• O sistema será reiniciado às 17:35 para fins de atualização de funcionalidades. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 1 minuto o sistema estará de volta.
Notícias > Defesa de Relatório de Graduação em Geofísica - HADASSA RAQUEL - 13/12/2017 - 16h - LabSis (Sala de Aula -1º Andar)

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Centro de Ciências Exatas e da Terra
Curso de Graduação em Geofísica


DEFESA DE RELATÓRIO DE GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA (GEF0161)

 


Título: Estudo sobre tempestade geomagnética ocorrida em abril de 2000 e seus efeitos sobre a Ionosfera Polar e EQ

 


Autora: Hadassa Raquel Peixoto Jácome                                                                     

 

Resumo:

 

Neste trabalho, discute-se a interação entre o vento solar e a magnetosfera terrestre, com o objetivo de compreender a ocorrência de tempestades geomagnéticas, bem como seus efeitos sobre a ionosfera, tendo em vista a grande importância dessa região atmosférica nos sistemas de telecomunicações e de posicionamento geográfico na atualidade. O período analisado aqui compreendeu todo o mês de abril de 2000, em que foram identificadas três tempestades: nos dias 6, 15 e 24. Os dados utilizados para caracterizar a atividade magnética nesse período foram os índices Dst, Kp, AU, AL e AE, além da componente Bz do campo magnético interplanetário, que indicou a ocorrência de reconexão magnética nas três tempestades. Todos esses dados foram obtidos no website do Goddard Space Flight Center (https://omniweb.gsfc.nasa.gov/ow.html). Das tempestades observadas, a que mostrou maior intensidade foi a ocorrida no dia 6, apresentando Dstmin = -288 nT. Para observar os efeitos dessa tempestade sobre a ionosfera polar, foram utilizadas imagens aurorais do polo Norte, obtidas pelo satélite POLAR, que mostraram a intensificação do eletrojato auroral pela injeção de partículas nas cúspides. Já os efeitos na ionosfera equatorial foram observados através de gráficos de isodensidades referentes a Natal – RN, Fortaleza – CE, e Cachoeira Paulista –SP. Tais gráficos mostraram comportamentos anômalos da ionosfera sobre as três cidades, caracterizando a propagação de Distúrbios Ionosféricos Propagantes (TIDs - Travelling Ionospheric Disturbances), gerados pela expansão do oval auroral nos polos.

 

Palavras-chave:

 

Tempestade geomagnética, reconexão magnética, ionosfera polar, ionosfera equatorial.

 

Banca Examinadora:

 

Prof. Dr. Gilvan Luiz Borba – Orientador (DGEF/UFRN)

Prof. Dr. Milton Morais Xavier Junior (DGEF/UFRN)

Prof. Dr. Anderson Luiz Pinheiro de Oliveira (IFRN)


Data: 13 de dezembro de 2017                                      Horário: 16h00

 

Local: Laboratório Sismológico (LabSis) - Sala de Aula (1º Andar)


Notícia cadastrada em 04/12/2017 14:49  
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao