e sham durante o processo de recuperação e G3: grupo sham antes do dano e estimulação durante o processo de recuperação. Supõe-se que este recurso apresente impacto positivo sobre os parâmetros de dano muscular ocasionado após uma seção de exercício intenso, sendo uma promissora técnica com utilidade em  grupos de atletas após competições, em casos especiais como idosos durante o processo de sarcopenia (perda progressiva da força e massa muscular), bem como na população em geral, sanando os sintomas que estimulam a não permanecia nos programas de atividade física.

9
  • ANDRE OSVALDO BRANDAO GUIMARAES
  • EFEITOS DA LASERTERAPIA DE BAIXA POTÊNCIA SOBRE A FADIGA DO MÚSCULO QUADRICEPS DE INDIVÍDUOS JOVENS

  • Orientador : JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALINE DO NASCIMENTO FALCAO FREIRE MONTE
  • ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
  • JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
  • Data: 12/09/2013

  • Mostrar Resumo
  • A terapia com laser de baixa intensidade parece diminuir alguns índices da fadiga muscular. A maior parte desses efeitos pode ser consequência da influência do laser sobre os músculos predominantemente aeróbios, pois os estudos em animais e ensaios clínicos anteriores mostraram que o laser pode reduzir o estresse oxidativo do exercício e, assim, retardar - ou minimizar- os efeitos deletérios da fadiga muscular. O objetivo desse estudo será avaliar o efeito da aplicação do laser de baixa potência sobre o desempenho anaeróbio do músculo quadríceps em sujeitos saudáveis. Como variáveis do estudo utilizaremos as concentrações de lactato sanguíneo e índices de potência muscular, como potência média e velocidade pico. Esta pesquisa caracteriza-se como um estudo experimental do tipo ensaio clínico controlado, randomizado e cego, no qual participaram 93 voluntários, militares, com faixa etária entre 18 e 19 anos. Os sujeitos foram alocados randomicamente em três grupos: Controle (G1), Placebo (G2) e Laser (G3). Todos os voluntários foram submetidos a uma avaliação antropométrica, e a um Protocolo de Fadiga aplicado em uma avaliação inicial (AV-1) e em uma avaliação final (AV-2), nessas avaliações foi aplicado um protocolo de fadiga consistindo em um teste de velocidade máxima, com vinte repetições, realizado em uma máquina do exercício “leg press 45º”. Posteriormente, serão analisadas as variáveis de potência muscular e da concentração de lactato sanguíneo através de estatística para comparação inter e intragrupos.

     


  • Mostrar Abstract
  • A terapia com laser de baixa intensidade parece diminuir alguns índices da fadiga muscular. A maior parte desses efeitos pode ser consequência da influência do laser sobre os músculos predominantemente aeróbios, pois os estudos em animais e ensaios clínicos anteriores mostraram que o laser pode reduzir o estresse oxidativo do exercício e, assim, retardar - ou minimizar- os efeitos deletérios da fadiga muscular. O objetivo desse estudo será avaliar o efeito da aplicação do laser de baixa potência sobre o desempenho anaeróbio do músculo quadríceps em sujeitos saudáveis. Como variáveis do estudo utilizaremos as concentrações de lactato sanguíneo e índices de potência muscular, como potência média e velocidade pico. Esta pesquisa caracteriza-se como um estudo experimental do tipo ensaio clínico controlado, randomizado e cego, no qual participaram 93 voluntários, militares, com faixa etária entre 18 e 19 anos. Os sujeitos foram alocados randomicamente em três grupos: Controle (G1), Placebo (G2) e Laser (G3). Todos os voluntários foram submetidos a uma avaliação antropométrica, e a um Protocolo de Fadiga aplicado em uma avaliação inicial (AV-1) e em uma avaliação final (AV-2), nessas avaliações foi aplicado um protocolo de fadiga consistindo em um teste de velocidade máxima, com vinte repetições, realizado em uma máquina do exercício “leg press 45º”. Posteriormente, serão analisadas as variáveis de potência muscular e da concentração de lactato sanguíneo através de estatística para comparação inter e intragrupos.

     

10
  • LEONIDAS DE OLIVEIRA NETO
  • A estimulação transcraniana por corrente contínua pode modular a percepção do esforço, afeto e o controle autonômico durante exercício aeróbio em adultos jovens sedentários?

  • Orientador : HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • HASSAN MOHAMED ELSANGEDY
  • EDUARDO BODNARIUC FONTES
  • Data: 18/10/2013

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Novas técnicas não invasivas para modular a função cerebral vêm sendo desenvolvidas, dentre as quais se destaca a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC). Tem sido demonstrado que a ETCC diminui a percepção do esforço (PSE) e frequencia cardiaca, mediante estimulação do córtex insular. Entretanto, devido a modificações estruturais e funcionais na arquitetura desta área cortical em indivíduos sedentários, a ETCC não mostrou-se uma técnica eficaz em estimular a insula durante o repouso. É possível que estes achados se estendam também ao exercício físico. Objetivo: Investigar o efeito da ETCC sobre a PSE, afeto e controle autonômico em exercício aeróbio em indivíduos sedentários. Metodologia: 14 sujeitos foram submetidos a duas sessões de exercício (30 min.) em intensidade constante à 120% do limiar da variabilidade da frequência cadíaca (VFC), sendo aplicado previamente ao exercício ETCC anódica ou sham no córtex temporal esquerdo (T3), visando atingir o córtex insular. A cada 5 minutos foi verificado a PSE e afeto. Durante todo o experimento foi verificado a frequência cardíaca (FC) e a VFC. Resultados: Não houve diferença entre as condições anódica e sham, sobre a PSE (p>0,05), afeto (p>0,05) e FC (p>0,05) durante o exercício. Além disto, não houve diferença na VFC (p>0,05) nos momentos pré, imediatamente e 60min pós-exercício. Conclusão: Os achados do presente estudo sugerem que a ETCC aplicada, previamente ao exercício, sobre T3 de individuos sedentários, não é capaz de alterar a PSE, afeto, FC e VFC durante e após exercício aeróbio.

     

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: Novas técnicas não invasivas para modular a função cerebral vêm sendo desenvolvidas, dentre as quais se destaca a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC). Tem sido demonstrado que a ETCC diminui a percepção do esforço (PSE) e frequencia cardiaca, mediante estimulação do córtex insular. Entretanto, devido a modificações estruturais e funcionais na arquitetura desta área cortical em indivíduos sedentários, a ETCC não mostrou-se uma técnica eficaz em estimular a insula durante o repouso. É possível que estes achados se estendam também ao exercício físico. Objetivo: Investigar o efeito da ETCC sobre a PSE, afeto e controle autonômico em exercício aeróbio em indivíduos sedentários. Metodologia: 14 sujeitos foram submetidos a duas sessões de exercício (30 min.) em intensidade constante à 120% do limiar da variabilidade da frequência cadíaca (VFC), sendo aplicado previamente ao exercício ETCC anódica ou sham no córtex temporal esquerdo (T3), visando atingir o córtex insular. A cada 5 minutos foi verificado a PSE e afeto. Durante todo o experimento foi verificado a frequência cardíaca (FC) e a VFC. Resultados: Não houve diferença entre as condições anódica e sham, sobre a PSE (p>0,05), afeto (p>0,05) e FC (p>0,05) durante o exercício. Além disto, não houve diferença na VFC (p>0,05) nos momentos pré, imediatamente e 60min pós-exercício. Conclusão: Os achados do presente estudo sugerem que a ETCC aplicada, previamente ao exercício, sobre T3 de individuos sedentários, não é capaz de alterar a PSE, afeto, FC e VFC durante e após exercício aeróbio.

     

     

     

11
  • CLECIO GABRIEL DE SOUZA
  • Efeitos agudos da aplicação do laser de baixa potência sobre o desempenho neuromuscular do sóleo em sujeitos saudáveis

  • Orientador : JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE HIDEKI OKANO
  • JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
  • JEFFERSON ROSA CARDOSO
  • JOSÉ JAMACY DE ALMEIDA FERREIRA
  • WOUBER HÉRICKSON DE BRITO VIEIRA
  • Data: 06/11/2013

  • Mostrar Resumo
  • A laserterapia de baixa potência (LBP) tem demonstrado recentemente ser capaz de aumentar a resistência à fadiga, bem como potencializar o desempenho neuromuscular através de seus efeitos metabólicos e fotoquímicos. Estudos anteriores mostraram que o LBP reduziu o estresse oxidativo do exercício, promovendo um retardo da fadiga muscular e minimizando seus efeitos deletérios. O objetivo desse estudo foi avaliar se a aplicação do LBP antes de um protocolo de fadiga teria efeito sobre o desempenho neuromuscular nas variáveis eletromiográficas e dinamométricas do músculo sóleo em sujeitos saudáveis. Esta pesquisa caracterizou-se como um estudo experimental do tipo ensaio clínico controlado, randomizado e cego, no qual participaram 60 voluntários de ambos os sexos, com faixa etária entre 18 e 28 anos e fisicamente ativos, segundo o questionário internacional para a prática de atividade física (IPAQ). Os sujeitos foram alocados randomicamente em três grupos: Controle (G1), Placebo (G2) e Laser (G3) e todos os voluntários foram submetidos a uma avaliação inicial (AV-1), um Protocolo de Fadiga e uma avaliação final (AV-2), compostas por contrações isocinéticas para flexão plantar a uma velocidade de 90°/s. Os resultados encontrados nesse estudo mostraram que não houve diferença estatística entre os três grupos da pesquisa nas variáveis eletromiográficas de RMS e Frequência Mediana, contudo, em relação à dinamometria, o grupo que recebeu a aplicação do Laser obteve um índice de fadiga significativamente menor (p=0,04) quando comparado aos grupos Controle e Placebo. Além disso, a aplicação do laser pré-exercício também resultou em um aumento nas variáveis de desempenho potência e trabalho. Com isso, pode-se concluir que o LBP foi capaz de melhorar o desempenho do sóleo em sujeitos saudáveis, justificado pelo aumento da resistência à fadiga.


  • Mostrar Abstract
  • A laserterapia de baixa potência (LBP) tem demonstrado recentemente ser capaz de aumentar a resistência à fadiga, bem como potencializar o desempenho neuromuscular através de seus efeitos metabólicos e fotoquímicos. Estudos anteriores mostraram que o LBP reduziu o estresse oxidativo do exercício, promovendo um retardo da fadiga muscular e minimizando seus efeitos deletérios. O objetivo desse estudo foi avaliar se a aplicação do LBP antes de um protocolo de fadiga teria efeito sobre o desempenho neuromuscular nas variáveis eletromiográficas e dinamométricas do músculo sóleo em sujeitos saudáveis. Esta pesquisa caracterizou-se como um estudo experimental do tipo ensaio clínico controlado, randomizado e cego, no qual participaram 60 voluntários de ambos os sexos, com faixa etária entre 18 e 28 anos e fisicamente ativos, segundo o questionário internacional para a prática de atividade física (IPAQ). Os sujeitos foram alocados randomicamente em três grupos: Controle (G1), Placebo (G2) e Laser (G3) e todos os voluntários foram submetidos a uma avaliação inicial (AV-1), um Protocolo de Fadiga e uma avaliação final (AV-2), compostas por contrações isocinéticas para flexão plantar a uma velocidade de 90°/s. Os resultados encontrados nesse estudo mostraram que não houve diferença estatística entre os três grupos da pesquisa nas variáveis eletromiográficas de RMS e Frequência Mediana, contudo, em relação à dinamometria, o grupo que recebeu a aplicação do Laser obteve um índice de fadiga significativamente menor (p=0,04) quando comparado aos grupos Controle e Placebo. Além disso, a aplicação do laser pré-exercício também resultou em um aumento nas variáveis de desempenho potência e trabalho. Com isso, pode-se concluir que o LBP foi capaz de melhorar o desempenho do sóleo em sujeitos saudáveis, justificado pelo aumento da resistência à fadiga.

12
  • CHRISTIANE NOGUEIRA DE MEDEIROS CARVALHO
  • ASSOCIAÇÃO ENTRE CONSUMO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA COM A SÍNDROME METABÓLICA EM MULHERES NA PÓS-MENOPAUSA

  • Orientador : TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA TRUSSARDI FAYH
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • LUCIANO ALONSO VALENTE DOS SANTOS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • Data: 09/12/2013

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A pós-menopausa é caracterizada como o período iniciado um ano após a interrupção permanente dos ciclos menstruais que normalmente estão relacionadas com patologias que em associação à síndrome metabólica (SM) representam um conjunto de fatores de risco cardiovascular. Objetivo: Observar a associação entre o consumo alimentar e a prática de atividade física com a síndrome metabólica em mulheres na pós-menopausa. Métodos: A amostra foi composta por 82 mulheres, com idade média de 59,7 ± 8,08 anos, avaliadas na zona norte do município de Natal/RN e participantes do Programa Natal Ativa. Foi aplicado um Questionário de Frequência de Consumo Alimentar (QFCA) e uma anamnese com questões sobre a prática de atividade física. Para o diagnóstico da SM foram realizadas medidas antropométricas e exames bioquímicos. Resultado: As mulheres ativas consomem mais alimentos protetores (linhaça, castanhas, pão integral, arroz integral e azeite) do que as mulheres inativas. Quanto ao consumo diário de alimentos considerados de risco (açúcar, biscoito salgado, pão francês/forma, arroz branco, margarina e carne de boi), esses foram mais consumidos pelo grupo das mulheres inativas. A prevalência de SM nas mulheres inativas foi maior (53,30%) do que nas mulheres ativas (46,70%). Conclusão: As mulheres ativas na pós-menopausa tiveram um maior consumo diário de alimentos protetores para doenças cardiovasculares, assim como os alimentos de risco para tais doenças foram mais consumidos pelas mulheres inativas. A prevalência de SM nas mulheres inativas foi maior do que nas mulheres ativas. Existe associação entre Consumo alimentar, Atividade Física e SM.


  • Mostrar Abstract
  • Introdução: A pós-menopausa é caracterizada como o período iniciado um ano após a interrupção permanente dos ciclos menstruais que normalmente estão relacionadas com patologias que em associação à síndrome metabólica (SM) representam um conjunto de fatores de risco cardiovascular. Objetivo: Observar a associação entre o consumo alimentar e a prática de atividade física com a síndrome metabólica em mulheres na pós-menopausa. Métodos: A amostra foi composta por 82 mulheres, com idade média de 59,7 ± 8,08 anos, avaliadas na zona norte do município de Natal/RN e participantes do Programa Natal Ativa. Foi aplicado um Questionário de Frequência de Consumo Alimentar (QFCA) e uma anamnese com questões sobre a prática de atividade física. Para o diagnóstico da SM foram realizadas medidas antropométricas e exames bioquímicos. Resultado: As mulheres ativas consomem mais alimentos protetores (linhaça, castanhas, pão integral, arroz integral e azeite) do que as mulheres inativas. Quanto ao consumo diário de alimentos considerados de risco (açúcar, biscoito salgado, pão francês/forma, arroz branco, margarina e carne de boi), esses foram mais consumidos pelo grupo das mulheres inativas. A prevalência de SM nas mulheres inativas foi maior (53,30%) do que nas mulheres ativas (46,70%). Conclusão: As mulheres ativas na pós-menopausa tiveram um maior consumo diário de alimentos protetores para doenças cardiovasculares, assim como os alimentos de risco para tais doenças foram mais consumidos pelas mulheres inativas. A prevalência de SM nas mulheres inativas foi maior do que nas mulheres ativas. Existe associação entre Consumo alimentar, Atividade Física e SM.

13
  • MICHELLE VASCONCELOS DE OLIVEIRA BORGES
  • HERDABILIDADE DE PREDITORES DO RISCO CARDIOVASCULAR 

  • Orientador : TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
  • PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
  • BRENO GUILHERME DE ARAUJO TINOCO CABRAL
  • HUMBERTO JEFFERSON DE MEDEIROS
  • LUCIANO ALONSO VALENTE DOS SANTOS
  • Data: 11/12/2013

  • Mostrar Resumo
  •  

    Introdução: os fatores genéticos e ambientais contribuem para o desenvolvimento do risco cardiovascular e essa influência pode ser diferenciada por fatores característicos de cada população, idade e sexo. Objetivo:  investigar a herdabilidade de variáveis antropométricas e marcadores bioquímicos como preditores do risco cardiovascular em homens e mulheres de diferentes faixas etárias, utilizando o método de gêmeos. Métodos: Amostra composta por 130 gêmeos, sendo do sexo feminino 42 monozigotos e 32 dizigotos e do sexo masculino 28 monozigotos e 28 dizigotos, residentes na região metropolitana de Natal/RN, Brasil. Como medidas antropométricas foram aferidas a estatura, massa corporal, circunferência da cintura (CC), somatório de dobras cutâneas (∑DC), percentual de gordura CUN-BAE, IMC e índice de conicidade. Os marcadores bioquímicos analisados foram: glicemia de jejum (GLI), colesterol total (COL), HDL-C, LDL-C e triglicerídeos (TG). Após o tratamento dos dados foi aplicado o índice de herdabilidade (h2) = ((S² DZ – S² MZ) / S² DZ) x 100; separado por sexo e idade. Resultados: As variáveis apresentaram comportamento de hereditariedade diferenciado para homens e mulheres, dependendo da idade. As variáveis com maior herdabilidade foram: ∑DC, GLI, HDL, TG, nos homens; e IMC, CC, ∑DC, GLI, HDL-C e TG nas mulheres. E as variáveis mais influenciadas pelo ambiente foram: Massa, IMC, COL, LDL-C, nos homens; massa e LDL-C nas mulheres. Conclusão: As diferenças por sexo do índice de herdabilidade para os preditores do risco cardiovascular podem auxiliar no planejamento de estratégias de intervenção específicas de acordo com o sexo e estágio da vida desse indivíduo. É a partir do nível de influência ambiental que poderá correr as intervenções para modificações dos componentes relacionados ao risco cardiovascular. 


  • Mostrar Abstract
  •  

    Introdução: os fatores genéticos e ambientais contribuem para o desenvolvimento do risco cardiovascular e essa influência pode ser diferenciada por fatores característicos de cada população, idade e sexo. Objetivo:  investigar a herdabilidade de variáveis antropométricas e marcadores bioquímicos como preditores do risco cardiovascular em homens e mulheres de diferentes faixas etárias, utilizando o método de gêmeos. Métodos: Amostra composta por 130 gêmeos, sendo do sexo feminino 42 monozigotos e 32 dizigotos e do sexo masculino 28 monozigotos e 28 dizigotos, residentes na região metropolitana de Natal/RN, Brasil. Como medidas antropométricas foram aferidas a estatura, massa corporal, circunferência da cintura (CC), somatório de dobras cutâneas (∑DC), percentual de gordura CUN-BAE, IMC e índice de conicidade. Os marcadores bioquímicos analisados foram: glicemia de jejum (GLI), colesterol total (COL), HDL-C, LDL-C e triglicerídeos (TG). Após o tratamento dos dados foi aplicado o índice de herdabilidade (h2) = ((S² DZ – S² MZ) / S² DZ) x 100; separado por sexo e idade. Resultados: As variáveis apresentaram comportamento de hereditariedade diferenciado para homens e mulheres, dependendo da idade. As variáveis com maior herdabilidade foram: ∑DC, GLI, HDL, TG, nos homens; e IMC, CC, ∑DC, GLI, HDL-C e TG nas mulheres. E as variáveis mais influenciadas pelo ambiente foram: Massa, IMC, COL, LDL-C, nos homens; massa e LDL-C nas mulheres. Conclusão: As diferenças por sexo do índice de herdabilidade para os preditores do risco cardiovascular podem auxiliar no planejamento de estratégias de intervenção específicas de acordo com o sexo e estágio da vida desse indivíduo. É a partir do nível de influência ambiental que poderá correr as intervenções para modificações dos componentes relacionados ao risco cardiovascular. 

2012
Dissertações
1
  • HUDSON PABLO DE OLIVEIRA BEZERRA
  • CORPO E SAÚDE: REFLEXÕES SOBRE O QUADRO "MEDIDA CERTA"

  • Orientador : MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA ISABEL BRANDAO DE SOUZA MENDES
  • TEREZINHA PETRUCIA DA NOBREGA
  • RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA
  • Data: 13/12/2012

  • Mostrar Resumo
  • O cenário atual encontra-se permeado por diversas compreensões a respeito do corpo e da saúde. Estas são frutos de um processo histórico vivenciado pelos homens em diferentes épocas e contextos sociais através dos quais foram sendo construídas. Diante deste cenário, destacamos a mídia como um poderoso meio de informação e formação de ideias no que concerne ao corpo e à saúde. Esta tem se apropriado de diferentes estratégias para veicular formas de cuidado destes. A mídia também, enquanto meio de mediação de informações nos apresenta características do cenário social em que está inserida. Em nossa pesquisa trazemos como objetivo refletir sobre as compreensões, saberes e práticas propagadas a propósito do corpo e da saúde no quadro “Medida Certa” do programa Fantástico da emissora Rede Globo de Telecomunicações, no sentido de identificar como a Educação Física, tem contribuído com a construção dos conhecimentos divulgados. Para tanto, direcionamos nossas análises ao quadro “Medida Certa” exibido pelo Fantástico nos meses de abril, maio e junho de 2011. Os dados para análise foram coletados através dos vídeos exibidos ao vivo no Fantástico e das informações disponibilizadas no blog do referido quadro. Assim, tivemos 14 vídeos exibidos ao vivo, 16 vídeos postados no blog e 97 postagens no blog. Como técnica de análise dos dados utilizamos da análise de conteúdo de Bardin (2011). Sobre o corpo obtivemos como categorias de análise: corpo como sistema operacional; corpo biológico; corpo exterior ao sujeito; corpo fragmentado e exterior ao sujeito; corpo quantificado e atrelado a padrões; e, corpo sujeito. Quanto à saúde analisamos as categorias de: saúde baseada em índices de normalidade biológica; saúde associada ao emagrecimento e à padrões estéticos; saúde associada à atividade física e ao controle alimentar; e, por fim propomos uma compreensão de saúde existencial. Portanto, a partir das análises dos dados evidenciamos uma predominância de compreensões, saberes e práticas sobre o corpo e a saúde pautadas nos constituintes biológicos do corpo, na quantificação e classificação em médias e padrões de normalidade, na generalização de formas de cuidado, na associação linear entre atividade física e controle alimentar com a saúde, e evidenciamos que a Educação Física tem contribuído com essas construções, por meio de alguns de seus discursos com ênfase nos aspectos biológicos. Dessa forma, defendemos em nosso estudo uma compreensão de corpo não somente objeto mas também enquanto sujeito recortado pelos elementos orgânicos, culturais, históricos e sociais, um corpo vivo, que sente, deseja e antes de tudo se expressa, e a saúde perspectivada como algo do corpo, entrelaçada através dos aspectos biológicos, culturais, históricos e emocionais deste corpo que coexiste em sociedade.


  • Mostrar Abstract
  • O cenário atual encontra-se permeado por diversas compreensões a respeito do corpo e da saúde. Estas são frutos de um processo histórico vivenciado pelos homens em diferentes épocas e contextos sociais através dos quais foram sendo construídas. Diante deste cenário, destacamos a mídia como um poderoso meio de informação e formação de ideias no que concerne ao corpo e à saúde. Esta tem se apropriado de diferentes estratégias para veicular formas de cuidado destes. A mídia também, enquanto meio de mediação de informações nos apresenta características do cenário social em que está inserida. Em nossa pesquisa trazemos como objetivo refletir sobre as compreensões, saberes e práticas propagadas a propósito do corpo e da saúde no quadro “Medida Certa” do programa Fantástico da emissora Rede Globo de Telecomunicações, no sentido de identificar como a Educação Física, tem contribuído com a construção dos conhecimentos divulgados. Para tanto, direcionamos nossas análises ao quadro “Medida Certa” exibido pelo Fantástico nos meses de abril, maio e junho de 2011. Os dados para análise foram coletados através dos vídeos exibidos ao vivo no Fantástico e das informações disponibilizadas no blog do referido quadro. Assim, tivemos 14 vídeos exibidos ao vivo, 16 vídeos postados no blog e 97 postagens no blog. Como técnica de análise dos dados utilizamos da análise de conteúdo de Bardin (2011). Sobre o corpo obtivemos como categorias de análise: corpo como sistema operacional; corpo biológico; corpo exterior ao sujeito; corpo fragmentado e exterior ao sujeito; corpo quantificado e atrelado a padrões; e, corpo sujeito. Quanto à saúde analisamos as categorias de: saúde baseada em índices de normalidade biológica; saúde associada ao emagrecimento e à padrões estéticos; saúde associada à atividade física e ao controle alimentar; e, por fim propomos uma compreensão de saúde existencial. Portanto, a partir das análises dos dados evidenciamos uma predominância de compreensões, saberes e práticas sobre o corpo e a saúde pautadas nos constituintes biológicos do corpo, na quantificação e classificação em médias e padrões de normalidade, na generalização de formas de cuidado, na associação linear entre atividade física e controle alimentar com a saúde, e evidenciamos que a Educação Física tem contribuído com essas construções, por meio de alguns de seus discursos com ênfase nos aspectos biológicos. Dessa forma, defendemos em nosso estudo uma compreensão de corpo não somente objeto mas também enquanto sujeito recortado pelos elementos orgânicos, culturais, históricos e sociais, um corpo vivo, que sente, deseja e antes de tudo se expressa, e a saúde perspectivada como algo do corpo, entrelaçada através dos aspectos biológicos, culturais, históricos e emocionais deste corpo que coexiste em sociedade.

SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao