/ - Telefone/Ramal:
Notícias > Banca de QUALIFICAÇÃO: POLIANA MARIA TRINDADE ALVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : POLIANA MARIA TRINDADE ALVES
DATA : 25/04/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Departamento da Pós Graduação de Ecologia
TÍTULO:

Ritmo circadiano do florescimento de Melocactus zehntneri: Quem seriam os potenciais visitantes e polinizadores?


PALAVRAS-CHAVES:

Interação planta-nectarívoro; recompensas florais; Melocactus zehntneri; partilha de recurso; Glossophaga soricina; Lionycteris spurelli; Lonchophylla sp. e Xeronycteris vieirai


PÁGINAS: 38
RESUMO:

Os recursos da Caatinga variam com a sazonalidade da região e são menos abundantes na estação seca. Nesse período poucas plantas florescem, dentre elas estão os cactos, restando poucos recursos para os nectarívoros. Por esse motivo, polinizadores oportunistas podem visitá-las e/ou roubar o néctar. O trabalho descreverá o ciclo circadiano, a produção e padrão de secreção do néctar, consumo e visitação no Melocactus zehntneri, buscando possíveis explicações sobre as interações entre esse cacto e morcegos (Glossophaga soricina, Lionycteris spurelli, Lonchophylla sp. e Xeronycteris vieirai) na Caatinga de Lajes do Cabugi / RN. Recentemente, um estudo paralelo relatou que esses morcegos estão visitando o cacto, pois grande quantidade de pólen da espécie foi encontrada em seus pelos ou fezes. Mas suas flores não indicam sinais de quiropterofilia, por isso coletas de campo e um experimento foi realizado para investigar a existência de recompensas florais e respostas, no ciclo circadiano e no padrão de secreção do néctar, relacionadas a essa interação. O volume e concentração de açúcar no néctar diminuem após 17h30min, mas continua tendo qualidade para recompensar polinizadores noturnos que começam a forragear nesse horário, como os morcegos de pequeno porte da Caatinga. Provavelmente, o beija-flor (Chlorostilbon aureoventris) que é polinizador mais eficiente do M. zehntneri, partilha néctar com outros visitantes florais, incluindo os morcegos da região. Existe uma diferença no padrão de secreção de néctar antes e após 17h30min, que pode está relacionado aos diferentes visitantes florais dessa planta. Esse fato pode aumentar a variabilidade genética na população do cacto, pois estaria beneficiando também outros visitantes além do beija-flor que apresenta um comportamento bastante territorialista. Além disso, morcegos podem está usando o néctar dessa planta como uma fonte alternativa de energia no período seco da Caatinga, pois os recursos são mais escassos.  


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1837921 - ALEXANDRE FADIGAS DE SOUZA
Externo ao Programa - 1813882 - ALICE DE MORAES CALVENTE VERSIEUX
Presidente - 1718346 - EDUARDO MARTINS VENTICINQUE

Notícia cadastrada em 18/04/2018 11:11  
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao