/ - Telefone/Ramal:
Notícias > Banca de DEFESA: SIMARA RIBEIRO GOMES DA CUNHA LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SIMARA RIBEIRO GOMES DA CUNHA LIMA
DATA : 28/06/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala B4, Setor 2
TÍTULO:

LEITURA DO LIVRO CHÃO DOS SIMPLES NA SALA DE AULA: RISO E TRADIÇÃO REGIONAL NOS CONTOS DE MANOEL ONOFRE JÚNIOR


PALAVRAS-CHAVES:

Ensino.  Literatura.  Letramento. Onofre Júnior.


PÁGINAS: 173
RESUMO:

O ensino de Literatura tem sido negligenciado ao longo das últimas décadas na Educação Básica, principalmente em escolas públicas. Por esse motivo, e cientes da importância do conhecimento veiculado nos textos literários na construção da aprendizagem dos alunos enquanto cidadãos, é que optamos por ensinar literatura. Destarte, o presente trabalho traz uma proposta de intervenção em sala de aula, aplicada na série do 8º ano da Escola Municipal Manoel João Barbosa, situada na zona rural do município de Logradouro no estado da Paraíba. O fulcro principal de nosso trabalho foi desenvolver a competência leitora do aluno através de textos literários, com o foco em sua transformação crítico-social e cultural. Por essa razão, levamos o letramento literário para a turma supracitada através da aplicação de leitura de contos que integram o livro Chão do simples (2014), do escritor potiguar Manoel Onofre Jr., tendo como unidade temática o riso e resíduos da tradição regionalista. Por conseguinte, inserimos o texto literário na sala de aula, motivando no aluno o interesse pela leitura, além de proporcionar-lhes condições necessárias à produção de contos regionalistas, a partir de suas vivências e experiências com os contos lidos.   Como se trata de experiência de leitura no âmbito escolar, este estudo adotou o modelo de sequência didática básica, segundo a sistematização de Rildo Cosson (2014), em seu livro: Letramento Literário: teoria e prática que compreende em quatro etapas: motivação, introdução, leitura e interpretação.Além da fundamentação nas reflexões de Rildo Cosson, este trabalho também teve como aporte teórico o pensamento Antonio Candido (1995), em seu ensaio “O direito à literatura”; a sistematização crítica de Antoine Compagnon (2009), presente em sua obra Literatura para quê?; o ensaio de Leyla Perrone-Moisés (1996), “Literatura para todos”;entre outros. As sistematizações teóricas e críticas dos referidos autores nos serviram de base para reflexão acerca da pertinência e do papel da literaturana escola e na vida dos indivíduos, seja como instrumento de crítica social, na formação cidadã, seja na sua formação intelectual e cultural. Os resultados alcançados por esta pesquisa apontam  para a importância do ensino de literatura na sala de aula, sendo o texto literário a fonte desse ensino. Essa metodologia   possibilitou aos alunos o livre acesso à leitura como forma de autorreconhecimento, bem como construção de novos saberes. Aliado a isso,  observamos  que  os discentes engajados nessa intervenção,    ampliaram as habilidades de leitura e de escrita comprovando, assim, um avanço na    competência de leitores literários.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CASSIA DE FATIMA MATOS DOS SANTOS - IFRN
Presidente - 1299003 - DERIVALDO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1675070 - JOSE LUIZ FERREIRA

Notícia cadastrada em 15/06/2018 12:51  
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao